02
JAN
Ao Guarani, só resta ganhar o dérbi ou morrer na praia

Esse troço chamado maior posse de bola no futebol, com o suposto objetivo de se ficar mais perto do gol adversário, é muito relativo.

Adianta um time até encurralar o adversário em seu campo de defesa, se na prática cria apenas uma clara oportunidade de gol?

Foi exatamente aquilo que aconteceu com o Guarani durante dois terços da partida disputada contra o América Mineiro, quando foi derrotado por 1 a 0, na noite deste sábado em Campinas.

E a chance de pontuar passa pela testada do atacante Matheus Souza aos 25 minutos do primeiro tempo, com bola pra fora.

Afora isso, o time bugrino usou bastante os lados do campo e alçou bola de forma contínua, ora interceptada pelo bem montado esquema de marcação do América, ora o goleiro Matheus Cavichioli saía da meta pra praticar a defesa.

Assim o Guarani desperdiçou a chance de somar ponto(s) diante de um adversário qualificado, porém nitidamente desgastado fisicamente, devido ao competitivo jogo diante do Palmeiras, 72 horas, antes, pela semifinal da Copa do Brasil.

Atacante Ademir, referência da equipe americana, não conseguiu repetir jogadas de velocidade.

MARCAÇÃO ALTA

Como o Guarani colocou em prática marcação alta para impedir o toque de bola do América, a partir do campo de defesa, jogadores adversários optaram por alongá-la, com propósito de chegar rapidamente ao ataque.

Todavia, o América errou demais nesses passes, e com isso permitiu que o Guarani recomeçasse as jogadas.

Assim, fica claro que embora o time bugrino seja bem treinado, valoriza a posse de bola de forma progressiva, quando a jogada se aproxima da área adversária o futebol cobra qualidade individual do atleta, para discernir a melhor alternativa de acabamento.

Aí independe da capacidade de organização do treinador, principalmente quando o adversário sabe se posicionar.

Portanto, não é o caso de contestar a atuação do time bugrino, exceto desconexão entre o lateral Cristóvam e zagueiro Wálber.

FELIPE AUGUSTO

Não fosse erro de pontaria do atacante Felipe Augusto, do América, a vantagem seria ampliada duas vezes, com o jogador chutando a bola em cima do goleiro bugrino Gabriel Mesquita, em ambas ocasiões cara a cara.

Assim, das oportunidades criadas pelo América, registro efetivo no lance do gol, em desdobramento de cobrança de escanteio, com Alê desviando de cabeça no primeiro pau, para Rodolfo, no segundo, completar, aos 13 minutos do primeiro tempo.

DÉRBI

Por mais que o treinador bugrino Felipe Conceição opte por desmentido, ele também já estava com a cabeça no dérbi neste sábado, prova está que que a partir dos 11 minutos do segundo tempo começou a sacar os três jogadores pendurados: Murilo Rangel, Bruno Silva e Bidu, sem que os substitutos modificassem o rendimento da equipe.

Ao patinar nos 47 pontos, Conceição e bugrinos em geral sabem que qualquer outro resultado que não seja o de vitória no dérbi campineiro, da próxima terça-feira, será praticamente o adeus às pretensões de acesso nesta Série B do Campeonato Brasileiro.

  • Léo - Pr
    04/01/2021 14:53

    Será porque que os torcedores da Ponte desaparece toda vez que tem dérbi,mais se a ponte vencer depois do jogo volta todos e mais um pouco,obs nem todos o Teixeira tá sempre presente até nos piores momentos do seu time,vamos falar do jogo gente praticamente é o que nos resta na série B.

  • João da Teixeira
    04/01/2021 11:15

    Não é o Novorizontino que jogou contra o Santa Cruz, é o Ituano meus caros. Foi um lapso, pois iria falar logo em seguida do jigo do Tigre contra o Fast Clube e aí deu nisso. O Novorizontino ganhou de 0x1 do Fast, que pedia adiamento do jogo por Covid em 8 dos seus jogadores, mas não foi atendido pela CBF. Quer dizer que o Tigre tem tudo para subir. Arruma o post aí, Ari!

  • João da Teixeira
    03/01/2021 23:37

    Infelizmente o Novorizontino só empatou, nao conseguiu devolver o revés de 1x2 que tomou em casa do Santa Cruz. O Grupo A continua emboladérrimo. Brusque é o líder. Ontem foi o dia do Floresta-CE surpreender e hoje foi o Altos-PI contra o Marcílio de empatar no jogo de ida. Já pensou os 2 novatos subindo? Só depende deles agora. Terça tem o derby, será que o time da Ponte sabe o que representa isso? DERBY! Ou vão virar a mulherzinha do derby?

