29
OUT
Ajudem no processo de reformulação de Ponte Preta e Guarani

O boa noite desta terça-feira vai para os diferentes 697 internautas que já postaram comentários no quadro específico da coluna de 2010 até agora, descontando o período de interrupção de oito meses neste ano.

O boa noite especial vai para aqueles frequentadores assíduos da seção de comentários que por alguma razão relutam na volta do compartilhamento do espaço, como os pontepretanos Tio Lei, João da Teixeira, Cabeça, Sergião, Paulo Giolo, Carlos de Barão e Fernando Braga, entre outros.

Igualmente noite feliz aos bugrinos Eugênio Alati, José Roberto Coppola, Jhon, Eduardo, Denilton, Jorge Calhau, Gustavo Cerri e Mônica Mattos, que alternadamente faziam citações sobre o seu time e desapareceram.

Felizmente parte daquela patota voltou a ajudar na produção da coluna através de múltiplas mãos, como Tito, Carlos Agostinis, Rodrigo U., Profeta da Tribo, Ariovaldo Zanelli, Paulo Sérgio, Mabília, Herald, José Ricardo, Barba, Tony, Amorim, Ruz, Pedro Henrique, Márcio Rossi e tantos outros não citados, e por isso antecipadamente peço desculpa.

REFLEXÃO

Evidente que a crítica - mesmo pesada - serve de reflexão aos dirigentes em busca dos acertos. Estamos a um mês do encerramento do Campeonato Brasileiro da Série B, e vida nova vem por aí em 2020.

Considerando-se que o futebol de Campinas carece de dirigentes com boa visão da modalidade, que o processo de reformulação é confiado essencialmente aos coordenadores devidamente remunerados, sugiro que façamos um apanhado de sugestões sobre montagens das próximas comissões técnicas e principalmente listas de reforços.

Com jogos de segunda a segunda-feira - a maioria da Série B - foi possível espiar quem bate na bola de forma diferente, quem tem visão de jogo melhor de que os meias que aqui estão, quais laterais têm mais contundência no apoio ao ataque, e por aí.

Já passou da hora de 'descer a madeira' na cartolagem pelos erros cometidos. O jeito, agora, é sugestão prática que vise o acerto.

ASSESSORES

Provavelmente assessores de imprensa de Ponte Preta e Guarani façam levantamento geral de citações feitas pela mídia, e num processo de triagem são repassadas aos homens do futebol.

Vai que a sua opinião seja tida como relevante e consequentemente absorvida!

Na postagem anterior fiz citações de alguns nomes de jogadores com rendimentos superiores àqueles das respectivas posições de elencos de Guarani e Ponte Preta.

Medo de errar nas indicações? Nenhum. Quando se fala em apostas insere-se no contexto a hipótese de erro, até porque os jogadores citados teriam que ser vistos em mais algumas partidas para avaliação concreta.

Insisto que cobra-se de dirigentes que mudem a postura de deixar oportunistas empresários de futebol enfiarem goela abaixo jogadores de duvidosa capacidade nos clubes campineiros.

Filosofia correta é definir quem eventualmente possa interessar, e a partir disso contatar o empresário do dito cujo para negociação.

É por aí. E vocês, antigos parceiros da coluna: queremos lê-los.

  • Tito
    30/10/2019 19:03

    Ari, fico grato por vc haver mencionado o meu nome, saiba que é prazeroso participar desse blog.

  • Tito
    30/10/2019 19:02

    Para o Guarani, eu não tenho muita esperança de um 2020 melhor que 2019, basta a gente olhar para as pessoas que poderão e deverão assumir a direção do clube, um monte de Zé Ninguém. Assim fica difícil ! Esses caras estão aí há décadas, no mínimo votando para as escolhas dos CA que apareceram por aí. O problema é que no Guarani, como no Brasil em geral, não temos como opção o BOM, mas sempre o menos ruim...

  • Tito
    30/10/2019 19:02

    A coisa está tão difícil, que sonho simplesmente para que pessoas honestas, de atitudes transparentes e que verdadeiramente amem o Guarani sem vaidades, assumam. Já nem sonho mais com série A, Sulamericana, títulos ou voltar a participar de uma Libertadores, sonho apenas pela reorganização do Clube, que um dia foi tão grande e respeitado.

