27
AGO
Cobrança ao Criciúma é intensificada; como o Guarani lida com isso?

Atualizadas as colunas Memórias do Futebol, Cadê Você e Informacão.

Já que a delegação do Guarani está em Criciúma desde domingo, aguardando a partida contra a equipe local às 19h15 desta terça-feira, naturalmente houve percepção do ambiente carregado do adversário, que nesta segunda-feira ‘lavou roupa suja’, conforme a mídia catarinense, após a goleada sofrida para o CSA por 3 a 0, em Alagoas, no sábado.

“Não competimos em momento algum do jogo. Fomos pouco agressivos a marcar, e menor ainda a jogar”, disparou o treinador Mazola Júnior, do Criciúma, ao portal DNSul, deixando claro que a meta a ser traçada é fuga do rebaixamento à Série C, visto que a sua equipe ocupa a 14ª colocação, porém mesma pontuação do São Bento, que está no Z4, com 25 pontos ganhos. A vantagem dos catarinenses é apenas nos critérios de desempate.

Mazola pegou Criciúma lá embaixo
Mazola pegou Criciúma lá embaixo

Esse cenário condiz com tom de cobrança mais elevado de Mazola na preleção aos jogadores, antes do apronto final nesta segunda-feira. A estratégia foi persuadi-los a entrar em campo com ‘a faca entre os dentes’.

No programa ‘Debate Aberto’ da Rádio Som Maior FM de Criciúma, Mazola foi criticado pela indicação de 11 jogadores contratados pelos dirigentes do clube, sem que acrescentassem o esperado.

Como houve consenso entre os debatedores sobre apatia da equipe em Maceió, a projeção natural é que haverá desdobramento dos jogadores no jogo desta terça-feira.

ANTÍDOTO

E o Guarani, como lida com ambiente sinalizando essa característica?

O prenúncio de correria do adversário não significa necessariamente pressão, ou cenário para intimidá-lo.

Provavelmente o treinador bugrino Umberto Louzer vai prevenir aos seus comandados sobre ‘jogo de guerra’, e com tal o aspecto competitividade precisa ser igualado.

O histórico recomendável quando se enfrenta adversários nesta situação é frieza para explorar pontos vulneráveis.

Pressupõe-se que Louzer saberá transmitir isso aos jogadores.

Ainda não existem comentários.

26
AGO
É hora de Ponte Preta e Guarani fazerem ajustes visando ‘briga’ na ponta de cima

Já que o dérbi faz parte do passado, continuam as ambições de Ponte Preta e Guarani nesta Série B do Campeonato Brasileiro sobre acesso à elite nacional de 2019. Como tal, cabem aos seus respectivos treinadores, João Brigatti e Umberto Louzer, busca de alternativas para agregar qualidades às suas equipes na sequência da competição.

Se reconhece-se que Série B é pautada pela competitividade, que chutões ao ataque fazem parte desta lógica, convenhamos que na Ponte há um abuso de ligações diretas, a começar pelo goleiro Ivan.

Valorização de posse de bola implica em evitar jogadas dividida a todo instante. Apesar das limitações do time pontepretanos, é inaceitável que não haja estruturação para priorizar o passe.

LATERAIS

Quando o adversário oferece mais resistência à Ponte, a constatação é que os laterais Igor e principalmente Nicolas têm preocupação acentuada na marcação.

Ora, a formatação com três volantes exige necessariamente que seja montado pronto esquema de cobertura, de forma que os laterais tenham plena liberdade de apoio.

Ainda sobre Ponte, se ficou claro diante do Londrina que o posicionamento do atacante Hyuri, limitado à faixa esquerda do campo, possibilita que seja absorvido, isso se repetiu no dérbi sem que fosse buscada alternativa para que flutuasse por dentro, ou até inversão de lado, alternadamente, com André Luís.

GUARANI

O Guarani padece do mesmo mal que a Ponte quando o adversário fixa um atacante pelo lado direito de sua defesa.

