17
SET
Adeus a Milton Buzetto, zagueiro central de meu time de jogo de botão

Captei vídeo que viraliza na internet sobre cão que não desgruda de túmulo daqueles que foram seus donos, em cemitério de Jundiaí, e esse é o assunto na coluna Informacão.

Desde a implantação do portal Futebol Interior, em 1999, tenho me dedicado semanalmente ao quadro Memórias do Futebol, com resgate de personagens que fizeram a história do esporte bretão.

Nesta semana, por exemplo, já havia produzido material sobre o ex-meia Tostão, que não é o médico Eduardo, mas igualmente com passagem pelo Cruzeiro e Coritiba, entre outros clubes.

Por falha de pauta, deixei de focalizar o zagueiro e treinador Milton Buzetto, falecido nesta segunda-feira em Piracicaba, na iminência de completar 81 anos de idade.

Logo, o espaço nesta edição fica reservado para ele não apenas por ter introduzido ou implementado a retranca no futebol paulista, mas porque jogava no meu time de botão, na década 60.

Que moleque da época não tinha o seu jogo de botão? Coincidência ou não, meu time era o grená da Mooca de São Paulo.

O primeiro deles - sem precisar o ano - incompleto, contava com o goleiro Claudinei, lateral Diógenes, zagueiros Clóvis e Milton (sem usar o sobrenome), volante Hidalgo e centroavante Bira. Não me recordo os demais jogadores.

O segundo foi formado por Heitor; Joel, Milton Buzetto, Fernando e Geraldo Scotto; Benetti e Brecha; Antoninho, Andes, Adilson e Waldir.

Vi Milton Buzetto jogar contra o Guarani em 1969, na quarta-zaga - ano em que encerrou a carreira -, ao formar dupla com o central Carlos.

Futebol era assim naquela época: atleta identificado apenas com o prenome, caso de Carlos, diferentemente da atualidade em que se exige nome composto.

Buzetto foi zagueiro rebatedor e se impunha basicamente no jogo aéreo, porque marcava a bola quando alçada ao interior de sua área.

TREINADOR

Na história do futebol, Buzetto ficou marcado como treinador retranqueiro.

Pouco se importava com críticas ásperas de adversários e imprensa por colocar em prática o chamado ferrolho no time do Juventus, e jogava descaradamente por uma bola.

Portanto, nada diferente daquilo que chamados grandes clubes colocavam em prática na atualidade.

Por vezes o seu Juventus era bem-sucedido. Logo, cautelosos apostadores da Loteria Esportiva se viam obrigados a gastar pelo menos um triplo na aposta, quando o ‘Moleque Travesso’ estava inserido no concurso.

Entre os anos 1976-77 Buzetto treinou o Guarani, mas à época eu jogava futebol no time amador do Diário do Povo, com agenda de partidas aos domingos à tarde, e fiquei com vaga recordação sobre a passagem dele por Campinas.

Já que a coluna é produzida por ‘centas’ mãos, com participações de saudosistas como Tio Lei, João da Teixeira, Ariovaldo Zanelli, Agostini, etc, etc, sugiro que dividamos o espaço contando cada qual a sua experiência, inclusive sobre a passagem de Buzetto pelo Guarani.

  • Paulo Sergio
    20/09/2018 01:17

    Caro Tio Lei, pensei que eu fosse o único que havia reparado o que vc escreveu em seu post das 13:24. Não são todos dos 3% do time da vala mas, a maioria age assim mesmo.

  • TIO LEI
    19/09/2018 13:25

    Notoriamente Milton Buzzeto virou sinônimo de retranca no futebol. Zagueiro que zagueirava, mas como técnico, por onde andou era sempre a mesma "tática". ... Já no final de seu comentário Ari, 76/77, por 5 anos fiz parte do "Esquadrão do DIAPOVO", comandado por Washington "CABEÇÃO" Bueno, chamavam-me ALEMÃO. Após ter me casado em 76 e no inicio de 77 ainda joguei por algum tempo, até ser transferido pelo Bradesco, para a capital. Nesse ínterim comecei a "encerrar a carreira".

