17
MAR
Federação tem opção de janelas na primeira quinzena de abril para jogos atrasados

Será que esta ameaça da FPF (Federação Paulista de Futebol) de buscar respaldo na Justiça, para manutenção de jogos do Paulistão, vai resultar em algo prático?

Até a noite desta quarta-feira nada.

Muito menos pode se prever a possibilidade de remanejamento dos jogos para o Distrito Federal e em Estados como Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

O custo para a tal logística é alto.

Quem pagaria a conta? A FPF bancaria despesas aéreas, transporte terrestre e hotel?

Clubes estão caçando cão a grito.

Além de não terem receitas de bilheteria, arcam com despesas de ambulância, brigada de incêndio, controle de doping, quadro móvel dos clubes, segurança privada e alimentação de pessoal.

Observem que para entrar em campo contra o São Bento, sábado passado, o Guarani teve uma despesa pouco superior a R$ 9.900. E seria bem maior se tivesse que pagar taxa de arbitragem e VAR, assumidos pela FPF

JANELAS EM ABRIL

Já que governo do Estado de São Paulo e Ministério Público estadual ignoraram protocolo de saúde executado pelos clubes no Paulistão, havia restado a expectativa de transferência de jogos para o Sul de Minas Gerais, mas o colapso na Saúde daquele Estado também implicou em fechamento geral.

Diante do cenário, o jeito é a FPF admitir a paralisação até o dia 30 deste mês e programar essas rodadas em atraso para os dias 7 e 14 de abril, quando não há jogos previstos no Paulistão.

Sim, alguns clubes podem ter agenda conflitando com a Copa do Brasil, mas aí cabe à CBF fazer remanejamento, ou então se programar aperto no calendário, com intervalo inferior a 66 horas de uma partida para outra.

CADÊ VOCÊ E MEMÓRIAS

Colunas que contam histórias do passado estão atualizadas em áudio.

Histórias sobre o saudoso Manoel Peçanha, o Lelé, são mostradas quer em Memória do Futebol, quer em Cadê Você, esta com versão doméstica sobre passagem dele pela Ponte Preta e cidade de Campinas

Ainda em Memórias do Futebol, abordagem sobre os 51 anos de idade do zagueiro Júnior Baiano e as suas histórias, com várias encrencas.

  • João da Teixeira
    19/03/2021 20:18

    Troca lá, o gás que gera a pedra de carbureto com água é o acetileno e não acendimento. A chama iluminativa ocorre porque é um gás extremamente inflamável. Esse fim de semana sem futebol em alguns Estados. O futebol europeu ocorre normalmente. Então é o que tem para se ver.

  • TIO LEI p/ José Ricardo
    19/03/2021 10:15

    Valeu parceiro. Eu escrevi por que fiquei na duvida uma vez que é rotina colunistas do F.I. não lerem o que escrevem, ou não existe por lá um editor de textos para que faça as devidas correções sobre as matérias que noticiam. Receba um abraço, parceiro.

  • TIO LEI - I
    19/03/2021 10:14

    E quando achamos que já vimos tudo, eis que se contrata um "executivo profissional" através da apresentação de "Curriculun Vitae". Prá mim é uma demonstração clara da falta de preparo e de conhecimento dessas pessoas que se encontram à frente de nossa QUERIDA E AMADA PONTE PRETA. Aí o cidadão é contratado e em sua primeira entrevista diz "estar conversando" com a comissão técnica para tomar conhecimento e SE INTEIRAR sobre as necessidades do elenco, no tocante à ...

  • TIO LEI - II
    19/03/2021 10:14

    ... POSSÍVEIS NOVAS CONTRATAÇÕES. Então cabe a pergunta: O "cabeça" da comissão técnica não é o F.Moreno? A quanto tempo esse cidadão "trabalha" na AAPP? durante quanto tempo ele "se firmou" como "auxiliar" dos técnicos que passaram pelo Majestoso? Depois, por quantas vezes ele assumiu como "técnico interino"? E agora? a quanto tempo ele assumiu de fato o Comando Técnico do time? Me perguntarão, alguns, porque esses questionamentos? Ora se uma pessoa está a tanto tempo ...

