25
SET
Se não passar pelo Paysandu, Guarani quer o que? Pontepretanos bagunceiros extrapolam

Cabe esclarecer aos parceiros leitores das colunas Informacão e Memórias do Futebol que, por problema técnico, as colunas da semana passada não foram publicadas, mas já estão atualizadas. Em Cadê Você o assunto é o ex-atacante Monga, da Ponte Preta.

Registros para assuntos ligados ao Guarani, que joga nesta terça-feira contra o Paysandu, no Pará, e o lamentável incidente provocado por torcedores pontepretanos na chegada da delegação ao Aeroporto de Viracopos, em Campinas.

Na coluna produzida sexta-feira à noite comentei que o fraco futebol mostrado pelo Paysandu diante do Goiás, em Goiânia, credencia o Guarani projetar uma vitória no confronto contra o time paraense, em Belém.

Foi o bastante para o torcedor do Curuzu Johnny Andrew se aborrecer e retrucar: “Terça-feira quero o choro depois que o Paysandu der uma ‘peia’ nesse fraco do Guarani”.

Como discordar que o Guarani tem mostrado um futebol fraco? Fraco, mas com espírito guerreiro, contrastando com a duvidosa preparação física do Paysandu.

Nem correr o Paysandu correu contra o Goiás. Foi uma lentidão irritante. Uma previsibilidade notória para ser marcado.

Teria aquilo ocorrido por acaso? A grosso modo um time moroso, mesmo.

REABILITAR

Em circunstâncias normais, antecipei a obrigatoriedade de o Guarani aproveitar o incerto momento do adversário para se reabilitar.

Se o Guarani jogar abaixo da média, repetir falhas individuais inadmissíveis, evidente que, apesar da fragilidade do adversário, pode se dar mal.

O parceiro Tito, por exemplo, coloca ‘ene’ defeitos no time bugrino, descrente que Paulinho, Nazário e Rafael Silva possam fazer a diferença pró-Bugre. Por isso já se dá por satisfeito em caso de empate.

BAGUNCEIROS

Agressão e ameaças só atrapalham recuperação da Ponte Preta
Agressão e ameaças só atrapalham recuperação da Ponte Preta
É compreensível a insatisfação do torcedor pontepretano com o iminente risco de rebaixamento da equipe à Série B do Campeonato Brasileiro.

Todavia, daí a extravasar a revolta com tentativa de agressão a jogadores e integrantes do departamento de futebol é o absurdo dos absurdos.

Qualquer torcedor tem direito de protestar pacificamente. Extrapolar para atos de violência jamais.

Não se pode dizer que a boleirada da Ponte tem feito corpo mole. O problema é deficiência técnica da maioria e a equivocada tolerância com o então treinador Gilson Kleina, que não conseguia dar o mínimo padrão à equipe.

Na prática, a situação da Ponte poderia ter sido pior se não aproveitasse situações de adversários que escalaram reservas e facilitam vitórias delas em Campinas, como nos jogos contra Cruzeiro e Botafogo.

Certo está o parceiro Cabeça quando prega união dos pontepretanos na tentativa de salvação da equipe.

Depois disso, cobrem dos dirigentes eleitos modificação na coordenação do futebol do clube após sucessivos erros em contratações.

  • Eugenio para Tio Lei
    26/09/2017 19:32

    tio lei quem se mostrou foi a torcidinha de delinquentes e marginais do seu time, eu nao tenho nada a ver com isso, infelizmente seu time tem mais torcedores marginais e delinquentes do que a média, e com certeza bem mais desses tipos q na torcida do Guarani. E pelos seus (infelizes) comentarios vejo q vc faz parte da parte imbecil da torcida da aapp.

  • MARCIAO
    26/09/2017 19:30

    O sujeito não sabe nem a tabela da serie A. Mas e´claro , o timinho dele esta´na serie B. Falou tudo errado a sequencia dos jogos da Ponte. Acho que esqueceu de tomar o remedinho da tarde... O timeco dele tá deixando ele assim, meio xarope .