  • TIO LEI
    19/09/2018 13:24

    Incrível como tem uns carinhas que sonham com a nossa amada PONTE PRETA. Não conseguem escrever duas linhas sobre seu SEGUNDO TIME sem mencionar o time da MAIOR E MAIS APAIXONADA TORCIDA DO INTERIOR. Isso sim é ser MISTO, o resto é conversa fiada.

  • marcelo
    18/09/2018 17:56

    o juventus do milton, tinha um goleiro que se chamava miguel....arrebentava contra o timao, dai a lusa comprou...ele tomava gol de tudo quanto era jeito do corinthians...perguntaram pra ele o porque disso...resposta....o bicho do jogo contra o juventus era um, e contra a lusa era outro. so vinha bola no angulo...ja quando eu estava no juventus, as bolas iam la no toboga...rsrsrs

  • marcelo
    18/09/2018 17:56

    e verdade carlos agostins....tenho esse pensamento, o guarani, nao e um time de dar abafa nem tambem de retranca, alias, se fizessemos mais cera, nao perderiamos tantos pontos bobos. as vezes eu vejo nosso goleiro desesperado pra repor uma bola, mesmo a gente ganhando o jogo. o time da linha do trem, tem DNA, de guto, gilson kleina, doriva.....por isso, nao fazemgols no sampaio, oeste, esses times que vem fechado

  • LÉO - PR
    18/09/2018 10:37

    quando comecei acompanhar futebol ninguém gostava de jogar contra Juventus,e o Corinthians era uma vitima do moleque travesso,dificilmente conseguia bater o time da moca,se Buzetto era o treinador do time no final de 70 inicio de 80 não sei,mais se foi ele fazia com maestria a tal retranca,que hoje esse tipo de treinador não tem mais espaço.

  • Carlos Agostinis
    18/09/2018 10:37

    Poucos jogos dele Ari, perdeu pra ponte no brinco, pro atlético mineiro e pro gremio. Ficou fora do brasileiro qye foi ganho pelo sao paulo ja em 78. O Guarani não funcioma com retranca.

16
SET
Chamusca teima ao ignorar o óbvio e piora aquilo que não era bom na Ponte Preta

Assessorias de imprensa de clubes - nem sempre formada por jornalistas diplomados - cumprem o sagrado dever de apresentar relatórios a membros de comissões técnicas e dirigentes sobre informações e análises produzidas por veículos de comunicação.

Pressupõe-se que na Ponte Preta não seja diferente. E assim sendo de certo o treinador Marcelo Chamusca constata aquilo que dele é citado, sem que seja cabível reflexão sobre as críticas. Ou melhor: sem alarde simplesmente se contrapõe aqueles que pensam diferente.

Chamusca, baiano de Salvador, foi jogador com passagem pelo Bahia e durante nove anos colecionou aprendizagem quer orientando equipes das categorias de base, quer como auxiliar técnico.

O certificado de carreira solo foi concedido em 2012 no Vitória da Conquista. E consta no valorizado currículo acessos de divisões em competições nacionais.

Logo, chegou recomendado a impulsionar o futebol pouco produtivo da Ponte Preta, mas na prática tem cometido erros primários.

VICTOR RANGEL

Claro que aquele futebol horroroso praticado pela Ponte Preta no empate diante do fraco Sampaio Corrêa, em Campinas, exigia reflexão.

Pois em vez de providências práticas, o treinador ignorou a pobreza técnica do centroavante Victor Rangel e fez questão de mantê-lo diante do Oeste.

Inadvertidamente pagou pra ver resposta satisfatória do atleta e viu a repetição do lastimável

Assim sendo, quem o contratou tem a obrigação de avisar que tudo tem limite. Chega.

JÚNIOR SANTOS E BARCELOS

Há quanto tempo não acontece nada quando Júnior Santos pega na bola?

Não era caso de um ‘banquinho’ de reservas e se optar por outra alternativa no elenco? No mínimo ficaria do mesmo tamanho.

Por que a insistência com Danilo Barcelos?

Sem força física para sequer dar um drible no adversário, alonga a bola ao ataque ou toca. Se tiver que se desvencilhar de um adversário, esqueça.

Ora, num elenco extremamente limitado, a principal atribuição do treinador é acrescentar. E só se acrescenta quando elementarmente se faz escolha correta de titulares.