  • TIO LEI - III
    19/03/2021 10:13

    ... "trabalhando" no futebol do clube, assumindo funções desde "auxiliar" até o comando "definitivo" do elenco, e chega "um novato" dizendo que ESTÃO CONVERSANDO" PARA SABER QUAIS AS NECESSIDADES DO GRUPO? É muita embromação pro meu gosto. Das duas, uma: ou o F. Moreno NÃO SABE DO QUE PRECISA, não sabe quais as necessidade do elenco ou o ALARCON não acredita no que o F. Moreno fala, pois bastaria um breve diálogo para que o F. Moreno "colocasse as cartas na mesa" e apontasse ...

  • TIO LEI - III
    19/03/2021 10:12

    ... quais as PRIORIDADES, quais são as posições carentes e até apontasse quem pode ser dispensado, plagiando aquele "apresentador "ou eu estou errado"? Ainda estão "trocando idéias"? Depois, "pra não variar" tece um série de elogios baratos à instituição, e comete ao meu ver o erro mais crasso que é o de falar "em trazer as peças certas". Sabedor que a grana é curta e que continuarão trazendo jogadores "desqualificados", que em trinta, apenas um se sobressai, então ...

  • TIO LEI - IV
    19/03/2021 10:12

    ...como crítico ferrenho desta diretoria, estarei me lembrando destas palavras quando aparecer aí no Moisés, as pérolas que você Alarcon, tem nas mangas. Como é uma pessoa que sempre prestou seus serviços à clubes lá do norte/nordeste, lógico será que ele "vá atrás" do que ele viu por lá, e onde tem "seus lastros de amizade", certo? Agora é aguardar quantos dias mais eles precisarão conversar para se chegar à um consenso sobre quais as necessidades e carências do elenco.

  • João da Teixeira
    19/03/2021 10:11

    A expressão popular idiomática "Mixar o carbureto", vem do uso dos faroletes de carbureto, muito usados por pescadores e caçadores, principalmente de rãs. A pedra de carbureto em contato com água gera o gás inflamável acendimento, que se coloca fogo no bico do lampião iluminativo a carbureto. Quando a luz acaba é porque mixou o carbureto. Por analogia, acabou algo interessante, por exemplo, falando sobre futebol paulista...

  • João da Teixeira
    19/03/2021 10:10

    Os times paulistas hoje na Copa do Brasil, de 3 times sobrou somente um, o Red Bull, que ganhou do Mirassol de revirada por 3x2. O Marília que tinha que ganhar, só empatou com Criciúma e aí ficou de fora. A pandemia, o governo de Minas e a CBF quebraram o Marília, que fez uma verdadeira odisséia espartana para jogar essa partida. Enfim, já não tinha muitas chances, mas depois dessa canseira, só poderia ter dado nisso. A partir de amanhã, o futebol no Brasil mixou o carbureto.

  • João da Teixeira
    18/03/2021 19:51

    FPF desiste de entrar com ação judicial contra o Estado pela paralização do Paulistão e já pensa em como dar continuidade do mesmo na 4°feira p.f. Na reunião de hoje os times da A1: São Paulo, Guarani, Ituano, Inter de Limeira, São Bento, Mirassol e Novorizontino queriam entrar na Justiça, com o Corinthians, Palmeiras, Santos, Ferroviária, Ponte Preta, Santo André, Red Bull e São Caetano não querendo entrar. É assim com o placar de 9x7 ganhou-se não entrar na justiça. Fut?Mixou

