Sóter, lateral-direito que foi assassinado
Lateral-direito Sóter passou pelo Guarani em 1982, após desempenho tido como satisfatório no São José (SP).

Em Campinas não conseguiu se firmar como titular, mas deu a volta por cima no Athetico Paranaense, ocasião em que desabafou pela forma com que foi preterido no Guarani.

Sóter foi assinado anos depois.

Ouça a história dele no meu relato, em gravação já exibida na Rádio Brasil Campinas