Montagem do questionável elenco da Ponte Preta tem tudo a ver com Fábio Moreno

A remontagem da equipe pontepretana, em pleno segundo turno da Série B do Campeonato Brasileiro, é um atestado da incompetência dos dirigentes na montagem do elenco.

E quem abusou do direito de errar em contratações de jogadores?

A coisa vem desde quando passou pelo clube o executivo de futebol Alex Brasil, que não deixou saudade.

E persistiu com o substituto dele, Alarcon Pacheco, que igualmente perdeu o crédito do torcedor.

FÁBIO MORENO

E já não se fala de outro responsável pelas contratações de jogadores que não estão à altura da Ponte Preta, que foi o então treinador Fábio Moreno, remanejado à função de coordenador técnico com a chegada do comandante Gilson Kleina.

Por sinal, última informação que se tinha de Fábio Moreno era de que havia entrado em período de férias, e já faz um tempinho.

Depois disso o assunto foi ignorado, sem se precisar se ainda está no gozo das férias, ou se voltou a trabalhar.

Teria sido demitido e a informação não foi passada?

Seja como for, a coluna sempre apontou que o profissional não estava devidamente preparado para quaisquer das funções no clube.

CONFIANÇA TOMBOU?

Ponte Preta tem lá os seus motivos pra acreditar em não mais correr risco de rebaixamento na competição.

Dos quatro que serão sacrificados, pelo que se observa o Confiança já assinou a sentença.

Nesta quinta-feira acumulou mais uma derrota, agora para o Goiás por 2 a 1, patina nos 13 pontos, e a tentativa de escapamento passa pela conquista de mais 32 pontos nos 17 jogos que ainda vai disputar.

Claro que o Confiança não vai ganhar nove jogos e empatar outros cinco daqueles ainda restantes.

Nesta projeção, seria permitido perder apenas mais três jogos, o que, convenhamos, é impossível.

TELEVISÃO

Quem manda na programação de jogos da Série B do Campeonato Brasileiro é a televisão.

Dê uma espiada na tabela com jogos desta semana. Tem bola rolando todos os dias, de terça a domingo, privilegiando o canal pago.

Logo, na vigência da nova regulamentação para transmissões de jogos pela TV, com autonomia do clube mandante para selar parcerias com veículos, de certo a coisa volte à normalidade.