06
MAR
Luxemburgo é ótimo, mas um sonho quase impossível à Ponte Preta

Já atualizadas todas as colunas adjacentes ao blog. Cadê Você, por exemplo, lembra do ex-ponteiro-esquerdo Tuta, da Ponte Preta.

Na dança de nomes cogitados para suceder o treinador Felipe Moreira na Ponte Preta surpreendentemente surgiu até o nome de Vanderlei Luxemburgo, que por ‘ene’ razões acho quase impossível que volte ao Estádio Moisés Lucarelli.

No meu tempo de repórter trabalhei curto período com Luxemburgo na Ponte, o suficiente para diálogos prolongados, quando era possível não só individualizar a entrevista como falar até sobre amenidade com os profissionais da bola.

Minha áspera discussão com ‘Luxa’ foi quando ele improvisou o lateral-direito Valmir de volante.

Discordei justificando que com a mexida ele estava perdendo a alternativa de desafogo pela beirada, visto que pelo meio - mais congestionado - o atleta teria mais dificuldade para explosão na saída de bola.

‘Luxa’, no alto de sua arrogância, simplesmente me desafiou:

- Então você vai ver.

Aí, na coluna ‘Jogo Rápido’, que criei no finado jornal Diário do Povo, o critiquei duramente taxando-o de professor Pardal.

Posteriormente 'Luxa' contra argumentou que precisaria de tempo para corrigir deficiências de cruzamentos de Valmir, e que teria que explorar a virtude de explosão dele por dentro, assim que desarmasse o adversário. E completou:

- Quando o Valmir arrancar com a bola não vai precisar dos cruzamentos. Pode fazer o passe curto para o atacante completar a jogada.

Evidente que a insistência sobre o novo posicionamento de Valmir não trouxe resultado prático, mas 'Luxa' manteve a convicção que a experiência poderia ser repetida em outro clube.

CORINTHIANS

E repetiu com extrema sabedoria no Corinthians, usando o volante Vampeta para a atribuição.

Bem antes disso já havia me rendido à competência de um profissional que enxerga futebol além de nossa imaginação.

E no Corinthians o chamado segundo volante passou a ser o fator surpresa com as arrancadas nos contra-ataques. Foi assim com Elias e Paulinho.

Isso me fez lembrar os velhos tempos de academia, do Palmeiras, quando o zagueiro central Luiz Pereira arrancava com a bola quando pressentia a possibilidade de organizar o contra-ataque.

Há tempos Luxemburgo saiu do topo dos treinadores ganhadores de títulos representativos, mas continua ‘sacando’ bola rolando com poucos.

Pior: tem ou tinha consciência que a maioria dos homens de imprensa ligados ao segmento do futebol não tem pleno domínio da matéria.

SANTOS

Em 1997, comandando o Santos na semifinal do Campeonato Paulista, Luxemburgo levou o elenco para treinar em São Roque, e ignorou um exército de repórter para assistir ao treino tático para enfrentar o Corinthians.

Na ocasião, ele trabalhou o jogo aéreo, a fim de aproveitar a elevada estatura de sua equipe.

Nas jogadas de bola parada levava à área adversária os zagueiros Narciso e Ronaldão, o volante Euler, além dos atacantes Muller e Careca, já familiarizados com o cabeceio.

E mais: treinou estrategicamente como marcar Marcelinho Carioca organizador das jogadas ofensivas do Corinthians, e montagem do sistema de três zagueiros para não ser surpreendido pelos avanços dos rápidos atacantes corintianos Donizete e Mirandinha.

ENTREVISTA COLETIVA

Fim de treino, ‘Luxa’ chamou inicialmente os repórteres de rádio e televisão, avisou que a entrevista coletiva seria de cinco minutos, simulou a primeira pergunta e, incontinenti, começou a responder.

Outros cinco minutos foram para o pessoal de jornal, com as sequência de perguntas óbvias do tipo se o time estava definido, se tinha problema de contusão, etc., etc.

Exatos cinco minutos ‘Luxa’ grita:

- Chega.

Aí, quando já saía, encosto nele e proponho conversarmos.

- Conversar o quê? Cadê o seu bloquinho pra anotação. Não marcou nada? - ironizou o treinador, que continuou caminhando em direção ao ônibus.

Só deu tempo de avisá-lo que sem conversa só me restaria detalhar como foi o seu treino tático, conforme relato acima.

- Epa! Espião?, questionou o treinador, como crer que jornalistas e radialistas não fossem reproduzir em seus veículos as alternativas do treino.

