20
JUN
Empate sem gols se ajustou bem ao futebol mostrado por Guarani e Oeste

Geralmente empates sem gols são modorrentos, mas não é o que se pode dizer desse resultado entre Guarani e Oeste na noite desta terça-feira no Estádio Brinco de Ouro.

Foi um jogo extremamente disputado, com desdobramento dos jogadores até o limite físico de cada um. Assim, as equipes se alternaram ao longo da partida, ora com predominância de um, ora predominância de outro.

O Guarani teve participação mais efetiva a cada metade de fase: no início e após o intervalo. O mesmo se aplica ao Oeste na segunda metade de cada tempo.

No início da partida, a equipe do Oeste procurou se resguardar e deixou o Guarani tomar iniciativa.

Como o time bugrino não conseguia se infiltrar e finalizava de fora da área através do meia Fumagalli, prevalecia a boa colocação do goleiro Rodolfo.

Foi quando os visitantes acharam que poderiam se desprender apenas da marcação para também atacar.

Aí apareceu o hábil atacante Erik, do Oeste, que individualmente levava vantagem sobre o lateral-esquerdo Salomão no setor direito de seu ataque.

Foi o período em que duas pontadas ofensivas em velocidade do Oeste, pelos lados do campo, propiciaram ao caneleiro atacante Alexandro chance de marcar, mas a bola terminou nas mãos do goleiro Leandro Santos.

ROBERTO CAVALO

O atento treinador Roberto Cavalo, do Oeste, percebeu o risco de manter em campo o vulnerável lateral-esquerdo Ricardo - que inclusive já havia sido advertido pelo cartão amarelo - e o sacou aos 30 minutos do primeiro tempo.

A entrada de Guilherme Romon serviu para estabilizar o setor e ainda provocou ganho na saída de bola ao ataque.

Naquele primeiro tempo, o Oeste teve a chance mais cristalina de gol através de Betinho, que depois de driblar Genílson chutou a bola sobre o travessão.

Num cochilo do zagueiro Joilson, do Oeste, faltou categoria para Samudio marcar, já dentro da área, isolando a bola.

FUMAGALLI

Se o Guarani voltou para o segundo tempo sem organização de jogadas e capacidade de infiltração, pelo menos se lançou ao ataque e insistiu em cruzamentos na expectativa de que pudesse chegar ao gol em vacilo do adversário.

Isso ocorreu em bola mal rebatida e que sobrou para Fumagalli aos 19, ocasião em que o chute foi na direção do goleiro Rodolfo, que praticou a defesa.

Já o Oeste havia perdido a sua referência ofensiva com o cansaço de Erik, que demorou para ser substituído.

Todavia, como na sequência o Guarani se enervou e abusou de bolas alongadas, houve predominância defensiva do Oeste, que trabalhou melhor a bola até as imediações da área bugrina, porém sem poder de fogo para importunar o goleiro Leandro Santos.

E quando se aguardava o apito final do árbitro potiguar Caio Max Vieira, eis que uma casquinha de cabeça do meia Bruno Nazário, de costa para o gol, só não surpreendeu o goleiro Rodolfo porque a bola foi em cima dele, aos 45 minutos.

Portanto, desta vez o futebol apenas voluntarioso do Guarani não foi suficiente para nova vitória nessa Série B do Campeonato Brasileiro. Todavia, tem-se que reconhecer méritos do adversário que soube se compactar, se defender e valorizou a partida.

  • DE ARI PARA EUGENIO (1)
    22/06/2017 11:25

    Prezado Eugenio, a gente supõe ter pleno domínio sobre bola rolando, mas de vez em quando acaba escorregando. Inicialmente previa que Dênis Neves se encaixaria bem na lateral-esquerda e muito mais como quarto homem de meio de campo do Guarani. De fato ele pega bem na bola, tem visão de jogo, mas é pouco participativo. Fisicamente fica sempre devendo...

  • DE ARI PARA EUGENIO (2)
    22/06/2017 11:23

    ... Sendo assim, democraticamente discordo de você sobre suposta utilidade do atleta no elenco bugrino, embora reconheça que Gilton, Salomão e Eron não sejam solução. Se Richarlyson tiver força pra arrancar com a bola, resolveria o problema com a camisa meia dúzia do Guarani. Vamos aguardar.

