28
ABR
Daniel Paulista precisa enxerga o óbvio

Quando vejo o treinador Daniel Paulista, do Guarani, de braços cruzados, olhando toda hora no relógio com aquela baita pose, balanço a cabeça e digo: coitado!

Pensa que saca bastante futebol, mas na prática vai ter que comer muito feijão pra chegar lá.

Quando são mexidas as peças do tabuleiro ele fica a Deus dará, como no jogo contra o Criciúma, de quarta-feira.

Primeiro acabou surpreendido pela atitude do adversário que tomou iniciava ofensiva e propôs o jogo em busca da vitória.

BRUNO JOSÉ

E quando se viu naquela situação, Daniel Paulista não sabia o que fazer.

Não sabia porque sequer havia treinado o óbvio, ou seja: preparação de jogadas usando a velocidade de seu atacante de beirada Bruno José.

Como o Criciúma foi pra cima e o seu lateral-esquerdo Marcelo Hermes sequer tomou conhecimento de Bruno José, com avanços contínuos, qual seria a reação natural de um treinador com plena leitura de jogo?

Posicionamento de Bruno José nas costas de Hermes, preferencialmente para ser lançado e forçar o chamado 'um contra um' contra o quarto-zagueiro Zé Marcos, teoricamente encarregado da cobertura.

Cá pra nós: seria exigir muito de Daniel Paulista que tivesse essa racional leitura de jogo?

Por ordem do banco ou reação instintiva, Bruno José recuava seguidamente para acompanhar avanços de Marcelo Hermes, em tremenda inversão de papéis.

E quando o Guarani conseguia recuperar a posse de bola, Bruno José estava no campo defensivo, com distância longa a percorrer.

Aí, ora dava um drible aqui e outro acolá até perder a bola, ora optava por passá-la a um companheiro.

E mais: meia Marcinho, que deveria ter sido treinado pelo lado direito para enfiar a bola para Bruno José, ficou centralizado e sumido.

YAGO E RONALD

Aí, durante o segundo tempo, quando substituições tornam-se imprescindíveis na equipe bugrina, independentemente das circunstâncias os atacantes de beirada Yago e Ronald são chamados para o aquecimento.

Claro que Daniel Paulista jamais se preocupa com críticas da mídia em relação ao uso de quaisquer jogadores.

De certo não escuta rádio, tapa os olhos para publicações digitais e impressas, e nem dá ouvido se algum conselheiro de plantão tocar no assunto.

Não bastasse a falta de visão apurada de jogo, Daniel Paulista é prepotente e teimoso.

É assim que a diretoria bugrina vai conviver com ele durante esta Série B do Campeonato Brasileiro.

  • Tito
    30/04/2022 16:54

    Ari, vc viu parte da solução, porém, colocando o B. José nas cistas do lateral, que seria o responsavel pelos passes em profundidade. Esses pés de rato não acertam oasses de cinco metros. O Guarani é o que se tem, mas que pide piorar, pois, acho muito dificil que melhore. No Guarani tudo é limitacao, visão dis dirigentes e a capacidade tecnica dos jogadores. Olhe para aquilo que truxeram como reforço, só xepas.

  • Profeta da Tribo 1
    29/04/2022 18:24

    Não sei se foi protocolar, mas semana passada, João Victor falou que o grupo está 100% fechado com o Daniel. E Diogo Matheus, após jogo, disse que o Daniel faz um excelente trabalho. Se isso for verdade, é um belo de um ponto positivo. Mas é fato que o Daniel tem muita margem de crescimento profissional. Até hoje não me conformo de termos emprestado Renanzinho e ficarmos com Ronald. O Renanzinho é pior que o Ronald? Jamais!

