30
JAN
Empate se ajusta ao futebol praticado por Guarani e Mirassol

Em jogos com horário simultâneo dos clubes de Campinas, a opção editorial da coluna tem sido priorizar aquele do visitante, até porque o torcedor tem mais dificuldade para acompanhá-lo 'in loco'.

Logo, o relato abaixo é sobre o empate por 1 a 1 de Guarani e Mirassol, sem que isso exclua a opinião do pontepretano sobre a vitória diante do Corinthians, até porque a torcida esperava há tempo uma resposta da equipe em campo.

Portanto, o espaço, nos comentários, está aberto a ambas torcidas.

EMPATE BEM REFLETIDO

Se Mirassol e Guarani foram rigorosamente iguais na maioria dos quesitos que se analisa de uma partida, tem-se que admitir que o empate por 1 a 1 refletiu com fidelidade o rendimento de ambos em Mirassol, na noite desta quinta-feira.

A rigor, o ex-treinador e ex-comentarista de futebol Eli Carlos colocava um bordão que se aplica com precisão ao treinador bugrino Thiago Carpini (foto) nesta quinta: “Certo é aquilo que dá certo”.

Contrariando todas as expectativas, Carpini preteriu o volante Marcelo, que havia ajudado o Guarani a sair de futebol adverso na segunda-feira contra o Santos, e mesmo com três desfalques no meio de campo ele optou por outros jogadores.

Por fim, Igor Henrique, Eduardo Person e Bady, que ocuparam as vagas de Lucas Abreu, Lucas Crispim e Giovanny, não comprometeram, e pelo menos neste aspecto Carpini não vai precisar dar explicações.

RENDIMENTO EQUIPARADO

De certo o Mirassol não contava que o Guarani fosse aplicar blitz ofensiva nos primeiros dez minutos, quando os mandantes, atordoados, não conseguiram ficar com a bola.

Depois disso o Mirassol foi se achando no jogo, se aproximou da meta bugrina, sem contudo criar chances.

E ainda no primeiro tempo, as equipes se alternaram no controle do jogo, sem a necessária criatividade para complemento de jogadas.

O grande pecado do treinador Ricardo Catalá, do Mirassol, foi ter escalado o improdutivo Maranhão para ocupar o lado direito de seu ataque, e por instinto dos próprios jogadores de sua equipe a preferência para atacar foi pelo lado esquerdo, com as incursões do lateral Romário.

Assim, sem o tormento na marcação, o lateral-esquerdo bugrino Bidu se mandou seguidamente ao ataque, e realizou partida com rendimento aceitável.

SEGUNDO TEMPO

O início do segundo tempo foi basicamente uma cópia do primeiro, com o Guarani tomando iniciativa.

Foi quando já poderia ter aberto o placar não fosse a incrível chance de gol desperdiçada pelo atacante Júnior Todinho, em passe de Bady, da esquerda. A bola foi pra fora.

Demorou para Carpini sacar o inoperante atacante Rafael Costa, que cedeu lugar a Bruno Sávio, jogador de mais movimentação.

O jogo parecia controlado pelo Bugre, mas um descuido de marcação permitiu que o meia Camilo, do Mirassol, - sem tendência ao cabeceio – testasse livre, fraco, para fácil defesa do goleiro Jefferson Paulino.

Ainda com mais controle de bola, o Guarani explorou dois erros fatais de defensores do Mirassol, aos 26 minutos.

Primeiro o zagueiro Thiago Alves perdeu bola supostamente dominada. No desdobramento do lance, o lateral Romário repetiu erro idêntico, e disso se aproveitou Igor Henrique para colocar Todinho em condições de marcar, e sabiamente ele completou a jogada.

VOLUME DO MIRASSOL

Depois disso era natural que o volume de jogo do Mirassol fosse intensificado, sem que isso implicasse em chances reais de gol, pela sólida cintura de marcação dos bugrinos.

Naquele cenário, a previsão lógica era que, mesmo pressionado, o Guarani sustentasse a vantagem.

Todavia, num escanteio pela direita, aos 39 minutos, o zagueiro Luiz Otávio subiu mais de que o zagueiro Bruno Silva, do Guarani, testou e empatou a partida.

De prático observa-se que mesmo quando o Mirassol fez a chamada marcação alta, o Guarani valorizou a saída de bola, soube praticar a natural evolução, e com isso se aproximou da área adversária.

