É justa reivindicação de boleiros da Ponte; formato do protesto não tem nada a ver

Alô boleirada da Ponte Preta: se tem um protesto que torcedores, mídia e porque não até dirigentes não estão nem aí é vocês 'travarem a língua' e não darem entrevista.

É legítimo vocês reivindicarem salários e direitos de imagens atrasados. É dever do empregador quitar seus débitos, principalmente com trabalhadores.

Cá pra nós: quem perde com jogadores deixando de dar entrevistas?

Pra mim, ninguém.

Raros são os boleiros de entrevistas esclarecedoras, que nos remetem à reflexão.

A maioria tem bordões prontos, tais como 'nosso time lutou bastante, procurou fazer aquilo que o professor pediu, mas neste jogo nada deu certo'. Ou então, 'fomos recompensados pelo trabalho que fizemos no transcorrer da semana e agora vamos descansar e esperar o próximo jogo'.

Além disso, tem aqueles que reclamam da arbitragem com argumento de que dois pênaltis não foram assinalados.

Então, pra que entrevista?

A rigor, o tipo de entrevista remota com treinadores, com direito a uma pergunta por repórter e sem réplica, também é esvaziada, pois vários deles, quando perguntados sobre alface, respondem sobre cebola.

QUEM MARCA APANHA

Alô João da Teixeira: você, como filósofo deste espaço, tem explicação para o novo modelo de jogadores comemorem gols?

O boleiro que marca gol mais apanha de que é abraçado.

O 'pecado' pelo boleiro fazer a alegria de seus torcedores é levar tapas na cabeça de seus companheiros, e até de mãos pesadas.

Quem inventou esse troço esquisito?

Quem, João da Teixeira?

GUARANI E O G4

E não é que o Guarani voltou ao G4 desta Série B do Campeonato Brasileiro!

A derrota do Avaí para o Vila Nova implicou em troca de posição com o Guarani, pois o time catarinense caiu para a quinta colocação, com 33 pontos.

Até o final de semana há risco de o Guarani já não ostentar a posição.

Ocorre que o Náutico - com um jogo atrasado - volta ao pelotão de cima se passar pelo Vitória.

Quem também briga por posição lá em cima são Sampaio Corrêa e Botafogo, que enfrentam CSA e Coritiba, respectivamente.