  • Eugenio
    22/06/2017 11:22

    Ari, por favor me explique ... ainda não entendo a dispensa do Denis Neves, ele foi o unico bugrino na seleçao da A2 e mesmo assim foi dispensado ? Gilton, Eron e Salomão não são melhores que ele. Tem coisa ai que não sabemos ... Qto aos outros encostados ja vão tarde.

  • Marcio
    22/06/2017 11:15

    Calma Eugenio, tá cara que esse vacilão otário tá dando uma de prostituta se oferecendo para voltar para AAPP e de preferência fazer um bom contratinho e ficar na boa no banco de reservas...

  • Marcio
    22/06/2017 11:14

    Agora lembrei, esse Alexandro era aquele que adorava fazer média com a torcida da AAPP e só andava de havaianas, bom p/ eles que alguém se tocou e apertou a descarga, mas pelo jeito ele tá querendo voltar hein !

  • Marcio
    22/06/2017 10:10

    Profeta quem é Alexandro mesmo ? Jogou em algum time importante ?

  • Paulo Sergio
    22/06/2017 10:10

    A brincadeira do Alexandro foi tão sem graça e inoportuna quanto aquela que Fumagalli fez o ano passado, lembram? Jogador tem que saber que a ele compete só jogar, brincadeiras e zoeiras deixe para a torcida. Foi mal, Sr. Alexandro!!!

  • Eugenio
    22/06/2017 10:07

    Fala pra esse imbecil, Alexandro jogadorzinho de m..., que galinheiro é a casa dele. Mais respeito com o unico campeao brasileiro do interior, coisa q ele nunca vai ser.

  • Tito
    21/06/2017 23:56

    Se o Guarani fosse mais competente em campo, e até mesmo melhor armado pelo Vadão, o tal Alexandro não teria moral para piadinhas. Mas convenhamos, se um dos times merecia a vitória, com certeza, pelo que apresentou jogando fora de casa, esse time foi o Oeste. Aí não tem jeito, temos que ouvir a zoeira do Alexandro.

  • Tito
    21/06/2017 23:56

    Hj, em entrevista à RB Campinas, o meia Fumagalli afirmou que o Guarani tem como objetivo a permanência na série B. Quem sabe, afirmou o jogador, no decorrer do campeonato o time não possa sonhar com o acesso. Como torcedor é duro ouvir declarações desse tipo, principalmente do jogador que muitos consideram ídolo no clube, mas é a dura realidade. Uma coisa é certa, este tipo de declaração poderia ser evitada para não desmotivar ainda mais o torcedor.

  • Profeta da Tribo
    21/06/2017 18:33

    Declaração infeliz desse tal de Alexandre do Oeste. Tenho pena dele. Jogadorzinho limitado, que fala muito e joga pouco.

  • Barba
    21/06/2017 17:44

    Jean Patrick - procurem saber a estoria dele - Mais 1 chinelinho na vida da Macaca!!!

  • MARCIAO
    21/06/2017 15:22

    O Alexandro , macacão, falou algumas verdades no fim do jogo .........

  • João da Teixeira 1
    21/06/2017 15:22

    Me parece que a torcida bugrina não aceitou bem esse "seu ajuste ao futebol mostrado...". Queriam também os dois pontos que faltaram desse jogo rs, rs, rs... A torcida continua impaciente, achando que o Gfc ainda é aquele vigoroso bugre. Numa "tanga" desgraçada que se encontra, essa torcida acaba sendo injusta pela água de pedra retirada pelos dirigentes bugrinos. A torcida não reconhece que o bugre agora é um índio alquebrado e insistem em fazê-lo guerrear. Não seria melhor...

  • João da Teixeira 2
    21/06/2017 15:16

    cont. Não seria melhor ter começado com um novo time, iniciar como "Havita" e não tentar ressuscitar Peri? Para quem não sabe, Havita é o nome pelo qual ficou conhecido no Brasil o indiozinho Little Hiawatha dos Studios Disney. Já Peri é o guerreiro tupi-guarani, personagem de ficção do livro O Guarani do escritor José de Alencar, que tinha um amor platônico pela personagem Cecília (Ceci), filha de um Senhor de Terras no interior fluminense, no tempo do Império.

« Anterior : [ 1 ] 2 : Próxima »
19
JUN
Frio à noite e horário das 21h30 tiram torcedor bugrino do Brinco de Ouro

Convenhamos que jogo do Guarani às 21h30 numa terça-feira gorda, pela Série B do Campeonato Brasileiro, ninguém merece.