  • João da Teixeira 1
    18/03/2021 19:50

    Ari, a Federação terá várias janelas, mas todas para o inferno, porque me parece que a transmissão da Covid potencializou de uma tal maneira, que é possível não ter jogador para jogar as partidas. Ontem um time, que não me lembro o nome, entrou em campo com oito. Marília fez uma viagem de ônibus de mais de 1000 km. Para cumprir os planos, inicial, médio e final da CBF para realização do jogo da Copa do Brasil. Estamos fritos. Estou vendo Caldense x Vasco, tem torcida bugrina no

  • João da Teixeira 2
    18/03/2021 19:49

    Estou vendo Caldense x Vasco e tem uma torcida bugrina no estádio da Caldense, "Lama Verde", o logotipo na faixa me parece um cocar de chefe da tribo. Mas o que Estão fazendo lá? É Vasco, não é Ponte que está jogando, não! Para vcs irem lá secar...

  • Jose Ricardo
    18/03/2021 19:47

    Decidiram que não vão judicializar. Guarani, São Paulo, Inter de Limeira, São Bento, Mirassol, Novorizontino e Ituano votaram pela judicialização. Ponte Preta, Palmeiras, Corinthians, Santos, Santo André, Botafogo, Red Bull Bragantino, São Caetano e Ferroviária votaram contra. Rodada do final de semana tá suspensa.

15
MAR
Novo executivo de futebol da Ponte está aí. E agora?

Jornalistas ou radialistas que tentam persuadir interlocutores sobre a validade ou não da paralisação do futebol no Estado de São Paulo, tenho repetido que torcedores já formalizaram as suas respectivas opiniões, e de nós aguardam recentes informações de clubes e conteúdos que os fazem repensar sobre bola rolando.

Dito isso, passemos para a próxima.

A propósito do comentário postado pelo parceiro Tio Lei sobre Alarcon Pecheco, executivo de futebol que chegou à Ponte Preta para substituir Alex Brasil, inicialmente gostaria de saber qual a real atribuição de um profissional desta área?

Seria alguém com jogo de cintura, para ser ativo e evitar dribles de empresários do ramo?

Ter alcance internacional para negociações de jogadores da casa?

Discernimento para avaliar o jogador grosso daquele que conhece a 'mortadela', pra não incorrer em erros crassos de contratações?

Um sujeito que não se deixa enganar quando a bola rola, e questiona duramente treinadores quando necessário?

ELOGIOS

Leio e ouço rasgados elogios ao profissional Alarcon Pacheco da 'thiurminha' daqui, como se conhecesse a fundo o trabalho dele.

Como já disse 'centas' vezes que não opino por 'ouvi dizê', irremediavelmente tenho que ser 'mureta' e dar o tempo ao tempo pra evitar análise precipitada sobre o profissional.

Até recentemente ele esteve no Vitória (BA), que participou do último Campeonato Brasileiro da Série B.

Aí resta saber se teve participação decisiva na montagem do elenco, que realizou campanha com risco de rebaixamento?

Se sim, claro que o cartão de visita não seria recomendável.

CARNEIRO CENTRALIZADOR

Como é sabido, Paulo Carneiro, presidente daquele clube baiano, é centralizador.

Logo, há subserviência daqueles que estão ao seu redor.

Aí não se sabe até aonde Pacheco teve liberdade absoluta para colocar os seus conceitos em prática.

Cá pra nós: nas publicações digitais só se vê a foto do executivo com rosto escondido, num baita 'ray ban'. E que pose hein!

CURRÍCULO

Gente, o futebol atravessa novos tempos. E, por mais paradoxo que pareça, nem sempre nos demos conta disso.

Tio Lei, sabe como a Ponte Preta se programou para contratação do executivo de futebol?

Informa-me o jornalista Elias Aredes Júnior que os pleiteantes à vaga enviaram currículos.

Sim, currículos.

Aí, após devidamente examinados, o escolhido se submeteu à entrevista.

Como teria sido sabatinado o candidato?