Todavia as oscilações de Todinho na própria partida e a insistência injustificável do treinador na manutenção de Rafael Costa tiram o poder de fogo do ataque.

No pouco tempo que jogou, o atacante Alemão mostrou mais funcionalidade de que Rafael.

  • Eugenio
    02/02/2020 12:37

    Caro Marco acho q vc esta exagerando no cha de cogumelo, ja esta alucinando, menos Marco, menos ...

  • Eugenio
    02/02/2020 12:36

    Caro Tio Lei, agora entendi, entao qdo a Ponte Preta realmente tiver um bom time a torcida vai comparacer, correto ? Enquanto isso, o PP nos jogos do Guarani continuara sendo maior q o PP no campo da Ponte, como sempre foi. Contra fatos nao ha argumentos, so choradeira, que é o q vcs bem sabem fazer.

  • TIO LEI
    01/02/2020 13:52

    KKKKKKKKKKKKKKKK....Desmanchando de rir só em ver o desespero dos minguados torcedores do falidão querendo se auto promover. Procuram se contentar e usar para análise meros momentos, desprezando pesquisas e a realidade dos fatos.Daqui a pouco, irão dizer ter mais torcedores que os gambás, assim que um jogo da gambazada atingir 8.000 torcedores. Como s]ao ridículos, inocentes e prepotentes, não?

  • TIO LEI
    01/02/2020 13:51

    Só para constar. O torcedor PONTE PRETANO, de a muito deixou de ser sonso como torcedores de "algumas outras agremiações". Não se deixa mais levar por mandos e desmandos de pessoas que fingem "tocar" o futebol, enquanto de esconddem atrás de coisas, no mínimo obscuras nos bastidores. O torcedor ira "dar as caras', quando .montarem um time realmente confiável, o que na atual conjuntura não ocorre. Diferente de daqueles que se assemelham a "mulher de malandro".

  • JHON
    01/02/2020 13:50

    Futebol arte... kkkkkkkk como tem pessoas cômicas ou sem noção!!! Parece que a torcidinha da cerveja fraquinha... Neverland está tendo alucinações ... kkkkkkkk

  • João da Teixeira
    31/01/2020 23:28

    O time porraloka da Bolívia, por sinal o time mais gostoso de assistir nesse pre olímpico, pelo modo sem comprometimento de ser e com o que pode acontecer, enfim, um time brincalhão, vai ganhando do Peru de dois e desclassificado o Uruguai. Os reservas do Brasil agora podem até ganhar do Paraguai, se puderem, né? A Bolívia escondeu a correria e surpreendeu o Peru no 2°tempo, como tentou fazer com o Brasil. É porraloka mesmo!

  • João da Teixeira
    31/01/2020 23:27

    A Bolívia pagou caro pelo seu futebol porraloka e sem comprometimento. Tomou um gol que não podia tomar nos últimos segundos da prorrogação. Assim, o Peru vai acabar classificando o Uruguai e morrer abraçado com a Bolívia no final. Enfim, o "pretty team" bolivariano deu adeus ao pre olímpico, una pena!

  • Marco da Macaca
    31/01/2020 23:27

    Juca Kfouri, Xico Sá e o Globo Esporte foram unânimes: não houve o pênalti marcado para o Corinthians, contra a Ponte Preta. Enfim, foi o start para uma exibição primorosa do goleiraço da Macaca. Um espetáculo do futebol arte e técnica. Moisés Lucarelli aprovaria com louvor.

  • Marco da Macaca
    31/01/2020 23:26

    A Ponte Preta venceu o Corinthians, mais uma vez. Foi o 100.o jogo entre ambos, só no Paulistão. Assim, de uma certa forma, um evento recorrente. Exatamente o oposto de Mirassol. Duas equipes bissextas, frequentadoras da série C nacional e da série B Paulista. Enfim, um evento raro na série A1. Natural que seja filmado, fotografado, como a aparição de um disco voador, um ovni, um ET. As futuras gerações terão documentação histórica comprovando que as duas equipes existiram

  • João da Teixeira
    31/01/2020 15:29

    Hoje termina a fase de grupos do pre olímpico de futebol se não for importante a pontuação da fase de grupos para a sequência do pre olímpico, sou favorável à escolha de adversários para a próxima fase. Até a Alemanha Ocidental escolheu seu adversário na fase de grupo, perdendo da Alemanha Oriental em 1974, para não cair com o Brasil já nas 8°de finais. Perder para o Paraguai e derrubar o Uruguai, apesar de não saber quem é o pior, se o Uruguai ou o Paraguai.