  • Amorim
    03/01/2021 19:36

    Na minha modesta opinião Guarani x America foi um dos melhores jogos da Série B deste ano , o F. Conceição está fazendo milagres com varios jogadores limitados , ao meu ver faltou ele incentivar seu time chutar de meia distancia já que não conseguia entra na defesa do América . Serie A para esse ano já era . acredito que com 5 ou 6 contrações de bons jogadores dá prá fazer um 2021 melhor .

  • Léo - Pr
    03/01/2021 19:36

    Ari não podemos dizer que o Guarani jogou mal,o grande problema é a qualidade do América que é bom superior, simplesmente o adversário não deixou o Guaraní criar quase nada, aquela posse de bola do Guarani parecia época do carpini só recuando, mais isso não foi estratégia do Conceição não,era o América que não dava espaço pro time avançar mérito deles,se a classificação não vier não foi pelo jogo de ontem.

  • Léo - Pr
    03/01/2021 19:35

    Ari essa derrota no meu ver deixa o time mais leve para o dérbi, com a distância maior do G4 tira um pouco aquela ansiedade, vitória contra a ponte é obrigação, só uma pequena observação todo jogo o treinador tá sacando o Murilo Rangel e colocando sempre o Rickson o time tá perdendo força no ataque quando mais precisa fazer gols,outra coisa se Waguinho entrou no intervalo porque não começou com ele trocasse quando perdesse o gaz,

  • Léo - Pr
    03/01/2021 19:35

    Eu acredito que o time mantém grande esperança de entrar no G4,mais pra isso tem que fazer a Ponte pagar o milho que o bode o melhor o coelho comeu, só assim sabendo das dificuldade mais continuamos sonhando do contrário tchau aí vamos pensar no paulistão.

  • LaercioJr
    03/01/2021 19:34

    Qual é o currículo de Matheus Souza no time profissional? ZERO! Novato, inexperiente, franzino, fraco! E Renanzinho se repetindo, como em 95% dos jogos em que entrou = INÚTIL. Então, sair jogando com esses 2 contra o ótimo time do América é "não querer ganhar". Começar com Rafael Costa e Wagninho seria o lógico (na minha cabeça), mas o treinador pensou diferente. Deu no que deu.

  • Carlos Agostinis
    03/01/2021 19:33

    A América achou o gol, pra mim culoa do Cristovam que deveria estar la no pe do segundo pau. O america teve outras chances porque o Guarani saiu pra cima, tática do lisca e não é de hoje, faz um gol e segura o jogo....uma pena ter perdido desse jeito, se tivesse feito primeiro teria ganhado, eles não iam conseguir correr pra empatar, tva tudo morto....mas não dá pra deixar de elogiar o América, muito bem arrumado.

  • Herald
    03/01/2021 19:32

    O Guarani mostrou um futebol leve, envolvente, de toques rápidos, precisos e verticais, mas não teve a capacidade para penetrar na área do América. Faltou poder de fogo. Fora 2 ou 3 jogadas mais perigosas, limitou-se a alçar bolas facilmente interceptadas pela bem postada zaga mineira. E é bom frisar que a maioria desses cruzamentos ou cobranças de escanteio atravessaram a área sem a mínima possibilidade de aproveitamento. Isso requer treinamento específico.

  • Herald II
    03/01/2021 19:32

    A possibilidade de acesso ficou mais distante. Lembrei-me da época do Louzer, quando chegou a encostar várias vezes, mas não entrou no G4. Porém, isso não me deixa chateado, já que sempre disse que não era impossível, mas seria necessária uma campanha perfeita para tirar uma grande diferença de pontos e suplantar vários postulantes à sua frente na tabela. Pelo contrário, espero que a evolução do time e a continuidade do trabalho sério rendam bons frutos em 2021.

  • João da Teixeira
    03/01/2021 19:30

    Fast Club e Novorizontino faz jogo da Covid em Manaus. O Fast tem 8 jogadores positivados com SarsCov-2 e por isso o time manauara pediu a CBF adiamento da partida, sem contudo ter garantia do intento. É o jogo de ida, lá. O da volta é em Novo Horizonte. O Ituano na Série C tem partida replay hoje em Recife contra o Sta Cruz, fase de classificação no Grupo A, que está bem embolado. Ontem o Brusque aleijou de vez o V.Nova, 0x3. Se o Ituano ganhar lá, poderá ficar bem na cena.