Eis aí um jeito moderno de se fazer futebol, como se clube fosse departamento especializado de estabelecimento comercial ou industrial.

Durma-se com um barulho desse!

  • ANTONIO CARLOS
    17/03/2021 19:10

    Alguns atletas da Ponte são críticos e TEM que estar de volta após o retorno do futebol. Casos do Apoddi, Camilo e Barreto, que já pegaram Covid-19. A diretoria precisa fazer uma programação especial e acompanhamento do condicionamento físico deles. São muito importantes.

  • ANTONIO CARLOS
    17/03/2021 14:03

    Pelo andar da carruagem e pela habilidade dessa Diretoria entrevistar pretensos gestores, estamos, mais uma vez, num mato sem cachorro. O cara contratou 60 (SESSENTA) jogadores e correu o risco de rebaixamento. Amiguinho de empresários - tá na cara! Não sabe nada de bola. Mais um Gustavo Bueno na vida da querida macaca! Depois deixa um pacote de ações na justiça trabalhista.

  • Jose Ricardo p/ Tio Lei
    17/03/2021 14:02

    Moisés tem contrato de empréstimo até 30 de abril. A Ponte tem a prioridade para comprar 50%, 40% ficaria com o Concórdia e 10% com o atleta. O valor da compra desses 50% é de 500 mil.

  • Jose Ricardo p/ Mabilia
    17/03/2021 14:02

    O governo de Minas Gerais bateu a porta na cara da Federação Paulista, logo jogos do paulistinha no território mineiro não vão acontecer. A partida entre Mirassol x Marília pela Copa do Brasil, cujo vitorioso será o adversário da Ponte, foi transferido de Varginha pra Cariacica/ES. Outra derrota da FPF ocorreu na reunião com o MP que se manteve irredutível e não liberou jogos. A FPF já paralisou a série A2 e deve paralisar a A3, vai entrar na Justiça pra liberar os jogos da A1.

  • TIO LEI
    16/03/2021 20:09

    Afinal. Moises PERTENCE; PODE PERTENCER ou está APENAS EMPRESTADO à PONTE PRETA? É que em matéria veiculada aqui no F.I.falando sobre possível leilão envolvendo o jogador, o colunista escreveu o seguinte: ... "As boas atuações de Moisés no início do Campeonato Paulista FIZERAM A DIRETORIA COMPRÁ-LO EM DEFINITIVO. O atacante ESTÁ EMPRESTADO pelo Concórdia-SC e a PONTE TEM PRIORIDADE na sua contratação até o dia 30 de abril". ... ?????

  • Léo - Pr
    16/03/2021 20:08

    Ari não adianta nós jogar a culpa no executivo de futebol, os caras saem em busca de jogador sem um real no bolso só com a passagem e um vale alimentação na carteira, veja o exemplo do Botafogo SP, o executivo deles acabou de chegar do Flamengo que ganhou tudo por lá, será que a torcida do pantera tá feliz com ele, futebol no Brasil o grande está encolhendo o pequeno vai desaparecer em pouco tempo, o grande responsável é o deus de muitos Pelé.

  • Jose Ricardo
    16/03/2021 19:59

    Quem fez lobby pela contratação do diretor foi o ex-treinador da Ponte Mazola Jr. com quem Alarcon trabalhou junto lá no CRB. Se eu boto fé no trabalho dele? De jeito nenhum. Mais um que,pra não variar, servirá apenas de boi de piranha quando as coisas ferverem.

  • TIO LEI - I
    16/03/2021 19:58

    É meu caro Ari. Bem colocado. Afinal, quais as reais "obrigações" do executivo do futebol? Até onde ele tem voz na formação de um elenco? Como delegar a "um ilustre desconhecido" a responsabilidade de se "negociar" qual o valor a ser pago a um jogador que está sendo apresentado através de DVD? Sim porque se ele,executivo de futebol, apresentou seu curriculun ao clube, o DVD tem "servido de curriculun" para muitas contratações. Esta duvida tem em seu fundamento ...

