Dirigentes do Guarani e Polícia Civil precisam identificar baderneiros no dérbi

1- Ainda há rescaldo do dérbi campineiro de sábado. De bola rolando note que provavelmente pela primeira vez neste confronto um árbitro marca reversão em cobrança de lateral. E quem protagonizou esse erro crasso foi Guilherme Guedes, da Ponte Preta.

1A - Análise isenta do bugrino Tito ao recriminar baderna e violência de torcedores de seu clube, com exigência de pronta ação policial para controle da situação sábado passado, no Estádio Brinco de Ouro, antes do dérbi.

Como citou Tito, subir no teto do ônibus que conduzia a delegação do Guarani é 'no mínimo dano ao patrimônio de um clube que enfrenta dívidas'.

Portanto, não venham com críticas ácidas sobre revide dos policiais!

Apenas agiram energicamente para preservação da ordem. Só assim controlaram a bagunça provocada por irresponsáveis.

Infelizmente, como reflexo da confusão, torcedor inocente pagou o pago. Isso é inevitável quando inconsequentes provocam tumulto.

Agora, cobra-se postura e coragem de dirigentes do Guarani, para que indiquem aqueles maus bugrinos infiltrados em torcidas organizadas. Eles conhecem detalhadamente esses sujeitos.

Espera-se que a Polícia Civil recorra às imagens dos baderneiros, identifique-os, para que sejam enquadrados na forma da lei.

Só tirando de circulação esses bagunceiros as pessoas civilizadas poderão frequentar estádios sem risco.

Pior: esses caras reforçam o argumento do promotor Paulo Castilho, que determinou torcida única nos estádios Brinco de Ouro e Moisés Lucarelli.

VILA NOVA CAPENGA

2 - Se é vida que segue para o Guarani pós-dérbi, cabe citar que o seu adversário nesta quarta-feira, o Vila Nova, não vence há nove jogos.

Em Goiânia foram empates contra Criciúma (1 a 1), Atlético Goianiense (1 a 1), Coritiba (2 a 2), Operário ( 0 a 0) e derrota para o Brasil de Pelotas (2 x 0). Como visitante perdeu para São Bento (3 a 1), América Mineiro (2 a 0), Bragantinio (3 a 1), e empate sem gols com o Figueirense. A última vitória do Vila Nova foi na 25ª rodada, 1 a 0 em Londrina, dia 27 de setembro passado.

2A - O fraquíssimo Vila Nova sequer marca gol nos últimos três jogos. Logo, é obrigação do Guarani trazer ponto, pra não citar pontos, mesmo jogando em Goiânia.

OUTRO FRANGAÇO

3 - Pela segunda vez, em pouco tempo, o goleiro Thiago Volpi, do São Paulo, diz que asseme a responsabilidade pelo gol sofrido neste domingo.

3A - Que frangaço no gol da vitória do Furacão, aos 45 minutos do segundo tempo, em chute de Cirino! E aí: ele falha, falha e não acontece nada? Alô Fernando Diniz, técnico são-paulino: saque o rapaz do time e ponto final.