08
DEC
Torcida única contra os grandes em Campinas tem que ser contestada

Simplista a proposta do promotor do Ministério Público de São Paulo, Paulo Castilho, de torcida única quando Ponte Preta e Guarani receberem grandes clubes do futebol paulista.

A revelação feita à Rádio Bandeirantes-Campinas tem que ser contestada.

Ninguém discorda do comportamento violento de membros de torcidas organizadas, mas convenhamos que é plenamente possível controlar cerca de três mil torcedores de Corinthians, Santos, Palmeiras e São Paulo nos jogos em Campinas.

E desses três mil, nem todos integram as organizadas.

Foi-se o tempo em que se fazia futebol em Campinas para os campineiros.

BONS PAGAM PELOS MAUS
A corrente migratória na Região Metropolitana de Campinas é incalculável, e esses torcedores de bom comportamento não devem ser privados de acompanhar jogos de seus clubes nos estádios Moisés Lucarelli e Brinco de Ouro.

Está na hora de os dirigentes dos clubes campineiros entrarem no circuito e contestarem veementemente a postura do promotor, até porque ela implica em perda de receita.

  • João da Teixeira
    11/12/2018 18:29

    Rodovia Alexandre Balbo e não Barbosa.

  • João da Teixeira
    11/12/2018 18:28

    Pelo jeito, da Colorado, vc. deve gostar da Cauim, por motivos também óbvios, né? Além do nome ser de origem bugrina, né? Fala sem saber....dá nisso!

  • João da Teixeira
    11/12/2018 10:27

    Mar, não é prepotência, faz 19 anos que vou aí todo mês a trabalho, mais especificamente na Rodovia Alexandre Barbosa perto da Destilaria Galo Bravo. Não me conhece, como vc fala tanta asneira e em princípios, "larga deu"! E Albertina é melhor que ir no jardim da igreja da Vila Tibério ou perto do aeroporto, vc não acha? Mas prefiro mesmo é ir no Geraldo, já que vc gosta dos óbvios de Ribeirão. Qdo. Estou aí, almoço sempre na Recra da 9 de julho. Não fale bobagens sem conhecer

  • João da Teixeira
    11/12/2018 10:26

    Mar, vc curtir mais Ribeirão, conheço novo e o velho Pinguim, que já não existe mais na XV. Conheço a loja da Colorado na Independência, por sinal uma loja chiquetosa, já tomei cerveja lá. E se vc for na Café, vc vai achar a Invicta. A varanda onde funciona a degustação e tira gosto e atrás do brindes, a fábrica onde vc pode apreciar as instalações. Vai lá, vai. O que mais vc quer conhecer de Ribeirão? Se conheço, digo que sim, se não conheço, eu digo que não! Igual o Ari!

  • João da Teixeira
    11/12/2018 10:25

    Lagoa, ops, Mar! Blindex e não brindes... corretor conspirando...

  • mar
    10/12/2018 22:47

    Teixeira , moro em RP a 20 anos, alias, vc deve fazer mais de vinte anos que não vem para cá. Ovorre meu caro fanfarrão , a unica cervejaria artesanal de RP , chama-se COLORADO que tem um fabrica e bar na av. Independencia , no Alto da Boa Vista... rumo ao SHOPPING IGUATEMI. Tudo que vc citou nada mais existe, passado meu caro!

  • mar
    10/12/2018 22:46

    Ainda sobre a cervejaria artesanal Colorado, devo informar, que estão vendendo para o Brasil todo. Então, voce mostra toda sua prepotencia perantes aos nossos leitores, que sabe mais de RP que a familia Socrates e Ray. Ps. Voce não vai mesmo tirar umas ferias?

  • mar
    10/12/2018 22:45

    Teixeira, com relação a zona da Albertina continua lá sim, ocorre que tenho principios religiosos e nunca fui na zona! Por estes motivos que vc mostra seu carater de citar nos seus comentarios putarias com futebol! Nada contra quem vai, cada um tem suas putas favoritas!

