16
MAR
Guarani, Palmeiras e Fabuloso são os assuntos

Fugindo do padrão de individualizar assunto, vamos pincelar rapidamente três temas.

O Guarani abusava de erros de passes. Teria sido esse o motivo para o time tocar a bola com incrível lentidão contra o Votuporanguense, ou foi mero acaso? A probabilidade de erros quando se acelera o jogo é maior.

Como de praxe, o treinador Maurício Barbieri fecha os treinos. Todavia, afora jogadas de bola parada ofensiva, não se vê nada de diferente que justifique cadeados nos portões para que imprensa e curiosos fiquem de lado de fora.

FABULOSO

O dito ‘Deus escreve certo por linhas tortas’ aplica-se perfeitamente sobre a não vinda do atacante Luís Fabiano, o Fabuloso, para a Ponte Preta.

Homens do futebol da Ponte ficaram esperando um tempão a enrolação do jogador sobre qual rumo tomar, e ele preferiu o Vasco.

Pior é que pontepretanos que vivem no mundo da lua lamentaram. Não se deram conta que desde os tempos de São Paulo Fabuloso já era um ex-jogador em atividade.

Pois o Vasco ‘matou a lombriga’, levou o jogador arcando com um baita salário, e agora constata que ele não resolve.

Fabuloso ficou em jejum na estreia contra o Macaé, e igualmente passou em branco na eliminação de sua equipe, ao ser derrotada pelo Vitória, na Bahia, por 1 a 0, na noite desta quinta-feira.

FELIPE MELO

Convenhamos que o volante palmeirense Felipe Melo tá jogando muito. Além da habitual eficiência na marcação, tem correspondido no acerto de passes e virada de jogo. De certo o treinador Tite, da Seleção Brasileira, está de olho.

A rigor, raramente o Palmeiras ‘quebra a bola’ de sua defesa. Quebrar a bola, no linguajar do futebol, é dar chutão.

Exceto o atacante Dudu, o time carece de dribladores, que seriam mais uma opção na tentativa de furar rígidos bloqueios defensivos como do Jorge Wistermann, da Bolívia.

  • HIERRO
    18/03/2017 21:59

    Boa analogia, João, sempre respeito e admiro seus comentários, mesmo que não concorde com eles, você sabe disso (com exceção daquela vez que vc elogiou a saúde e a educação de Cuba, mas isso não vem ao caso neste momento). Só de não disparar aquela metralhadora de clichês, característica do palanque humano já merece ser reverenciado. Mas já que o assunto é peixe, essa foi a primeira vez que vejo você morder a chumbada. rsrsrsrsrsrs......

  • João da Teixeira
    18/03/2017 11:09

    Considero a sardinha o peixe com instinto dos mais inteligentes, se podemos dizer assim. Usa uma estratégia coletiva do cardume para se defender dos predadores. Ser cabeça de sardinha é um bom negócio. Duro mesmo é s er peixe que vive submisso aos predadores, sendo verdadeiros serviçais para garantir a sua proteção, andando na cola, na sombra, a tira colo e vivendo dos restos alimentares do grandalhão. Tem time que usa dessas estratégias, igual a de peixe piloto serviçal...

  • TONY
    18/03/2017 09:44

    Diretoria da Ponte - vá correndo buscar 1 tecnico de verdade. Precisamos pensar logo no Brasileiro A.

  • Barba
    18/03/2017 09:43

    Que sirva de liçao para a Diretoria Amadoraça da Macaca os resultados do Luis Fabiaon, que de fabuloso só tem o salario e a cara de pau em se dizer pontepretano. Mas quiz o destino que as coisas tomassem seu lugar naturalmente, ja que a bola mostrou que seria mais um Borges na vida. Lucca esta mostrando a que veio, basta trazer 1 meia de oficio e as coisas se ajeitam no Brasileirão.

  • TIO LEI (1)
    18/03/2017 00:12

    Reconhecer a realidade, nunca fez mal a ninguém... Sei muito bem a distancia que existe entre nós e as GRANDES POTENCIAS do futebol brasileiro. Sei também que estamos caminhando para atingir essa grandeza financeira. Reconhecendo essas coisas, me permite também reconhecer, que em relação a vocês, somos GIGANTES, que entre nós, também existe esse "abismo" financeiro', como os "gigantes" possuem mais torcedores que nós, certo é também que somos a MAIOR TORCIDA DO INTERIOR

  • TIO LEI (2)
    18/03/2017 00:11

    ...como eu disse, estamos caminhando para nos igualar aos gigantes, e isso é diferente de quem esta caminhando para a extinção, estamos crescendo para ser "baleia" e não simplesmente o rabo, já vocês estão mais para girino, pois nem lambari vocês são mais. Então, melhor é ter consciência de quem se é, e basear-se na realidade que nos separa, não é mesmo? Afinal, como vocês SABEM, JÁ SOMOS UMA DAS CINCO POTENCIAS DO ESTADO e isso também é realidade, né?