  • João da Teixeira 1
    03/01/2021 19:29

    Na 3°feira teremos o Derby, o 2° da Série B desse ano. No 1°a Ponte ganhou, com aquela dose costumeira de sorte, com o bugre naquela draga. Nesse 2°, as coisas serão bem diferentes. Ou o Moreno monta um esquema forte de marcação ou tomaremos goleada impiedosa, com essa defesa de "fritar bolinho". Marcação alta na nossa defesa chega a ser covarde, pois sem pressão, a defesa já entrega, imaginem com marcação alta. Vai ser um tal de leiloar a bola na ligação direta, direto. Cont.

  • Luiz Otto Heimpel
    03/01/2021 19:28

    Temos um otimo tecnico, o Bugre e hoje um time com organizacao e conjunto. Infelizmente tecnico nao faz gol. Como escreveu o Ari, falta qualidade que de que de aquele algo mais. Espero que para 2021 os dirigentes consigam manter o que temos de bom e reforcar para dar ao Guarani essa “qualidade” que faltou esse ano.

  • João da Teixeira 2
    03/01/2021 10:29

    Moreno vai ter que achar uma forma de segurar a 2° bola no "leilão", porque se a defesa querer sair jogando com a marcação alta, vai ser uma carníficina defensiva sem precedentes. Criar uma forma de obrigar o bugre a mudar a forma tática de jogar, seria uma outra ideia, mas como, se nem o "feijão com arroz" estão conseguindo fazer a Ponte jogar. Não adianta dizer que em derby não há favorito, o histórico do 2°turno ou da era Conceição, mostra que o bugre está dando um "binóculo"

« Anterior : [ 1 ] 2 : Próxima »
30
DEC
Mais um ano na Série B para a Ponte Preta

É bíblico, e está escrito em Oseias 8, 7: 'se semearem ventos colherão tempestades; não terão sequer uma espiga, e o grão não dará farinha'.

Essa metáfora aplicável em ensinamento cristão pode ser estendida em quaisquer das atividades, e insere-se aí a Ponte Preta, pois queimaram dinheiro em contratações equivocadas e demoraram para tomadas de decisões.

O acaso nas duas últimas rodadas que antecederam ao jogo diante do Juventude serviu para que fossem recolocadas esperanças de acesso ao torcedor pontepretano, até porque tropeços de concorrentes haviam contribuído para isso.

Rogério: gol de bicicleta
Rogério: gol de bicicleta

Aí, na tarde/noite desta quarta-feira, diante de um decadente Juventude, quando se esperava que mantivesse a expectativa de seu torcedor, mostrou que ventos semeados provocam colheita da tempestade, com a derrota de virada por 2 a 1 em Caxias do Sul (RS).

YGOR VINHAS

Como projetar ingresso no G4 com um goleiro que, ao ser verdadeiramente testado, não inspira confiança?

Pois aquela impressão inicial que se tinha de Ygor Vinha começa a se modificar.

Se já havia falhado em outras partidas, teve culpa nos dois gols do Juventude.

No primeiro, a bicicleta do atacante Rogério foi de fora da área e sem força na bola, de forma que seria possível praticar a defesa. Falhou, com a bola entrando em seu canto esquerdo.

FALHOU DUAS VEZES
No gol da virada, aos 32 minutos, a bola foi cruzada da esquerda, havia até a possibilidade de Ygor Vinha interceptar a trajetória, mas a deixou que passasse, encontrando Rafael Grampola sem ângulo para o cabeceio, em situação plenamente defensável, mas falhou.

Acrescente neste gol do time gaúcho a péssima colocação do quarto-zagueiro Wellington Carvalho, que teria que se posicionar no segundo pau para acompanhar Grambola, mas sequer saiu na foto, na jogada.

Então, quem quer subir jamais poderia ter contratado zagueiros que seguidamente falham. E sem exceção. Prova está que isso vai implicar em reformulação geral no miolo de zaga para 2021.

Afora isso, o Juventude só ameaçou a Ponte em chute sem ângulo de Getúlio, que Vinhas, mal colocado, salvou em cima da risca durante o primeiro tempo.

DOMÍNIO NO 1º TEMPO

A estratégia da Ponte de colocar em prática marcação alta durante o primeiro tempo asfixiou o Juventude, que mostrou pobreza para saída de bola e a presenteava seguidamente.

Entretanto, isso de nada adiantava. Novamente os principais jogadores do time pontepretano mantiveram rendimento aquém das possibilidades, casos de Camilo e Bruno Rodrigues.

Soma-se a isso a postura equivocada do treinador Fábio Moreno ao escalar o meia Luan Dias, o que seria indício de que não haveria jogada de fundo de campo.

