01
MAI
Desculpe aí, pontepretano; também cometi erro de avaliação

Humildemente peço desculpa a você, torcedor pontepretano.

Por que? Porque também fui no embalo daqueles que projetaram que havia chegado a hora de a sua Ponte Preta ter se aproximado do título paulista, e ignorei todo contexto de planejamento - ou falta dele - ingrediente indispensável para se credenciar à conquista de campeonato.

Confesso que minha crença para que a sua Ponte Preta pudesse atingir o objetivo foram as inesperadas vitórias sobre Santos e Palmeiras, as duas principais forças - até então - do Campeonato Paulista.

Contribuiu para a crença a instabilidade do Corinthians.

Até então não se via em campo o meia Jadson criativo e decisivo com a camisa do Timão.

Rodriguinho - outro meia diferenciado - oscilava demais. O paraguaio Romero é apenas jogador correria.

Assim, a suposição era continuidade - se muito - daquele Corinthians de vitórias magras ou impotente e se curvando à desenfreada Ponte Preta nas mãos do treinador Gilson Kleina.

ONZE CAMISAS

Erro por ter desconsiderado que a Ponte Preta é um time de onze camisas, e algumas delas questionáveis.

Aí, quando tem-se que recorrer a outras camisas, quando muito pode-se admitir a entrada do lateral Jefferson na função de marcador, e o meio-campista Wendell.

Sem o zagueiro Marllon, o escolhido foi Fábio Ferreira como substituto, que sequer consegue ganhar bola por cima chutada em cobrança de tiro de meta. Perde para o atacante Jô, pelo alto, e o desfecho da jogada é ‘caixa’.

É ‘caixa’ porque o volante Jadson, teoricamente incumbido para o primeiro ‘bote’ do lado direito do campo, deixa Romero pensar.

Aí Nino Paraíba, reconhecidamente vulnerável na marcação, permite que Rodriguinho receba a bola livre nas suas costas, assim como Lucca recebeu quando marcou na maiúscula vitória da Ponte contra o Palmeiras.

PRECIPITAÇÃO

Houve precipitação geral da mídia de Campinas, e me incluo entre os precipitados.

O atacante Lucca, da Ponte, é jogador de uma só jogada: ao receber a bola pela esquerda faz a diagonal.

Fábio Carille, treinador do Corinthians, conhecendo sobejamente o jogador, matou a jogada e o anulou.

A transição de Nino Paraíba para que a bola pudesse chegar rapidamente ao ataque foi bem marcada pelo sucessivo recuo de Romero.

Eu, treinador Gilson Kleina e meio mundo não raciocinamos coerentemente que era possível trancar chegada da Ponte às proximidades da área corintiana na base da penetração, ou articulação.

FUNDO DE CAMPO

E quando não se penetra, faz-se exatamente o inadmissível para a ocasião: chuveirinho.

Se pelo menos a Ponte colocasse no seu roteiro aquela triangulação em que a bola possa chegar bem rente a linha de fundo, para que o cruzamento seja feito pra trás, visando o homem que chega de frente para a bola, ainda vai lá.

Como essa jogada não está inclusa no repertório da Ponte, o chuveirinho - do prolongamento da grande área - encontra sempre o zagueiro adversário de frente para a bola.

PLANEJAMENTO?

Eu e você, caro pontepretano, avaliamos equivocadamente as chances da Ponte Preta nesta final.

Em momento algum esse time foi projetado para chegar onde chegou.

Tanto não foi projetado que o entregaram nas mãos do inexperiente Felipe Moreira no início do ano, e repetiram habituais erros de contratações de jogadores.

Ficaram indecisos sobre o que fazer quando demitiram Moreira, prova está que testaram interinamente João Brigatti durante algumas rodadas.

Aí, com a chegada de Gilson Kleina, pelo menos o time ficou mais equilibrado e Potkker, o diferencial do grupo, passou a ter um surpreendente Clayson, participativo e intuitivo.

Assim, diante de um dos mais pobres Paulistão dos últimos anos, erroneamente projetamos que a Ponte poderia se ombrear aos classificados.

Esquecemos que a Ponte mal montou um time de onze camisas, e algumas que nem se ajustam adequadamente em alguns boleiros, como o volante Jadson.

Logo, como cita trecho de música do cantor Benito de Paula, ‘tudo está no seu lugar’.

Em estando, não há de que reclamar.

