01
DEC
Ponte e clubes de futebol estão incertos da verba publicitária da Caixa

Na coluna Informacão o assunto é unha postiça no animal, para evitar que arranhe móveis, paredes, portas e sofá.
______________________________________________________________________________________________________

Eis a questão: a Caixa Econômica Federal vai continuar injetando dinheiro em clubes de futebol, na forma de patrocínio?

Nesta temporada a estatal cravou cerca de R$ 153 milhões para estampar a marca nas camisas de América Mineiro, Atlético Goianiense, Atlético Mineiro, Atlético Paranaense, Avaí, Bahia, Botafogo (RJ), Ceará, Coritiba, CRB, Criciúma, Cruzeiro, CSA, Flamengo, Fortaleza, Goiás, Londrina, Paraná, Paysandu, Ponte Preta, Santos, Sampaio Corrêa, Vila Nova e Vitória.

Resta saber se a exposição da marca teve parcela significativa para o lucro líquido da empresa no terceiro trimestre do ano, que atingiu R$ 4,8 bilhões, enquanto no acumulado no ano até outubro o montante é de R$ 11,5 bilhões.

O que pensa o futuro presidente da Caixa, o economista Pedro Guimarães, que vai substituir Nelson de Souza?

É um especialista em privatizações, embora o presidente eleito Jair Bolsonaro já tenha antecipado que a Caixa está fora do radar de desestatização, a exemplo do Banco do Brasil e Furnas, empresas consideradas estratégicas.

PONTE PRETA

Portanto, quando se cobra planejamento no futebol da Ponte Preta para 2019, tem-se que considerar que não há contrato de patrocínio máster nas camisas dos jogadores devidamente encaminhado.

Segundo informações, a Ponte teria recebido R$ 3 milhões pelo contrato anual de 2018 feito com a Caixa.

Sem receita previamente projetada, dirigentes têm dificuldade para programação no escuro. Por isso, a tendência é que seja retardado o processo de reformulação do elenco, embora o Campeonato Paulista de 2019 esteja batendo às portas.

ENXUGAMENTO

Considerando-se projeto de enxugamento de gastos públicos do novo governo federal, é natural se prever que haja hesitação para continuidade de investimentos no futebol, na forma de patrocínio.

Como Bolsonaro já antecipou drástica redução de receita publicitária a veículos de comunicação no ano que vem, tem lógica se a Caixa deixar de investir em clubes de futebol.

Particularmente sou contrário empresas públicas investirem no esporte profissional. Caso haja opção, que se canalize recursos às categorias de amadores em diferentes modalidades.

  • João da Teixeira
    04/12/2018 11:21

    Ari, vc. tem a mesma dificuldade minha de enxergar jogadores bons nos dias atuais. Estou precisando aprender ser menos exigente ou parar de ver futebol, o que é difícil para quem sempre fez isso. Ocorre que qdo. vemos um jogador com pequenas qualidades futebolísticas, deveríamos levantar as mãos aos céus e eu não consigo fazer isso ainda, mas temos que aprender a fazer, porque vai ser mais raro aparecer. Vc. viu os destaques do Brasileiro ontem? Então, que acha? Pão com banana?

  • Profeta da Tribo
    03/12/2018 21:56

    Não entendo a obsessão da AAPP pelo Kleina. Não foi ele que foi sumariamente desligado no ano passado, sendo um dos principais culpados pelo rebaixamento da Série A? Kleina fez milagre com esse time na reta final da Série B, mas milagres não acontecem todo dia. Vai pagar uma fortuna para o treinador e, sem dinheiro, trazer jogadores meia-boca. O ano será difícil para a AAPP. Que beleza!

  • Profeta da Tribotn
    03/12/2018 21:55

    Para o dia 2, o Bugre já precisa ter seu elenco formado e os jogadores se apresentando, para começar os trabalhos visando o Paulistão. São apenas 12 rodadas. Primeiro jogo fora de casa e o segundo já é contra time da capital. Ou seja, já vamos começar com grandes dificuldades. Por isso, precisamos contratar bem e treinar o quanto antes. A meta do Bugre precisa ser a classificação.