  • Barba
    30/10/2019 18:57

    Caríssimo Ari. Infelizmente nossos dirigentes não tem a humildade de ouvir a voz da torcida. É uma pena pois aprenderiam muito. Este blog teria contribuído muito com as 2 agremiações. O mais importante agora é a renovação. Necessário dispensar muitos jogadores que não deram certo em Campinas e segue a vida.

  • Carlos Agostinis
    30/10/2019 15:59

    Penso que os clubes de baixa renda deveriam montar times com 6 jogadores cascudos, e acrescentar 5 da base , onde teria pelos 3 dribladores e rápidos, o treineiros ficam com esse negocio de rodar a bola, pra mim o correto seria jogo vertical, e nada melhor que mulecada pra fazer isso. Tipo uns 3 Pulinho Boia e uns 2 meias abilidosos, 2 volantao carregador de piano.

  • Carlos Agostinis
    30/10/2019 15:58

    Assinti o jogo do vila ontem, nem brasil nem vila tem jogadores que prestam, no Cuiabá tem 3 Jean patrick, paulinho e lucas. De cada time desta serie B nao passa de 1 jogador de qualidade. O resto e tudo jogadoe de serie C , nao servem nem pra A2 do Paulista.

  • Jose Ricardo
    30/10/2019 15:57

    Antes jogar dinheiro no lixo com contratações duvidosas, a primeira coisa a fazer é definir os reais objetivos no campeonato que vai disputar e o padrão de jogo da equipe. Não vejo nos dirigentes dos clubes de Campinas alguém gabaritado pra fazer isso, em comum todos são leões famintos, mas ao invés de caçar suas presas preferem se alimentar de carcaças já abatidas. Não existe planejamento algum nos clubes de Campinas e as decisões quase sempre são tomadas pelo improviso.

  • Paulo Sergio
    30/10/2019 10:14

    Prezado Ari, o colega Ruz reclamou de um problema que existe desde a época do Tio Lei, e outro problema também do site é quando vamos ler alguma notícia e fica aparecendo propaganda no meio dela e a gente tem que ficar deletando, enche o saco!! O portal está igual a rádio Bandeirantes (Que eu não ouço mais) ou seja 90% do programa é propaganda, tá louco meu!!

  • DE ARI PARA RUZ
    30/10/2019 01:51

    Prezado Ruz, você tem toda razão. Já cobrei isso da diretoria do portal FI. A resposta é que uma nova equipe da área de tecnologia começou a fazer atualização em todo site, e a previsão foi bem dilatada para solução do problema: três meses. Vou continuar insistindo.

  • Ruz para Ari
    30/10/2019 01:40

    Precisa melhorar esse seu código de segurança, tem que apertar de duas a três vezes pra funcionar, provavelmente muita gente deixa de acessar por esse motivo

  • Ruz
    30/10/2019 01:40

    Infelizmente os diretores de hoje só pensam neles e as agremiações ficam as moscas . Já pensou Guarani ou Ponte jogando com o Flamengo no Maracanã a verhonha que seria ?

  • DE ARI - INFORMAÇÃO
    29/10/2019 22:55

    Você sabia que o time do Vila Nova (GO) é um dos raros - ou talvez o único - que não faz aquecimento no gramado do Estádio Serra Dourada antecedendo aos jogos. O assunto foi colocado na entrevista coletiva do treinador Itamar Schulle, e ficou entendido que os jogadores querem evitar vaias dos torcedores..

28
OUT
Que a Ponte Preta tenha critério na reformulação

Fugindo à regra, nesta segunda-feira duas postagem. Na anterior, citação sobre o livro de autoria do pontepretano Moacir do Valle, que narra momentos do futebol do clube de 1970 a 1980, porém mistura ficção com realidade.

Como de hábito, às segundas-feiras a coluna Cadê Você é atualizada, e cabe abordagem do personagem e ex-atacante pontepretano Régis Pitbull. Vídeo viraliza nas redes sociais mostrando motorista de ônibus dando dinheiro ao ex-jogador, mas ele jura que não é pedinte. E confessa que ainda não escapou do vício do crack.