Já que aquele trabalho foi realizado numa sexta-feira, cumpri a promessa de publicação pormenorizada apenas na edição de domingo. Resultado: Corinthians 4 x 3 Santos.

Luxa enxerga futebol como poucos nesses Brasilzão. Tem excelente leitura de jogo para trabalhar o pré-jogo e quando a bola rola, além da virtude como gestor de boleiros.

Logo, ele ‘bate de cinta’ em quaisquer dos treinadores citados em cogitação para trabalhar na Ponte Preta, mas é um profissional caro.

Onde vai ele leva uma numerosa equipe de trabalho, coisa que foge da atual conjuntura financeira da Ponte Preta.

  • Luiz Rodrigues
    08/03/2017 18:07

    Ary!!!Oh Luxa seria uma boa para a ponte sabe pq?...pq a macaca teria midia, qualquer confronto da ponte com os grandes pode ter certesa q o luxemburgo atrairia toda midia,show de marketing e hj a macaca precisa disso, expor a marca e de seus patrocinadores, vale a pena investir e arriscar.

  • Moacir
    07/03/2017 18:43

    Tomara que eu esteja errado, Mas Adilson Batista não passa de um boleirão motivador, o que é muito pouco. Não é a toa que esta parado há quase dois anos e há séculos não faz um trabalho bom. O filho do Mestre mais uma vez fez uma aposta, quando a torcida queria a segurança que um Kleina ou Vadão deriam. O filho do Mestre realmente ém dono da Ponte hoje. Preferia que fosse seu pai quem desse as cartas. Ok, tomara que eu queime minha lingua. Apoiemos o cara!

  • Antonio Carlos
    07/03/2017 18:42

    Bons nomes a vista - Jorginho, Vadão, Kleyna e até Doriva ou Guto. Vamos la macaca!!!

  • Barba
    07/03/2017 18:42

    Diretoria AMADORA! escolheu o PIOR te todos, Adilson...ai tem.... Maracutaia do Dom Corleone e sua corja! Fora Carnielli, Fora Vanderlei e fora moleque de recados GB!

  • RMaia
    07/03/2017 18:42

    Se os boatos da contratação de Adilson Batista como novo técnico da Ponte se confirmarem, de cara digo que a diretoria fez mais uma besteira, mais uma bola fora!!! Adilson é um fracasso como treinador, excetuando o vice-campeonato da Libertadores pelo Cruzeiro em 2009, não apresentou nada de relevante como treinador!

  • RMaia (2)
    07/03/2017 18:41

    A Ponte se safou do profexô... Se futebolisticamente V(W)andelei(y) Luxemburgo se deu mal na China, financeiramente se deu muito bem. Depois de sair da China, ele deu uma passadinha no cassino Wynn em Las Vegas. Com rodadas de U$ 25mil, estourou o limite do cartão de crédito e emitiu um cheque-promissória no valor de U$ 300mil, do qual só quitou U$ 161mil. Sem receber, o cassino entrou na Justiça Brasileira e antes de ser condenado Luxa pagou com o dinheiro "ganho" lá na China.

  • João da Teixeira 1
    07/03/2017 18:41

    Mudando de pato para ganso, o Meirelles, Ministro da Fazenda está numa sinuca de bico com a economia, de tanto político e gente desonesta meter a mão em dinheiro público. Sinalizou que se precisar aumentar impostos, para manter a meta fiscal de 2017, vai aumentar. Deveria pensar diferente, fazer um contingenciamento dos gastos públicos e se isso não der, reduzir salários de políticos, principalmente os mais envolvidos nos roubos e não vir querer descontar no sofrido povo. cont.

  • João da Teixeira 2
    07/03/2017 18:40

    cont. Vão querer taxar o povo com mais impostos? Deixando de quatro a grande maioria da população? Falei tempos atrás sobre a Derrama, a Inconfidência Mineira, sendo que o imposto naquela época era de somente 20% e trouxe problemas. Hoje o imposto chega na casa de 42% ou mais e todos acham lindo e maravilhoso. Sem contar o imposto cascata que atinge as mercadorias do produtor ao consumidor final. E sabe o que temos em troca? NADA, Saúde zero, Educação zero, Rodovias zero cont

  • João da Teixeira 3
    07/03/2017 18:39

    cont. É isso que queremos? O carnaval acabou minha gente, os caras estão querendo jogar serpentina e confete na gente a troco de continuarmos seus títeres ou pierrô, como querem. Agora vem achatamento da previdência, e tudo mais. E a parcela deles, eles vão dar? Afinal, quem pôs o pais nesse buraco?