  • João da Teixeira
    03/12/2018 10:34

    A nova safra de bons jogadores está tão mirrada, que Danilo com 39 anos já está pensando em continuar jogando ou na Série A ou B. Que aposentar o quê? Se eu fosse dirigente da Ponte, faria um contrato de risco com esse jogador. Série A, infelizmente não dá mais. Tem outros jogadores bons, mas que caíram com seus times e por isso deverão ser dispensados, mas que ainda tem "lenha para queimar" e seria uma boa contar com eles em um novo elenco. Acorda Ponte! Acorda ou vem a corda

  • João da Teixeira
    03/12/2018 08:42

    Realmente se viesse Eberlin talvez seria a certeza da montagem de um time competitivo. Mas parece que o mesmo faz "sombra" ao patrão e aí, Abdalla que está a mando do todo poderoso, não aceitou. Então, Don Corleone precisa decidir o que ele quer para a Ponte, porque ter uma loja de R$1,99, ninguém aceita mais. A torcida precisa dar um calor nessa diretoria, no bom sentido, já no começo da montagem do elenco, caso contrário vão trazer só "promessas" e Deus nos acuda...

  • João da Teixeira
    03/12/2018 08:41

    Já analisando a Série B, quem são os favoritos para o ano que vem? Lógico que analisando, por enquanto, financeiramente, torcida e camisas. Vou tirar o Gfc e a Ponte da parada, porque esses já sabemos o que pode acontecer. Dos que caíram Sport e Vitória podem dar trabalho. Dos que ficaram, Coritiba, Figueirense, Atlético-GO e V. Nova são os que poderão criar desconforto. Agora fora esses, poderá aparecer algum correndo por fora, por uma boa montagem de elenco. E aí dirigentes?

  • João da Teixeira
    02/12/2018 20:59

    Coitado do Sport, ganhou dos Santos e esperava que o Ceará e o Vasco não fizesse um jogo de compadre e a Chape perdesse ou pelo menos empatasse com o S.Paulo, se lascou. Na Serie B se junta Paraná,Vitória, Sport e América, times que deixa pobre esse campeonato para o ano que vem...ôoo pobreza...

  • mauricio
    02/12/2018 20:58

    Noticia de 1 mao para seu blog essa semana Presidente Abdalla conversou com uns conselheiros da velha guarda e esse conselheiros tentaram colocar Marcos Herbelin como diretor mais nao foi aceito e Abdalla disse que a Ponte chegou em 160 mil para Kleina mais o que pega é que Kleina quer colocar um diretor seu de confiança e segunda feira anuncia a volta de Aranha é oque tem para hoje em fim nao iremos a lugar algum !!!!

  • João da Teixeira
    02/12/2018 15:39

    Se teve toda dificuldade de manter o time com patrocínio, imagina sem. Melhor fechar. E digo mais, sou contra o povo pagar para o futebol funcionar, por isso, se sou contra a Lei Rouanet para artistas ganhar a vida sem trabalhar, também vou ser contra o governo sustentar caras que não estão a fim de trabalhar honestamente...

30
NOV
Monte o seu selecionado da Série B; espero não ter sido injusto

Em competição marcada por deficiência técnica, como o Campeonato Brasileiro da Série B, difícil acertar na mosca qual o atleta que mais se destacou em cada posição.

Com prevalecimento das oscilações, e considerando-se a possibilidade de assistir raros jogos de cada clube - exceto Ponte Preta e Guarani - a escolha de um selecionado da competição fatalmente será imperfeita.

Alan Mineiro, do Vila Nova
Alan Mineiro, do Vila Nova
Eventualmente um ou outro jogador que poderia constar na relação pode ter sido esquecido. No caso específico, poderão argumentar como seria possível o CSA - equipe que conquistou acesso - não ter um jogador sequer relacionado?

De qualquer forma, cabe arriscar o seguinte time:

JOGADORES

Goleiro: Mauricio Koslinski, do Avaí.

Laterais: Alex Silva do Goiás, pela direita; Bruno Melo do Fortaleza, pela esquerda.

Zagueiros: Renan Fonseca da Ponte Preta e Ligger do Fortaleza.