Sem um atacante de velocidade pelo lado direito e sem o lateral Adopi, vetado, cruzamentos dali não sairiam, até porque o lateral substituto, Léo Pereira, não passa do meio de campo.

E do lado esquerdo Bruno Rodrigues só faz a diagonal e Lazaroni não é jogador de fundo.

Logo, nesta linha de raciocínio não se justificava a escalação do centroavante Matheus Peixoto, cujo rendimento prático se limita ao ser explorado para cabeceio de bola de fundo de campo.

Sabe quantas vezes isso ocorreu com o time pontepretano? Nenhuma.

Aí saca-se o jogador, coloca-se o reserva Orobó e igualmente não acontece nada.

Assim, embora tivesse maior volume de jogo durante o primeiro tempo, a Ponte não ameaçou uma vez sequer a meta adversária.

BARRETO

E não se pode dizer dizer que a Ponte chegou ao gol em jogada construída. Camilo cobrou escanteio, a bola se ofereceu a Bruno Rodrigues que finalizou, tocou em adversário e sobrou para Barreto completar aos cinco minutos.

Adiantou?

Um minuto depois a Ponte cedeu empate, e a previsível entrada de Guilherme Pato no lugar de Luan Dias não serviu para revigorar o ataque, visto que o time não repetiu aquele volume de jogo do primeiro tempo.

MATEMÁTICA

Agora, cinco pontos distante do Cuiabá, que fecha o G4, a Ponte se apega apenas à matemática em busca de êxito, mas teoricamente nem o seu próprio torcedor acredita mais.

Se é que algo pode servir de consolo ao pontepretano, isso se restringe a evitar derrota no dérbi campineiro, programado para a próxima terça-feira, no Estádio Brinco de Ouro.

A rigor, com a cabeça no dérbi, o treinador Moreno resolveu poupar o volante Barreto na metade do segundo tempo, pois ele estava pendurado, e assim pode ser evitada a suspensão automática. Bruno Reis entrou no lugar dele.

  • João da Teixeira
    03/01/2021 01:53

    Na Série D, o Mirassol passou apertadinho, 2x1 contra o Aparecidense, mas agora o jogo será em Aparecida de Goiânia, onde a Ponte já passou vergonha lá. No outro jogo, o Floresta fez 2x0 no América de Natal e na Arena das Dunas, o América tentará reverter o placar. Hoje o Oeste disse que vai para a Série C, mas vai levar uns pares junto, o Figueira foi a vítima hoje em Barueri, 2x1. Agora o bugre pega o América-MG cabisbaixo, por ter sido derrotado na Copa do Brasil.

  • João da Teixeira
    01/01/2021 21:55

    Amanhã, além dos jogos da Série B, inclusive o do bugre jogando contra o América-MG às 21h., teremos um jogo na Série D, do único representante do Estado de São Paulo que sobrou, o Mirassol x Aparecidense-GO no jogo de ida. Na outra partida temos Floresta-CE x América-RN. Os vencedores na melhor de 2 jogos, farão a final da Série D. O desconhecido Floresta Esporte Clube é uma agremiação esportiva da cidade de Fortaleza, fundado em 9 de novembro de 1954. Seu mascote é o lobo.

  • João da Teixeira
    01/01/2021 13:57

    Adeus 2020! A DEUS 2021, que Ele possa nos abençoar em nossas provações. O ano de 2020 não deixou saudades, mas deixou muitos ensinamentos. Que possamos aprender com as coisas nefastas acontecidas. Amanhã retorna o futebol, que possamos ter mais alegrias e menos decepções, mas sempre com muita paz.

  • Léo - Pr
    31/12/2020 18:39

    Feliz ano novo a todos que Deus prepare um ano de muitas realizações saúde paz e muitas alegrias com nossos time.

  • Mário Alberto de Almeida
    31/12/2020 18:38

    Ary, blogueiros e comentadores. Muito grato pela convivência sempre instrutiva e agradável no ano que termina. Que o 2021 seja pleno de saúde e de realizações a todos que frequentam o espaço....Que o vírus seja derrotado no ano que vem; e que os times campineiros progridem em relação ao que mostraram desde que se acomodaram na segunda divisão.

  • Marcos
    31/12/2020 18:36

    Realmente para nós , o maior problema da associação é o Carnieli, pois , se não fosse ele , já teria fechado as portas , para o nosso delírio. Vocês são ingratos e arrogantes. Time sempre será minúsculo.

  • Jose Ricardo p/ Rodrigo U.
    31/12/2020 12:45

    O problema da Ponte tem nome é Sérgio Carnielli. Enquanto Carnielli não for extirpado definitivamente da Ponte, ela estará condenada a ter mais e mais anos ridículos como em 2020. O assecla da vez é o incompetente Tiãozinho, mas outros virão.... Enquanto isso o América, com elenco limitado para fases agudas da Copa do Brasil, chegou a semifinal e tudo indica que vá subir.