  • RMaia
    07/03/2017 14:55

    Recentemente, o profexô Luxa foi acusado pelos chineses de superfaturar as contratações, salários e demais despesas do futebol, recebendo o excedente e lavando o montante de dinheiro. Consta que agia em conluio com os demais membros da comissão técnica do Tianjin. A Ponte precisa de mudanças estruturais com técnico não midiático, estudioso e atualizado. Luxemburgo não serve mais para o retângulo do gramado e sim para as mesas ovais, onde é sabido seu vício com as cartas.

  • Moacir
    07/03/2017 14:53

    Ari, concordo e discordo. Realmente ele foi bom, mas há muito tempo. Depois que passou a trabalhar com agentes e deu menos atenção ao futebol, seus trabalhos nos ultimos 10 anos foram péssimos. Quase rebaixou o Atlético Mineiro. Acabou com o Grêmio e Flamengo. Há muitos anos, os times que dirige são desorganizados, sem nenhum padrão de jogo e apáticos. Então, além de custar muito, os resultados seriam muito duvidosos. Seria aposta de altíssimo risco.

  • João da Teixeira
    07/03/2017 14:52

    Ari, ele ate pode entender do riscado, mas do jeito que e arrogante, vai conturbar o ambiente pontepretano, que já não e bom. Luxa, Leão, Falcão e mais uns dois, estão no rol dos treinadores "xaropes" do Brasil. Deve funcionar com sub-15 até o sub-17, daí para frente, esses treinadores narizes empinados, sempre encontram resistências entre os comandados de mais idade. Metidos, querem ser o alvo das atenções. Preferiria até o Diniz, mas que logo, logo também entrará nesse grupo.

  • João da Teixeira
    07/03/2017 14:51

    Sou contra a contratação de Luxa por vários motivos, além daquele já postado no blog. Outro grande motivo seria porque ele não sabe trabalhar com jogadores medianos, iguais o da Ponte. Ele precisa de craques para impor seu esquema tático. Já foi o tempo dos Bragantinos da vida, por sinal foi esse pequeno time de grandes jogadores na época, que deu fama a ele. Outra fama extra futebol, é importunar mulheres honestas, pensando que todas sucumbem a sua fama de galanteador. Vai!!...

  • João da Teixeira
    07/03/2017 14:50

    Bugrão tenta por ordem na casa punindo Uederson devido sua expulsão no último jogo, que segundo os dirigentes, foi isso que acabou prejudicando o Gfc. Será que essa forma de enquadramento de jogadores expulsos vai surtir efeito ou vai ser um "tiro no pé"?? Deixo essa pergunta para os torcedores bugrinos, favorável ou não?

05
MAR
Ponte soube explorar o cansaço do Ituano para vencê-lo

A Ponte Preta teve sabedoria tática para sair de Itu com vitória por 1 a 0 sobre o Ituano na noite deste domingo, resultado que lhe garantiu a liderança do grupo no Campeonato Paulista.

O instável momento vivido pela Ponte recomendava precaução, e só sair ao ataque na ‘boa’, como se diz na gíria do futebol.

Foi exatamente isso que idealizou o treinador interino João Brigatti, organizando forte pegada à frente do quarteto defensivo, com a inclusão do meia Ravanelli que se adapta à característica de preencher espaço na marcação, embora tecnicamente o rendimento tem sido aquém do esperado.

Com a competitividade mostrada pela Ponte Preta, o lento e previsível time do Ituano não encontrou brechas para penetração, embora tenha mostrado boa compactação de seus jogadores para troca de passes, e rápida recomposição sem a bola.

Assim se arrastou o primeiro tempo com maior posse de bola do Ituano, mas na prática, através do atacante Potkker, foi a Ponte quem teve a chance mais clara para sair à frente no primeiro tempo em finalização sem ângulo, com defesa do goleiro Fábio.

EXPULSÃO DE MORATO

O desenho do jogo não foi modificado de imediato com a justa expulsão do meio-campista Morato, do Ituano, logo aos cinco minutos do segundo tempo.

Estranhamente o Ituano continuou com proposta ofensiva, sem medo de oferecer generosos espaços à Ponte Preta, que não sabia aproveitá-los.

Claro que naquele ritmo desenfreado jogadores do Ituano iriam cansar. E a persistência pelo gol da vitória fez o treinador Tarciso Pugliese trocar os atacantes Claudinho e Nena por Lucas Crispim e Bassani.

Pugliese jamais imaginou que aquilo que já não era bom ofensivamente fosse piorar com as substituições.

