02
JUN
Ponte mostra defeitos de praxe, mas a superação deu-lhe o empate

Provavelmente as paredes do vestiário da Ponte Preta, no Estádio Moisés Lucarelli, tremeram com os característicos berros do treinador interno João Brigatti durante o intervalo da partida diante do Oeste, na noite deste sábado.

Se indubitavelmente falta qualidade para a Ponte se impor em campo, o ‘vamos lá moçada’, de Brigatti, pelo menos serviu para que os atletas se desdobrassem.

Assim, na pressão, o time pontepretano rondou bastante a área adversária e foi merecido o empate por 1 a 1, visto que o adversário havia construído a vantagem no primeiro tempo através de Rodrigo Souza, que aproveitou rebote do goleiro Ivan, em cabeçada do zagueiro Leandro Amaro, após cobrança de escanteio, aos 40 minutos.

Antes disso, outra vez Ivan, com o pé, defendeu chute do atacante Mazinho, cara a cara.

MURILO

Se o gol do meia pontepretano Murilo, aos 19 minutos do segundo tempo, foi decorrente de um chute forte do ‘meio da rua’, é inegável que houve vacilo do goleiro Tadeu, do Oeste. Nada de frango, mas bola defensável.

Todavia, antes do empate, a Ponte teve chance de gol no pé direito de Igor, aos 12 minutos, mas o chute saiu torto, com a bola para fora.

O cenário, hoje, mostra a Ponte flertando com o rebaixamento, e há consciência dos dirigentes da extrema necessidade de se reforçar a equipe.

Seja a efetivação de Brigatti, seja a chegada de outro treinador, está claro que independentemente da superação da boleirada e ajustes aqui e acolá, acréscimo substancial de rendimento não é esperado.

Logo, enquadro-me entre aqueles que se equivocaram na projeção de crescimento da equipe, após observação das primeiras rodadas

REFORÇOS

Pra se vislumbrar arrancada deste elenco, com chance de sonhar com acesso, é indispensável contratações de uns quatro jogadores qualificados, que façam diferença na equipe: lateral-direito, meia e dois atacantes.

Igor é um lateral de composição de grupo, mas carece de qualificação nos avanços.

Na lateral-esquerda, a expectativa fica pelo retorno de Ourinho. O titular Danilo Barcelos sequer ousou aplicar um drible, ou arrancou com a bola. Optou por alçá-la na intermediária adversária, geralmente rechaçada pelos zagueiros. Só foi ao fundo de campo aos 44 minutos do segundo tempo.

Se o meia lançador que dinamiza a equipe é uma raridade no futebol, cobra-se pelo menos o meia-atacante com capacidade de infiltração.

Claro está, também, que o atacante centralizado Júnior Santos está longe de ser catalogado como o ‘matador’ pretendido pelo torcedor. Questiona-se até a utilização dele na reserva.

Enquanto os tais reforços não chegarem, quem escala a equipe não tem o direito de errar, e Brigatti errou na escalação.

LUCAS MINEIRO

A invenção de três volantes, com a escalação de Lucas Mineiro no lugar de Thiago Real, foi um despropósito.

Claro que Real também deve atuações mais regulares, mas a capacidade de dinamismo da equipe obviamente diminuiria com Mineiro.

Brigatti tenta desfazer imagem de profissional apenas motivador, e disserta sobre modificações táticas com a entrada de Murilo e variações táticas de seu time para o 4-2-3-1.

Todavia, o que se viu, na prática, foi superação do conjunto da Ponte Preta, com a boleirada pontepretana correndo mais.

Brigatti quer agarrar a nova oportunidade e pede tempo para colocar em prática os seus conceitos.

Sobre reforços, nem cobra vindas de jogadores qualificados. “Conheço bem essa Série B e sugeri que a Ponte contrate jogadores que se enquadrem na competição”.

  • mauricio
    04/06/2018 11:46

    O que me deixa preocupado nao é o time da Ponte sim as pessoas que comandam a associação ,veja só os profissionais que estavam na Ponte deixam o time e fazem sucesso em outras equipes Jadson nao jogava hoje é destaque no Fluminense, Bruno Silva destaque do Atlético ,Eduardo Batista esta no G4,tudo isso mostra a incompetência do nosso ex presidente Sergio Carnielli que delega função para quem nao conhece futebol ..

  • mauricio[2]
    04/06/2018 11:46

    Amigos Ponte da coluna a declaraçao do Sr Brigatti no final do jogo a Band foi de ficar nao preocupado e sim de mostrar que faz o jogo dos dirigentes tipo estava respondendo as perguntas e entre uma pergunta e outra disse .. Gente parece que perdemos o jogo mais empatamos estou contente pois ai posso falar com jogadores cobrar cara pálida empatamos com o Oeste time veio a Campinas com um atacante fizemos 7 jogos estamos com 8 pontos ,para subir temos que fazer campanha de Campeão