  • Barba
    18/09/2018 10:40

    Diretoria omissa - Há tempos não tinhamos tanto jogador ruim no Magestoso. Lista de Dispensa já - Reynaldo, Leo Santos, Danilo Barcelos, Paulinho, Nathan, Saraiva, Neto Costa, Victos Rangel (Esse o pior do século!!), etc....

  • TONY
    18/09/2018 10:39

    Matou a pau Ari. Aliás, faz tempo que voce mostra as verdades aqui. Jogadores como Danilo Barcelos, Victor Rangel, Neto Costa, Paulinho, Nathan, e outras berebas, deveriam estar na 4a divisão - e olhe lá. A Ponte deixou de ganhar quando perdeu sua ala esquerda com Ruan e Hiury.

  • LÉO - PR
    18/09/2018 10:38

    se não me engano o time que você se refere foi montado por Osvaldo Alvares.

  • LÉO - PR
    18/09/2018 00:13

    kkkkkkkkkkk Agostinis lembro sim deus me livre,aquele guarani não passava de futebol amador a ponte de hoje é menos ruim.

  • Profeta da Tribo
    17/09/2018 20:15

    Bugre precisa de 7 vitórias para subir. Há 5 jogos em casa, precisamos vencer esses. Depois, dá para beliscarmos duas vitórias fora nos 6 jogos restantes. Poderemos derrapar em 4 jogos ainda. O acesso é difícil, mas possível. Vai, Bugre guerreiro! Já a AAPP precisa de 8v e 2e. Só pode ter 1d. E os arrogantes da AAPP ainda falam de acesso. Não se enxergam. Falta muita humildade. AAPP será atropelada pelo Goiás. Podiam pelo menos empatar para nos ajudar, né?

  • LÉO - PR
    17/09/2018 20:14

    o guarani tem muita chance de alcançar uma vaga basta jogar um tostãozinho,e o chamusca tende ajudar muito o guarani nessa reta final tirando pontos dos concorrentes já começando sexta contra o goias.

  • mauricio
    17/09/2018 20:14

    Ari a Ponte hoje é comandada por um homem só faz anos qt as coisa nao dao certo coloca a culpa no supervisores e treinador ,onde algumas peças sao escaladas como o ex afastado SC manda IGOR,BARCELOS , Julho SANTOS ,TODOS COM INTERESSE DO Sr Juninho Paulista vamos ficar colocando culpa em treinador qts passaram e as coisa continua a mesma ,a Ponte tinha uma chance as organizadas mais Sr SC fechou a boca de todas ,torcedor comum nao muda direção ,imprensa nada falo contra Sc é o fim

  • Carlos Agostinis
    17/09/2018 20:13

    João da Teixeira deve estar com caganeira, kkkkkk brincadeira João, esoero que esteja tudo bem com você, aparece aí parceiro...Leo a ponte corre sério risco sim, lembra quando o Guarani precisava de uma vitória em dez jogos, tomou virada até do Guaratingueta e caiu, resultado foi 4 anos na C, se cuida ponte, o inferno e logo ali.

  • ARIOVALDO ZANELLI (1)
    17/09/2018 20:12

    PONTEPRETANO, A NOSSA SITUAÇÃO ATUAL É CRITICA. PRESIDENTE NÃO SABE O QUE FAZ, NÃO É DO RAMO (FUTEBOL) SABE JOGAR BOLA NO GOL, MAS DIRIGIR UMA PONTE PRETA PRECISA TER COMPETÊNCIA, INTELIGÊNCIA, SABEDORIA E COMANDAR TUDO ISTO É TODOS DEPARTAMENTOS. GERENTE DE FUTEBOL É FANTASMA, NÃO EXISTE, TECNICO MARCELO CHAMUSCA NÃO CONSEGUE FAZER O TIME JOGAR, É NULO, PRECISA TROCAR URGENTE, TIME NÃO EXISTE NADA, SÓ TEM GOLEIRO, MAIS NADA...