É o bastante para que o lateral Kevin se preocupe com a marcação, e isso castra a sua virtude de coadjuvante ao ataque, com passes precisos.

Que se construa esquema com cobertura feita por um dos volantes, e não com eventuais deslocamentos do zagueiro Plillipe Maia, como tem ocorrido.

Lateral-esquerdo Pará é outro caso a parte. Embora determinado, tem dificuldades na marcação ao enfrentar atacantes qualificados. Além disso, são claras as deficiências ofensivas.

Problema é que o reserva Marcílio igualmente não transmite confiante. Assim, fica para Louzer definir esse ‘abacaxi’, e buscar a melhor alternativa.

BRUNO XAVIER

Do ponto de vista tático, para garantir recomposição de atacante de beirada à marcação, foi compreensível a escalação de Matheus Oliveira no dérbi, embora o recomendável ao Guarani seria optar pela escalação de Bruno Xavier, mesmo reconhecendo perda parcial na recomposição.

Com a suspensão de Matheus, é esperado que Xavier possa ganhar confiança com a condição de titular, após atuações elogiosas nas duas partidas que antecederam o dérbi.

Por fim, Louzer precisa dimensionar com precisão o momento de fortalecimento da marcação no meio de campo, após o vigésimo minuto do segundo tempo.

A estratégia de explorar atacante na troca, em vez de meio-campista, é arriscada.

  • marcelo bugre
    27/08/2018 18:11

    E essa choradeira sobre o "Nunca Serão" é ridícula, quanto mais ligarem mais serão zoados, tempos atrás o Bigatu colocou a bandeira da Ponte no meio de campo do Brinco, que hipocrisia e falso moralismo são estes??

  • Eugenio
    27/08/2018 18:11

    Caro Tony : é como eu sempre falo ... a maioria dos aappretanos daki nao tem inteligencia nem criatividade pra postar uma mensagem e ficam brincando com o nome das pessoas ... e nem fui eu q o escolhi ... estao todos nervosinhos pelo tal penalti no derbi ... pra quem nao almeja a nada, ganhar do Bugrao é tudo !! Sou sim da FAMILIA BUGRINA com muito orgulho ! Va la depredar estadios e quebrar alambrados, q é o q vcs sabem fazer ...

  • João da Teixeira
    27/08/2018 13:26

    Aguas passadas não movem moinho, então já teremos jogo na 6ª feira contra o Vila e será o momento de queremos ou não tentar subir esse ano. Está difícil porque os que estão na cabeça estão ganhando e provavelmente deverá sobrar uma ou duas vagas para se disputar entre uns 6 times e olha lá. Se quiser almejar alguma coisa, é agora ou nunca... e o bugre também...

  • Tony para Eu.. Genio
    27/08/2018 12:56

    Só poderia ser mesmo torcedor dos 3%. aquele sem estadio, do maior rebaixado do século....Da familia bugrina....DE Genio não tem nada ...

  • Carlos Agostinis
    27/08/2018 12:50

    Pontepretanos vão continuar chorando..não sabem falar de outra coisa, se preocupem com o vila. se perderem podem dar adeus ao acesso. Alem do mais já disseram ai que os árbitros puxam a favor de time grande, coisa que vocês não são. Outra coisa, todos os times da serie tem algum titulo, só a ponte que não...kkkkkk. até o Boa....

  • Carlos Agostinis
    27/08/2018 12:42

    Foi penalti, foi penalti, foi penalti, foi penalti, foi penalti......só que não......kkkkkkkk

  • marcelo bugre
    27/08/2018 12:41

    Sinceramente, o atacante do Ponte foi com o pé pro lado pra dar uma cavada, na mesma hora que o Ferreira tinha colocado a perna pra interceptar, mas não em direção ao atacante, o juíz entendeu simulação, eu também. Parecem o Bolsonaro, não se ganha no grito ou rifando a bola.