  • MAURICIO [3]
    04/06/2018 11:45

    Essa postura do nosso treinador interino e a direção de efetivar Brigati nao vai dar em nada ,o discurso da falta de dinheiro ja vem desde 2015 nunca tem dinheiro com orçamento de 2017 de 40 milhões ao ano derrubaram a Ponte ,hoje nosso problema é estrutural é a falta de compromisso do ex afastado Sergio Carnielli que esta a 20 anos na Ponte e mudou o foco. ,infelizmente nao tem que cobre isso no conselho e nem na imprensa ,Ponte corre um risco tremendo de sumir ao tempo

  • TIO LEI (1)
    04/06/2018 11:43

    Falar o que, desse futebol ridículo, grotesco e estapafúrdio. Ari. Já quase que da para escrever aqui, como será o futebol a ser apresentado pela PONTE PRETA na próxima terça feira contra o goiás. Elenco fraco, e não mais criticarei o técnico, pois pois só se faz limonada com limões. Fora isso, pode espremer o que quiser que não vai dar. Agora, podem escrever aí, Brigatti ficara à frente da equipe(?) por três partidas, tentando extrais algo que esse pessoal NÃO SABE FAZER ...

  • TIO LEI (2)
    04/06/2018 11:43

    ...que é jogar futebol. Daí começarão a aparecer as contratações, para variar, de jogadores com capacidade técnica duvidosa, pois quem entende um mínimo do ofício de jogar bola, JA ESTA EMPREGADO. Então surgirão as desculpas de sempre: falta dinheiro, não há bons nomes disponíveis no mercado, etc etc. Se o Brigatti por uma dessas OBRAS DO ACASO engrenar DUAS VITÓRIAS, não tenho duvidas que será EFETIVADO COMO TÉCNICO, e quem passará a ser o INTERINO EMERGENCIAL ? ...

  • TIO LEI (3)
    04/06/2018 11:43

    ... esse mesmo que vocês pensaram ... o FILHO DO MARCO AURÉLIO. ... Agora eu pergunto. Dá para se esperar alguma coisa a não ser uma ferrenha luta pra SE TENTAR escapar do rebaixamento? Sem time, sem treinador e sem diretoria? ... Para arrematar, por onde anda aqueles MULEQUES é com u mesmo, que se achavam o tal, na hora da invasão do jogo contra o vitória? Tambem tem culpa no cartório, aqueles "torcedores" que estavam ali próximos e nada fizeram para tentar impedir ?

  • TIO LEI (4)
    04/06/2018 11:43

    ... Como estará sendo a reação deles ao ver que SÃO OS RESPONSÁVEIS DIRETO de a diretoria fazer o que bem entende, tirando o direito do VERDADEIRO PONTE PRETANO ir ao estadio para fazer valer o seu direito de protesto contra esses mandos e desmandos dessa cartolada de quinta categoria? Por onde andam vocês, seus imbecis!!!! Vocês NÃO TEM O DIREITO DE CRITICAR essa baboseira que aí está, pois são tão culpados pelo atual estagio da equipe quanto a diretoria, seus calhordas.

  • João da Teixeira
    03/06/2018 19:08

    Vamos ver quem cai primeiro? Essa é a aposta do momento em Campinas...E solamente só, por hora...

  • Barba
    03/06/2018 12:45

    Falando de futebol de verdade, o Tite começa a mostrar soberba. Entrar com Thiago Silva é piada! Outra coisa, e paneleiro. Por pouco não entra com Fagner e Renato Augusto. Sorte quecestao bixados. E Fernandinho!! Não dá!

  • Antonio
    03/06/2018 12:45

    Ari,triste ver o Moises jogado as moscas. A ponte nos primeiros seis meses de 2018 jogando contra Santos, Flamengo, Palmeiras, etc arrecadou menos de 500 mil Reais.O Botafogo de Ribeirao em um jogo contra o Palmeiras arrecadou mais de 1 millhao.Brincadeira?

  • TONY
    03/06/2018 00:17

    Eta time é plantel grosso!! O time e horrível e você olha para o banco... E nada! Desta vez, luta pra não cair.

  • MARCOS FRANCA
    03/06/2018 00:16

    BOA NOITE ARI. O QUE EU VEJO E UM TIME QUE DEVE SE PREOCUPAR EM NAO CAIR PARA A SERIE C POR INFELIZMENTE ACESO ESTE ANO JA ERA! MILAGRES ACONTECEM,FUTEBOL E UMA CAIXA DE SURPRESAS MAS COMO EU VEJO A PONTE PRETA HOJE SINCERAMENT E UMA PENA!

  • Barba
    02/06/2018 22:21

    Mais do mesmo!! Elenco fraco, time de frouxos! E continua sem 1 única jogada. Mas paciência tem limite. Saraiva, Paulinho, Roberto e o tal de Aaron. Piada!!

01
JUN
Goleiros de Guarani e Juventude se destacam; gaúchos aproveitam falha de Alemão e vencem

Guarani e Juventude são equipes que se equivalem tecnicamente em defeitos e virtudes. Exatamente por isso não haveria contestação se qualquer um saísse vencedor na noite desta sexta-feira em Caxias do Sul (RS), visto que tiveram chances reais para chegar ao gol. Todavia, sobressaíram os goleiros Matheus, do Juventude, e Bruno Brígido, do Guarani, com defesas de destaque.