  • Profeta da Tribo 2
    29/04/2022 18:24

    Ari, esse negócio que você falou do Bruno José, é coisa da década de 90, anos 2000. Não funciona mais. Analise os jogos de Guardiola, Klop, Ancelotti e Tite e veja que, quando jogam com pontas, eles também mandam os pontas recuarem. Será que esses caras estão errados? É claro que não. Para mim os erros do Daniel foram: não congestionou o meio de campo, deixou espaço entre as linhas, manteve o bloco baixo demais e o Marcinho foi figura decorativa. Foi isso.

  • Profeta da Tribo 3
    29/04/2022 18:23

    Agora, é inquestionável que o Daniel pisa na bola em vários momentos. Uma das principais falhas é eu não ver um contra-ataque estruturado. Se somos pressionados pelo adversário, sucumbimos. Não temos uma válvula de escape, um jogador para ser acionado e desafogar, uma movimentação inteligente e coordenada para fazer a transição rápida. E, insisto: por que não testamos um 4-4-2, com Julio Cesar no banco e um meio de campo mais pegador? Acorda, Daniel!

  • Léo - Pr
    29/04/2022 02:00

    Espero que não Daniel Paulista não tem mais condições de fazer esse time crescer dentro da competição, eles vai esperar o barco afundar pra depois tomar providências, tamos as vésperas do Derby e o time do Guarani continua uma incógnita, o time tem alguns jogadores bom mais o treinador não tá sabendo arrumar o time. Ari o Bruno José é o jogador que depende do camisa 10 pra colocar ele em condições do um contra um ele vai levar vantagem, se perder para o timbu a coisa vai azeda.

27
ABR
Valorizaram demais aquela vitória da Ponte sobre o CRB

No acumulado de tempo, deu pra acompanhar 45 minutos do jogo em São Januário, quando a Ponte Preta perdeu para o Vasco por 1 a 0, gol de Raniel ainda no primeiro período, na noite desta quarta-feira, pela Série B do Brasileiro.

Como a prioridade da coluna foi focar no jogo Guarani e Criciúma, que começou meia hora mais cedo em Campinas, durante o intervalo deu pra espiar 15 minutos de bola rolando no Estádio São Januário.

Quando a bola parou de rolar no Estádio Brinco de Ouro, Ponte e Vasco haviam jogado apenas 20 minutos do segundo tempo e o cronômetro se estendeu até os 50 minutos.

OUVI DIZER

Se é desaconselhável emitir opinião na base do 'ouvi dizer', faço questão de quebrar o protocolo porque o coerente analista Pedrinho - ex-craque de futebol - ratificou aquilo que tenho citado depois da vitória da Ponte Preta sobre o CRB: transpiração, intensidade, volume de jogo ofensivo, mas carecendo de construções de jogadas e consequentemente oportunidades de gols.

A supervalorização que pretenderam dar àquela vitória sobre o CRB serviu sim para massagear o ego do carente torcedor pontepretano, mas aí desconsideraram que o adversário não havia mostrado a mínima resistência, prova está que nesta quarta-feira perdeu em seus domínios para o time reserva do Náutico por 2 a 1, visto que os titulares foram poupados para a finalíssima do Campeonato Pernambucano no próximo sábado, contra o Retrô, quando um empate já será suficiente para a conquista do título.

VASCO MAL

Daquilo que vi do Vasco nada mudou em relação ao mostrado contra a Chapecoense: despadronização tática, bola rifada da defesa sem rumo, e seja lá o que Deus quiser.

Depreende-se que esse Vasco é um time mal treinado, que mais parece um amontoado de jogadores correndo sem a devida coordenação.

Logo, nesta circunstância, teoricamente seria um adversário batível, mesmo atuando em seus domínios, se a Ponte Preta de fato estivesse com crescimento de produtividade.

Se falarem que o time pontepretano se desdobra, que coloca o coração na ponta da chuteira, não discorde.

Daí a uma organização tática e construções de jogadas, ainda falta muito.

Pior é que o seu treinador Hélio dos Anjos ainda insiste com reservas que não vão acrescentar, como o lateral-esquerdo Jean Carlos, meia Matheus Anjos e atacante Pedro Júnior.