  • FABIO GRAÇA SANCHES
    31/01/2020 15:28

    O XOXORO deles é porque temos um goleiro reserva melhor que o titular que esta na seleção....falidos...

  • João da Teixeira
    31/01/2020 15:25

    Nooossa, vcs querem mais testemunhas em campo desse futebol horrível que estão praticando em Campinas? Outrossim, a torcida da Ponte tem fama de violenta e isso afugenta torcedores adversários camuflados de pontepretanos nos jogos de torcida única. Quem tem fama acaba deitando na cama. Com ralação à torcida bugrina, essa engaba bem, passam de "anjinhos" e aí, os camuflados santistas se arriscam mais. Quem tem fama de "patricinhos" acabam atraindo a torcida adversária. Teoria só

  • JHON
    31/01/2020 10:06

    A torcida da PP é igual a marca da cerveja que encomendou a pesquisa...ou seja, fraquinha...fraquinha...rsrsrs

  • Eugenio
    31/01/2020 10:06

    Algumas conclusoes e comentarios : 1) PP de 9130 GFC x SFC; PP de 4338 pra aapp x Corinthians, mais q o dobro, portanto os pontepretanos deliram qdo afirmam q tem mais torcida, contra fatos e numeros nao adianta blablabla. 2) 3 jogos e ja com o DM cheio ? 3) Mais uma vez tomamos gol no fim, Carpini precisa corrigir isso. 4) a PP tem Roger e um grande goleiro, com certeza vai se classificar, se fosse o Guarani teria tomado o gol de empate no final.

  • Marco da Macaca
    31/01/2020 10:06

    A Macaca tem se dado bem contra o Atlético PR (agora com h), tanto no Majestoso quanto na Arena Furacão, de piso sintético. Pois o Corinthians derrotado pela Macaca, ontem, incorporou o espírito tático do seu treinador, Tiago Nunes, campeão com o Athlético PR. O Coritiba morre de inveja. E não é o único alvi-verde torturado de inveja da Macaca...

« Anterior : [ 1 ] 2 : Próxima »
29
JAN
Todinho perdeu gol e foi 'massacrado'; e o milionário Pato que também perdeu?

Torcedor bugrino e segmentos da mídia que manifestaram indignação do gol perdido pelo atacante Júnior Todinho, então que revejam os melhores momentos da vitória do São Paulo sobre a Ferroviária por 2 a 1, na noite desta quarta-feira, em Araraquara.

O que tem a ver uma coisa com outra?

Explico.

Certamente Todinho não ganha sequer R$ 40 mil mensais e, no lance em questão, a distância dele para o goleiro Everson, do Santos, no momento da finalização, era extremamente pequena.

Claro que apesar disso faltou precisão no lance, defendido pelo goleiro santista, que salvou aquele que seria o segundo e provavelmente o gol da vitória bugrina na segunda-feira.

PATO

Comparativo?

Pois não.

Alexandre Pato, que ganha cerca de R$ 700 mil mensais, segundo publicação do portal GloboEsporte, igualmente não soube aproveitar chance até mais clara de gol durante o primeiro tempo do jogo entre São Paulo e Ferroviária.

Em bola espirrada, ele ficou livre dentro da área da Ferroviária, com gol escancarado pra sair pro abraço, e conseguiu acertar um 'balaço' no travessão, que de certo está balançando até agora.

Portanto, quem ainda se dispuser a comentar o gol perdido por Todinho, não se esqueça de lembrar do Pato.

CADÊ O NOVE DA FERRINHA?

Embora o time da Ferroviária seja apenas razoável, de nada adianta a bola ser trabalhada, alçada à meta adversária - no caso a são-paulina - se o time carece do centroavante definidor.

Tanto Henan como Hygor - que entrou no segundo tempo - não conseguiram girar dentro da área e finalizar.

Quem mais arriscou foi Felipe Ferreira, que se mexeu por todo setor de ataque.