Ora, se todos os jogos desta nova rodada serão transmitidos pelo canal Premiere, por que a diretoria do Guarani sequer tentou antecipação para as 7h15, horário determinado para a maioria das partidas?

Entendo que vão argumentar que a grade de televisão tem prioridade, que esse foi o acordo selado pela CBF, etc, etc..

Sim, todavia apenas os jogos de Guarani x Oeste e Inter x Paraná estão programados às 21h30. E como não há concorrência direta de torcedores pelos jogos da rodada, não seria inconveniente puxar o jogo do Bugre pra mais cedo.

O principal argumento seria queda de temperatura à noite com a proximidade do inverno, motivo que naturalmente desestimula o torcedor a sair de casa.

Se diante do Paysandu, terça-feira passada, o borderô do Estádio Brinco de Ouro registrou 2.618 pagantes, evidente que a perspectiva não é de público bem maior contra o Oeste, clube que não tem torcida e traz a Campinas o zagueiro Leandro Amaro, que integrou o grupo de acesso do Bugre à Série B, ano passado.

RICHARLYSON

Vem aí Richarlyson, inicialmente no banco de reservas do Guarani.

Resta saber se a torcida vai conferir em campo aquele Richarlyson dos tempos de São Paulo e Atlético Mineiro, até porque ele já chegou aos 34 anos de idade.

Se mantiver aquele ritmo, vai ajudar bastante.

  • Paulo Sergio p/ Profeta da Tribo
    20/06/2017 21:17

    Caro Profeta, já não basta os horários malucos que são IMPOSTOS ao torcedor, ainda vivemos o tempo todo com esse tormento de perda de jogadores, é só o cara se destacar um pouco e pronto, vai embora. Depois perguntam o por que da evasão de público!! É só surgir boato que o dirigente vem com a conversa conhecida " até agora ninguém nos procurou" mas quando vende na calada da noite o papo é "Infelizmente não tivemos como recusar, até por que ele pertence ao empresário"

  • Paulo Sergio p/ Profeta da Tribo 2
    20/06/2017 21:17

    Eu pago o TC-10 para ajudar minha Ponte, pois, moro a 300 km de Campinas não tenho como ir ao campo, mas se morasse ai iria muito esporadicamente. Infelizmente a ganancia a incompetência e os desmandos acabaram com o futebol!! construir estádios confortáveis, com segurança, banheiros limpos e estacionamento seguro fica para último plano!!

  • JOSE ROBERTO
    20/06/2017 19:39

    Caro Ari, faz muito tempo que não escrevo para sua coluna, mas como bugrino, não da para aguentar um técnico que escala Leandro Santos no gol. Esta matando o time do Guarani, lento, sem reflexo, não sabe sair do gol. É o unico técnico que escala os piores.Wagner no banco, brincadeira de Vadão, o rei da panela.

  • Profeta da Tribo
    20/06/2017 18:13

    Ari, a preocupação está grande no futebol campineiro, com a abertura da janela de transferências. No Guarani, especula-se que há interessados em Auremir, Evandro, Nazário, Eliandro e Samúdio. Simplesmente meio time. Nosso elenco já é limitado. Se perdemos esses atletas, brigaremos contra a degola. Já na AAPP, há preocupação por conta de atletas como Nino Paraíba e Lucas, que estão se destacando.

  • Profeta da Tribo
    20/06/2017 18:12

    Ari, sugiro que você escreva um artigo apontando soluções para esse problema. Uma possível solução seria mudar nosso calendário para se adequar ao europeu, para não sofrermos desmanches no meio dos campeonatos. E penso que os dirigentes dos clubes precisam ter um olhar mais preciso, identificando jogadores talentosos (Nazário, por exemplo) e fazendo contratos de longo prazo com eles. Mas, por favor, brinde-nos com sua análise sempre relevante.

  • Cabeça
    20/06/2017 18:11

    Com relação ao tema levantado pelo Ari na coluna anterior, entendo que o time do primeiro tempo é o time que deve ser treinado e insistido, apenas 2 peças precisam se afirmar ou serem revistas, seriam o lateral esquerdo João Lucas que marca muito mal, é lento, e o Claudinho que fez o primeiro jogo e precisa ser melhor avaliado. Com relação a preparação física, a estratégia e manter o Cajá e o Emerson até os 30 do segundo tempo, e depois já treinar o 2 peças que deverão entrar.

