06
JUN
Louzer preparou a armadilha para o Guarani vencer o CSA

Finado jornalista Brasil de Oliveira costumava dizer que 90% das pessoas que acompanham futebol ficam observando a bola rolando pra lá e pra cá, sem se dar conta daquilo que a treinadorzada pretende colocar em prática às suas respectivas equipes.

Pois Umberto Louzer, treinador do Guarani, foi o principal responsável pela vitória de virada de sua equipe por 2 a 1 sobre o CSA, terça-feira passada.

FALTOU MARKETING
Na sua habitual humildade, Louzer não soube fazer o seu marketing, dizendo tintim por tintin sobre a armadilha preparada para o treinador Marcelo Cabo, do time adversário.

Em circunstância como essa, Umberto Louzer precisa descalçar as sandálias da humildade e valorizar aquilo que é bem feito.

Professor Vanderlei Luxemburgo sabe, como ninguém, vender o seu peixinho, valorizando aquilo que dá certo.

PERCEPÇÃO
Pois Umberto Lozer teve a necessária percepção da inconsequência do lateral-esquerdo Rafinha, do CSA, de se mandar seguidamente ao ataque, e consequentemente desguarnecer o setor.

Como não havia cobertura nas costas dele, Umberto mandou os seus comandados explorarem aquele buraco, e por ali nasceram os dois gols bugrinos.

DÚVIDA

Na análise pós-jogo fiquei em dúvida se a orientação da armadilha teria sido programada por Umberto Louzer, ou discernimento da própria boleirada.

Racionando posteriormente, a constatação foi que a estratégia partiu de Umberto Louzer.

A orientação para que o atacante Erik - que substituiu Guilherme - se posicionasse no lado direito, contrariando a principal característica de ocupar o lado esquerdo, foi um fato inconteste.

Se neste espaço não escapam reparos aos trabalhos da treinadorzada, a consciência indica que as virtudes precisam ser igualmente ressaltadas.

  • João da Teixeira
    08/06/2018 09:33

    Parabéns ao o Mar "Cardoso", trocadilho que cabe bem ao guru, adivinho e endinheirado, que deve ter muito dinheiro para pagar Premiere para assistir isso que na atualidade chamam de futebol. Para mim futebol é 1º resultados e 2º beleza plástica das jogadas. Quando o time não tem um e nem outro, o que vc. quer que eu fale, Mister M? Para quem não sabe, Omar Cardoso foi um astrólogo, sociólogo, ensaísta, jornalista, empresário, conferencista, radialista e antropólogo brasileiro

  • João da Teixeira
    08/06/2018 09:32

    cont. Por sinal Mar, o Omar Cardoso nasceu na sua terra, Ribeirão e morreu na minha, Campinas, sendo considerado o maior astrólogo do Brasil de todos os tempos. Pioneirismo é assim, ganha a fama e deita na cama. Como acredito na astrologia de influência astral (nascimento), mas não nessa dada diariamente, então vamos dizer que sou cético nessa última modalidade astrológica. Então, Mister M, pelo jeito vc. tem um pé na astrologia para falar essas bobagens aqui.

  • TIO LEI p/ LÉO/PR
    08/06/2018 00:30

    Caro Leo. Somente hoje, ao ler algumas postagens passadas, pois estou com problemas em minha net, desde minha mudança de cidade, que tomei conhecimento do acidente que você esteve envolvido. Estou unindo as orações minha e de minha família, com a de todos aqueles que estão crendo em sua pronta recuperação. Tenha acima de tudo FÉ EM JESUS, que muito antes do esperado, você voltará à sua rotina. Força aí, meu camarada. Nestes momentos não ha PONTE ou GUARANI.

