07
AGO
Guarani derrapou contra nove dos 12 primeiros colocados da Série B

Na coluna Cadê Você o assunto é sobre Roberto Pinto, que jogava na Ponte Preta de meias arriadas. Em Memórias do Futebol, lembrança dos oito anos sem Pinheirense, o zagueiro mais violentos dos últimos cinquenta anos.

Quando o Guarani desfrutou da liderança em várias rodadas do Campeonato Brasileiro da Série B e flertou quase todo primeiro turno com o G4, foi criada, em seu torcedor, a expectativa de que o pulo do gato era questão de tempo.

A projeção lógica era que os milhões de reais acenados pelo canal de TV Esporte Interativo engordariam os cofres do clube ano que vem, e que os tempos de amargura estavam passando.

De repente, no balanço de classificação do primeiro turno, quem se lambuzou naqueles números fantásticos, até dois terços da fase, ficou perplexo com a somatória de míseros três pontos dos 18 últimos disputados.

VADÃO

Aí, ao buscar explicações para o declínio na pontuação, o que se viu foi torcedor lascar o bambu no treinador Oswaldo Alvarez, o Vadão, como se ele não tivesse tirado leite de pedra daquilo que tem nas mãos.

Tá certo que a postura corporativista dele de bajular - enquanto pôde - jogadores sem merecimento de camisa na equipe, trouxe reflexo sim, mas o jeitão que distribuiu a equipe em campo resultou em mais ganho de que prejuízo.

Pois é, enquanto o Guarani galopava na competição, conclamei o seu torcedor a fazer avaliação criteriosa sobre o poderio da equipe em seus oito últimos jogos da fase, quando teoricamente enfrentaria adversários mais difíceis, visto que a pontuação deles era melhor comparativamente aos já enfrentados.

A derrota para o Juventude foi encarada dentro da normalidade, mas o desempenho da equipe diante do Goiás - na vitória por 1 a 0 - não refletiu como havia sido o rendimento das duas equipes no confronto, e aquilo deveria ser objeto de preocupação, mas não foi. É aquele dito que vitória encobre os males.

RAFAEL SILVA

Contra o América Mineiro, em Belo Horizonte, o atacante Rafael Silva havia caído como uma luva no time bugrino, projetando-se que poderia ser o diferencial num grupo que provocava certa desconfiança.

Pois a contusão de Rafael recolocou o Guarani na condição de equipe ‘mais ou menos’, e aí prevaleceu o ‘menos’ a partir de então com outros dois empates - 2 a 2 e 1 a 1 - diante de Ceará e CRB, respectivamente.

Por fim, na complementação de turno, enquadra-se como admissível a derrota para o Inter (RS) - mesmo em Campinas -, porém, para torcedor, doloroso foi o time ter sido surpreendido em casa para o Londrina por 3 a 2 e Luverdense por 1 a 0, no Mato Grosso.

Aí, quando se confere a classificação do turno, a constatação é que, das equipes situadas até a 12ª colocação, o Guarani ganhou apenas de Boa Esporte e Parará.

Diante desse cenário, quais as reais chances de o Guarani mostrar cara diferente no segundo turno?

  • Profeta da Tribo para Eduardo
    08/08/2017 21:00

    Eduardo, gostei muito de seus comentários. Você fez tanto uma análise concentrada do momento, quanto uma ampla de toda a situação. Percebe-se, assim, uma lógica apurada e uma visão diferenciada da realidade. Concordo com tudo o que você disse. E acrescento: estamos retomando o crescimento com humildade. Guarani é o time do povo, o time do coração, o time da tradição, o time que literalmente é um guerreiro. Com muita humildade, logo voltaremos ao nosso devido lugar.

  • Roberto
    08/08/2017 12:15

    NOTÍCIAS DO GUARANI COM COMENTÁRIOS DESSES DOIS MALAS pontepretanos, QUE MISTURAM ESPORTE C POLÍTICA E OUTRAS COISAS MAIS. QUE ISSO, PERDI ATÉ A VONTADE DE EXPLANAR O QUE PENSO SOBRE FUTEBOL E O TIME DO GUARANI.