O agravante é que os boleiros ‘sangue novo’ sequer ajudaram na recomposição quando a Ponte tinha a posse de bola, e só recebiam passes longos, das chamadas bolas rifadas, sendo absorvidos.

Então, a partir dos 25 minutos do segundo tempo, a Ponte passou a explorar o desgaste físico do adversário, ganhou quase todos os rebotes, teve liberdade para rodar a bola, e passou a ameaçar a meta do Ituano, mesmo através da insistência em cruzamentos.

De tanto martelar, aquele volume de jogo ofensivo pontepretano foi coroado com o gol da vitória através de cabeçada do atacante Lucca, após cruzamento de Nino Paraíba.

CLAYSON: MÁ FASE

Claro que a vitória da Ponte ainda não apaga deficiências de transição da defesa ao ataque. Evidente que a má fase de Clayson provoca questionamento se faz por merecer camisa titular.

O insistente deslocamento de Potkker pelas beiradas do campo tira a possibilidade de a Ponte contar com atacante de área, e é preciso haver correção.

Apesar do gol da vitória, não dá pra esconder os altos e baixos de Lucca ao longo das partidas. Uma boa jogada e um sumiço por longo período, ou perda de bola de forma até bisonha.

Todavia, a vitória desanuvia o ambiente. Abre a possibilidade para se trabalhar com tranquilidade visando os devidos ajustes.

Neste jogo em Itu, o importante foi a proposta humilde da Ponte de saber trancar bem a cozinha para não ser surpreendida. A partir disso procurou com equilíbrio o caminho do gol.

  • HIERRO P/ ARI
    07/03/2017 21:40

    Foi mal, Arí. Eu sei das regras, mas esqueci. Às vezes fico algum tempo sem acompanhar o Blog, daí estes lapsos. rsrsrs..... Aos pontepretanos: fiquem tranquilos que eu não escrevi nada difamatório sobre a AAPP.

  • RMaia p/ Cristalino Rocha
    07/03/2017 14:54

    Paulistinha só é parâmetro pra time pequeno, a Ponte tá acima. Em 2013 após ganhar a Copa das Confederações 99% da imprensa afirmava que o título da Copa tava na caçapa, depois de arrebentar nos jogos amistosos contra times fraquinhos 99,9999% tinham certeza disso. Começa a Copa e aí vemos um time limitado, sem criação, com ligações diretas entre ataque defesa, o time era Neymar 10. Classificação nos pênaltis, Neymar contunde e aí levamos aquela porrada de 7 a 1 dos alemães.

  • João da Teixeira
    07/03/2017 14:52

    Sobre o bugre, tem como comentar alguma coisa interessante? Talvez seja por isso que os bugrinos acabam vindo para os lados da Ponte, no estilo "seca pimenteira", já que acompanhar não vai dar mesmo, então a tática de jogar o oponente para baixo é aplicada nivelando os dois por baixo. O interessante é sempre nivelar por cima, mas de que jeito, se a "bile" inerte não reage. E hoje poderá ocorrer do "suco biliar" cair mais uma posição na tabela, se o Barretos ganhar do Braga.

  • MARCIAO
    07/03/2017 00:28

    Depois do Alberto , agora o Hierro também esqueceu que o timeco quebrado jogou Domingo ??? Mas que coisa , hein !!! realmente é bem melhor comentar jogos da serie A ... Eu ate´entendo a carência dos dois torcedores do timinho falido !!! Preste atenção Ari .... e´que ... não tem muito o que dizer de jogos da serie A 2 !!! O CIRCO DOS HORRORES se instalou por lá ... então eles adoram falar da nossa Ponte Preta !! Deixa eles vai ....

  • TIO LEI -
    07/03/2017 00:27

    KKKKKKKK...viram o que eu disse??? KKKKKKKKKK.... e não é que o Ari chacoalhou mais um? KKKKKKKKKKKKK....Um abraço, pessoal....até mais, estou só no aguardo do novo treinador, por que jogador que viesse para acertar essa meiuca, só se for para o BRASILEIRÃO....até qualquer dia.

  • DE ARI PARA HIERRO
    06/03/2017 23:14

    Alô Hierro: cabe lembrá-lo que o Guarani jogou no domingo. Antes de provocação a pontepretano, comente sobre o empate do Bugre com o Rio Claro. É a regra do BLOG quando as duas equipes jogam no mesmo dia. Portanto, se você não sabia, então fique sabendo.