  • Marcio
    03/05/2017 18:03

    Parabéns ao São Caetano e ao Bragantino, apesar da oscilação do Bragantino. Subiu quem mereceu. Quem não mereceu e fez CA GA DAS durante o campeonato ficou no meio do caminho.

  • João da Teixeira
    02/05/2017 22:23

    O STJ e alguns juízes estão comprometendo a LavaJato. O famigerado Gilmar Mendes extrapolou os anais do judiciário ao argumentar que tem uma molecada irresponsável em Curitiba. Tombando de frente com que está afim de passar o Brasil a limpo. É inconcebível esse cidadão querer melindar o juiz Sérgio Moro, indo em favor a quem só "garfou" o país. O STJ está mostrando para que veio...manter a LavaJato sem "água", uma vergonha. Ministro Gilmar Mendes querendo ser maior que a Justiça

  • João da Teixeira
    02/05/2017 22:22

    Deu Azulão do ABC contra o Azulzinho da Cidade Azul. Então Bragantino e S.Caetano foram os que subiram para a A1 em 2018. Um monte de time "bom" ficou pelo caminho, chupando o dedo, para não dizer outra coisa. Fazer o quê...

  • João da Teixeira
    02/05/2017 20:26

    Braga levou a melhor, subiu para a A1 e vai disputar o título da A2. Pelo jeito, o Água secou na praia. E olha que o Braga veio aos trancos e barrancos, mas subiu. Não vi futebol no Braga. Na verdade, não vi futebol em nenhum time da A2. Vamos ver os Azulões agora a noite.

  • Marcio
    02/05/2017 20:26

    Pois é Carlão aproveita que você está na farmácia, pode se entupir de remédio para dor de cabeça, que vem mais pancada por aí...

  • Paulo Sergio
    02/05/2017 20:25

    Caro Eduardo, então quer dizer que no time FALIDO DA VALA FEDIDA Borges não daria certo por causa da cobrança?? da pressão?? Que maravilha, continuem assim então por que acho que foi isso que levou vocês a 10 rebaixamentos em 11 anos e à falência total, né? QUE COBRANÇA É ESSA?? kkkkkkkkkkkkkkkkk...Depois não sabem por que são a VERGONHA e a PIADA pronta do BRASIL!!! kkkkkkkkkk... Mai nóis é campião...kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk...

  • Eugenio para Caju
    02/05/2017 20:25

    Pois è Caju, ai q vc se engana, eu vi meu time ser campeao, e vc viu o seu ? Resposta : nao viu e nunca vera. Enquanto isso fica ai brincando com o nome dos outros, q te sirva de distracao para esquecer um pouco do time q torce e tbm do baile dos 3 x 0. Seu time é uma piada, tem tudo pra se sair bem e amarela sempre, esta na elite, tem $$, joga como nunca e perde como sempre. Na época boa do Guarani eramos muito melhores. Essa é a comparação. Fato.

  • Roberto
    02/05/2017 20:24

    PARA FINALIZAR, O GUARANI NO SEU AUGE CONSEGUIU DUAS ESTRELAS QUE AS OSTENTA NA CAMISA, A PONTE PRETA, TIME DA ELITE DE CAMPINAS, PRIMEIRA DIVISÃO EM TODOS CAMPEONATOS (COM EXCEÇÃO DA SUL AMERICANA QUE É UMA SEG.DIVISÃO DA LIBERTADORES), DIGAM PARA MIM, O QUE VCS CONSEGUIRAM ATÉ HOJE ? 300 TITULOS DE VICE ? KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  • DE ARI PARA ROBERTO
    02/05/2017 20:20

    Roberto, você deveria saber que xita, xitaiada, galinha, galinhada e chiqueirão são palavras abolidas nesta coluna. Vou editar pela última vez sua mensagem. Da próxima será rejeitada

  • João da Teixeira
    02/05/2017 17:03

    Vamos mudar o disco, águas passadas não movem moinho, então pela A2, Água x Braga estão jogando nesse momento (SporTV), vamos ver se o Água Santa é benta mesmo. Massa Bruta promete virar barragem para segura o Água. Às 19 h. tem S.Caetano x Rio Claro, jogo equilibrado, mas pelo jeito vai subir o Azulão. O Azulão?? Mas qual deles? O Azulão, oras!... Que "pena", o bugre não perdeu de ninguém que está fazendo as semi finais, ou perdeu?