  • João da Teixeira
    17/03/2017 22:11

    Os resultados de hoje da A2, não rebaixaram o bugre na tabela. Sorte? Nem tanto, já que vários times estão escapando, São Caetano, até o Batatais está no G4. O perigo é 4 times darem a famosa escapada, comum no ciclismo, e darem "binóculo" no bugre. Será que manter o 8° lugar já é um começo? ...

  • Paulo Sergio
    17/03/2017 21:06

    Pô Vanderlei renovar por mais 3 anos com a ADIDAS?? Quem é essa adidas?? O Sr. deveria procurar a Joma ou a Topper, é aquela topper mesmo que fornecia uniforme para a Ponte a 30 anos atrás, lembra?? Deixa a adidas para o manchester united, chelcea, etc..etc..Esse negócio de modernidade viu!!!! kkkkkkkkkkkkkkk...

  • Hierro
    17/03/2017 21:05

    "Pequenos entre os gigantes, porem gigantes entre os pequenos". Noutras palavras: "melhor ser cabeça de sardinha do que rabo de baleia. Concordo.....de verdade mesmo.rsrsrsrsr. Imaginem um sujeito verticalmente prejudicado proclamando " Sou o maior anão do Brasil." Meio surreal, não? Pelo menos foi humilde.

  • João da Teixeira
    17/03/2017 18:40

    E falando em camisa, mas camisa, camisa com A de Adidas maiúsculo, a Ponte mostrou o seu 3° uniforme em tons azuis, com os dizeres na gola região da nuca: "MACACA QUERIDA", alusão à mascote da Gloriosa e a sua torcida.

  • marcelo
    17/03/2017 18:39

    Ari, posso colocar este link do Ze da Taba? Para os torcedores da Ponte. http://globoesporte.globo.com/sp/campinas-e-regiao/blogs/especial-blog/torcedor-do-guarani/post/mexeram-com-o-ze-da-taba.html

  • João da Teixeira
    17/03/2017 16:22

    Gfc já teve uma camisa rubi, em homenagem ao patrocinador da época. Uma camisa gayzona que não caiu nas graças da torcida bugrina. A física explica essa rejeição. É que pólos idênticos se repelem, não poderiam ter gostado da camisa, então...

  • João da Teixeira
    17/03/2017 16:21

    A polêmica 4° camisa, a de treino, do bugre rendeu. Gostado é que até um tempo atrás, tempo da Lugo, o bugre jogava com material da Ferroviária., pelo menos cansei de ver melões da Ferrinha em jogos do bugre. Será que misturaram várias vezes nas entregas? São entre essas e outras que as coisas, pelo lado dos irmãos, nunca estão redondas. Pois bem, hoje o "Rórley" vem dizer que sua camisa de treino é em homenagem ao Lanus. Ahh se o pessoal do Lanus fica sabendo dessa ofensa...

  • Fernando para órfãos bugrinos
    17/03/2017 16:21

    Não entendo o porquê das ofensas pessoais dos órfãos do time de baixo. Disse alguma mentira? Ficaram ofendidos porque disse que o time do gfc é ridículo, tem patrocinador do camelô?ou porque afirmei que a diretoria não tem vergonha na cara nem em honra os salários de seus funcionários? Ou porque afirmei que,com dívidas impagáveis, a tendencia é pelo amadorismo atual ou encerramento das atividades. Podem criticar a vontade, tudo que vem de baixo, bem embaixo,não me atinge,kkkkk

  • TIO LEI -Alguma duvida? SOMOS A MAIOR TORCIDADO INTERIOR
    17/03/2017 16:20

    Que diferença, não? Enquanto o Ari lança uma matéria comentando o "encolhimento" bugrino, o Correio Popular estampa o CRESCIMENTO DA TORCIDA PONTE PRETANA. Segundo o IBOPE/REPUCOM, Nos últimos 90 (NOVENTA) DIAS obtivemos um aumento de aproximadamente 56 MIL NOVOS TORCEDORES INSCRITOS o que nos posiciona no RANKING DIGITAL DE CLUBES BRASILEIROS, totalizando 423.833 torcedores/seguidores da NOSSA GLORIOSA PONTE PRETA. Morram de inveja, seus falidos. Venham dizer que é mentira.

« Anterior : [ 1 ] 2 : Próxima »
15
MAR
Tomaz Santos do Jorge Wistermann, meia que a Ponte Preta está precisando

Comentário da vitória do Palmeiras sobre os bolivianos do Jorge Wistermann por 1 a 0, na noite desta quarta-feira em São Paulo, fica no pé da página. Foi no sufoco, com gol do zagueiro Mina aos 50 minutos do segundo tempo.