  • João da Teixeira
    26/09/2017 19:30

    Próximo jogo, Paysandu, na Curuzu, completo: Emerson; Ayrton, Diego Ivo, Perema e Guilherme Santos; Renato Augusto, Nando Carandina, Rodrigo Andrade e Diogo Oliveira; Bergson e Marcão. Depois Criciuma crescendo aqui, Oeste subindo lá, depois o poderoso Náutico nos Aflitos, como bem diz o nome, AFLITOS FRITOS. Depois o Sopa de Letrinhas, um adversário perigosíssimo, já que ganhou até do Inter no 1º turno, o Juve aqui, pauleira, Goiás fora, só timaço. Eduardo, faz me rir, cara!

  • eduardo
    26/09/2017 15:24

    proximo jogo...flamengo completinho em casa.....proximo jogo...cruzeiro completinho no mineirao.....depois santos completinho no moiseis......fala serio......sem contar que o sao paulo sai facil dessa .....ja foi....serie b ano que vem com derbi e 2 vitorias do bugrao....bem a cara da associaçao...

  • paulo
    26/09/2017 15:23

    A verdade que hoje o futebol está totalmente diferente , os jogadores só jogam aonde eles querem , não importa o se o salário esta em dia ou se a estrutura do clube é boa . Ao mesmo tempo que estão em um clube , já estão pensando em assinar contrato com outro clube.

  • João da Teixeira 1
    26/09/2017 15:23

    A coisa tomou um rumo diferente do que os dirigentes acreditavam que poderia acontecer. Achavam que a cobrança iria vir como sempre foi de uns tempos para cá. Não esperavam que uns vinte "gatos pingados" poderia ocasionar tamanha confusão. A coisa vinha sendo mal assessorada pelo incompetentes dirigentes e deu nisso. Contrariando as orientações desses dirigentes da AAPP, os jogadores foram registrar um BO na Delegacia de Polícia, temendo futuras agressões ou até pior que isso...

  • João da Teixeira 2
    26/09/2017 15:22

    cont. Parte da torcida que foi lá, é a mesma que os dirigentes subsidiam e afagam a cabeça. É isso que incomodou os mesmos. Cada cabeça uma sentença, uso minha "corneta" aqui para ver se mexo com os brios dos jogadores e dirigentes, mas parece que não estão nem aí com as críticas e da necessidade de se empenharem mais nos jogos. Parece que não ganham nada e que não tem obrigação nenhuma com o clube e sua torcida. Agora quero ver o dirigente que vai mexer nesse "balaio de gato".

  • João da Teixeira 3
    26/09/2017 15:21

    cont. é aquela tal história, "em casa que falta "pão", todos brigam e ninguém tem razão!" E nem precisa falar que tipo de "pão" está faltando na Ponte Preta, né? Agora não vem os bugrinos enchouriçar, não, porque lá embaixo, não falta só pão, lá falta tudo, lá é uma verdadeira casa de Irene. Duvidam? Então não tragam pelo menos um pontinho de Belém, hoje, para ver o que poderá acontecer. Os dirigentes estão vendo fumaça e onde há fumaça há fogo e estão nem aí

  • Carlos Agostinis
    26/09/2017 15:20

    Nao foi ironia Tio..E que na verdade meu cel e ruim pra escrever. Admiro mesmo o EB. Ele fez otimo trabalho ano passado. Disse que a ponte tem orçamento solido pra voltar se cair Meu bugre e que nao. Eu via a vibraçao dele noa gols daponte. No porco nao e no ap nao. Entao acho mesmo que ele livra voces do desastre. Mas se nao livrar nao sera culpa dele....mas que vou tirar uma casquinha isso vou....abraço.

  • CARLAO
    26/09/2017 15:18

    A PONTE NÃO VAI CAIR !!!!!! QUEM VAI OCUPAR O LUGAR DELA É O GALO MINEIRO, POIS ACABARAM DE CHAMAR OSWALDO DE OLIVEIRA PARA TÉCNICO.ESSES DIRIGENTES NÃO APRENDEM..............

  • TIO LEI
    26/09/2017 15:18

    Parabéns por seus comentários eugenio. Só tem um detalhe: Não foi a PONTE PRETA que teve que jogar várias partidas de portões fechados por causa de atos recentes praticados por torcedores de seu time, e que pelos seus comentários, você deve fazer parte dessa minoria que mancha não só a torcida de SEU TIME, mas que esta encravada em TODAS AS TORCIDAS. Até que enfim, você mostrou quem você é na realidade.