CLAUDINHO

Revelação na Copinha, o meia Claudinho ganhou chance na equipe principal, mas o treinador Sérgio Soares errou barbaramente ao substitui-lo na metade do segundo tempo.

Claudinho foi o construtor do lance que originou o gol da Ferroviária, ao pedalar sobre o lateral-esquerdo Reinado e fazer o passe para complemento de Felipe Ferreira.

Também aplicou drible estonteante no polivalente Daniel Alves, e teve sim queda de rendimento no segundo tempo. Entretanto isso é coisa natural de atleta recém-saído da base.

Claro que não houve ganho com a entrada do substituto Yuri.

SÃO PAULO PREVISÍVEL

A proposta de valorização de posse da bola colocada em prática pelo São Paulo tem resultado em time mais lento e até previsível.

Resta saber se progressivamente o treinador Fernando Diniz vai conseguir colocar intensidade aliado à velocidade, para melhorar a capacidade de penetração na defesa adversária.

Apesar disso, o tricolor chegou ao gol de empate através da individualidade do meia Ernanes (foto) e e posteriormente a virada com zagueiro Arboleda explorando rebote do goleiro Saulo.

  • João da Teixeira
    31/01/2020 00:48

    Será que a torcida bugrina torce para a Ponte hoje? Afinal o Cúringão é do grupo do Gfc, mas nada mais ilógico os bugrinos torcerem para a Ponte para se ajudarem...

  • LÉO - PR
    30/01/2020 16:35

    mérito do goleiro o todinho fez tudo certo o Everson foi muito rápido,quando ele dominou o goleiro já tava em cima,não vejo com gol perdido não.

  • JHON
    30/01/2020 16:34

    Fujindo um pouco do assunto... muito se comenta sobre a reforma tributária ultimamente. Más pelo jeito deve ser semelhante ao que fizeram com a previdenciária... arrochou, confiscou as aposentadorias e direitos dos que mais precisam...fizeram um absurdo com a pensão por morte...a agora , irão enfiar mais impostos guela a baixo... como se já não fosse um absurdo aposentado ter que pagar IR

  • João da Teixeira
    30/01/2020 16:33

    Falando de futebol geral, quem está se convertendo num homem é o jogador Neymar. Parece que está se conscientizando que se continuasse a ser só playboy, iria perder. "Perdeu playboy, perdeu!" Está conseguindo até novamente conquistar a exigente e esclarecida torcida do PSG. Até eu arriscaria a levar ele para as olimpíadas para ver sua mudança. Talvez não, poderia estragar os moleques da seleção, mas que dá vontade dá, pois é um bom jogador, se virar Homem com H maiúsculo...

  • Eugenio
    30/01/2020 16:29

    Mas o Pato ganha pelo q ele ja fez no futebol, pelo seu historico, e pela perspectiva que os dirigentes do SPFC tem dele … ja o Todinho … pode ter certeza que na renovacao do contrato do Pato ele vai baixar a bola pois nunca mais foi o mesmo dos tempos do Milan.

  • TIO LEI
    30/01/2020 16:29

    José Ricardo, entendi perfeitamente sua observação quanto aos valores recebidos e aplicados pelo Mirassol. Infelizmente, em nossa PONTE PRETA isso torna-se QUASE impossível. A)Somos um clube endividado até o pescoço, e temos que "sanar" esta divida. B) Os homens que estão no comando de nossos destinos, não são "nada confiáveis" quando se fala em dinheiro C) Temos uma torcida FANÁTICA E IMEDIATISTA, que exige contratações também imediatas. Então, não adianta nós sonharmos.

  • Marco da Macaca
    30/01/2020 16:28

    O Corinthians de hoje têm 6 protagonistas: Cássio, Fagner, Gil, Camacho, Luan e o emergente Boselli. Não é pouco. Tanto é que o Globo Esporte coloca o Corinthians como favorito ao título ao lado do Palmeiras.

Confiram as Postagens Anteriores:

1  2  3  4  5  6  7  8  9  10  11  12  13  14 
 

Jornalista esportivo há 40 anos. Trabalhou, como jornalista, nas emissoras de Rádio Brasil, Educadora, Central, Jequitibá e Capital (São Paulo). Nos jornais: Diário do Povo e Jornal de Domingo, ambos de Campinas, e editor de Economia e Opinião do Jornal Todo Dia, de Americana.

Fale comigo