30
AGO
Uma coisa é narrativa sobre o jogo da Ponte; outra coisa é fato real

Observando a entrevista do treinador Gilson Kleina, da Ponte Preta, após a derrota para o Vasco por 2 a 0, convenhamos que não dá pra engolir a fala dele de que 'tivemos algumas chances reais. E temos que 'matar' o jogo quando tivermos chances reais”.

Evidente que Kleina tenta vender o peixinho dele, mas ouvir quem esteja em consonância com a fala dele é de doer. Ou desaprendi a enxergar futebol?

Chances, no plural? Quais as chances?

Sim, aquela bola lançada para o volante Marcos Júnior, nas costas do zagueiro Leandro Castán do Vasco, claro que foi uma tremenda chance, no singular.

Agora, como cobrar de um volante, sem característica de definidor de jogadas, empurrar a bola pra rede?

VANDERLEI

Cá pra nós: sinalizar como chances chutes fortes, de fora da área, como ocorreram com Moisés, André Luiz e Locatelli é querer provocar discussão interminável.

A rigor, bola em que o goleiro Vanderlei poderia defender, acabou rebatendo, exceto a primeira de Moisés, no canto direito.

Naqueles chutes do meio da rua, se a bola entra diriam que o goleiro teria falhado, como disseram quando Val, do Coritiba, acertou chute de distância equivalente, e o goleiro Ivan aceitou?

Lembram-se de como Ivan foi criticado?

É admissível goleiro sofrer gol de longa distância de quem pega muito forte na bola, mas...

Essa reconhecida melhora do futebol da Ponte Preta só tem validade se comparada a ela mesmo, e sobre isso tenho discorrido há cerca de quatro rodadas.

SAÍDA VALORIZADA

Se há um mérito que deve ser atribuído ao treinador Gilson Kleina é que conseguiu amenizar aquele vício de chutões dos defensores, para qualificação na saída de bola da defesa, de pé em pé, até a intermediária adversária, com significativa redução de erros de passes.

Isso leva desavisados à interpretação de que o time teria engrenado, que adquiriu outra postura de ataque, além de incursões de Moisés.

Então, eis o convite à sua reflexão: quantas oportunidades reais de gols, já dentro da área adversária, a Ponte Preta criou?

Aí você puxa à memória e vai lembrar o lance de Marcos Júnior.

Ok, passou disso, pode repelir a narrativa de Kleina de oportunidades - no plural.

Seja como for, o que se depreende deste pequeno acréscimo de rendimento do time pontepretano é que muito provavelmente seja suficiente para ganhar jogos de equipes do pelotão de baixo e com possibilidade maior de perder daqueles adversários que aspiram sempre o G4.

Como o 'planejamento da Ponte foi de quem 'semeou vento', a fuga do risco de não colher tempestade já estará de bom tamanho.

COLUNAS

Já estão atualizadas as colunas Memórias do Futebol e Cadê Você.

No áudio de circuito nacional, o enfoque é sobre a conscientização de boleiros dos malefícios do vício do tabaco, pegando como gancho o Dia Nacional de Combate ao Fumo, neste 29 de agosto.

No passado, como a boleirada abusava, uma das vítimas de câncer no pulmão foi o zagueiro Moisés, de Bangu e Corinthians,

Na coluna doméstica de Cadê Você, o texto discorre sobre o aplicado lateral-esquerdo Almeia do Guarani, como marcador.

  • Jose Ricardo
    19/12/2021 14:15

    Fora que tem os constantes atrasos salariais que causa a "greve branca" por parte dos jogadores, que só não é pior porque tem gente enfiando a mão no bolso. É claro que ninguém queima dinheiro, logo acredito que fatias de direitos econômicos de jogadores da base estão sendo dadas como aval dessa "ajuda financeira". A cada dia que passa aumenta o desespero do rebaixamento para o pntepretano, mas em parte é compensando pelo fato do fim do mandato do Tiãozinho se aproxima.

  • TIO LEI
    19/12/2021 14:11

    ÔÔÔ Ari. Voce deixou passar a declaração do GeKa, ao dizer que a PONTE "perdeu nos detalhes". Aí temos que concordar com ele. Perdemos por alguns detalhes, como: Não temos treinador que tenha visão e esquema convincente; não temos jogadores a altura de nossas tradições; atrasos salariais infleunciam sim; como voce bem o disse, não criamos chances de marcar, são "detalhes" como esses que fizeram com que não pobtivessemos uma única vitória fora de casa, certo?

  • TIO LEI
    19/12/2021 14:10

    Antonio Carlos. Dificilmente o Guto voltará um dia a ser técnico da NOSSA PONTE PRETA, hoje ele está em um patamar bem acima de nossas "possses". Sua faixa salarial hoje é exclusiva de times de Série A. Voce acredita que a PONTE PRETA teria $200/250 mil para pagar a um técnico?