  • António Carlos
    26/09/2017 15:17

    De novo falo: GB é bode expiatório. Acerta bastante, erra também. Problema que quando acerta, o atleta é logo repassado, negociações não transparentes. Já ouviram falar do empresário corintiano, correto? Não adianta culpar o menino, a Ponte tem que ter projeto, caso contrário vamos continuar reclamando, e culpando alguém que faz o que lhe é possível.

  • Eugenio
    26/09/2017 15:16

    Ari, nao perca mais seu tempo comentando escalacao/esquema/tatica do Guarani, agora é seja o q Deus quiser e muita correria, nao tem mais mini-meta, planejamento, etc ... e torcida contra os q estao em baixo ... os bugrinos ja estao cansados disso, mas infelizmente é a realidade.

  • Profeta da Tribo
    26/09/2017 15:15

    O Guarani está se aproximando perigosamente da degola. Estamos a apenas 5 pontos do primeiro time da zona do rebaixamento. Vencer hoje é fundamental para tranquilizar o time e a torcida. Acredito que o Baraka vai dar mais solidez defensiva ao time, e também torço pela volta da boa fase de Eliandro. Acho que vamos vencer.

  • Profeta da Tribo
    26/09/2017 15:15

    Sinto muito pelo que aconteceu à AAPP. Esses elementos que agridem e ameaçam não podem ser chamados de torcedores. São bandidos. E eu reconheço que, no meio da torcida bugrina, também há muitos desses bandidos. Como falou o colega Tio Lei, essas pessoas não respeitam a família, instituição criada por Deus, nem o ser humano, criado à Sua imagem. Precisam ser identificados e presos.

24
SET
Ponte consegue ser pior de que a fraca Chapecoense; risco à vista

A Ponte Preta enfrentou uma das mais fracas equipes do Campeonato Brasileiro - caso da Chapecoense -, concorrente direta ao rebaixamento. Só que conseguiu ser pior que ela e perdeu por 1 a 0 na Arena Condá, interior catarinense, placar construído no primeiro tempo. Assim, flerta com a zona da degola.

Contra uma Chapecoense sem a mínima consistência ofensiva, com a inutilidade técnica do centroavante Wellington Paulista, o goleiro pontepretano João Carlos faz o favor de tomar um frangaço em chute do meio da rua do meio-campista Lucas Marques, aos 42 minutos.

Da Ponte que não havia ameaçado a meta do goleiro adversário Jandrei uma vez sequer, mudar ou não a equipe no intervalo?

Aí o treinador Eduardo Baptista inventou. Quis mostrar que é estrategista e sacou o atacante Saraiva, improvisando o lateral-direito Jefferson na esquerda, pra fazer dobradinha com Danilo Barcelos.

Ou melhor: projetou liberdade para Danilo atacar, e assim Lucca não teria a obrigatoriedade de voltar à marcação, podendo, teoricamente, ter liberdade para atacar.

Talvez por desconhecer as limitações técnica de Danilo, o treinador apostou que pudesse acrescentar algo ofensivamente, mas na prática deve ter observado mais um dos incontáveis equívocos cometidos pelo gerente de futebol Gustavo Bueno em contratações.

CLAUDINHO

Por ainda desconhecer o elenco pontepretano, Eduardo Baptista foi na conversa de quem continua ligado no futebol do clube. Aí quis ver pra crer aquilo que acontece ao colocar o atacante Claudinho em campo, e espera ter visto em parte do segundo tempo.

Neste espaço o treinador foi alertado que Claudinho pouco ou nada acrescenta à equipe. Que seria recomendável sequer levá-lo ao banco de reservas.

De certo agora Eduardo Baptista deve ter comprovado que dá pra contar nos dedos de uma só mão quantas vezes o atleta acerta quando pega na bola.

E quando pretendeu ver a Ponte Preta ganhar mais consistência na organização e fortalecimento ofensivo, o treinador apostou no meia Léo Artur, que igualmente erra demais com a bola nos pés.

LUCCA

Quando se projetava que a individualidade do atacante Lucca ajudava a Ponte Preta a ganhar jogos, a torcida respirava. Agora, com regressão técnica do jogador, difícil apostar em alguém - exceto Emerson Sheik - que possa fazer alguma coisa diferente.