  • João da Teixeira
    02/05/2017 17:02

    Jogão mesmo começa às 15:45 h. em Madrid, Os Merengues X Colchoneros Rojiblancos.

  • eduardo para lei
    02/05/2017 17:02

    caro amigo lei . mais uma vez lhe peço , pense antes de falar . em Campinas a maioria das crianças sao bugrinas incentivadas pelos seus pais que viram o bugrao ser campeao . Nas escolas quase nao ha crianças aapp por causa do builing que elas sofrem pelo time nunca ter ganho nada . Conto N casos pra voce se quiser . As crianças tem vergonhas de dizer que torcem pra associaçao . Isso e fato lei , nao diga mentira

  • Juca para Eugenio
    02/05/2017 17:02

    Não fica frustrado não IN - Genuo. Seu ex time, falido, acabou! O titulo de MAIOR rebaixado do seculo diz tudo, vergonha desta Cidade, em breve disputa o Galo de Ouro. Faz parte entrar neste site e tentar falar de EX time, EX titulo, EX torcida, EX tudo. Escolhe outro time de serie A para torcer, pois o seu ficou no longinquo 1978. Acho que seus pais ou avôs assistiram, voce nao viu e NUNCA mais verá! sossegue seu espirito.

  • Carlão da Farmacia
    02/05/2017 17:01

    Amigos pontepretanos - tambem cconcordo que deveráimos nos preocupar mais com nosso time na SERIE A do Paulista, do Brasileiro, na Sulamericana, etc e menos com o FALIDO preocupado em pagara conta de luz, em perder o estadio, aqueles 3%, que em breve desaparecem do noticiario...Tem razão, Campinas tem 2 times na Elite - Macaca e Red Bull.

  • Luis
    02/05/2017 17:00

    Com uma analise racional vemos que a Ponte hoje esta, apesar da disparidade financeira, em um nivel proximo dos grandes. Nos confrontos do ultimos anos a Ponte tem sido um opnente complicado. A derrota doi, mas faz parte da disputa, so perde ou ganha quem chega.Agora precisamos nos organizar para os campeonatos a frente, Sulamericana eh outra oportunidade possivel. O time precisa acreditar e se preparar, a torcida diminuir a ansiedade que pesou e muito no domingo. Uma hora vai chegar!!!

« Anterior : [ 1 ] 2 3 : Próxima »
30
ABR
Acabou! Ou alguém acredita em milagre para a Ponte Preta?

Alguém ainda acredita no milagre de que a Ponte Preta possa reverter um placar adverso tão elástico como a goleada por 3 a 0 sofrida para o Corinthians, na tarde deste domingo, no Estádio Moisés Lucarelli?

No futebol tudo é possível, todavia o mais otimista dos pontepretano já jogou a toalha, por duas razões fundamentais.

A segunda partida entre os protagonistas será na Arena Itaquerão, no próximo domingo, com 40 mil corintianos empurrando o time.

Enquanto o Corinthians acertou partida nunca vista nesta temporada, a Ponte Preta pautou pela instabilidade, a exemplo de que ocorrera ao longo do Campeonato Paulista.

Por acaso você viu esse time do Corinthians com incidência altíssima de acerto nos passes?

Você já havia visto, neste Paulistão, o time corintiano tocar a bola de primeira e não errar?

Então, houve prevalecimento do Corinthians no plano de conjunto, e igualmente o dedo do treinador Fábio Carille que montou uma armadilha e a Ponte caiu. Enquanto o atacante Jô tirava um dos zagueiros da área, o meia Rodriguinho caía nas costas do lateral-direito Nino Paraíba e por ali o Timão construiu os três gols.

No primeiro, aos 14 minutos, Rodriguinho, já dentro da área e livre de marcação, só completou passe de Jô.

No segundo arrancou com a bola pela esquerda e serviu o meia Jadson que finalizou sem chances de defesa ao goleiro Aranha.

Detalhe: egoísta, o volante Fernando Bob não quis matar a jogada para não receber o terceiro amarelo. Pior ainda é que o zagueiro Yago, machucado, nem foi pra jogada. Prudentemente já deveria ter saído de campo.

Acreditem: a Ponte tomou o terceiro gol em cobrança de lateral, novamente em hesitação de Nino Paraíba, que sequer incomodou a cabeçada de Rodriguinho.

O que aconteceu com a Ponte Preta?

