27
SET
Ponte terá que melhorar 200% para encarar o vice-campeão Flamengo

Não fosse o futebol uma caixinha de surpresa, se poderia caracterizar favoritismo do Flamengo para a partida contra a Ponte Preta na noite da próxima segunda-feira, em Campinas.

Como reza a cartilha de que cada jogo tem a sua história, claro está que a Ponte Preta terá que melhorar duzentos por cento se quiser surpreender o Flamengo, que foi vice-campeão da Copa do Brasil na noite desta quarta-feira no Estádio do Mineirão, diante do Cruzeiro, na definição através de cobranças de pênaltis, visto que a partida terminou empatada sem gols.

Até parecia que o Flamengo era mandante tal a iniciativa que tomava para atacar.

Cravado num 4-3-3 moderno, com atacantes de beiradas se recompondo quando o time era atacado, o Flamengo mostrou sua vocação para valorizar a posse de bola.

E seus atacantes de beirada - Berrio e Éverton - são velozes e optam pelo passe quando chegam ao fundo de campo, em vez de cruzamento pelo alto.

DIEGO E ARÃO

Como Diego é um meia que chega constantemente à área adversária e o volante Willian Arão também avança, o time flamenguista mostra volume de jogo ofensivo, exigindo marcação redobrada do adversário, exatamente aquilo que fez o Cruzeiro.

Atenção Ponte Preta: o Flamengo também conta com a bola parada área ofensiva com a projeção de seus zagueiros Juan e Rever, altos e com aceitável aproveitamento no cabeceio.

Eis aí a interrogação: terá a Ponte Preta a mesma capacidade de marcação para neutralizar a volúpia do time rubro-negro?

O Cruzeiro teve objetivo inicial de se resguardar e optar pela velocidade nos contra-ataques, até que se aventurou no ataque durante o segundo tempo, sem que encontrasse buracos na consistente proposta de marcação da equipe carioca.

Diante do cenário, e considerando-se que a Ponte Preta não tem características de velocidade, qual seria o plano de jogo a ser montado pelo treinador pontepretano Eduardo Baptista para tentar contrariar o favoritismo que a maioria por aí atribui ao Flamengo?

  • eduardo para ari
    28/09/2017 17:53

    IMAGINA A FOME QUE O FLAMENGO VEM CONTRA A ASSOCIAÇAO NA SEGUNDA-FEIRA...VAI CAIR EM ULTIMO LUGAR AINDA POR CIMA ...ULTIMO NA CLASSIFICSAÇAO..ULTIMO EM PUBLICO...BEM A CARA DA ASSOCIAÇAO ...VIA OS 20 %...KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  • Tony
    28/09/2017 17:52

    Dá pra ganhar do Flamengo sim! Alem disso, o time deles vai estar desanimado por ter perdido o titulo. Mas não dá para jogar com Elton! Alem disso tem que entrar com Lucca e Leo Gamalho na frente.

  • TIO LEI
    28/09/2017 17:51

    Sim Ari. Futebol é uma caixinha de surpresas, mas também é verdade que não é sempre que tem pão quente. Existe uma tênue possibilidade de a NOSSA PONTE PRETA conseguir um bom resultado, é claro que existe, mas sou cético para esta partida. Queira Deus que seja a hora da "caixinha de surpresas" funcionar, caso contrário, será outra manifestação do torcedor frente aos portões do Moisés. Espero que sem agressão física.

  • Amorim
    28/09/2017 17:51

    Ari hoje em dia as crianças de 8 ou 10 anos torcem para Barcelona , Real Madrid , PSG , é simples explicar; a tarde os canais INTERATIVO mostraram 3 jogos da liga dos campeões , sem querer comparar o poder dos clubes europeus com os brasileiros diria que o jogo da " madrugada " Cruzeiro x Flamengo foi uma "pelada " os goleiros só sujaram os uniformes nas cobranças dos pênaltis.