Exatamente por isso seria prudente a permanência de Saraiva na partida deste domingo, embora também não tenha pautado por regularidade.

Pra dizer que o time pontepretano não melhorou absolutamente nada em relação à era Gilson Kleina, pode ser apontado o redobrado cuidado defensivo na bola parada do adversário.

A entrada do volante Wendel serviu para melhorar a compactação no setor, embora ele não tenha acrescentado quando tentou a transição ao ataque.

A excessiva lentidão do volante Fernando Bob não recomenda camisa no time. E tem cometido mais faltas de que desarmado.

E só. A Ponte continua sem qualquer sentido de organização de jogadas para o centroavante Léo Gamalho.

Fosse um Campeonato Brasileiro de melhor nível técnico, a situação da Ponte Preta estaria irremediavelmente arruinada.

Como tem time tão ou mais fraco de que ela, o que se espera é que Eduardo Baptista consiga tirar leite de pedra e salvá-la de rebaixamento.

Na resenha do treinador com a boleirada sobre o jogo em si, cabem puxões de orelha no zagueiro Marllon que recebeu cartão amarelo por reclamação, e Jefferson que entrou na catimba do adversário já nos acréscimos, ocasião em que a Ponte perdeu um minuto do tempo excedente.

  • João da Teixeira
    25/09/2017 15:17

    Criamos uma certa gordura para ser queimada, esqueceram muito no fogo e pegou até a carne, a bichinha virou sola de coturno. Teremos que digerir isso e não adianta por caldo de abacaxi agora, pode preparar a dentadura. Vai ser difícil digerir. Precisamos começar a analisar que vai ficar na série B o ano que vem. Planejamento meus caros, até isso precisaremos saber. Imaginem nós e o São Paulo caindo, que eu acredito que não caia, mas se cair, uma vaga a menos entre os 4 a subir.

  • João da Teixeira
    25/09/2017 15:17

    Para quem achou que o Galo fez corpo mole, Micale foi demitido, há algo de podre dentro do AtleticoMG, e vou adivinhar, Robinho ganha horrores enquanto os demais nem tanto. E quem carrega o "piano" são os demais. Então, abandonaram o referido bem no meio do caminho da sulamericana ou quiçá Libertadores...falei e disse!

  • João da Teixeira
    25/09/2017 15:16

    ..cont. Olha a dor de cabeça que nos arrumaram. Além do São Paulo, Dragão, Coritiba, Vitória, Bahia, se não tiver um do Rio tbem. Pois é, começando no prejuízo com verbas mais baixas. Então dirigentes, olha o que vcs. aprontaram com a Gloriosa novamente. me dá a corneta aí, que eu vou dar cornetada nesses caras incompetentes. Seus incompetentes!! Parafraseando Castro Alves, diríamos: "Malditos os que semeiam incompetência a mão cheia! E manda a torcida a se lamentar... cont.

  • João da Teixeira
    25/09/2017 15:15

    ..cont. a poesia é de Castro Alves no livro Espumas Flutuantes "Oh! Bendito o que semeia Livros à mão cheia. E manda o povo pensar! O livro, caindo na alma É germe que faz a palma. É chuva que faz o mar!" Os dirigentes pontepretanos entenderam tudo errado...será que esses incompetentes leem livros?

  • Antonio Carlos
    25/09/2017 14:50

    Tive que dormir e acordar... Achei que tinha sonhado... Ver este frangueiro, que não deveria estar no elenco ha muito tempo, tomar aquele gol. Pesadelo! André Dias e sua turma de puxa-saco, vazaa!! Voce é uma aberração - Nunca jogou nada, só puxou o saco. Tenha vergonha na cara e vai embora.

  • EDILSON
    25/09/2017 14:49

    Meu amigo Ari, perigo a vista? Eu diria que a Ponte já caiu. Time sem ALMA E SEM TESÃO DE JOGO, fraquissimo tecnicamente. Como esperar algo de Nino Paraiba, Claudinho, Elton, Léo Arthur, Maranhão, Gamalho, João Carlos. O que esperar de Lucca e Fernando Bob, ambos se arrastando em campo e torcendo para o final da temporada. O que esperar de Caja? Justiça seja feita: Sheik, baita jogador e profissional. O que esperar de uma diretoria que pensa pequeno, pensa somente em vender jogadores...