Pergunta de fácil resposta: mesmo com crescimento de produção nas mãos do treinador Gílson Kleina, vários jogadores da Ponte oscilaram bastante de rendimento.

LUCCA

O atacante Lucca, por exemplo, não conseguiu realizar uma jogada sequer na partida. Isso já havia ocorrido contra Palmeiras e Santos na capital paulista e diante do Gimnasia La Plata em Campinas.

O volante Elton é outro que tem oscilado: ora realiza partida irrepreensível, ora abusa dos passes errados.

Falhas individuais de Nino Paraíba também não estavam no script, além de ofensivamente não ter acrescentado absolutamente nada.

O volante pontepretano Jadson ficou perdido na marcação e isso também teve peso. Natural que se imaginasse mais criatividade com a entrada do meia Renato Cajá. O problema é que, ainda no Bahia, ele se descuidou demais no aspecto físico. Aí, quando forçou nos treinos sentiu contusão. Agora, recuperado, está claramente fora de forma.

Apesar de tudo, nada se compara à desarrumação defensiva com a entrada de Fábio Ferreira. Ficou claro que os companheiros não acreditam nele, tanto que Bob ficou preso demais, e havia um temor quando o zagueiro era chamado a participar de jogadas.

É aquele tal negócio de jogador fraco integrar o elenco. Em algum momento ele acaba escalado, e aí dá nisso.

ARTUR

Quando Kleina percebeu que o improvisado Reinaldo na lateral-esquerda já não teria função, visto que não sabe atacar, aí entrou Artur - especialista da posição - porém fraco tecnicamente.

Assim, com vários jogadores aquém do esperado pelo torcedor, era natural se aguardar derrota. Não se cogitava era sofrer goleada.

Se é que há um jogador no time da Ponte que pelo menos tentou manter o rendimento foi o atacante Potkker.

Assim, sem capacidade de penetração, a Ponte abusou dos chuveirinhos, todos devolvidos pela marcação corintiana.

Apesar do desastre, não é o caso do torcedor pontepretano se desesperar.

Como não dá pra tapar o sol com a peneira, a Ponte não se planejou no início da competição para chegar à final.

O time se encorpou com Kleina e isso deu perspectivas positivas para enfrentar um até então incerto Corinthians.

Agora, é manter a dignidade, como citou Kleina.

  • João da Teixeira
    02/05/2017 16:59

    Só se juntar um time de peso da paranormalidade, como Mãe Dináh, Pe. Quevedo, Ulri Gueller, Mãe Menininha do Gantois, Houdini, Mister M e outros mágicos mais, para reverter o quadro em que a Ponte se meteu. O Itaquerão bufando e em voz uníssona a torcida gritando: "Caiu em Itaquera, já era!!"... E aí, Macaquinha, ainda pensando em sentar na janelinha?

  • Marcio
    01/05/2017 23:07

    Isso mesmo é melhor se apegar na probabilidade de 3 % de reverter....

  • Moa
    01/05/2017 21:54

    Não acabou. Temos mas s um jogo pela frente. Existe a figura do imponderável no futebol. Quanto ao s 3%, nem ligo.

  • João da Teixeira
    01/05/2017 21:54

    Plagiando o Rei RC "... e às vezes eu deixei Você me ver chorar, sorrindo; Sei tudo que o amor É capaz de me dar, Eu sei já sofri, Mas não deixo de amar, Se chorei, ou se sorri, o importante é que emoções eu vivi... Pois é, estamos ainda curtindo a final. São muitas emoções e pelo nosso lado, alegre, esperançosos por um porvir. Vcs.também, sentiram fortes emoções nesse final de semana com o pau dos outros. E agora? Já caíram na real com relação ao futuro bugrino? Meu pesar!

  • Diógenes para carlos
    01/05/2017 21:53

    Caro amigo Carlos. Milagre no seu time e ser campeão.kkkk.tenta outra amigo.milagre e ter estrela no peito

  • Carlao da Farmacia
    01/05/2017 20:12

    Incomodamos, vejam quantos palpitando em site de 1a Divisão. O mais importante é que temos um tecnico serio. Agora é fazer a LISTA de dispensas - Fabio, Kadu, Elton e outras malas - e trazer bons jogadores - Disputar a SERIE A, SULMARICANA e quem sabe uma Libertadaores... enquanto isso no Bueirao da Norte-Sul.......