  • Eugenio
    27/08/2018 12:40

    O Marciao deve se lembrar de algumas informacoes antes de escrever besteira, a aapp ja ficou 15 anos sem ganhar derbi, dos ultimos 6 anos uns 4-5 estavamos em outra divisao (certo, merito da aapp). Temos sempre melhor PP, mais vitorias em derbis e titulos. Derbi é um jogo somente, objetivo é subir; o de vcs é nao perder do Bugrao. Parabens ja atingiram sua meta pra 2018 !

  • eduardo
    27/08/2018 12:40

    engraçado como sao as coisas ne...quando o treinador motivador e fanfarrao da associaçao num derbi ha anos atras invadiu o campo e colicou uma bandeira da aapp no brincao de puro ninguem disse na altura que era uma motivaçao a violencia...quando o tal do ourinho no ultimo derbi disse que cada um estava no seu lugar ninguem tb disse nada.agora a pessoa vem falar a verdade de que nunca serao mesmo...ja e violencia...vai entender

  • eduardo
    27/08/2018 12:39

    engraçado ne ...quando o numero 5 quase quebra perna do ricardinho e ja tinha amarelo no primeiro tempo...era para ser expulso...ninguem fala nada...se forem mais atentos vao reparar que o atacante cai cai chuta a perna do ferreira e simula penatly...cartao amarelo...como ja tinha amarelo.....vermelho...rua...ninguem fala nada...

  • eduardo
    27/08/2018 12:38

    quando o treinador faz tudoi na associaçao coloca 15 volantes no jogo isso prova o que ? .....respeitinho ne ...kkkkkkkk...........quando colocam 15 mil com ingresso a 30 e 15 e nos colocamos mais de 20 mil no brincao com ingresso a 40 e 20...isso prova o que ? inferioridade em termos de torcida ne...melhor acabar cokm torcida unica senao vai ser baile de publico todo o derbi...sao fatos comprovados amigos..sem contestaçao alguma

  • João da Teixeira
    27/08/2018 09:58

    Vi os melhores lances do derby hoje pela EPTV e fica mais evidente o penal do zagueiro Ferreira no André Luís. O juiz tinha um bom ângulo de visão tbém, portanto o conhecido juiz safado, o Rei do Empate como é conhecido no Rio, mostrou que qualquer dia acabará se complicando com as duas torcidas. E o gol perdido pelo atacante pontepretano? Ele não precisava driblar o goleiro, estava a uma boa distancia do goleiro e o goleiro do gol, só jogar por cima e correr para o abraço...

  • Rubão Ricotinha
    27/08/2018 09:57

    Com o acesso garantido à série B do ano que vem, após colocar 24 mil pessoas no Estádio Santa Cruz no jogo de acesso, o time do Botafogo, segundo comentários de bastidores, passou a ser a "menina dos olhos" do Presidente da Federação Paulista no Interior do Estado de SP. O mandatário do tricolor da Alta Mogiana já garantiu a chegada de fortes parceiros para o acesso à serie A do Brasileiro já em 2019. Acertado com a Nike e com uma montadora Chinesa como patrocinadora master...

  • João da Teixeira
    27/08/2018 09:57

    Haja ajustes a fazer na Ponte, a começar pelo meio de campo onde só temos um que enxerga os demais usam ele como guia. Só não ganhamos do Gfc, com juiz safado e tudo, porque somos ruim. Se não tínhamos metido uma piaba no grande Havita da série B.

  • Eugenio
    27/08/2018 09:56

    Qdo o juiz nao apitou o penalti no derbi os torcedores da aapp deveriam ter feito o que sabem fazer como nimguem : quebrar alambrado, invadir o campo, quebrar tudo ...

Confiram as Postagens Anteriores:

1  2  3  4  5  6  7  8  9  10  11  12  13  14 
 

Jornalista esportivo há 40 anos. Trabalhou, como jornalista, nas emissoras de Rádio Brasil, Educadora, Central, Jequitibá e Capital (São Paulo). Nos jornais: Diário do Povo e Jornal de Domingo, ambos de Campinas, e editor de Economia e Opinião do Jornal Todo Dia, de Americana.

Fale comigo