  • Profeta da Tribo para "mar"
    08/06/2018 00:29

    Caro "mar", obrigado pela referência. Meus comentários são elaborados mediante uma análise holística do mundo do futebol, que envolve não apenas aspectos táticos das quatro linhas, mas também a análise do discurso retórico das lideranças e do plano estratégico de uma equipe. Por isso, elas são sempre claras e fundamentadas, apresentando, aos meus leitores, um retrato fiel da realidade. Mas, claro, como bugrino que sou, deixo a paixão falar mais alto às vezes.

  • TIO LEI
    08/06/2018 00:27

    Eis que contrataram MAIS UM lateral. O que será que existe dentro das 4 paredes do Majestoso? Ja faz mais de 2 anos que sabe-se da NECESSIDADE em se contratar um MEIA ARMADOR DE OFÍCIO. Desde, no mínimo, o PAULISTÃO, clamamos por ATACANTES DE OFÍCIO, e "eles" só sabem anunciar "laterais; volantes e zagueiros". O que mais precisa acontecer para ENTENDEREM sobre a REALIDADE da equipe/plantel? Até quando essa "diretorzaiada" continuara usando "CABRESTO COM TAPA OLHO"?

  • João da Teixeira
    07/06/2018 15:52

    Clássico da Multidões, só conheci um famoso, Flamengo X Vasco no Rio de Janeiro, o resto é balela. Atlético MG x América-MG dizer ser chamado de Clássico da Multidões, estão de brincadeira. Sport x Santa Cruz vá lá, mas CSA x CRB e América MG x Galo ser chamado de Clássico das Multidões, que multidão tem o Coelho?

  • José Roberto
    07/06/2018 15:51

    Gostaria, que o sr.Louser, mantivesse o mesmo time que jogou conta CSA, com excessão ao Denner. Lenon deveria ficar de fora, pois produz pouco,cruza mal e, é só correria. Rondinelli idem, lento, um banco para ele.Gostei da entrada do Caíque,e, tem quer esquecer esse tal de Érik de uma vez, não acrescenta nada. Apostaria na dupla Bruno Mendes(pessima fase) e Anselmo Ramon, com Longuine no lugar do Denner.Time ofensivo, bem diferente dos virgens.

  • marcelo
    07/06/2018 15:51

    concordo Ari...porem, fica meio complicado armar taticas com edson silva, para e denner... uns imbecis da cronica de campinas estao pegando no pe do alemao e o baraka, que na realidade estao sacrificados pela falta de competencia dos tres jogadores citados. o baraka so desarma,por sinal o faz muito bem, quem tem que apresentar sao os meias de ligaçao. Para e Edson silva,estao de brincadeira.

  • mar
    07/06/2018 15:50

    Profeta da tribo , voce e o Joao Teixeira , são autenticas piadas no Bloc do Ari. Nunca assistem o jogos da Ponte, mas ouviu falar ? Profeta, a Ponte vai cair sim na sua cabeça!!! Torcedor como vc, nao vai no campo não tem Premiere , como vai analisar o jogos da Ponte? da Ponte:

  • Profeta da Tribo
    07/06/2018 15:50

    Ari, parabéns pela sua honestidade. Critica quando tem que criticar, e elogia quanto tem que elogiar. Tem jornalista que, por ideologia, só sabe criticar. E tem outros que, por politicagem, só elogiam. A humildade é algo muito bonito. Por isso, torço muito para que o Louzer tenha sucesso, inicialmente agora no Guarani, nos levando a títulos, inclusive de primeira divisão, e futuramente em outros clubes (menos AAPP).

  • Profeta da Tribo
    07/06/2018 15:49

    Agora, Ari, convenhamos: a tática de jogar nas costas do lateral que vai inadvertidamente ao ataque é uma das mais velhas do futebol. Que bom que Louzer enxergou isso, mas não há grandes e incontestáveis méritos nisso. É básico no futebol. Mas eu lhe dou crédito pelo elogio, pois o que há de treinadorzada que não enxerga sequer o básico, não está no gibi. Há muitos que só sabem falar os termos da moda, mas na prática não mandam bem. Esse do Palmeiras não me engana não....