  • João da Teixeira
    29/04/2022 18:25

    Leo, seu time tem gente investindo e necessitando ganhar dinheiro com o time, como não deixar jogar em Manaus? Vc está de brincadeira, né? É loja de 0,99, mas tem aviamentos, botões, rendas, apliques etc, para serem negociados...

  • TIO LEI - I
    29/04/2022 18:22

    Eberlin. Sinto-me bem a vontade para criticá-lo. Como havia dito a um "zé qualquer" aqui do blog, não tenho político e nem dirigente de estimação. Já o defendi por diversas oportunidades, mas como seu apoiador, se fizer besteiras, tenho amplos direitos em discordar quando assim eu achar. Sr. Eberlin. O sr. prometeu REFORMULAÇÃO em 50% do elenco... O que foi feito até o momento? E essa agora? F. Moreira? Aí já é sacanagem e das grossas, heim? ...

  • TIO LEI - II
    29/04/2022 18:22

    Será que o pai, Marco Aurélio estará " bancando" o salário do filhão, assim como empresários devem estar bancando o salário dessa renca jogadores que foram despejados aí no Moisés Lucarelli e aceito pelo sr.? Estaria o sr. preparando o F. Moreira para suceder o dos Anjos quando assim se fizer necessário? Não será surpresa alguma se o sr. trouxer o G. Bueno para "auxiliar" o inexpressivo L. Fabiano, que até o momento, não disse a que veio.

  • Barba
    29/04/2022 11:41

    É uma no casco, outra na ferradura. Trouxeram o Felipe Moreira de volta na Ponte preta. tem alguma coisa muito séria acontecendo no Majestoso. Estão querendo fechar as portas mesmo. Não é possível!! O Eberlim é o grande culpado dessa má gestão.

  • Léo - Pr
    29/04/2022 02:01

    Ari a diretoria do Guarani falando de levar o jogo contra o Vasco pra Manaus esses cara tá de brincadeira, tão pensando só na renda eles se esquece que nosso time já tá brigando contra rebaixamento e qualquer pontinho pode fazer a diferença lá no final, vai reformar gramado tudo bem leva o jogo para o Décio Vita em Americana, vai ser jogo de uma torcida só o Vasco tem muito torcedor em Manaus, como o Guarani tá jogando nada vai perder 3 pontos fácil.

  • Léo - Pr
    29/04/2022 02:01

    Ari no Guarani não é só contratar mau mais também segurar jogador da base como reserva imediato casos de Ludik é Eliel não dá esse Eliel não tem a mínima condições de compor elenco do Guarani, jogador lento erra todos os passes não tem estatura e marca muito mau, agora tal do Ronald é piada do Daniel Paulista em colocar o cara, ele doidão logo ele vai fazer outro pênalti, o Yago ainda acho que pode ser uma opção.

  • ANTONIO CARLOS
    29/04/2022 01:59

    Eberlim e Luís Fabiano. Não esquecemos de vocês não. Não conseguem se livrar das amebas que trouxeram? É uma afronta a entidade. Larguem o osso e alguém vai fazer o seu papel. Amadores!

  • Marcos
    29/04/2022 01:59

    Barba , ao invés de falar só que o Guarani é horrível ( isso sabemos e é fato ) ...fale tb do seu time de coração ( lógico, cuidado com o ataque cardíaco ) ...pois , o time de Neverland, é tão ruim qto...capiche ?

  • Carlos Agostinis
    29/04/2022 01:58

    Eu queria saber porque tanto esse barba fala do Guarani, amigão essas suas declarações de dono do relógio, processos trabalhistas , isso aí só tá aparecendo na sua PP, lá no Bugre as coisas estão andando na linha , se cair pra C, não tem problema já jogamos essa divisão e saímos dela , agora seu time se cair pra lá não volta nunca mais , fica quietinho pra eu gostar de você blz...

