Cadê Você?

01
MAR
Jorge Mendonça, o melhor de todos os tempos do Guarani

Dezessete de fevereiro passado marcou o 15º da morte do ponta-de-lança Jorge Mendonça, indiscutivelmente o melhor jogador de todos os tempos de Guarani.

Ele chegou ao Estádio Brinco de Ouro para ocupar o lugar deixado por Renato Morungaba em 1980, e se transformou num 'fazedor de gols' até 1982.

Ouça no link abaixo o áudio que o titular da coluna Cadê Você, Ariovaldo Izac, gravou sobre o jogador para a programação esportiva da Rádio Brasil Campinas.

  • João da Teixeira
    13/03/2021 10:16

    Aqui ele encontrou o grande amor de sua vida, que com o tempo não foi correspondido, provavelmente pela boemia inverterada, na companhia de belas mulheres e dos finos copos. Nessa fase, talvez estimulado pelo afrodisíaco amoroso, praticava o fino da bola. Com a desilusão amorosa, o amor não correspondido o levou a perder o faro do bom futebol. Da "merça" quente reluzente, às sarjetas frias nada quente foi um passo para terminar o legado de um dos melhores atacantes que vi jogar.

21
FEB
Joca, 57 anos de serviços prestados ao Guarani

Administrador esportivo Jorge Corrêa da Conceição, o Joca, foi homenageado pela Câmara de Vereadores de Campinas com o diploma de Mérito Esportivo, pelos 57 anos de serviços prestados ao Guarani.


Hoje, aos 80 anos de idade, após ter enfrentado dois AVCs (Acidentes Vasculares Cerebrais) e um infarto, está restabelecido e pronto para valorizar aqueles que ajudaram a construir a história do Guarani.

Ouça o áudio que produzi para o quadro Histórias do Futebol de Campinas, na Rádio Brasil Campinas, no link abaixo.

  • João da Teixeira
    22/02/2021 09:21

    O busto do jogador Joca tem a assinatura do grande escultor que foi radicado em Campinas, Lélio Coluccini, que juntamente com Vitoriano dos Anjos, Domingos Nucci, da antiga oficina de cantaria do Papais, Rosada e Zarattini, foram os grandes escultores dessa arte em Campinas. O busto de Moisés Lucarelli na entrada do estádio de mesmo nome, o Majestoso, tbém é do artista Coluccini. Até nisso estamos empatados.

  • João da Teixeira
    22/02/2021 00:19

    Na entrada do setor das cadeiras vitalícias do Brinco de Ouro é possível encontrar o busto do zagueiro João Luiz Ungaretti, o Joca, um valinhense que se tornou um dos principais ícones da história do bugre. Pensei que era desse Joca que vc iria falar, pois sempre tive curiosidade de saber sua história e o porquê do busto, foi tão importante assim como jogador? Infelizmente sobre esse outro Joca, o administrador, desconheço seu importante trabalho que a Câmara homenageou.

Confiram as Postagens Anteriores:

1  2  3  4  5  6  7  8  9  10  11  12  13  14 
 

Jornalista esportivo há 40 anos. Trabalhou, como jornalista, nas emissoras de Rádio Brasil, Educadora, Central, Jequitibá e Capital (São Paulo). Nos jornais: Diário do Povo e Jornal de Domingo, ambos de Campinas, e editor de Economia e Opinião do Jornal Todo Dia, de Americana.

Fale comigo