  • João da Teixeira
    10/12/2018 10:58

    E é Cervejaria Invicta. Meu corretor resolveu escrever Invictus, daquele famoso filme de Invictus de 2009 do gênero drama biográfico esportivo, dirigido por Clint Eastwood e estrelado por Morgan Freeman e Matt Damon. Recomendo...

  • João da Teixeira
    09/12/2018 15:52

    Mar, vc. conhece a Av. do Café? Vc. realmente mora em Ribeirão? Vc. conhece as coisas óbvias de Ribeirão, somente? Além de ser uma choperia ela também é uma fábrica artesanal. Conhece a cerveja Barracão? Sabe porque esse nome? Conhece a antiga estação de trem que fica no começo da Av. D. Pedro. Enfim se vc conhece os óbvios de Ribeirão, preciso levar vc na Albertina perto do Santa Cruz...

  • ARIOVALDO ZANELLI (1)
    09/12/2018 14:55

    EU SOU PONTEPRETANO, TODOS SABEM DISSO, ESCREVO NO BLOG DO ARI, PORQUE GOSTO DE FUTEBOL E ACOMPANHO DIARIAMENTE O ESPORTE NO BRASIL. O QUE ESCREVO SÃO PALAVRAS COM ASSUNTOS DE MINHA RESPONSABILIDADE, TENHO 72 ANOS, JAMAIS IRIA FALAR MENTIRA PARA AGITAR OS TORCEDORES EM CAMPINAS. GOSTARIA QUE A MINHA OPINIÃO, FOSSE ACATADA NA INTEGRA, POIS NÃO SOU JOVEM, QUE PODE ESTAR BRINCADO COM AS PESSOAS, NÂO SÃO VERDADEIRAS, POIS O MEU NOME ESTÁ EM JOGO...

  • ARIOVALDO ZANELLI (2)
    09/12/2018 14:54

    JAMAIS UM ASSUNTO SERIO IRIAR ESCREVER NO BLOG.

  • marcio
    09/12/2018 14:45

    Tozin: A Ponte não lotou o estádio no Derby pq os imbecis que dirigem a Ponte divulgaram que os ingressos haviam se esgotados obviamente pararam a venda. A de se ressaltar que honestidade, sinceridade tem de prevaceler sempre: não tina 17-18 mil no derby no estadio da Magnum. Sinceridade sempre: -Pergunte ao Horlei Sena, sobre a pesquisa que ele encomendou e obviamente não divulgou. Vcs tê SEIS porcento. Peça e verá

  • mar
    09/12/2018 14:44

    Gostaria a opinião do Ari, sobre essa parceria do Botafogo de Ribeirão Preto, e do João da Teixeira, já que não vai entrar de férias! kkkkkkk

  • mar
    09/12/2018 14:43

    cont... quando falo em Campinas, não a cidade, mas sim, Ponte e Guarani . Hoje Campinas é mega capital dos negócios . Simplesmente uma parceira foi feito, cade as parcerias dos clubes de Campinas?

« Anterior : [ 1 ] 2 : Próxima »
08
DEC
Saudoso Biléo Soares, pontepretano e político que defendia a transparência

Embora com atraso, está no ar o áudio Memórias do Futebol, que lembra do ex-centroavante Oséas, autor do gol contra mais bonito do futebol mundial.

Quando foi tornado público o processo de turbulência entre o presidente da Ponte Preta, José Armando Abdalla, e o de honra, Sérgio Carnielli, um amicíssimo do saudoso vereador Biléo Soares opinou que o espírito conciliador do político ainda faz parte nos diversos segmentos da sociedade.

Dia seis passado marcou o sétimo ano da morte de Biléo Soares, aos 52 anos de idade, após intensa luta de seis anos contra o câncer.

Biléo nasceu pontepretano e morreu político.

Por encarnar o adequado sacerdócio do homem público, sua Ponte Preta ficou num segundo plano.

Todavia, foi através dela que descobriu a verve de homem do povo. Nas cadeiras vitalícias do Estádio Moisés Lucarelli, na juventude, a sua liderança ficou devidamente caracterizada.