O diferencial pró Juventude, pra sair vencedor por 1 a 0, foi uma falha gritante do zagueiro Everton Alemão, do Guarani, aos 47 minutos do primeiro tempo, quando sequer acompanhou o desenho da jogada que começou pela esquerda, e ficou olhando a penetração do meia Felipe Matheus, dentro da área, que finalizou no canto esquerdo da meta bugrina.

Inseguro na partida, antes disso Alemão recebeu cartão amarelo após entrada dura e desnecessária sobre o atacante Elias, que estava de costas na jogada, para ‘matar’ o contra-ataque.

COMPETITIVIDADE

De positivo sobre o Guarani, enumere o desdobramento dos jogadores para que o time ficasse tão competitivo como o Juventude, em jogo pautado, portanto, por correria.

A impressão ficada foi de o Juventude com incidência maior em erros de passes, mas nada distante do Guarani, que teve maior volume de jogo durante o primeiro tempo, quando em lances seguidos, aos 26 minutos, os meias Rondinelly e Guilherme exigiram defesas difíceis de Matheus.

Duas chances também teve o Juventude naquele período. Além do gol, antes dos dez minutos Elias exigiu defesa de Bruno Brígido.

BUSCA DO EMPATE

Mesmo com Guilherme e Rondonelly apenas com lampejos, e sem o devido apoio dos laterais, o Guarani teve proposta de atacar em busca do empate após o intervalo, mas o Juventude equilibrou a partida, e esse foi o desenho até os 20 minutos, quando cada equipe teve chance para marcar.

Lançado nas costas da zaga gaúcha, Longuine ficou cara a cara com o goleiro Matheus, mas demorou para definir a finalização e proporcionou a defesa.

Logo em seguida, em cabeçada de Guilherme Queiroz, Bruno Brígido evitou que o Juventude ampliasse.

Como o Guarani já contava com Bruno Mendes e Erik em campo, nos lugares de Anselmo Ramon e Guilherme, teve postura essencialmente ofensiva até os 31 minutos, quando alugou o meio de campo e passou a alçar bola seguidamente à área adversária.

JUVENTUDE MEXE

Aí, prudentemente o treinador Julinho Camargo, do Juventude, sacou o cansado Elias e deu vigor ofensivo ao time com a entrada de Ricardo Jesus, que passou a fazer a ‘parede’ e permitiu que seu time voltasse a ficar com a bola no ataque.

O meio de campo dos gaúchos voltou a ter vitalidade na marcação e transição ao ataque com a entrada de Bruninho no lugar de Diones, e Tony em substituição a Leandro Lima.

Como de praxe, o volante Denner entrou bem no time bugrino, no lugar de Baraka, e já se questiona por que não é fixado como titular.

  • Jose Roberto
    02/06/2018 19:58

    Presidente anuncia terceirização, não acontece nada.Depois co gestão pq não querem perder a boquinha. Quem vai por dinheiro na mão desta Diretoria? Ninguém. Vira time de empresários. Ewerton Alemão responsável direto, gol empate da ponte e ontem no gol do Juventude perdido na área, lances decisivos.Jogadores andando em campo.Técnico sempre igual, até nas alterações, fraco. Ou muda postura ou luta para não cair, de novo.

  • Ruz
    02/06/2018 19:57

    enquanto não sofre derrota dentro de casa está "bom" , quero ver a hora que começar a perder.

  • Luiz Otto Heimpel
    02/06/2018 11:10

    O miolo de zaga falha em praticamente todos os jogos. Muito fraco . Para ter alguma chance tem que contratar alguém melhor para o miolo de zaga. Rondinelli como em todos times em que passou,começa bem e vai caindo de produção.Precisamos alguém que arme de verdade.Quanto ao técnico,nós não precisamos de um explicador para as péssimas atuações ,acho que chegou a hora de procurar alguém mais experiente.Já passou mais de 1/5 campeonato e o time não engrenou.

  • Profeta da Tribo
    01/06/2018 22:54

    Falta raça. Gana. Tesão. Faca nos dentes. Vontade de vencer. Time morto. Lento. Não aperta saída de bola. Não joga verticalmente. Não ganha uma dividida. Não tem personalidade. Ninguém que chama o jogo. Que raiva que deu. Perdi meu tempo assistindo a esse lixo de jogo. Tem que chacoalhar esse time. Vamos melhorar, seu Rondinelly. Vamos compactar esse time, seu Umberto. Treinador parece que perdeu a mão do time. Dá pra jogar mais.

  • Francisco
    01/06/2018 22:36

    Creio que seja a hora de mudar de técnico.

Confiram as Postagens Anteriores:

1  2  3  4  5  6  7  8  9  10  11  12  13  14 
 

Jornalista esportivo há 40 anos. Trabalhou, como jornalista, nas emissoras de Rádio Brasil, Educadora, Central, Jequitibá e Capital (São Paulo). Nos jornais: Diário do Povo e Jornal de Domingo, ambos de Campinas, e editor de Economia e Opinião do Jornal Todo Dia, de Americana.

Fale comigo