  • João da Teixeira
    28/09/2017 17:49

    A nossa sorte é que o Mengo joga conforme a mídia presente. O time precisa de holofote para jogar. O interesse para isso, é o futebol internacional, para os seus jogadores. Quem tem interesse nesse jogo, ainda mais agora que a Ponte está em escombros, com a ferragem/ armadura todas aparentes, verdadeiro entulho de time... Será que esse comentário mexe com os brios dos jogadores? Será que tem brio por aqueles lados?

  • João da Teixeira
    28/09/2017 17:48

    O próximo desafio do Carvoeiro é as 19h. do sábado diante do Guarani. Para a partida no Brinco, o treinador não poderá contar com Maranhão, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Maranhão disse que o Criciúma tem que novamente buscar pontos fora de casa. Não podemos continuar a deixar a passar essas chances, fazendo referência ao jogo contra o Gfc. Olha o Carvoeiro aí, gente!

  • Barba
    28/09/2017 17:48

    Leo Gamalho NÃO pode ficar de fora. Unico atacante de verdade neste timeco da Ponte, Não adianta as bonecas ficarem bravas com 1/2 duzia de torcedores, e usarem como muleta. A grande verdade é que temos um Bando de Vedetes mesmo, tudo grosso. Contar com Elton, Jean patrick, Bob, Saraiva, Sheike.. é pedir para cair. Se for nesta linha, dispensar logo este Bando de Chinelinhos e colocar os meninos da Base. E que venha 2018.

« Anterior : 1 [ 2 ] : Próxima »
26
SET
Erro do juizão e infantilidade de Salomão comprometem Guarani no Pará

Até quando enfrenta um adversário de pobreza técnica impressionante como o Paysandu o Guarani desperdiça a chance de melhorar a sua pontuação na classificação do Campeonato Brasileiro da Série B.

Na noite desta terça-feira, em Belém, dois aspectos foram determinantes para que o Bugre fosse derrotado por 2 a 1, de virada.

Primeiro um erro crasso da arbitragem do mineiro Igor Benevenutto ao assinalar pênalti inexistente em disputa de bola normal do lateral-direito bugrino Kevin com o lateral-esquerdo Guilherme Santos, do Curuzu. A cobrança foi convertida pelo atacante Bergson aos 28 minutos do primeiro tempo.

Depois a infantilidade do lateral-esquerdo Salomão que, já pendurado com cartão amarelo no primeiro tempo, cometeu falta violenta em Airton e acabou expulso logo aos três minutos do segundo tempo.

Com um homem a menos, o treinador Marcelo Cabo teve que recompor a lateral-esquerda ao improvisar o zagueiro Léo Rigo, e com isso sacrificou o atacante Rafael Silva, abdicando, naturalmente, de propor o jogo.

Difícil saber quando o Guarani voltará a enfrentar um adversário sem criatividade, que exagera nos chuveirinhos.

BRUNO NAZÁRIO

Diante das circunstâncias, não havia o que o treinador Marcelo Cabo fazer no segundo tempo, até porque o jogador mais lúcido de sua equipe, Bruno Nazário, cansou e saiu aos 24 minutos.

A rigor, a vitória bugrina parecia que se desenhava quando Nazário acertou cabeçada logo aos cinco minutos, antecipando-se à zaga adversária em cruzamento do lateral Kevin.

E aproveitando da instabilidade do Paysandu, o Guarani - que controlava a partida - poderia ter ampliado a vantagem se Rafael Silva não cabeceasse tão mal em levantamento feito por Paulinho aos 16 minutos, assim como testou bem fraco aos 44 minutos.

Todavia, o cenário começou a se modificar quando o juizão comprometeu o Guarani ao marcar pênalti inexistente. Emocionalmente o time se abateu, e disso se aproveitou o Paysandu para se inflamar, sem contudo criar situações embaraçosas, exceto em bola espirrada aos 12 minutos que Rodrigo Andrade exigiu defesa do atento goleiro Vagner.

BUGRE ENCOLHEU

A expulsão de Salomão colocou tudo a perder no plano de jogo preparado pelo Guarani.

