Cadê Você?

18
MAI
Sóter, lateral-direito que foi assassinado

Lateral-direito Sóter passou pelo Guarani em 1982, após desempenho tido como satisfatório no São José (SP).

Em Campinas não conseguiu se firmar como titular, mas deu a volta por cima no Athetico Paranaense, ocasião em que desabafou pela forma com que foi preterido no Guarani.

Sóter foi assinado anos depois.

Ouça a história dele no meu relato, em gravação já exibida na Rádio Brasil Campinas


Ainda não existem comentários.

04
MAI
Brandão, o pintor de parede e segurança que ficou famoso

Há pessoas singularíssimas na história do desporto campineiro, que não necessariamente jogaram ou dirigiram equipes de futebol.

Dionísio Maurício, o popular Brandão, roubou a cena quando apitou na Liga Campineira de Futebol.

Tinha autoridade para controlar partidas nas décadas de 60 e 70.

PINTOR

Embora pintor de parede de ofício, fazia bico à noite em casas noturnas como segurança, atividade que também exercia na Ponte Preta em dias de jogos ou no acompanhamento da delegação em viagens.

Eis aí a história de Brandão, morto há mais de 15 anos, que produzi para a Rádio Brasil Campinas e recapitulo aqui.

Ouça

  • MOACIR DO VALLE JR
    05/05/2021 14:18

    SENSACIONAL! Esse negócio de blog é muito legal, e tal, mas nada como ouvir uma lenda do jornalismo esportivo. Parabéns. Por favor, continue contando histórias com o gogó!

Confiram as Postagens Anteriores:

1  2  3  4  5  6  7  8  9  10  11  12  13  14 
 

Jornalista esportivo há 40 anos. Trabalhou, como jornalista, nas emissoras de Rádio Brasil, Educadora, Central, Jequitibá e Capital (São Paulo). Nos jornais: Diário do Povo e Jornal de Domingo, ambos de Campinas, e editor de Economia e Opinião do Jornal Todo Dia, de Americana.

Fale comigo