  • eduardo para ari
    08/08/2017 12:15

    DISSE VARIAS VEZES AQUI NO BLOG...DISSE VARIAS VEZES NO BRINCO DE OURO...DISSE VARIAS VEZES EM RODA DE AMIGOS BUGRINOS...O GUARANI GRAÇAS A DEUS ESTA SE REESTRUTURANDO. E VISIVEL QUE O CLUBE ESTA CRESCENDO DE 3 ANOS PARA CA . AS CONTAS PARECE EM ORDEM , OS SALARIOS EM DIA E CLUBE ESTA COM UMA VISIBILIDADE TREMENDA . VAMOS UM DEGRAU DE CADA VEZ . PRECISAMOS SUBIR NO PAULISTA ( ISSO SIM ) E SE FICARMOS 1, 2 ANOS NA SERIE B ....

  • EDUARDO PARA ARI
    08/08/2017 12:14

    SE FICARMOS 1 OU 2 ANOS NA SERIE B NAO SERIA DE TODO RUIM . O BUGRAO NA SERIE A DO PAULISTA E FORTALECIDO FINANCEIRAMENTE COM CERRTEZA IRA SUBIR PARA SERIE A DO BRASILEIRAO . A CAMISA E FORTISSIMA , TEM UMA ENORME E APAIXONANTE TORCIDA . TUDO E QUESTAO DE TEMPO . AS COISAS ENCAIXARAM , TENHO PLENA CERTEZA DISSO . AGORA... E OBVIO QUE SE O BUGRAO SUBIR NESSE ANO EU NAO FICAREI TRISTE , MUITO PELO CONTRARIO....

  • EDUARDO PARA ARI
    08/08/2017 12:14

    VAMOS DAR TEMPO AO TEMPO...NAO VAMOS PRESSIONAR... TODOS NOS SABEMOS QUE O TIME E LIMITADISSIMO....MAS TEMOS TORCIDA , TEMOS CAMISA, TEMOS NOME , TEMOS UM EXCELENTE TREINADOR ( QUE NA VERDADE TIROU LEITE DE PEDRA ) . ..VAMOS COM CALMA QUE O BUGRAO RETORNARA AO SEU LUGAR , NAO TENHO DUVIDA NENHUMA

  • Profeta da Tribo
    08/08/2017 12:13

    A mudança de turno é um reinício, um bom artifício psicológico para recuperar a confiança. Assim, acredito que as coisas vão melhorar se obtivermos uma vitória sobre o Brasil de Pelotas. A esperança de acesso, agora, está na volta de Rafael Silva e William Rocha, e no bom desempenho de Renteria e Bruno Mendes. Já falando de manutenção na divisão, acredito que não teremos dificuldades de conseguir as 6 vitórias necessárias. Mas é bom consegui-las o quanto antes!

  • ARIOVALDO ZANELLI (1)
    08/08/2017 10:49

    ACHO QUE TORCEDOR DA PONTE PRETA RECLAMA, RECLAMA, RECLAMA E SERGIO CARNIELLI E A DIRETORIA DA PONTE PRETA NÃO ESTÃO DANDO NEM BOLA, A IMPRESA FALA, FALA, FALA., NA PONTE TODOS CALADOS E NENHUMA PROVIDÊNCIA É TOMADA. PORQUE? TIME DA PONTE É DO POVO, QUE BARBARIDADE AS RADIOS DE CAMPINAS, NÃO COBRAM NADA E O TORCEDOR FICA OLHANDO, OUVINDO, E NÃO FAZ NADA. PARECE O GOVERNO DE TEMER, A POPULAÇÂO SÓ HOUVE, ASSISTE E NÃO FAZ NADA...