A preocupação natural passou a ser de se defender, e aí o time ofereceu espaços para o adversário avançar, ganhar a maioria dos rebotes, e rondar a área bugrina a todo instante.

Apesar disso, risco mesmo o Guarani havia corrido aos 34 minutos quando Vagner neutralizou finalização do atacante Marcão, até que, inflamado no ataque, o Paysandu teve cobrança de escanteio três minutos depois, ocasião em que o zagueiro Diego Ivo subiu mais que Éwerton Páscoa e cabeceou para marcar o gol da vitória do Curuzu.

Eis aí, portanto, o típico jogo em que circunstancialmente o Guarani poderia ter explorado a pobreza técnica do Paysandu para trazer do Pará um resultado convincente.

Quando o Guarani ainda jogou no primeiro tempo, a zaga paraense rifava a bola ou seu meio de campo a tocava com excessiva lentidão. E mesmo quando atacou mais no segundo tempo, o Paysandu não mostrou capacidade de penetração.

Por isso, essa derrota mina as esperanças do Guarani de ainda brigar por acesso. O que se recomenda, agora, é olhar no retrovisor e se preocupar essencialmente em evitar o rebaixamento.

  • MARCIAO P/ PONTEPRETANOS
    27/09/2017 12:05

    Rapaziada, as vezes a Macaca me decepciona. Mas o timinho falido nunca...

  • MARCIAO P/ PAULO SERGIO
    27/09/2017 12:05

    Parceiro , parece que vai mudar o nome de sócio torcedor do timeco verde. Em vez de sócio campeão sera´socio rebaixamento.. KKKKKKKKKK

  • eduardo para luiz
    27/09/2017 12:05

    CARO AMIGO LUIZ , NAO EMPOLGUE....O JOGO DEU PARA O BRASIL INTEIRO E FOI NITIDA A POBREZA FUTEBOLISTICA DO PAISANDU...FOI EVIDENTE QUE ATE OS COMENTARISTAS DA SPORTV DISSERAM...NUNCA SE ESQUEÇA TB QUE GANHARAM COM UM PEBALTI INEXISTENTE E DEIXARAM DE MARCAR UM PENALTI PARA O BUGRAO...RESULTADO ARRANJADO PELO JUIZ DE FUTEBOL...NAO SE EMPOLGUE...AS DIFERENÇAS SAO ENORMES

  • Jorge Lucas
    27/09/2017 12:04

    Não foi o penalti inexistente e nem a expulsão do Salomão que decretaram a derrota do Guarani. O que decretou a derrota foi a contratação deste técnico medíocre e covarde. Já havia acontecido contra o Boa Esporte. Ganhando a partida, recuou o time inteiro e tomou sufoco o jogo inteiro, até que levou o gol de empate. Ontem foi a mesma coisa. Fez o gol aos 5 minutos e recuou até tomar o gol de penalti.Depois da expulsão recuou de vez e não tinha não prever a derrota..

  • DE ARI PARA JOÃO DA TEIXEIRA (1)
    27/09/2017 09:19

    Prezado João da Teixeira, já enumerei ‘centas’ vezes que meu time é o Jornalismo Futebol Clube, que não fico medindo palavras para expressar exatamente aquilo que penso. Só me expus sobre as chances de o Guarani trazer do Pará um resultado convincente porque havia visto o Paysandu. E se você assistiu à partida em Belém com a devida atenção, de certo observou a pobreza técnica do Paysandu...

  • DE ARI PARA JOÃO DA TEIXEIRA (2)
    27/09/2017 09:19

    ... Como citei ao seu parceiro Ric - e você é testemunha disso -, jamais vendi ilusão ao torcedor bugrino sobre as limitações da equipe. Havia sim expetativa que melhorasse um pouco com as chegadas de Paulinho, Rafael Silva e Bruno Mendes. Como não reafirmaram o potencial e andaram se machucando, deu no que deu.