Puxando o assunto para âmbito doméstico, alô cartolas da Ponte Preta: por acaso vocês assistiram ao jogo na Arena do Palmeiras?

Pois comecem a buscar mais informações sobre esse meia-atacante Antonio Tomaz Santos de Barros, brasileiro natural de São Paulo, 30 anos de idade, que desde 2014 veste a camisa do Jorge Wistermann, com histórico de 99 partidas e 24 gols.

Não, não se trata de um goleador. É um meia habilidoso, protege bem a bola, visão privilegiada para lançamento, e, aos 39 minutos do segundo tempo, após drible desconcertante em Mina, colocou o companheiro Olego na cara do gol, mas a finalização foi horrorosa, passando bem longe do goleiro Fernando Prass.

Só não dá pra carimbar totalmente a indicação do atleta porque antes de chegar na Bolívia teve histórico irregular na carreira, que precisa ser apurado.

Depois da aparição no Juventus e Corinthians, ainda na base, começou a rodar por vários clubes, inclusive com passagem pelo futebol suíço.

MUITOS CLUBES

Curioso é que Tomaz não parava em clubes, tanto que em três temporadas seguidas foi registrada passagem por três clubes em cada ano.

Em 2011 jogou no Imbituba e Hercílio Luz – ambos de Santa Catarina - e Caxias (RS).

Em 2012 esteve novamente no Caixas, Marcílio Dias (SC) e Audax (SP).

Os clubes que atuou em 2013 foram Treze (PB), Gurupi (TO) e Inter de Lajes (RS).

Estranho não se fixar em clubes. Quais seriam os reais motivos?

Agora, chega no terceiro ano atuando pelo Jorge Wistermann, caracterizando-se como jogador diferenciado.

FAIXA SALARIAL

Considerando-se que a Bolívia é um dos países mais pobres da América do Sul, com prevalecimento da economia através da agricultura e gás natural, de certo as folhas salariais de clubes são baixas.

Como a tendência natural é que esse time do Jorge Wistermann não deve ir muito longe na competição, é válido pelo menos a busca de informações sobre o jogador e possibilidade de contratá-lo, caso se encaixe no perfil dentro e fora de campo observado por atletas que a Ponte contrata.

PRESSÃO TEMPO TODO

Já se esperava que o Jorge Wistermann viesse a São Paulo retrancado e com opção de jogar por uma bola. Louve-se apenas o espírito de luta dos jogadores, que sustentaram a pressão até os acréscimos.

Não se contava que devido à forte marcação alta do Palmeiras, o time fosse exagerar nos erros de passes.

Lucidez apenas quando Tomaz Santos pegava na bola. Aí quando ela chegava nos caneleiros atacantes Bergese e Luis Cabezas não havia sequência.

No primeiro tempo, por duas vezes Borja poderia ter marcado. Guerra e Roger Gudes já haviam perdido gols quando Mina fez a torcida palmeirense explodir.

  • Marcio
    18/03/2017 21:58

    Vamos atropelar o Novorizontino disse esse fanfarrão falastrão do "técnico", pagou pela arrogância. Parabéns ao Novorizontino que tem jogadores com sangue nas veias e sangue nos olhos....

  • Hermes
    17/03/2017 18:39

    Sou pontepretano, porém, achei ridículas, infantis e desnecessárias as palavras do Sr. "presidente" da Ponte Preta, que foi funcionário do Carnielli por mais de 30 anos, e provavelmente ainda é. Pra que dar holofote a palavras de um cidadão que está de saída da presidência de um clube praticamente falido? Precisa mudar com urgência o sangue lá antes que seja tarde. Comparem os jogadores do Coritiba com os da Ponte Preta e verifique a diferença do orçamento entre os dois clubes.

  • Marcio
    17/03/2017 16:23

    Essa briguinha de "presidentes" , que coisa ridícula! dos dois lados, de quem disse e de quem respondeu. Se isso for divulgado nacionalmente, vai ser uma vergonha essa briguinha de colegiais

  • NILAO PARA NEVERLAND
    17/03/2017 16:23

    CÉLIO, COMPLEMENTANDO SEU COMENTÁRIO SOBRE A FIGURA QUE MUDA DE NOME... ESSA COCA É FANTA!......KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK. POVO DE NEVERLAND, SEU AVÔ NÃO VIU, SEU PAI NÃO VIU, VOCÊ NÃO VIU E NINGUÉM VAI VER, SABE POR QUE? PORQUE VOCÊS NUNCA SERÃO!!!!!!!!