  • ARIOVALDO ZANELLI (2)
    08/08/2017 10:48

    ... NÃO EXISTE OPOSIÇÃO NA PONTE PRETA, PORQUE? MEDO, ESTÃO TODOS SATISFEITOS COM O QUE ESTÁ ACONTECENDO? O TODO PODEROSO ESTÁ DOENTE, ESTÁ COMEDO, NÃO FALA NADA PORQUE? A IMPRESA, ESTÁ CALADA , NÃO AJUDA A TORCIDA, PORQUE? ESTAMOS EM CRISE DE REBAIXAMENTO NÃO ESTÃO TOMANDO NENHUMA PROVIDÊNCIA. PORQUE? ATENÇÃO: NÃO TEMOS TIME PARA O SEGUNDO TURNO. NEM TECNICO, NEM JOGADORES PARA REVERTER A SITUAÇÃO.

  • João da Teixeira
    08/08/2017 09:55

    Ari, seu comentário foi alfinetando a torcida bugrina pelo estado de coisa que ocorre com o time e as críticas. Ou seja, criticar o quê e quem, se não dá para fazer maionese sem ovos. Apesar da crítica ser para os bugrinos, ela serve como uma luva para nós pontepretanos, sem ovos e outros ingredientes necessários, de maionese mesmo, só para "viajar". O time é um arremedo para uma série A. Então, as coisas estão bem parelhas. O bugre tem a atenuante de não ter dindin. E a Ponte?

« Anterior : 1 [ 2 ] : Próxima »
06
AGO
Ou toma-se medida de choque pra ver o time da Ponte jogar, ou seu torcedor terá que rezar

O empate sem gols da Ponte Preta com o Vasco reflete claramente o patamar do time neste Campeonato Brasileiro. Diante do cenário, se nada for modificado para o segundo turno da competição, só vai restar ao torcedor pontepretano pegar o terço e rezar para que o time se livre do rebaixamento.

Que houve erros em excesso na montagem do elenco para competição, isso já foi objeto de discussão e já foi colocado na conta do supervisor Gustavo Bueno.

Apesar disso, com os jogadores que a Ponte dispõe, dá pra cobrar melhor sentido de organização e alternativas do treinador Gilson Kleina.

Não é de hoje que ele abusa do direito de errar até na escalação.

Se era previsível que o Vasco colocaria em prática forte malha de marcação e usaria velocidade na saída de bola a partir do campo defensivo, claro está que ao retomar a bola a Ponte teria que impor ritmo rápido na transição ao ataque, mas o visto foi extrema lentidão do volante Élton e falta de discernimento para os laterais Jefferson e Danilo Barcelos levarem a bola ao ataque.

RENATO CAJÁ

Aí tem-se que se considerar a lentidão do meia Renato Cajá, que até acerta lançamentos, sem contudo se aproximar da área adversária para finalizar.

Como a Ponte fez opção por três atacantes, foi notório o divorciamento entre compartimentos da equipe, o que dificulta a tarefa de romper a marcação adversária.

Teoricamente, sabendo-se que o principal propósito da Ponte na partida deste domingo em Campinas seria atacar, presume-se que a escalação de Nino Paraíba desde o início poderia resultar em mais velocidade na transição ofensiva.

ÉLTON E DANILO

A má fase do volante Élton recomenda chance para Wendel, o que não tem ocorrido, enquanto o problema na lateral-esquerda continua sem solução.

Se Danilo Barcelos não tem comprometido defensivamente, não explora o corredor para atacar e, consequentemente, não dinamiza o setor.

Não bastasse isso, a Ponte centralizou a maioria das jogadas no primeiro tempo pelo lado direito, com outra aposta equivocada de Kleina ao escalar Maranhão, que já havia decepcionado na derrota para o Vitória.

Ora, em última análise, porque não foi feito inversão de lado de Maranhão com Lucca?

Se for questão tática, ambos fazem recomposição para marcar laterais.

Assim, quando a Ponte enfrentar equipe com malha de marcação similar em Campinas, se nada for feito vai perecer ou esperar lampejo ou falha da defesa adversária para vencer.