  • Profeta da Tribo
    29/04/2022 01:54

    Já passou da hora de o Bugre testar um esquema no 4-4-2. Ontem tomamos sufoco porque não tínhamos meio de campo. O meio poderia ser montado com Vilela, Andrade, Person e Augusto. Um losango. Daria mais sustentação defensiva, e Augusto com liberdade total para jogar onde quiser. Laterais subindo ao mesmo tempo. No ataque, Lucão/Nicolas e Bruno José. Banco para o Julio Cesar, pois não está rendendo nada. E o Silas, não joga nunca? Venuto, não tem sequência?

  • Profeta da Tribo 2
    29/04/2022 01:53

    Tem gente que dá sorte. Nassim Taleb, em seu livro "Iludidos pelo acaso", deixa claro que existe o fator do imponderável na vida e nos negócios (e claro, no esporte). Existem executivos que chegam no topo das empresas não só pela sua competência, mas porque estavam no lugar certo, na hora certa, conhecia as pessoas certas, teve o contexto certo, assim por diante. Por outro lado, outras pessoas mais competentes ficam aquém, porque não tiveram essa ajuda do acaso.

  • Profeta da Tribo 3
    29/04/2022 01:52

    Será que esse foi o caso do Daniel ano passado? Deu sorte, com um encaixe com Regis, Sávio e Bidu. Foi presenteado pelo acaso. Teve até várias goleadas. E aí pareceu que era um ótimo treinador. Mas, agora que o acaso não beneficiou, está ficando claro que é um treinador apenas mediano, que tem muito o que aprender. Que nem o Andrade no Flamengo em 2009. Foi bafejado pela sorte. Campeão brasileiro. Assim, a prova da competência são sucessivos bons trabalhos.

  • Luis da farmácia
    29/04/2022 01:51

    Ontem o boneco de torcida, o Hélio dos Anjos, teve nova recaida. E fez uma besteira atrás da outra e tentou ressuscitar antigos "mortos". Não dá mais. Apenas 1 gol em 4 jogos. Tentativas em vão com atletas (??) que ele proprio ajudou a trazer e que irão fazer fila na Justiça do Trabalho. Pobre Ponte Preta. Pobre Torcida centenária. Pobre entidade. Nossa sorte é que o Carnielli gosta mesmo da Ponte Preta.

  • Antonio
    28/04/2022 17:41

    Alguém tem que PARAR a !N "gestão" do Eberlim & sua trupe. São 50 atletas (??!!??) e não temo 1 time. Não temos 11 jogadores titulares. Não temos goleiro, Não temos um meia de ligação e temos apenas 1 atacante efetivo. Onde está a diretoria? Onde está o Conselho Deliberativo? Vão deixar esse amador destruir a entidade????? Cadê a torcida que dantes era aguerrida e acompanhava o time e a gestão??

  • Barba
    28/04/2022 17:40

    Não adianta dizer que o bugre está em Ascenção. Não está! Além do horrivel futebol apresentado, as dividas se acumula. Não esquecer que as dividas trabalhistas forma trocadas pelo estádio e centro de treinamento, além de ajuda do relojoeiro da Magnum, que é o DONO do pedaço. Em breve ele aciona a dívida, afinal louco por paixão por time de futebol, só o Dr. Sergio Carnielli. O resto, são negócios.....

« Anterior : [ 1 ] 2 3 : Próxima »
Confiram as Postagens Anteriores:

1  2  3  4  5  6  7  8  9  10  11  12  13  14 
 

Jornalista esportivo há 40 anos. Trabalhou, como jornalista, nas emissoras de Rádio Brasil, Educadora, Central, Jequitibá e Capital (São Paulo). Nos jornais: Diário do Povo e Jornal de Domingo, ambos de Campinas, e editor de Economia e Opinião do Jornal Todo Dia, de Americana.

Fale comigo