PONTÊNIS

Torcida organizada ‘brota’ em arquibancada. E quando o segmento ainda engatinhava no futebol brasileiro, na década de 70, Biléo surpreendeu ao criar a primeira - e talvez única - torcida organizada de vitalícias: Pontênis, associação de Ponte Preta com Tênis Clube.

Garotada pontepretana do clube social de Campinas aderiu à proposta de Biléu e estendia faixas e portava bandeiras - quando eram permitidas em estádios - nas vitalícias do Moisés Lucarelli. Até caravanas eram organizadas para acompanhar o time.

Ao enveredar à política como vereador, Biléu bem entendeu a mensagem colocada pelo ex-treinador italiano Arrigo Sachi, de que ‘futebol é a coisa mais importante entre as menos importantes’. Aí a sua Ponte Preta se enquadrou em plano secundário.

Por isso, nos mais diferentes embates entre correntes políticas da Ponte Preta, não se viu participação dele pendendo para quaisquer dos lados. Mesmo quando gozava de plena saúde, nem sempre era visto em jogos de seu clube.

DOENÇA

A transparência de Biléo Soares nas coisas públicas se contrapõe aquilo que se vê hoje no poder legislativo, extraindo-se, evidentemente, as raras exceções.

Mesmo fragilizado e sentenciado de morte após incontáveis cirurgias e sessões de quimioterapia, Biléo fez questão de participar das reuniões ordinárias da Câmara de Vereadores, e repetia com frequência que ‘quando se é transparente na doença - como na vida pública -, só coisas boas podem acontecer’.

Combativo e ético, fosse vivo de certo Biléo se juntaria aos poucos vereadores do atual legislativo campineiro para solicitar investigação das seguidas denúncias contra pastas do poder executivo da cidade.

  • ARIOVALDO ZANELLI (1)
    09/12/2018 14:26

    QUEM ACOMPANHA ESPORTE NO BRASIL, TODOS TIMES CONSIDERADOS GRANDES A OPOSIÇÃO ESTÁ GANHANDO. ÚNICO TIME NO BRASIL CHAMADO PONTE PRETA NÃO CONSEGUE TER OPOSIÇÃO NO DIA DA VOTAÇÃO. O SISTEMA NA PONTE CHAMA-SE CHAPA E O NOME DO CANDIDATO SOMENTE É VINTILADO NA HORA, APÓS A VITÓRIA NAS URNAS. SOMENTE EXISTE UMA CHAPA QUE GANHA, A OUTRA CHAPA NÃO CONSEGUE MONTAR A CHAPA LEGAL PARA VOTAR...

  • ARIOVALDO ZANELLI (2)
    09/12/2018 14:26

    ... EXISTEM ELEMENTOS NA CHAPA QUE SÃO CONSIDERADOS NÃO APTO PARA VOTAR, HÁ MUITOS ANOS ESTÃO ACOTECENDO ESSAS MANOBRAS NO DIA DA VOTAÇÃO. DEVERIA SAIR UMA RELAÇÂO, QUEM PODE VOTAR E QUE NÃO PODE VOTAR, ATÉ 30 DIAS ANTES DAS ELEIÇÕES NA PONTE PRETA.

  • João da Teixeira
    08/12/2018 17:24

    Foi muita gente combativa que foi embora. Ou foi embora pegando uma carona com o barqueiro Caronte ou foi embora por ficar de saco cheio de tanto pregar ao vento ou no deserto. O que leva os Conselheiros que formam a "igrejinha" no CD a aceitar algum tipo de ajuda ou pelo menos ficar bem com o chefe, em detrimento do clube de futebol que vai ladeira abaixo? A aceitar esse tipo de coisa, já que o que mais interessa a nós torcedores é o time estar bem e não estar bem com o chefe

Confiram as Postagens Anteriores:

1  2  3  4  5  6  7  8  9  10  11  12  13  14 
 

Jornalista esportivo há 40 anos. Trabalhou, como jornalista, nas emissoras de Rádio Brasil, Educadora, Central, Jequitibá e Capital (São Paulo). Nos jornais: Diário do Povo e Jornal de Domingo, ambos de Campinas, e editor de Economia e Opinião do Jornal Todo Dia, de Americana.

Fale comigo