Meio-campistas: volante Ricardinho do Guarani; meias Alan Mineiro do Vila Nova e Renato do Avaí.

Atacantes: André Luís da Ponte Preta, Gustavo do Fortaleza e Michael do Goiás.

  • João da Teixeira
    02/12/2018 15:40

    A seleção dos bugrinos foi realmente a guria gauchesca de verde. Salvou o ano bugrino, caso contrário, a crise estava instalada...

  • JP
    02/12/2018 11:04

    Minha seleção no 4-3-3: 1 Ivan Ponte Preta 2 Guga Avaí 3 Renan Fonseca Ponte Preta 4 Reginaldo Ponte Preta 5 Nenê Bonilha Fortaleza 6 Bruno Mello Fortaleza 7 André Luiz Ponte Preta, 8 Marlon Fortaleza, 9 Dagoberto Londrina, 10 João Paulo Atlético-GO e 11 Renato Avaí.

  • Profeta da Tribo
    01/12/2018 15:01

    Eu colocaria Dagoberto, artilheiro do campeonato.

  • João da Teixeira
    01/12/2018 15:01

    Ari, sua seleção está boa. Gostei de um atacante ou meio caposta do Londrina, que não sei o nome e do Dagoberto, que não poderia ficar de fora dessa medíocre Série B.

  • ARIOVALDO ZANELLI (1)
    01/12/2018 15:00

    CASO KLEINA, NÃO EXISTE MAIS NENHUM COMENTÁRIOS, MAS QUEM ASSISTIU A ENTREVISTA COM O TECNICO KLEINA, QUEM ENTENDEU, O AMBIENTE NA PONTE PRETA ATÉ KLEINA FICOU ASSUSTADO. COMO ENTENDO MUITO DE FUTEBOL, ACHO QUE O KLEINA É TECNICO PARA TIME DO PORTE DA PONTE, TIME GRANDE COM ESTRELAS NÃO SERVE, PORQUE EXISTEM VÁRIOS TIMES, QUERENDO COMO TECNICO, PORQUE É BOM. O QUE ELE FEZ NA PONTE FOI UM MILAGRE...

  • ARIOVALDO ZANELLI (2)
    01/12/2018 15:00

    ... SALVOU A DIRETORIA DA PONTE E TORCEDORES. JOGADORES COM NIVEL UM POUCO MELHOR, A PONTE SOBE TRANQUILAMENTE. AGORA VOU EXPLICAR O PORQUE A PONTE NÃO SUBIU, JOGOU NA TERÇA E OS CANDIDATOS NO SÁBADO, JÁ SABIAM O QUE PRECISAVAM FAZER, FIZERAM A LIÇÃO DE CASA E ACABOU.TECNICO GENINHO ACABOU COM KLEINA NA MARCAÇÃO. PONTE CONTRATOU COMO GERENTE DE FUTEBOL FABIO BARROSO...

  • ARIOVALDO ZANELLI (3)
    01/12/2018 14:59

    ... É ÓTIMO PARA BASE, AGORA PROFISSIONAL É BEM DIFERENTE. VOU AGORA DAR UMA INFORMAÇÃO O PORQUE AGUIRRE FOI DESPEDIDO DO SÃO PAULO, JOGADOR CHAMADO NENE DERRUBOU O TECNICO. ESSA É A RAZÃO O PORQUE O KLEINA É BOM DE VESTIÁRIO E COMANDO. SEM KLEINA NÂO IREMOS SUBIR, 01/12/2018, MINHA OPINIÃO.

  • Agostinis
    01/12/2018 14:58

    A seleção da série B pra mim foi o Juventude.

Confiram as Postagens Anteriores:

1  2  3  4  5  6  7  8  9  10  11  12  13  14 
 

Jornalista esportivo há 40 anos. Trabalhou, como jornalista, nas emissoras de Rádio Brasil, Educadora, Central, Jequitibá e Capital (São Paulo). Nos jornais: Diário do Povo e Jornal de Domingo, ambos de Campinas, e editor de Economia e Opinião do Jornal Todo Dia, de Americana.

Fale comigo