  • João da Teixeira
    19/12/2021 14:09

    Nossa Ari, vc fez matéria sobre as mentiras, as conversas para boi dormir do GeKa? Não acredito. Será que tinha alguém que ele convencia além do Tiãozinho e do Alarcon Pacheco, os cúmplices. Convenhamos Ari, não dá! Qto ao tabagismo no futebol, vc lembrou do zagueiro Moisés, que fumava igual uma Maria Fumaça e vou lembrar de outro, cracaço, Hendrik Johannes Cruijff, mais conhecido como Johan Cruyff ou simplesmente Cruyff. Acendia um cigarro na bituca do outro, morreu pelo vício

  • Ramos
    19/12/2021 14:07

    Ouvi no repórter hoje que das 21 rodadas disputadas é inexistente 1 única vitória como visitante, essa remissão no inicio do returno (exceto Vasco, quando voltou ao normal) foi tabela favorável.

  • ANTONIO CARLOS
    31/08/2021 01:37

    Quem será que o GK pensa que engana? Discurso retrógrado e mentiroso. Totalmente a margem da realidade. E o pior - ninguém quer treinar a Ponte além dos mesmos incompetentes. Soube a pouco que o Guto Ferreira está no mercado. esse resolve! Baita técnico.

29
AGO
​Não queiram cobrar da Ponte Preta o impossível de oferecer

O Vasco fez o suficiente para vencer a Ponte Preta por 2 a 0, na tarde deste domingo no Rio de Janeiro, em gols que tiveram contribuição de jogadores pontepretanos.

Afora isso, o goleiro Ivan praticou duas defesas com grau de dificuldade, enquanto o goleiro Vanderlei, do time vascaíno, trabalhou basicamente em dois chutes fortes de longa distância, através do atacante Moisés e volante André Luiz.

Logo, sobre jogadas trabalhadas coletivamente e oportunidades reais de gols, isso a Ponte Preta não teve.

Na maioria das vezes a bola foi alçada à área adversária, e geralmente devolvida pelo zagueiro Leandro Castán.

Portanto, fica a impressão ao desavisado de que o fato de o time pontepretano ter reduzido substancialmente erros de passes, de a defesa ter trocado abusivos chutões por saída de trás com toques de bola, levada às proximidades da área adversária, que a equipe teria mudado de cara.

Reflexo do atual estágio da equipe é projeção concreta de vencer equipes do pelotão de baixo e assim não correr risco de rebaixamento nesta Série B do Campeonato Brasileiro.

Já diante de competidores do pelotão de cima, como o Vasco, aí vai persistir a interrogação sobre soma de pontos, exceto se os recém-contratados fizerem a diferença.

Além das mencionadas finalizações de Moisés aos seis e André Luiz aos 37 minutos do primeiro tempo, há registro para incursão do volante Marcos Júnior, nas costas do zagueiro Leandro Castán, mas o chute foi pra fora.

Longe de ser brilhante, o Vasco foi mais contundente naquele período, quando Léo Jabá, já dentro da área, exigiu puro reflexo de Ivan para a defesa, o que se repetiu em arremate do atacante Gabriel Pec, logo aos três minutos do segundo tempo.

Afora isso, outros lances agudos ficaram por conta dos gols do Vasco.

ANDREY

Creditam o primeiro gol do Vasco a um erro em saída de bola do lateral-direito Felipe Albuquerque, aos 18 minutos do primeiro tempo, mas tem-se que acrescentar, necessariamente, falhas de outros defensores pontepretanos no desdobramento da jogada.

Em cruzamento do meia Marquinhos Gabriel, pela esquerda, a cabeçada fulminante do meio-campista Andrey só foi possível porque ficou livre na área, o que mostra erro de posicionamento da dupla de zaga formada por Thiago Lopes e Cleylton.

Todavia, acrescente também o lateral-esquerdo Rafael Santos, que se desgrudou da marcação do vascaíno a procura sabe-se lá de quem pra marcar.

CLEYTON

No segundo tempo, o treinador vascaíno Lisca trocou o posicionamento do meia Marquinhos da esquerda para a direita, e por ali o seu time passou a desenvolver as principais jogadas ofensivas, até que aos 19 minutos o seu time chegou ao segundo gol, que por sinal tem que ser atribuído à fatalidade do futebol.

Na tentativa de interceptar com a cabeça o chute forte do volante Caio Lopes, o zagueiro Claylton deslocou o goleiro Ivan que seguia em direção da bola.

COZINHAR O GALO

Depois disso, o Vasco tratou de 'cozinhar o galo', como se diz na gíria do futebol.

Passou a tocar a bola a espera de o tempo escoar, e contou com as entradas de jogadores para oxigenar o meio de campo, como Galarza e Figueiredo.