  • TIO LEI - II
    16/03/2021 19:58

    ... em relação ao numero de jogadores desconhecidos e que são contratados tanto por PONTE PRETA como pelo gfc. Jogadores que estavam "escondidos" por esse "Brasilzão" afora. Jogadores que não passavam de terceira opção em temporadas recentes, ilustres desconhecidos, apostas não fundamentadas. Bons tempos em que os clubes possuíam "olheiros" em todo canto do país, e onde houvesse uma indicação, lá ia esse olheiro OBSERVAR IN LOCO se realmente o indicado reunia ...

  • TIO LEI - III
    16/03/2021 19:58

    ... condições técnicas mínimas para ao menos passar por "um período de testes". Tirando por base VOCÊ caro Ari e também a ALGUNS parceiros aqui do blog, os quais assistem às mais diversas partidas, analisam e OBSERVAM ATENTAMENTE jogadores que venham a se destacar nesta ou naquela partida, e tecem seus comentários favoráveis aqui neste espaço. Portanto vejo, respeitando as devidas proporções, gente aqui do blog demonstrando maior conhecimento sobre jogador em atividade ...

  • TIO LEI - III
    16/03/2021 19:57

    ... do que esses "executivos" que ficam sentados apenas no aguardo da "visita" de agentes/empresários que aparecem com o "curriculun" de suas pérolas, onde "suas façanhas" estão gravadas em um pequeno disco. Aí, meu caro, é aí que mora o perigo. POSSÍVEIS VANTAGENS podem estar sendo negociadas, para que a contratação se formalize, pois o agenciador precisa de uma vitrine para expor sua mercadoria.

  • Mabilia
    16/03/2021 19:54

    A Ponte, poderia marcar seus jogos em Poços de Caldas , Uberaba ou Uberlandia. A distancia de Campinas a Uberaba por incrível que possa parecer é a mesma de Campinas a Mirassol.

  • Léo - Pr
    16/03/2021 19:49

    Campeonato paulista paralisado, guarani talvez pelo lado financeiro seria ruim, pelo futebol que vem apresentando seria ótimo que nem voltasse mais, qual é o objetivo de um time com futebol desse tipo, luta contra rebaixamento não vejo outra coisa,

  • João da Teixeira
    16/03/2021 19:42

    A carta na manga da FPF é levar os jogos para Minas. Sem público mesmo, os jogos poderiam ser disputados em campos acanhados, próximo a São Paulo, no sul do Estado de Minas, por exemplo. Parece que a FPF bancaria os custos extras. O problema é que os jogos teriam ser diluídos na semana toda, será que temos campos bons suficientes, no sul de Minas, para atender a demanda? Araxá, Poços, Andradas, Uberlândia e Uberaba, seriam suficientes?

  • João da Teixeira
    16/03/2021 14:21

    Ué, mas que coincidência, o Alarcon do Vitória veio para a Ponte e o Alex da Ponte foi para o Vitória? Foi assim, com "curriculum" que trocaram os gerentes? Contem outra. Conversando com um amigo de Salvador, o Alarcon veio do CRB para o Vitória antes de assumir o novo presidente. Esse vendo que era fraco acabou por substituir. Sempre traz alguns jogadores, por onde passou, junto. Diz que piorou a situação do Vitória, que já não era das melhores. Pessoal trocando 6 por meia dúzia

Confiram as Postagens Anteriores:

1  2  3  4  5  6  7  8  9  10  11  12  13  14 
 

Jornalista esportivo há 40 anos. Trabalhou, como jornalista, nas emissoras de Rádio Brasil, Educadora, Central, Jequitibá e Capital (São Paulo). Nos jornais: Diário do Povo e Jornal de Domingo, ambos de Campinas, e editor de Economia e Opinião do Jornal Todo Dia, de Americana.

Fale comigo