  • Marcio
    17/03/2017 00:11

    Pois é Celio, parece que tem neguinho com uns 10 e-mails fingindo ser outras pessoas, para parecer que eles tem uma GRANDE torcida, tudo palhaçada, que nem essa pesquisa paraguaia encomendada pelo fabricante daquela porcaria. o Patrono Sergio Carnielli vc acha que toma isso ? Com certeza ele toma ele toma Chivas Regal 25 anos....

  • TIO LEI
    17/03/2017 00:10

    Rapaz...Os caras estão procurando tudo quanto é motivo para aparecer em nosso espaço. O presidente Vanderlei desfilou "trocentas" frases que demonstram a fragilidade do time dos 3%, tal qual o despreparo do HS em gerir uma coletividade, por menor que ela seja. Não é que um sujeitinho se apegou na UNICA frase que NO MÁXIMO conseguem se igualar ao nosso presidente? Somos de PRIMEIRA mas pequenos entre os gigantes, Porém somos GIGANTES ante os times de segunda.

  • João da Teixeira
    16/03/2017 22:07

    O matador Luis Fabinho decepcionou os vascainos, que foram eliminados da Copa do Brasil. Matador? Tá mais para enganador. ..

  • JHON
    16/03/2017 22:07

    Essa do presidente da associação foi de cagar heim !!! A marionete do manda chuva cagou e sentou em cima. Time pequeno é f _ _ _ _ !!!

  • CELIO P/ MARCIO E ZANELLI
    16/03/2017 17:33

    Caros colegas, eu já disse várias vezes que esse fernando é na verdade um tal de dani, um sujeito que por algum motivo mudou de nome. Não sei se é coincidência, mas essa mudança aconteceu depois do acesso do Guarani. Estranho não? Vai ser muito díficil, mas se o Bugre subir, com certeza vai mudar de nome de novo. Como você disse, Marcio, é um caso patológico psiquiátrico. Algo do tipo "múltiplas personalidades" KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  • João da Teixeira 1
    16/03/2017 17:32

    O caso do Turco Tufic, pontepretano doente, bisavô do bugrino Marcelo, foi tratado no livro "AAPP, a Torcida que tem um Time" logo depois de um derby em 18.08.1946, que depois de ser garfada pelo árbitro Aldo Bernardi da FPF e morador de Itapira, onde Rossi, Pedro Vasconcelos, Calábria, HErmínio e o Tufic descobriram onde morava. Descobriram que um mentor do bugre subornou e trouxeram à Sede da Ponte na Barão, onde a polícia chegou e deu maior repercussão. Até na BBC cont

  • João da Teixeira 1
    16/03/2017 17:31

    Cont Acabou não se provando nada, aquilo que Aldo confessou aos 4 torcedores Rossi, Miguel Calábria, Pedro Vasconcelos, Hermínio César e ao Tufic Jorge. Foram processados, não deu em nada, mas Aldo nunca mais apitou oficialmente pela FPF.

  • Rodrigo U.
    16/03/2017 13:22

    Pensei a mesma coisa vendo a partida Ari, na verdade o Tomaz é apenas um exemplo de jogadores disponíveis no mercado sulamericano. O principal problema é que a Ponte hoje somente contrata jogadores indicados por empresários, principalmente da Elenko Sports, sem se preocupar em ter olheiros em outros estados, o que dirá fora do país. Havia uma lenda que o Gigena indicaria jogadores argentinos para base, até agora não vi nenhum.

  • RMaia
    16/03/2017 13:21

    A primeira fase da Libertadores serve pra eliminar os times fracos que ainda restaram da fase de grupos. No mata-mata é que vamos ver quem tem bola pra ir adiante. Entendo que há muito oba-oba com o Palmeiras, penou pra ganhar do modesto time boliviano, apesar de ter um elenco muito superior e jogando em casa. Um empate ontem, tenham certeza que EB já seria olhado com desconfiança.

  • João da Teixeira
    16/03/2017 13:20

    Vc sentiram a dificuldade que o Parmitão teve para ganhar o jogo do Jorge? Sim perderam gols, mas Libertadores é assim mesmo. Pelo jeito, times sem expressão ate poderão chegar Tudo nivelado pelo meio...

  • astroldo
    16/03/2017 13:20

    Vai ver que jogar por times pequenos ele nao tem calendario o ano todo, nao tendo calendario num mesmo time por um ano inteiro, ele saia e ia jogar em outro... Não é dificil nem pra vc entender um pouco disso...

« Anterior : [ 1 ] 2 : Próxima »
Confiram as Postagens Anteriores:

1  2  3  4  5  6  7  8  9  10  11  12  13  14 
 

Jornalista esportivo há 40 anos. Trabalhou, como jornalista, nas emissoras de Rádio Brasil, Educadora, Central, Jequitibá e Capital (São Paulo). Nos jornais: Diário do Povo e Jornal de Domingo, ambos de Campinas, e editor de Economia e Opinião do Jornal Todo Dia, de Americana.

Fale comigo