  • João da Teixeira
    07/06/2018 15:47

    Ari, pode até ser, mas que o Gfc tem uma tendência de atacar pela direita, caindo para o lado esquerdo da defesa adversária, é notório. Tanto porque é uma tendência natural do Nazário cair para aquele lado e sendo ele o melhor atacante bugrino, aquele setor fica mais suscetível a ocorrer os ataques. Agora que o gol espírita bugrino ajudou o Louzer, ajudou!

05
JUN
Guarani explora erros do CSA; Ponte passa susto diante do Goiás

Enfim o futebol de Campinas está reabilitado, coincidentemente com vitórias por 2 a 1 de Guarani e Ponte Preta, e de virada, respectivamente contra CSA, em Alagoas, e Goiás, em Campinas, na noite desta terça-feira.

Dois aspectos foram fundamentais para que o Guarani conquistasse a primeira vitória fora de seus domínios neste Campeonato Brasileiro da Série B, no Estádio Rei Pelé, em Maceió (AL).

Como o CSA foi para o intervalo com vantagem por 1 a 0, era presumível que optasse por se resguardar, o que naturalmente propiciaria avanço do Guarani.

Por intuição dos próprios jogadores bugrinos ou recomendação do treinador Umberto Louzer, o time passou a enfiar bola nas costas do lateral-esquerdo Rafinha, do time alagoano, que se mandava seguidamente ao ataque, sem que houvesse cobertura pelo setor.

Pois o meia-atacante Guilherme foi lançado nesse buraco, e, livre de marcação, avançou e arriscou chute até defensável, no canto esquerdo, mas o goleiro Mota - que havia substituído Alexandre Cajuru - não pegou, aos 12 minutos.

Em jogada repetida dois minutos depois, a bola foi alongada para Rafael Longuine, cuja intenção seria o cruzamento. Todavia, como o goleiro Mota adiantou-se precipitadamente, projetando bola alçada, foi traído e o Guarani virou o jogo.

BOLAS CRUZADAS

Depois disso, era natural que o Guarani tentasse sustentar a vantagem e rechaçasse bolas cruzadas a todo instante pelo time alagoano.

Afora a percepção para jogar no erro do adversário e ser bem-sucedido, não se pode dizer que houve significativa melhora de rendimento da equipe bugrina em relação às partidas anteriores.

Como as equipes praticamente se equivalem, o diferencial do CSA durante o primeiro tempo foi deslocação de seus jogadores para receber o passe, enquanto a boleirada bugrina ficava praticamente estática, o que facilitava a marcação.

Apesar do maior volume de jogo do adversário naquele período, o Guarani não havia passado susto até que o zagueiro Edson Silva, na tentativa de interceptar chute de Rafinha em cobrança de falta, desviou a bola contra a sua meta, e assim traiu o goleiro Bruno Brígido aos 27 minutos.

Pelo contrário: por duas vezes o CSA quase ‘entregou o ouro’. Primeiro quando o zagueiro Xandão recuou bola de cabeça sem perceber a saída do goleiro Alexandre Cajuru. Por sorte, ele ainda se recuperou no lance e travou chute de Bruno Mendes. Depois quando Mota largou bola defensável em falta cobrada por Denner, mas Everton Alemão não estava atento para completar a jogada.

PONTE PRETA

Como não vi o primeiro tempo de Ponte Preta e Goiás, as observações ficam por conta dos parceiros pontepretanos.

No segundo tempo, depois que a Ponte virou o placar - com gols de André Luís -, o Goiás atirou-se ao ataque, e colocou a vitória pontepretana em risco.

Contrariando a lógica, até o seguro goleiro Ivan cometeu erros na saída da meta, e o time não teve consistência para segurar a bola no ataque, quando tentou se organizar.

Isolado, após a substituição de André Luís, o atacante Júnior Santos foi absorvido pela marcação. Falta-se malícia na tentativa de ‘esconder’ a bola do adversário, enquanto aguarda aproximação de seus companheiros, mais recuados.