  • Cabeça
    20/06/2017 18:10

    Por exemplo, depois dos 30 do segundo, entrar com Leo Artur ou Wendel dependendo do jogo, e no lugar do Emerson, o Negueba ou próprio Claudinho, dependendo de quem irá começar

  • DE ARI PARA JOÃO DA TEIXEIRA
    20/06/2017 12:32

    João, não posso precisar o atual estágio do zagueiro Ewerton Páscoa. Convenhamos, todavia, que basta ele jogar um tiquinho a mais que Genílson e Jussani para o Guarani ficar no lucro

  • João da Teixeira
    20/06/2017 12:29

    Sim, devo ter feito uma mistura danada, também Torres Gêmeas é para confundir mesmo. Achava que era o Amaro que tinha sido expulso por agressão e punido posteriormente. Alguém escreveu que o Oeste tem a melhor defesa do campeonato, é isso? Se for, deve ser por culpa do Amaro, né? Que papelão o Gfc fez de não segurar nem um e nem outro para sua defesa. Vc. tem certeza que o Ewerton Páscoa está jogando tudo isso mesmo? Se tivesse, já não era para estar jogando?

  • DE ARI PARA JOÃO DA TEIXEIRA
    20/06/2017 11:12

    João, você está fazendo confusão. Foi o zagueiro Ferreira que acabou suspenso após agressão a árbitro. Parece-me que está no Figueirense. Leandro Amaro disputou o Paulistão pela Ferroviária e agora se transferiu ao Oeste. A zaga titular do Guarani pode melhorar quando entrar Ewerton Páscoa.

  • João da Teixeira
    20/06/2017 11:07

    O Leandro Amaro foi o que ficou suspenso por agressão àquele péssimo árbitro. E o Ferreira, onde joga? Acho que é o Ferreira que joga ou jogava na Ferroviária. O Amaro depois da suspensão foi para o Oeste direto. Em termos de comparação de times do Gfc do ano passado para esse, podemos dizer que o meio e o ataque ficaram mais coesos, mas a defesa piorou muito. O Gfc só subiu por causa da sua defesa, com Auremir, Ferreira e Amaro, os dois últimos, além de defender bem, faziam gols

  • João da Teixeira
    20/06/2017 11:06

    Com relação ao horário, lamentável. Até para ver na TV fica difícil. Primeiro não é jogo do SporTV e sim do Premiere e segundo, para quem tem que trabalhar amanhã, ir dormir meia noite, não é fácil. O negócio é ver os melhores lances amanhã no Jornal Regional e viva a CBF, que "conhece muito de programação esportiva" no meio de semana. A CBF reza na cartilha da Globo, igual a pároco seguindo o folheto litúrgico da missa. E a Bíblia, Padre?!?! - A "colinha" é mais prática...

  • João da Teixeira
    20/06/2017 11:06

    Dois jogos na TV, o 1º jogo é mequetrefe, 19h15 Série B, Náutico x Goiás SPORTV e PREMIERE e o 2º jogo, melhorzinho, 21h30 Série B, Internacional x Paraná SPORTV e PREMIERE, no mesmo horário de outro jogo mequetrefe, Gfc x Oeste. Vão dormir, vão!...

  • Roberto
    20/06/2017 11:04

    Tito, isso só mostra que vc é um corneteiro de marca maior, eu tenho todos os motivos p ir no campo, time vice líder, estreia do Richarlyson, possibilidade de assumir a liderança, estádio liberado (estavamos punidos), é como aquela historia do copo meio cheio e meio vazio, depende de como você vê .

  • Tito
    19/06/2017 23:56

    Todos os quesitos para um público pequeno no Brinco: Previsão de baixa temperatura; Time que não decola, Leandro Santos no gol, Diego e Genilton na zaga; Estádio sem o mínimo conforto para os torcedores. Aí está uma série de motivos para eu ficar em casa, ainda que esteja com o ST em dia.

Confiram as Postagens Anteriores:

1  2  3  4  5  6  7  8  9  10  11  12  13  14 
 

Jornalista esportivo há 40 anos. Trabalhou, como jornalista, nas emissoras de Rádio Brasil, Educadora, Central, Jequitibá e Capital (São Paulo). Nos jornais: Diário do Povo e Jornal de Domingo, ambos de Campinas, e editor de Economia e Opinião do Jornal Todo Dia, de Americana.

Fale comigo