  • João da Teixeira
    27/09/2017 09:10

    Ari, talvez seja o seu subconsciente que o trai, como bugrino "dentro do armário" que é. Talvez a vontade de que dê tudo certo para o bugre, acaba que a emoção suplante a razão nas suas opiniões. O fato é que todos os jogos, a partir de agora, terão que ser tratados sem favoritismo ou vão acabar sendo rebaixados. Lembrete para o Eduardo, o Papão jogou completíssimo ontem e vem aí sábado, o Criciúma, completíssimo também, mordido por ter perdido ponto contra o Figueira do Z4...

  • João da Teixeira
    27/09/2017 09:09

    E o Criciúma empatou com o Figueira porque é um clássico regional, se não fosse isso, talvez não empatasse, já que é um dos times que vem se recuperando bem na tabela de classificação. O Figueira, como vcs. sabem, faz tempo que está flertando com a série C. Bom, só faltava vc. dizer que o bugre é favorito de novo no sábado. Não estou dizendo com isso que ele não vai ganhar. Pode até ganhar, mas que vai ser um jogo pegado, vai!

  • Luiz
    27/09/2017 09:08

    Fala se fufu... respeita time de tradição... apanharam em Belém como sempre... aqui vcs já foram rebaixado... já perderam título nacional... e se não se cuidarem... vão cair... e eu espero q caia...

  • Ruz
    27/09/2017 09:08

    Nem perdi meu tempo assistindo, já sabia o resultado.

  • João da Teixeira
    27/09/2017 09:08

    Ari, vc. poderia parar de por a sua cabeça a prêmio, qdo faz alguma projeção sobre o jogo do Gfc. nessa série B. Sua sorte que veio só a Gleice, por enquanto, de enchouriçar. Faz tempo que o bugre não tem mais consistência em seu futebol, para afirmar que ele é favorito. Pior que nem sua camisa pesa mais, os juízes tratam como time pequeno na série B e nas outras séries também. Ontem todas as dúvidas foram a favor do Papão, então, acredito que vc. se expõe muito nas opiniões.

  • Paulo Sérgio
    27/09/2017 09:03

    Ei, psiu, ei você ai! é você mesmo, aquele do remedinho ora Jhon ora eduardo me diz só uma coisa por que eu não lembro mais, a derrota de ontem pro Paysandu foi o 12º, 13º ou 14º jogo sem vitória? Pô, meu, só empata e perde, não ganha uma!! Ah antes que eu me esqueça, o Criciuma vai completinho para Campinas hein!! kkkkkkkkkkk...

  • Paulo Sérgio
    27/09/2017 09:03

    Cabo disse que viu evolução no time ontem, e não é que ele está certo? Perdeu de 4 para o Paraná ontem perdeu só de dois (de virada e com gol de um ex-Pontepretano) agora perde de 1 x0 para o Criciuma!! Isso sim é evolução, né? kkkkkkkkkkkkkkkk... Meu time também está uma draga só, então vamos brincar e levar numa boa!!

  • TIO LEI
    27/09/2017 09:02

    Perdeu? Tomaram gol de DIEGO IVO? Que coisa, não?

  • DE ARI PARA RIC (1)
    27/09/2017 09:01

    Olha aqui Ric: provavelmente, pelo fato de você ser pontepretano, não acompanha postagens sobre Guarani. Sou sim um crítico ácido do futebol do time bugrino, e provavelmente um dos primeiros da mídia campineira a não vender ilusão de amplas chances de acesso do Guarani até quando frequentava o G4...

Confiram as Postagens Anteriores:

1  2  3  4  5  6  7  8  9  10  11  12  13  14 
 

Jornalista esportivo há 40 anos. Trabalhou, como jornalista, nas emissoras de Rádio Brasil, Educadora, Central, Jequitibá e Capital (São Paulo). Nos jornais: Diário do Povo e Jornal de Domingo, ambos de Campinas, e editor de Economia e Opinião do Jornal Todo Dia, de Americana.

Fale comigo