  • ARIOVALDO ZANELLI (2)
    17/09/2018 20:12

    ... HOMEM DE IMPRENSA TODOS CONHECEM, FOI REPORTER DE CAMPO, SABE DAS COISAS, MAS CONSEGUE INFORMAR AO PRESIDENTE O QUE ESTÁ ACONTECENDO NO FUTEBOL, OU É FANTASMA. NOSSO CONSELHO ESTÁ SABENDO DE TUDO OU FAZ VISTA GROSSA. ESSE É O RETRATO DA PONTE PRETA ATUAL, TODOS FICAM CALADOS E NADA FAZEM. COMO FICA A SITUAÇÃO DO TORCEDOR, ABAIXA A CABEÇA, COMO PODEMOS ESPERAR ALGUMA COISA, UM RESULTADO MELHOR...

  • ARIOVALDO ZANELLI (3)
    17/09/2018 20:11

    ...A SITUAÇÂO DA PONTE PRETA PARA ESTATISTICA E PROBALIDADE, QUE O GRANDE TECNICO DA PONTE PRETA NÃO INTERESSA, NÃO AJUDA NADA, SÓ ATRAPALHA,, A SUA MENTALIDADE COMO TECNICO NÃO EXISTE NO FUTEBOL BRASILEIRO. NO MOMENTO VOCÊ É O PIOR DO PIOR, QUEM CONTRATOU VOCÊ É PIOR AINDA. NO JOGO COM O TIME DO OESTE SEM TRADIÇÃO DE SÃO PAULO E DO BRASIL ERA FAVORITO CONTRA A PONTE PRETA, JOGA A TOALHA COMO INCAPACIDADE DE SER TECNICO DA PONTE PRETA. ESPERO ATÉ HOJE SE VOCÊ FOR HONESTO...

  • Ariovaldo Zanelli (4)
    17/09/2018 20:11

    ESTATISTICA DA RODADA 27. PARA SUBIR: 1) FORTALEZA = 87,45% . 5) AVAI = 36,7%. PROMOÇÃO PARA GRUPO A = 63 PONTOS = 95%. 2) GOIÁS = 77,7% , 6) ATLETICO = 35,5%. 3) CSA = 70,3%. 7) GUARANI = 21,4 % . REBAIXAMENTO = 46 PONTOS = 95%. 4) VILA NOVA = 49,4%. 8) FIGUEIRA = 12,7%. OBS. : DADOS ATÉ RODADA 27, FALTAM 11 JOGOS = 33 PONTOS. PONTE PRETA PARA SUBIR = 3,5 %. PARA REBAIXAMENTO = 0,05% (ESTIMATIVA ATÉ RODADA 27)...

  • ARIOVALDO ZANELLI (5)
    17/09/2018 20:11

    ... FAVORITO DO JOGO DO DIA 15/09/2018 = OESTE = 8,8% PONTE = 28,8%. EMPATE 32,3%. MELHOR CAMPANHA DA 3 RODADA ATÈ 27 RODADA. GOIÁS = 3 RODADA = 2 PONTOS. PARA ACESSO 7,2%. REBAIXAMENTO = 41,1%. RODADA : 27 = 45 PONTOS PARA ACESSO 77,7%. OBS: CAMISA 10 - RENATO CAJÁ ESTÁ JOGANDO NORMALMENTE, QUE COISA NÃO PONTEPRETANO. ESPERO TER DADO UMA NOÇÃO PARA TORCEDOR DA PONTE PRETA E GUARANI, BOA SORTE PARA TODOS

  • LÉO - PR
    17/09/2018 09:58

    Ari eu acho que tudo que tinha de ser testado na ponte foi feito, não adianta ficar culpando chamusca ele treina o time e esta vendo que os reserva são pior e não vai resolver o problema da ponte,rebaixamento não corre risco agora é planejamento para o ano que vem e mais nada,o ano acabou para a ponte.

Confiram as Postagens Anteriores:

1  2  3  4  5  6  7  8  9  10  11  12  13  14 
 

Jornalista esportivo há 40 anos. Trabalhou, como jornalista, nas emissoras de Rádio Brasil, Educadora, Central, Jequitibá e Capital (São Paulo). Nos jornais: Diário do Povo e Jornal de Domingo, ambos de Campinas, e editor de Economia e Opinião do Jornal Todo Dia, de Americana.

Fale comigo