Ponte Preta atravessa período de turbulência dentro e fora de campo.

É sabido que há uma guerra de poder no clube. Logo, que autoridades competentes investiguem denúncias de corrupção para identificar embasamento.

Exceto raríssimas exceções, em se tratando de cartolas fico sempre com um pé atrás.

Por sinal, não é desprezível a frase feita do ex-treinador do Guarani nos anos 70, Diede Lameiro, quando citava que 'todos os cartolas calçam quarenta'.

RESTRUTURAÇÃO

Já não cabe rediscutir erros no Departamento de Futebol da Ponte Preta ao longo do campeonato, a menos que a pauta sirva de comparativo para não cometê-los novamente.

Imprescindível que seja feita criteriosa peneirada neste quantitativo elenco e dizimá-lo.

Quero crer que dirigentes não cometeram absurdo de pagar salários de R$ 80 e R$ 100 mil para quaisquer dos jogadores do elenco. Se cometeram, tenha a santa paciência! Seria muito dinheiro jogado no ralo.

Quando se faz planilha para reforços, é sabido que dificilmente os boleiros não sejam representados por empresários. Pois então discutam e negociem com aqueles cujos atletas de fato interessem ao clube. Portanto, distanciem dos outros que procuram empurrar jogador 'meia boca' pra cá.

Claro que clube do porte de Ponte Preta não dispõe de sobra financeira para alto investimento. Logo, algumas apostas são inevitáveis, mesmo sujeitas a equívocos.

REFORÇOS

Se é que serve de subsídio para o Departamento de Futebol da Ponte Preta, o goleiro Carlos Eduardo, do Brasil de Pelotas, realizou uma Série B regularíssima.

Significativamente mais útil de que Renato Cajá é o meia Marcelo (foto), do Operário de Ponta Grossa, mesmo time que conta com o funcional volante Índio, comparativamente melhor de que Édson, Washington e Camilo.Apesar dos quilinhos a mais que limitam a sua movimentação, o meia Élvis, do Oeste, sabe jogar, assim como Alê, do Cuiabá, embora cobre-se mais mais rapidez.Pelo menos contra o Guarani o rápido atacante Lucas Braga, do Cuiabá, deixou impressão favorável. Cabe, sim, verificação sobre manutenção da regularidade em outras partidas.

Claro que são apenas sugestões, que obrigatoriamente devem passar pelo crivo de dirigentes, que podem ser bugrinos igualmente.

  • Norberto Crispim
    29/10/2019 15:37

    o Elenco não encaixou infelizmente, antes da Copa America a Ponte fez bons jogos, Nós ponte pretanos reclamamos que o Jorginho tinha perdido a mão, porém esse time tentava sair jogando tinha um certo padrão tático e com a mudança sucumbiu Gilson kleina em má fase não conseguiu dar padrão nenhum , infelizmente não deu não vamos jogar a toalha mais ficou dificil e terminar o campeonato de forma digna honrando o manto sagrado ponte pretano

  • MOACIR DO VALLE JUNIOR
    29/10/2019 00:33

    Realmente o Elvis jogou muito contra a Ponte. Mas, olha... Temos problemas com elenco, mas os times que estão no G4 não têm elenco muito melhor . Ontem não ter mexido logo aos 30 do 1o tempo, com um a mais, ter esperado tanto tempo para mudar, isso mostra que o maior problema da Ponte (estou falando só do time) esteve no comando técnico - sempre com 200 volantes, falta de movimentação no ataque, etc

Confiram as Postagens Anteriores:

1  2  3  4  5  6  7  8  9  10  11  12  13  14 
 

Jornalista esportivo há 40 anos. Trabalhou, como jornalista, nas emissoras de Rádio Brasil, Educadora, Central, Jequitibá e Capital (São Paulo). Nos jornais: Diário do Povo e Jornal de Domingo, ambos de Campinas, e editor de Economia e Opinião do Jornal Todo Dia, de Americana.

Fale comigo