  • Herald
    31/12/2020 12:44

    Prezado Ari e parceiros, escribas e leitores do blog, bugrinos, pontepretanos e demais aficcionados do esporte bretão: Desejo a todos um Feliz Ano Novo, com muita paz e saúde, que o mundo consiga o controle dessa pandemia e que, mesmo divergindo, haja, entre os seres humanos, respeito pelas opiniões diferentes, eliminando qualquer traço de intolerância e violência. Abraço a todos.

  • Rodrigo U.
    31/12/2020 10:20

    O problema da Ponte não é elenco Ari, ou você considera os jogadores do Juventude ou Cuiabá melhores? Mas concordo que não merece subir por conta da administração do clube que demite técnico em terceiro lugar no campeonato e por ter um time de empresários que consideram um favor jogar na Ponte, onde os jogadores não querem ser cobrados por jogarem com uma preguiça irritante em várias partidas. Mais um ano na série b, mais um ano de mediocridade

  • João da Teixeira
    31/12/2020 10:20

    Ari e pessoal do blog, obrigado pela convivência, gratidão é a palavra. Espero que vocês sejam muito felizes no ano que se aproxima, com muita saúde, paz e harmonia. Feliz ano novo e que de 2020 fiquem só os ensinamentos proporcionados. São meus votos! Dez.2020

  • Jose Ricardo
    31/12/2020 10:19

    Tudo o que vemos agora é consequência do péssimo trabalho realizado por Gustavo Bueno com anuência de Carnielli, Vanderlei Pereira e Tiãozinho. O time que vimos em campo contra o Juventude não passa de um bando de frouxos, sem ambição e que não merecem vestir a camisa da Ponte. Digam-me quantas defesas milagrosas ou não o goleiro do Juventude fez? Nenhuma, ele assistiu o jogo. simples assim os jogadores da Ponte não fizeram o mínimo esforço pra ganhar o jogo, derrota merecida.

  • João da Teixeira
    31/12/2020 10:18

    O Parmitão fez a diferença com seu plantel, fazendo a diferença e conquistando a vaga, 0x2. Deram Rivotril para o Lisca e ele e seu time ficaram pianinho. O S.Paulo pecou pela falta de experiência da sua molecada. Eles vão bem em pontos corridos, mas em mata-mata falta matreiragem e que sobra no Ģrêmio. Final em 3 e 10 de fevereiro.

  • João da Teixeira
    30/12/2020 23:41

    Como eu disse, a Ponte nao ganhou de nenhum pistulante ou concorrente, como subiria? Até o derby ela ganhou, mas no 1° turno o bugre era água de batata cozida, não era concorrente e muito menos postulante, estava numa draga danada. O problema é que no 2°turno, o bugre é concorrente e postulante, portanto a Ponte não ganha desses, por conseguimte um mal presságio para nós torcedores da macaca. Se nao ganha, no máximo empata, ou perde. Triste sina, ficar na B e subir o rival.

  • Léo - Pr
    30/12/2020 23:40

    Ari um empate hoje não era de tudo ruim para ponte,ainda segurava o concorrente,mais hoje fizeram um esforço danado pra perder para o juventude que não tinha força nenhuma,acho que o Felipe Conceição já matou dois coelho com uma cajadada só,estudou os dois adversários num só jogo que são nossos próximos jogos no brinco com grande chance d somar seis pontos.

  • Léo - Pr
    30/12/2020 22:24

    Ari os dirigentes e da Ponte provaram hoje que o campeonato deles é não ser rebaixado e vencer o dérbi, inventaram dor de garganta para o Apodi já confirmando que ele não está com Corona, porque está pendurado, sacaram o melhor do jogo Barreto pra não levar cartão tava pendurado,aí ninguém pode chamar essa derrota de castigo foi merecida trabalharam pra conquistar isso aí, se tivesse confortável na tabela até dava pra entender mais como vc disse quem planta vento colhe .....

Confiram as Postagens Anteriores:

1  2  3  4  5  6  7  8  9  10  11  12  13  14 
 

Jornalista esportivo há 40 anos. Trabalhou, como jornalista, nas emissoras de Rádio Brasil, Educadora, Central, Jequitibá e Capital (São Paulo). Nos jornais: Diário do Povo e Jornal de Domingo, ambos de Campinas, e editor de Economia e Opinião do Jornal Todo Dia, de Americana.

Fale comigo