  • TIO LEI
    25/09/2017 00:08

    Cabeça. Somos torcedores e como torcedor somos apaixonados pela nossa PONTE PRETA. É claro que a torcida tem que abraçar o time, tem que mexer com o brio dos jogadores, ser o decimo segundo jogador. O que mais irrita nesta história, é que SE o time conseguir se manter, NADA MUDARÁ administrativamente. Quisera Deus que tivéssemos um grupo de conselheiros que REALMENTE se importasse com a PONTE PRETA, aí sim, poderíamos ter algum alento para 2018.

  • Cabeça
    24/09/2017 23:48

    7 jogos em casa, a conta são 5 vitórias e 2 empates, só nos resta abraçar o time!! Vamos juntos sair dessa!

  • TIO LEI
    24/09/2017 23:47

    Primeira MENTIRA detectada nas declarações do EB, quando de sua contratação, foi ele dizer que assistiu à praticamente TODOS os jogos da PONTE PRETA ... Mentira das grossas, pois se ele realmente tivesse assistido, o Caludinho sequer figuraria no banco de reservas, quanto mais entrar durante o decorrer da partida.

  • TIO LEI (1)
    24/09/2017 23:47

    Será que alguém ficou surpreso com essa derrota? Eu não. Quando da contratação do EB li no FI o seguinte: "Ele SERÁ o técnico até o final de 2018, INDEPENDENTE do que vier acontecer". Trocando em miúdos: Sabemos que iremos cair, mas ele continuará como técnico. E agora senhores conselheiro??? Eles estão demonstrando estarem muito seguros quanto à mais uma reeleição. Por que será, heim? Será que os senhores TAMBÉM estão no "bolso" dessa cambada? ...

  • TIO LEI (2)
    24/09/2017 23:46

    ... Como eles podem ter tanta certeza da continuidade do EB CASO sejamos rebaixados? De verdade, não quero julgar o EB apenas por uma partida, quero que ele tenha tempo para "implantar" o seu método de trabalho, e espero que ele realmente tenha um, para o bem de nossa PONTE PRETA, por que fizer como o GK, que acatava às "solicitações" de diretores e empresários,aí sim estaremos ferrados.

  • DE ARI PARA SERJÃO
    24/09/2017 23:45

    Serjão, você perguntou e praticamente respondeu a pergunta. Quem? Não tem opção porque o incompetente do gerente de futebol e imexível Gustavo Bueno contratou mal. Já que não tem, ponha então qualquer moleque dos juniores. Pior que Claudinho não será.

  • serjao
    24/09/2017 23:45

    Ari, quem o Eduardo Batista colocaria no lugar dos volantes? Só tinha Claudinho e Leo Artur. Quem vc escalaria?

  • serjao
    24/09/2017 23:40

    Ainda bem que Sheik deve voltar contra o Santos.... Caja tambem. Jogando com mais intensidade e com esses jogadores, como foi no ultimo jogo da Sulamericana, venceremos.

  • RMaia
    24/09/2017 23:40

    O Bahia ganhou e finalmente depois de tentar e insistir muito, finalmente o time da Ponte entrou na zona do rebaixamento. E chegou pra ficar em definitivo. Fica aqui meus parabéns ao reizinho Sérgio Carnielli - que comemorou o 8o lugar no campeonato 2016 - e seus incompetentes acólitos. Cabe aos opositores se organizarem e se viabilizarem para dar uma opção consistente aos eleitores, que em outubro vão definir se querem que a coisa siga o mesmo rumo ou algo mude depois de 20 anos.

Confiram as Postagens Anteriores:

1  2  3  4  5  6  7  8  9  10  11  12  13  14 
 

Jornalista esportivo há 40 anos. Trabalhou, como jornalista, nas emissoras de Rádio Brasil, Educadora, Central, Jequitibá e Capital (São Paulo). Nos jornais: Diário do Povo e Jornal de Domingo, ambos de Campinas, e editor de Economia e Opinião do Jornal Todo Dia, de Americana.

Fale comigo