No primeiro tempo, por exemplo, a Ponte só ameaçou em dois lances consecutivos após os 31 minutos. Primeiro quando Emerson Sheik girou, chutou e exigiu difícil defesa do goleiro Martín Silva. No desdobramento do lance, após cobrança de escanteio, o zagueiro Marlon chutou e a bola foi salva quase em cima da risca pelo lateral Henrique.

SEGUNDO TEMPO

Por incrível que pareça, o Vasco começou a gostar do jogo até a metade do segundo tempo, para depois se resguardar e administrar o empate.

A entrada do ponteiro Saraiva em lugar de Maranhão serviu para colocar fumaça no jogo, resultando em maior volume de jogo da Ponte. Todavia, isso não implicou em claras oportunidades de gols.

Portanto, o jeito é aguardar as estreias de jogadores estrangeiros e cobrar reforços da diretoria.

Pelo que se vê, a recomendação básica, agora, seria mudança de treinador na tentativa de reorganização, visto que mesmo nas vitórias não houve convencimento de progresso no time pontepretano.

  • ARIOVALDO ZANELLI (5)
    07/08/2017 13:50

    ... O JOGADOR LUCCA, EXISTEM 4 TIMES DO EXTERIOR QUE QUEREM O JOGADOR E O TIMÃO QUER O JOGADOR DE VOLTA. A PONTE TEM TEMPO DE RECUPERAR COM MUDANÇAS RADICAIS, POIS FALTAM 20 JOGOS, EMBAIXO DA TABELA NÃO É FÁCIL TORCEDOR DA PONTE FICAM BRIGANDO COM O DO GUARANI QUEM COLOCA MAIS TORCEDOR EM CAMPO, E OS TIMES NÃO JOGAM NADA...

  • ARIOVALDO ZANELLI (6)
    07/08/2017 13:50

    ... A PONTE TEM TEMPO PARA MUDAR TUDO, NA ESTRUTURA DO FUTEBOL DENTRO E FORA. ASSIM ESCAPARIA DO PIOR , QUE É O REBAIXAMENTO, A PONTE PARECE BALÃO QUE ESTÁ CAINDO COM A TOXA APAGADA, SEM RUMO, O VENTO QUE ESTÁ LEVANDO PARA ALGUM LUGAR, E A PONTE CAINDO NAS TABELAS SEM RUMO.

  • MARCIAO
    07/08/2017 12:14

    Infelizmente Kleina não dá mais. Tá errando muito na escalação do time. Pelo amor de Deus !! Jeferson não e´jogador de serie A. Tem que entrar c/ 3 volantes e empurrar c/ a barriga até o final p/ so´se manter na serie A. Não vamos cair, mas ficaremos ali na 15 ,14 mais ou menos.

  • Pio
    07/08/2017 11:45

    O Time não tem um elenco forte, isso já sabemos, mas o que mais me preocupa é que o Kleina não consegue arrumar a Defesa. Oras se ele muda os jogadores e os erros são os mesmos, então o PROBLEMA é o Treinador. Esses erros sucessivos na defesa já tiraram da gente alguns pontos valiosos.

  • José Roberto
    07/08/2017 11:44

    Série A, o Campeonato mais fácil do Brasil. Palmeiras e Atlético Mineiro, pouparam seus titulares. Resultado perderam. Veja se tem esta moleza na Série B? Inter veio com força máxima. Nem assim a AAPP vai. Avisei antes, time do Vasco, Fluminense, não tem ninguém.O vasco não chutou uma bola no gol, o jogo todo. Nem na varzea.kkkk Seu Rodrigo, deveria ser eliminado do futebol, mas torço para que não aconteça nada. O cara é muito ruim. Futebol brasileiro esta acabado.

  • RMaia
    07/08/2017 09:42

    Desde janeiro o Gustavo Bueno vem "monitorando o mercado" atrás de um centroavante, ainda não encontrou um pra jogar na Ponte, mas continua "monitorando o mercado". O campeonato é de tão baixo nível técnico que o Corinthians com elenco meia boca é um time super-eficiente, já o Palmeiras com um elenco milionário não consegue ser um time, sem dizer do São Paulo que nem elenco tem e nem time é e projeta que com 28 pontos escapa do rebaixamento e a Ponte já fez as contas???

