17
JUN
Comemoração contra alemães é precipitada; eles podem cruzar com o Brasil

Aquela goleada que a Seleção Brasileira sofreu para a Alemanha por 7 a 1, na Copa do Mundo de 2014, ainda está engasgada entre muitos patriotas.

Quando o México surpreendeu os alemães por 1 a 0, no começo da tarde deste domingo, alguns ousaram soltar rojões e as redes sociais ficaram entupidas de comentários rancorosos contra os últimos campeões mundiais.

Calma, gente. Precipitação. De certo vocês não contaram que se a Alemanha terminar a fase na segunda colocação de seu grupo, e prevalecer o favoritismo do Brasil, são os dois países que vão se cruzar na segunda fase.

Entre os fregueses mexicanos e os temíveis alemães, qual deles seriam mais recomendáveis como adversários?

A rigor, foi um jogão entre Alemanha e México. Enquanto os europeus pressionaram, criaram e erraram a pontaria, o México do professor Juan Osório foi preparado para usar velocidade nos contra-ataques, com jogadas bem combinadas.

SÉRVIA

Público de Copa do Mundo difere-se em muito dos tradicionais torcedores de clubes.

Por mais paradoxo que possa parecer, na sequência de imagens após o gol da seleção da Sérvia, na vitória por 1 a 0 sobre a Costa Rica, na manhã deste domingo, uma torcedora sérvia permaneceu sentada, quase imóvel, abocanhando um sanduíche, como se nada tivesse ocorrido.

A gulosa abriu um baita bocão para saborear o lanche, enquanto ao redor dela torcedores do país explodiam de alegria.

Coisas de torcedor(a) - se é que assim pode ser chamado(a) - de Copa.

  • João da Teixeira
    18/06/2018 11:11

    O MARemoto está querendo desestabilizar o governo brasileiro de vez. Tudo que o Mar quer, o governo está torcendo para não acontecer de jeito nenhum. Essa 2ª feira será aquela que o Temer não pediu a Deus. Queria ficar fora do foco, caso ocorresse uma vitória, afinal, com o "circo" dando certo e as migalhas de pão sendo dadas, o povo, nessa altura, estaria festejando lá no Pelourinho, no Alzirão, no Farol, no Anhangabaú, na Afonso Pena, na Ilha de Antonio Vaz, na Glicério etc

  • Mar
    17/06/2018 19:54

    Mais um empate estamos fora...se Deus quiser!

16
JUN
Fadigado, pontepretano deixa o barco correr como está

A reduzidíssima participação dos parceiros nos comentários após a derrota da Ponte Preta para o CRB é sintoma de esmorecimento. De fato os torcedores estão fadigados após incontáveis reclamações, de críticas à incompetência de dirigentes, e serem obrigados a engolir isso que aí está.

Pontepretanos estão fadigados com a constatação de um Conselho Deliberativo omisso, que não cobra duramente postura dos dirigentes para montagem de um time em conformidade com as tradições da Ponte Preta.

São sucessivos os erros de contratações de jogadores, o que representa recursos financeiros já reduzidos colocados numa fogueira

Monta-se e remonta-se elencos com alta incidência de erros. E cabem explicações porque sempre os mesmos jogadores ‘morrem’ em campo até antes da metade do segundo tempo.

ARGENTINA

Provavelmente um filósofo de botequim um dia inventou o imortal bordão ‘que uma andorinha não faz verão’.

Apesar de ter desperdiçado o pênalti que daria vitória à Argentina sobre a Islândia, o meia Lionel Messi é o único jogador acima da média daquele selecionado, que outrora foi referência mundial.

Bastou a Islândia colocar em prática uma retranca dos tempos de Juventus do treinador Milton Buzzeto, da década de 70, pros argentinos sucumbirem, com excesso de lentidão.

Se furar aquele ferrolho seria difícil, como furou através do centroavante Aguero, jamais a Argentina poderia bobear ao permitir o empate por 1 a 1

Atacante Di Maria foi a maior decepção entre os argentinos, pois não mostrou sequer 20% daquilo que é capaz.

  • DUDU
    18/06/2018 21:56

    cansei também,não tenho vontade nenhuma de assistir ou sequer falar de jogos da Ponte,impressionante o que esses aventureiros fizeram com o nosso time.Só sofrimento!

  • João da Teixeira
    18/06/2018 11:00

    Plagiando a música "Bastidores" de Cauby Peixoto, "Cansei, cansei, até ficar com dó de mim..." É esse o sentimento de todo dia ficar falando aqui da Ponte, do mesmo. Não dá, né? Então, continuando o plágio, "Chorei, chorei e me tranquei no camarim, tomei um calmante, um excitante e um bocado de gim. Amaldiçoei o dia em que te conheci, com muitas camisas me vesti, depois ..." E assim vai o calvário da nossa torcida... Lamentável, dirigentes! Lamentável, Ponte!

  • JP
    17/06/2018 12:32

    Não se decepcione Ari, copa do mundo e essa campanha pífia da Ponte, desanimaram o Pontepretano essa semana. A Ponte Preta precisa de mudanças profundas. Enquanto não mudar a filosofia e modelo de gestão das pessoas que comandam o clube, o máximo que conseguirá é subir de vez em quando, sofrer 1 quem sabe 2 anos na série A , e cair novamente! Precisa investir na estrutura do clube: um CT decente, categoria de base permanente, e principalmente na transparência dos atos da Diretoria

  • Cabeça
    17/06/2018 12:31

    Pelo jeito não teremos pelo menos de 2 a 3 boas contratações, portanto vamos esquecer essa história de subir, temos que virar com pelo menos 32 pontos, ou seja vamos esquecer. Temos que pensar em ficar até o 12o, ganhar o derbi e curtir uma possível volta do Fabiano.

  • Tito
    17/06/2018 12:29

    O mais revoltante é saber que esses pernas de paus ganham valores absurdos. Creio que muitos torcedores que se sacrificam para irem ao estádio jogam muito mais que esses pés de ratos. É Jegue.

  • Wanderlei
    16/06/2018 20:36

    A realidade é, não tem treinador que faz milagre, a PONTE PRETA é isso que nós vimos jogar até agora, se quiser subir pra série A tem que contratar, simples assim.

  • Barba
    16/06/2018 19:36

    Você está coberto de razão Ari! Já esgotou a paciência! Não temos nenhum tesao de falar deste bando de moleques brincando de gestão. Muito menos de falar sobre futebol com tamanho time grosso e incapaz!

Confiram as Postagens Anteriores:

1  2  3  4  5  6  7  8  9  10  11  12  13  14 
 

Jornalista esportivo há 40 anos. Trabalhou, como jornalista, nas emissoras de Rádio Brasil, Educadora, Central, Jequitibá e Capital (São Paulo). Nos jornais: Diário do Povo e Jornal de Domingo, ambos de Campinas, e editor de Economia e Opinião do Jornal Todo Dia, de Americana.

Fale comigo