  • João da Teixeira
    01/05/2017 20:10

    Pelo sub 17, a Ponte Preta jogou fora de casa e bateu o Paulista por 5 a 1, com direito a três gols de John Kléber, considerado por muitos o novo bruxo - em referência à Pottker. Dizem que o moleque é bom, mas contra o Paulista? Será que é o mesmo time da Copinha? Precisamos começar vida nova e nada melhor que começar pela base.

  • Eduardo
    01/05/2017 20:09

    Time amarelão.....Amarelaram como sempre...Vergonha Da cidade em finais....Sempre a mesma história...Não serão nunca...Jamais...Ta no sangue...Ta escrito nas estrelas...Chora pontepretano o sonho acabou....Campeão sou eu que souuuuu .

  • Carlos
    01/05/2017 20:06

    Milagre é o time dos 3% disputar uma seria A de Paulista ou Brasileirão. Milagre é acharem um Don Corleone que pague as dividas impagaveis; milagre é a torcida construir um estadio como a Ponte fez; milagre é o TRT perdoar 300 açoes trabalhistas; milagre é viver de passado!

  • Barba para o "GENIO"
    01/05/2017 20:06

    O Eu-Genio, acho que voce ta sonhando, fumou paçoquinha? Seu time foi uma aberraçao, vive de nolstagia, com certeza voce nao assistiu a um derby ao vivo - NEM nunca mais vai ver - vai comprar RIFA para levantar fundos.... estadio tá sendo sorteado, os 3% estao fugindo... logo voce desaparece deste espaço tambem.

  • BATATAENSE
    01/05/2017 20:05

    Que bom ! Ficamos muito felizes por ter a segunda torcida de Campinas ao nosso lado também. Nós também já fomos vice, más o Guarani estragou nossa festa. Sejam bem vindos, assim como vocês, nós também nunca fomos e nunca seremos. Juntem - se a nós.

  • Pedro
    01/05/2017 20:05

    Jogamos mal e merecemos perder. Infelizmente nao sera desta vez, mas a Ponte segue se fortalecendo, competindo em alto nivel com os melhores times do Brasil. Eh importante levantar a cabeca e se fortalecer. Temos Brasileiro e Sul-Americana ainda. PS: Concordo com o Barba, nao faz sentido responder a comentarios de torcedores de times que disputam divisoes menores.

  • Luis
    01/05/2017 20:04

    Um vencedor combina competencia tecnica,preparo fisico adequado e equilibrio emocional, principalmente em momentos de alta tensao. A Ponte foi mal tecnicamente e se perdeu emocionalmente. Houve um exagero no peso que todos deram para este jogo. Foi repetido durante toda a semana que era fundamental ganhar em Campinas. Nao era, sao 2 jogos, mesmo um empate ou derrota por placar pequeno manteria a chance aberta. Um gol tomado e o peso colocado neste jogo veio a tona. Agora acabou de fato.

  • Tony para INGENUO
    01/05/2017 20:04

    INGENUO - Voce não viu seu time ser campeão NUNCA, apenas ouve seus familiares contarem historias, mas viu ele ser rebaixado 9 vezes em 10 anos, Viu o TRT tomar todos os bens, e ainda tem 230 açoes na fila - MORRERAM! Viu o Pão de Açucar golear seu timeco, NUNCA mais vai ver Derby, não sentirá o gostinho de disputra uma seria A de Paulista, muito menos Brasileirão! quem dirá uma Sulamericana.

  • Cabeça
    01/05/2017 20:03

    Uma coisa eu concordo com os bugrinos, a única alegria deles é a desgraça da Macaca, portanto estão no seu direito, mas poderiam usar o espaço para discutir como sair da tanga que vivem, como aumentar o número de sócio torcedor, etc Não se deram conta que estão em extinção, sem estádio, ainda com dívidas trabalhistas, apesar da perda do estádio, etc. Pois é!

« Anterior : [ 1 ] 2 3 4 5 6 : Próxima »
Confiram as Postagens Anteriores:

1  2  3  4  5  6  7  8  9  10  11  12  13  14 
 

Jornalista esportivo há 40 anos. Trabalhou, como jornalista, nas emissoras de Rádio Brasil, Educadora, Central, Jequitibá e Capital (São Paulo). Nos jornais: Diário do Povo e Jornal de Domingo, ambos de Campinas, e editor de Economia e Opinião do Jornal Todo Dia, de Americana.

Fale comigo