Ainda no Vasco, injustificável a permanência em campo do 'poste' Germán Cano até os 41 minutos do segundo tempo, pois até então registro apenas para finalização em que foi travado por Thiago Lopes.

KEVIN

Na Ponte Preta, das trocas procedidas pelo treinador Gilson Kleina, apenas ganho de objetividade ofensiva com Kevin no lugar de Felipe Albuquerque.

Treinador demorou para sacar Fessim, Niltinho e Rodrigão, totalmente absorvidos pela marcação, e questiona-se o que o time teria a ganhar com Locatelli no lugar de Marcos Júnior?

Inválida, também, a insistente tentativa do atacante Moisés em buscar a bola na altura do meio de campo, quando o recomendável é que seja acionado mais próximo da área adversária, para complemento de jogada.

  • Antonio para Tio Lei
    19/12/2021 14:13

    Na mosca Tio Lei. Esses pseudo atacantes citados por voce nao jogam em nenhum outro time do Brasil. Alguns chinelinhos, outros apostaram em empresarios que os "enfiaram" no Majestoso atraves do FM e do Alarcon, outros nao acertam 1 unica jogada. E o Marcos Jr e Vini Locateli ja deram no saco. E tem alguns que chegaram nao se sabe pra que. Hermes, Ygor, etc... Esse GK na mesma panela. Vao deixar um baita osso para o Carnielli

  • TIO LEI - p/ Mabília.
    31/08/2021 01:37

    Valeu parceiro. Infelizmente não vejo futebol no Marcos Jr. Eu o vejo com erros de passe em demasia, o mesmo serve para o Niltinho. Não vejo meritos para ter camisa na PONTE PRETA. Aliás, os "atacantes" contratados alem de ruins, ainda por cima NÃO EXISTE ESQUEMA para os atacantes. Jogadores como Niltinho, Josiel, Yago Richard o próprio Rodrigão, e o João Veras, tá dificil imaginar melhores colocações se deoender desses elementos para fazer os gols .

  • TIO LEI - p/ Mabília.
    31/08/2021 01:36

    Valeu parceiro. Infelizmente não vejo futebol no Marcos Jr. Eu o vejo com erros de passe em demasia, o mesmo serve para o Niltinho. Não vejo meritos para ter camisa na PONTE PRETA. Aliás, os "atacantes" contratados alem de ruins, ainda por cima NÃO EXISTE ESQUEMA para os atacantes. Jogadores como Niltinho, Josiel, Yago Richard o próprio Rodrigão, e o João Veras, tá dificil imaginar melhores colocações se deoender desses elementos para fazer os gols .

  • Léo - Pr
    31/08/2021 01:35

    Ari como em todas as categorias os treinadores no Brasil são um bando de covarde pelo menos a maioria, eles cobravam estabilidade tempo para implantar suas ideias coisa e tal, agora tão fazendo acordo pra sair e deixar em aberto outra contratação de treinador pelos clubes, o tal do Mozart já está no CSA outra vez,treinador meia boca já citado por times de Campinas credo, a CBF fez a parte dela mais as maracutaias no país da corrupção não tem conserto.

  • João da Teixeira
    30/08/2021 21:51

    ​"Não queiram cobrar da Ponte Preta o impossível de oferecer". Tenho consciência disso, mas na estreia da Ponte na Série B do ano passado, contra o América no Canindé, em que perdemos ou empatados, nem lembro mais, tínhamos um bom time, pena que nosso técnico não valia meia pataca, e por isso nunca valorizamos aquele time. Na mão de um técnico de qualidade satisfatória, tinha rendido muito, pena. Hoje com todos os remendos feitos, temos um amontoado de dar inveja ao Íbis...

  • Mabilia
    30/08/2021 21:49

    Tio Lei, o Camilo n ficou no banco nas duas ultimas partidas, ele esta tratando de uma contusão no joelho .não achei que o Marcos Jr. foi mal, pior o Niltinho o cara que entrou no lugar dele errou todas Yago .

  • Léo - Pr
    30/08/2021 16:01

    A torcida da ponte tá cobrando jogador com mais qualidade sei não hein, isso é quase impossível na situação da ponte, jogador de qualidade não vai aceitar vir com o time com salários atrasado em 3 meses, os dirigentes da Ponte está esperando o dérbi se perder vão tentar coisa diferente se ganhar todos vão achar que o time é bom e nada muda, talvez uma derrota no dérbi seja o melhor caminho para os Ponte pretanos, a Ponte que se cuida Londrina, VILA, vitória estão se mexendo.