  • RMaia
    07/08/2017 09:38

    Duas certezas eu tenho pra este brasileiro, título do Corinthians e rebaixamento do Atlético de Goiás. Time da Ponte, pra não variar, é aquela água de salsicha disputa só pra escapar do rebaixamento e se der, acho difícil, uma classificação pra sulamericana. Na sulamericana atual tenho dúvidas até se passará pelo Sport, mesmo decidindo em casa. O resto é papo pra botequim e colunas do Ari.

  • Paulo Sergio
    07/08/2017 09:37

    O Ari te toda razão sim e não está difícil resolver o problema, basta demitir Kleina que já deu o que tinha que dar, perdeu o comando e o tratamento de choque tem que ser com o novo técnico, no mais, fiquem tranquilo, NÃO cairemos pois, a hora que precisar, o presidente coloca grana e da um belo premio aos jogadores e já era!! Afinal grana ali não é o problema.

  • João da Teixeira
    06/08/2017 23:29

    Lex Luthor, nem Superman resolve o problema da Ponte, ela deve estar com a velha kriptonita, por isso coitado do Superman se tentar resolver...Falando em desgraças, vem aí Maia denúncias contra Temer e seu fiel escudeiro, o tal coronel da PM... as de..putaiadas vão livrar ele de novo? Ôoo nojo!

  • Lex Luthor do Centro
    06/08/2017 22:22

    A Ponte não vai cair time grande não cai somos gigantes

  • luiz felicio
    06/08/2017 22:22

    ari eu acreditava no kleina mas parece q ele desaprendeu, não consegue dar padrão de jogo, o time não tem uma jogada ensaiada, só joga no erro do adversario, quando o erro não acontece ela não ganha.

  • Rodrigo U.
    06/08/2017 22:14

    O resumo da partida reflete o resultado, o time da Ponte é extremamente lento e sem criatividade. Passou o primeiro tempo inteiro jogando pelo lado direito tornando ainda mais fácil a missão do vasco de marcar. Sequer pressionar o adversário em casa, o que no começo do campeonato ocorria frequentemente, não está ocorrendo. Novamente, não dá para escolar o time com o Cajá e Sheik desde o começo, a lentidão fica ainda maior.

  • JHON
    06/08/2017 22:13

    Está vendo RIC alcado ?? O Z4 é logo alí !! Deveria olhar mais para o rabo de vcs !! Epa , força de expressão apenas. Estão brigando para não cair, sim !! E tem mais, os confrontos diretos no segundo turno , na maioria serão fora de casa. Já imaginou que delicia no último jogo em São Januário se a disputa para ver quem permanece sair deste confronto ? kkkkkkkkkkkk

  • Moacir
    06/08/2017 22:12

    Muito difícil escapar do rebaixamento este ano. O time é fraco, só tem Lucca e Sheik, mas a bola precisa chegar até eles. Kleina vem errando muito na escalação (Jeferson e Maranhão) e nao consegue fazer o time vibrar. Time confuso. Parece que se encontraram pela primeira vez hoje e já foram pro jogo. Me parece a hora de pensar se o Kleina ainda tem gás e talento para mudas a situação ou se é hora de mudar antes

  • Luiz Otto Heimpel
    06/08/2017 22:12

    Jogo péssimo,os dois elencos são medíocres.Grande risco de rebaixamento.

« Anterior : 1 [ 2 ] : Próxima »
Confiram as Postagens Anteriores:

1  2  3  4  5  6  7  8  9  10  11  12  13  14 
 

Jornalista esportivo há 40 anos. Trabalhou, como jornalista, nas emissoras de Rádio Brasil, Educadora, Central, Jequitibá e Capital (São Paulo). Nos jornais: Diário do Povo e Jornal de Domingo, ambos de Campinas, e editor de Economia e Opinião do Jornal Todo Dia, de Americana.

Fale comigo