Assim, foram raros os contra-ataques pontepretanos, um deles em que Orinho poderia ter ampliado a vantagem, mas faltou precisão no arremate.

CONFIANÇA

Se torcedores de ambos clubes campineiros passam a ser mais tolerantes após a rodada, se as vitórias restabelecem confiança à boleirada, cabe aos treinadores Umberto Louzer e João Brigatti avaliarem as situações de suas equipes e procederem as devidas correções.

É natural que contra adversários mais qualificados o nível de dificuldade será aumentado, e por isso Ponte Preta e Guarani ainda precisam ser mais organizados, para que atinjam o objetivo de se aproximar do pelotão de cima da competição.

  • DE ARI PARA GIBA
    07/06/2018 16:24

    Prezado Giba, meu primeiro editor de jornalismo, Eduardo Mattos, ensinava-me que perguntas óbvias sugerem respostas óbvias. A nova safra de repórteres não se aprofunda sobre conhecimentos de futebol, assim como pauta por amizade com boleiro. Desta forma, o produto final acaba sendo água com açúcar.

  • giba
    07/06/2018 16:21

    mudando um pouco de assunto,é complicado ouvir pelo radio entrevista de jogador,sempre a mesma conversa, o ultimo que ouvi falou 78 vezes a palavra- né- assim não dá.

  • João da Teixeira
    06/06/2018 17:36

    O governo está dando tiro para tudo que é lado. Falaram que a diferença no diesel seria sentido já na 2ª feira e hoje o Padilha já disse que poderia não ser imediata. "Vai para casa, Padilha!" Esse bordão é de um quadro de humor de 1980, onde Jô interpretava o consultor sexual de um amigo que era casado com um mulherão. Ele sempre o aconselhava a esquecer qualquer atividade e ir para casa dizendo o bordão "Vai para casa, Padilha!". diria eu, "Cala a boca, Padilha!"

  • João da Teixeira
    06/06/2018 17:35

    O governo está dando tiro para tudo que é lado. Falaram que a ANTT faria a nova tabela de frete e fez, dobrou preço do frete e Blairo Maggi chiou porque transportar grãos com esse preço de frete fica inviável, haja tiro a ser dado pelo governo. Se correr o bicho pega e se ficar o bicho come, melhor correr... O governo está perdidaço. O que o Vampiro vai dizer agora? Vem mais tiro aí, geente!

  • TONY
    06/06/2018 17:34

    Parabéns ao Brigatti! Mérito todo dele que teve coragem de mexer no time. Infelizmente Renan Fosenca e Reginaldo não servem, assim como Paulinho, Saraiva e Roberto. Com as entradas de Orinho pela esquerda e com Danilo Barcelos no meio, as coisas fluiram. Ainda falta um meia de ligaçao, pois Thiago Real não joga nada. Sorte que Junior Santos é puro suor!

  • marcelo
    06/06/2018 17:34

    prezado Ari!!!! eu concordo que o Guarani nao esta la nenhuma brastemp, mas o CSA e o vice lider da competiçao na nona rodada, nenhum merito pra essa vitoria?? quanto ao time da linha do trem, pegou o penultimo colocado, e tomou sufoco ate o ultimo minuto, talvez pela insegurança e pela posiçao na tabela. dos jogos em que o guarani perdeu, o unico que realmente merecia perder ate de mais gols foi o derbi, nos outros, foi pura falta de vontade de uns pipoqueiros que se acham craques

  • Barba
    06/06/2018 17:33

    Os 2 times de Campinas vão dar trabalho! Em breve devem estar próximos do G4. Ótimo para a Cidade de Campinas, que já foi a Capital do futebol. E os times tremem quando jogam aqui....