  • TIO LEI - I
    30/08/2021 14:57

    Querem saber de uma coisa? Locatelli está sendo muito mal utilizado nesta equipe, assim como tantos outros que passaram por aqui, não deram certo e dão conta do recado quando transferidos para outras equipes, principalmente atacantes. Fui talvez o primeiro aqui a questionar a qualidade tecnica do Niltinho e do Marcos Jr. Em TODOS OS "PRÉ JOGOS" detalhamos aqui o posicionamento da equipe e da dependencia do Moisés, e até hoje, nosso ataque é uma verdadeira piada. ...

  • TIO LEI - II
    30/08/2021 14:56

    ...Quando se falam em contratações, são sempre defensores ou meio campistas, e eu me dou o direito a conjecturar que: Importante que o Moisés faça "seu nome", que ele seja o pricipal destaque da equipe, que não se traga ninguem para "ofusca-lo", afinal, boa parte dos direitos federativos dele pertencem à PONTE PRETA, o Ivan já não é mais cogitado no mercado, então, quem é a "bola da vez" em caso de possível negociação? É tirarem suas conclusões, certo?

  • Léo - Pr
    30/08/2021 14:55

    Ari quando vc fala que é isso que a ponte tem pra oferecer não cobre mais que isso, deve ser pela a falta de qualidade técnica do time imagino eu, agora cá pra nós será o time da Ponte é menos qualificado do que o Sampaio Corrêa que vem fazendo uma campanha de encher os olhos, eu penso que com o salários em dia com um treinador moderno esse time da Ponte com certeza tinha mais a oferecer, mais prá nós bugrino não precisa mudar em nada tá bom assim.

  • Profeta da Tribo
    30/08/2021 14:55

    Assisti um pouco do jogo do Náutico. Muito diferente daquele Náutico que era um rolo compressor no primeiro turno. Se o Bugre entrar focado, é perfeitamente factível obtermos uma vitória lá. Vamos com garra, Bugre! Expectativa é boa, acho que o Bugre vai voltar desses 10 dias de descanso e treinamento bem forte, nos surpreendendo!

  • João da Teixeira
    30/08/2021 14:54

    Falar o quê do jogo da Ponte, chover no molhado, dar murro em ponta de faca ou o quê que vc quer que façamos, Ari? Não dá, né? Vontade de fazer, temos muitas, mas é tudo ações ilícitas, radicais, então é melhor ficarmos no nosso cantinho esperando que 4 times nos ajudem a sair dessa. O Náutico foi a decepção de sua torcida na rodada, mas só de sua torcida, pois a torcida do bugre deu pulos de alegrias com o Vitória tirando pontos do Náutico, que pelo jeito é de fritar bolinho.

  • TIO LEI
    30/08/2021 14:53

    Então, né? Será que nesta semana surgirão mais alguns nomes de jogadores que estariam sendo analisados por nossos intelectuais do futebol, e que estariam na iminência de serem contratados? O tal Matheus Anjos não deu em nada? Avisem o Ibis, se quiserem se reabilitar é só marcar uma "peladinha" contra o timão do GeKa. Tornou se até cômico, após cada NOVA DERROTA, o site vem com aquela de: agora devemos FOCAR para vencer O PRÓXIMO jogo em casa. Dificil, não?

  • TIO LEI - I
    30/08/2021 14:52

    Ha algo de muito esquisito, acontecendo lá pelas bandas do Moisés, alem é claro do atraso salarial. De uma hora para outra, Camilo "é sacado" do time, dizendo que precisaria ser poupado pelo desgaste da sequencia de jogos. Ao contrário do que muitos pensam, eu diria que ele NÃO ESTAVA EM MÁ FASE, o time que é MUITO RUIM MESMO. Um jogador como ele não deve ser priscindido nunca, ainda mais em meio à tantos "cabeças de bugre" como esses que temos no elenco atual. ...

  • TIO LEI - II
    30/08/2021 14:52

    ... Ele ficou "no banco" nas ultimas partidas e sequer entrou na segunda etapa tendo sido preterido por outros "valores" infinitas vezes inferiores à sua qualidade tecnica. O que está acontecendo de fato? Jogos contra o Botafogo e contra o Vasco, que precisávamos de alguem experiente naquele meio, e nada? Ele nem do banco sai? Ou será que nem para o banco ele tem sido convocado? Será que estão tentando uma "RESCISÃO AMIGÁVEL" para "aliviar a folha de pagamentos? ...

« Anterior : [ 1 ] 2 : Próxima »
Confiram as Postagens Anteriores:

1  2  3  4  5  6  7  8  9  10  11  12  13  14 
 

Jornalista esportivo há 40 anos. Trabalhou, como jornalista, nas emissoras de Rádio Brasil, Educadora, Central, Jequitibá e Capital (São Paulo). Nos jornais: Diário do Povo e Jornal de Domingo, ambos de Campinas, e editor de Economia e Opinião do Jornal Todo Dia, de Americana.

Fale comigo