  • Cabeça
    06/03/2017 22:20

    O problema do FM foi principalmente a falta de variações táticas e a insistência em colocar os 4 únicos atacantes desde o início. Seria justiçável se fossem 4 craques, e que fizessem de 1 a 2 gols de cara. O correto seria entrar no máximo com 3, e deixar 1 como opção para o segundo tempo, o Brigati fez isso, entrou com o Ravanelli que foi razoável e Lins no segundo tempo com gás para cima dos cansados zagueiros, aliás o cara para o segundo tempo deveria ser o Clayson

  • Cristalino Rocha
    06/03/2017 22:01

    É impressionante como acham noticias ruins contra a Ponte Preta...momento instável?? Ela é a 4.ª colocada do campeonato, líder do seu grupo que todos davam como certo o Santos!!! O que mais a Ponte Preta tem que fazer para ser notada??? Claro que queremos sempre o melhor para o nosso time!!!

  • TIO LEI - DE PASSAGEM...(1)
    06/03/2017 22:00

    Como "liberaram" o FM, me dou o direito em dar uma passadinha por aqui, apenas pra questionar o seguinte: Quando dispensaram o Gallo, não demorou nem 4 horas, e já estavam reunidos com o E.B...Agora, Quantos dias teremos que aguardar para que se contrate o novo treinador? Ha muita especulação por parte da imprensa, espero que os "gênios diretores", não tenham a ideia de nos brindar com mais uma de suas perolas, trazendo um dos "milagreiros emergentes" da atualidade...

  • TIO LEI - DE PASSAGEM (2)
    06/03/2017 22:00

    ...Apesar dos pesares, dou graças a Deus por TER UM TIME POR QUEM TORCER, e esse time disputar as principais divisões do Campeonato Estadual e Nacional. Isso me proporciona o direito de vir aqui neste espaço COMENTAR e até DIVERGIR de comentários de OUTROS PONTE PRETANOS, diferente daquele pessoal que pelo visto já entregaram a rapadura, e mesmo quando jogam, para eles isso já não faz a menor diferença. É só ver quantas postagens efetuaram no tópico destinado a eles...

  • TIO LEI - DE PASSAGEM (3)
    06/03/2017 22:00

    ...pois quando NÃO SE TEM PARA QUEM TORCER, a melhor coisa é arrumar uma maneira de entrar nos assuntos relativos ao time portador da MAIOR E MAIS APAIXONADA TORCIDA DO INTERIOR, clube este tido com uma das CINCO POTENCIAS DO ESTADO....Até mais ver, não me aguardem, retornarei quando bem entender, ou se o Ari assim permitir...Saudações PONTE PRETANAS...Reparem bem, somente as PRINCIPAIS FORÇAS DO ESTADO é que estão encabeçando cada chave dos clubes que disputam do PAULISTÃO.

  • Fernando para Alberto
    06/03/2017 17:04

    Alberto, você está tão preocupado com o único time profissional de Campinas que esqueceu que seu time Falido jogou também no Domingo? Vamos ser sinceros, é melhor participar dos comentários da Elite que acompanhar a várzea da A2, deve ser horrível ver seu time sendo humilhado até na Segundona, não acha?

  • MARCIAO
    06/03/2017 12:26

    Que coisa !! O Alberto esqueceu que o timeco falido jogou no Domingo ??? E quis cutucar a Ponte ?? Quer saber ,, tá certo ele de não acompanhar jogos da serie A2......... deve ser difícil ....

  • RMaia
    06/03/2017 12:26

    O placar bom, o jogo foi muito ruim, pra não variar. No primeiro tempo tivemos as já famosas ligações diretas defesa-ataque e pra piorar o Clayson tentando armar jogadas, um horror!! Segundo tempo, chuva aumentou e o Ituano facilitou as coisas tendo um jogador expulso, jogando em casa, pressionado pelas 3 derrotas seguidas, Pugliesi manteve o time no ataque, abriu brechas e Ponte "achou" o gol. Mais uma vez se comprova a fraqueza do elenco, o Gustavo Bueno ainda tá no cargo?

  • Paulo Sergio p/ Ari
    06/03/2017 09:24

    Prezado Ari, ele ainda não se deu conta nem do abismo que separa a Ponte do timinho dele, o 3º de Campinas!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk....

« Anterior : [ 1 ] 2 : Próxima »
Confiram as Postagens Anteriores:

1  2  3  4  5  6  7  8  9  10  11  12  13  14 
 

Jornalista esportivo há 40 anos. Trabalhou, como jornalista, nas emissoras de Rádio Brasil, Educadora, Central, Jequitibá e Capital (São Paulo). Nos jornais: Diário do Povo e Jornal de Domingo, ambos de Campinas, e editor de Economia e Opinião do Jornal Todo Dia, de Americana.

Fale comigo