  • Profeta da Tribo
    06/06/2018 11:37

    Noite de surpresas. O Guarani surpreendeu, vencendo o segundo colocado fora de casa. Não assisti ao jogo, mas o Guilherme recebeu um belo passe no primeiro gol e finalizou bem, com força, entre o goleiro e a trave. O Guarani agora terá dois jogos seguidos em casa. Esses jogos são para dizer o que o Bugre vai buscar na competição. Duas vitórias e, certamente, entraremos no G4. É difícil, mas sonhar não custa nada. Vai, Guarani. Vamos crescer de produção!

  • Profeta da Tribo
    06/06/2018 11:35

    Noite de surpresas. A AAPP surpreendeu, vencendo um time do Z4 dentro de casa. Não assisti ao jogo, nem vi os gols. Mas, pela análise do Ari, quase que cede o empate. AAPP está com um time muito limitado. Apenas o André Luis faz algo diferente. Gostaria que a AAPP caísse. Acho improvável. É difícil, mas sonhar não custa nada. Vai, AAPP. Vamos piorar de produção!

  • RMaia (1)
    06/06/2018 10:18

    Valeu pelos 3 pontos. Gol do Goiás, 1o a bola estava fora da "área" do escanteio erro crasso do juiz, onde estava o 4o árbitro??? Jogador do Goiás erra feio a cobrança, a bola sai rasteira - aí tivemos um erro ainda mais grotesco do Igor Vinícius que conseguiu chutar o vento - bate na trave e volta ao meio da área e passa na frente do estático Júnior Santos e o jogador do Goiás chuta marcando o gol, existiam 5 jogadores da Ponte na jogada e 2 do Goiás, mais uma vez falha coletiva.

  • RMaia (2)
    06/06/2018 10:17

    Gol da Ponte, havia um belo vazio nas linhas defensivas do Goiás, mas sem meia de armação na Ponte nenhuma jogada pelo meio evoluía. Restou explorar as laterais, numa delas, bastou uma certa lucidez de Orinho que cruzou pra trás pra encontrar André Luiz livre e empatar. 2o tempo, mais uma vez explorando as laterais e o buraco na defesa André Luis recebe cruzamento rasteiro, tem tempo pra dominar, virar e chutar de canhota pra virar o placar. Sem grande futebol, fez o simples e ganhou.

  • Luiz Otto Heimpel
    06/06/2018 10:15

    O Bugrão teve transpiração,inspiração e sorte(que havia faltado em outros jogos) Melhorou principalmente o nível de atenção durante o jogo inteiro. Ainda acho que precisamos de mais um zagueiro e um meia armador. A tendência é melhorar(espero)

  • Paulo Sergio
    06/06/2018 10:14

    Renan Fonseca não joga nem no Parque Brasilia!!! Muuuito ruim de bola!!! sorte que o atacante do Goias é ainda pior por que aos 46 do segundo tempo o tal de R. Fonseca atrasou a bola no pé dele dentro da área e ele não fez. Quanto à Brigatti, tem muita visão de jogo o que falta é material humano, com um time mais qualificado fará um ótimo campeonato. É a tal história, com esse time, nem Zidane nem Mourinho fazem nada!!

  • João da Teixeira
    06/06/2018 10:13

    Ponte não fez mais que a obrigação e ainda continua jogando mal. A Série B do Brasileiro continua nivelada por baixo, veja o CSA, brigando pelas cabeças e acaba perdendo de um time sofrível em casa. "É prá cabá". É só acertar um pouquinho e sobe, mas eu duvido...

  • Thiago Bugrino
    06/06/2018 10:10

    Tudo normal em campinas....HSG.

« Anterior : [ 1 ] 2 : Próxima »
Confiram as Postagens Anteriores:

1  2  3  4  5  6  7  8  9  10  11  12  13  14 
 

Jornalista esportivo há 40 anos. Trabalhou, como jornalista, nas emissoras de Rádio Brasil, Educadora, Central, Jequitibá e Capital (São Paulo). Nos jornais: Diário do Povo e Jornal de Domingo, ambos de Campinas, e editor de Economia e Opinião do Jornal Todo Dia, de Americana.

Fale comigo