01
AGO
Guarani fica devendo de novo e perde com justiça para o Luverdense

Do treinador Oswaldo Alvarez, o Vadão, do Guarani, à Rádio Bandeirantes-Campinas após a derrota por 1 a 0 para o Luverdense: “A vitória do Luverdense foi um resultado injusto, assim como também seria injusta a vitória do Guarani”.

Pelo visto Vadão viu outro jogo na noite desta terça-feira em Lucas do Rio Verde (MT), pela penúltima rodada do primeiro turno do Campeonato Brasileiro da Série B.

Guarani cometeu muitos erros e foi castigado no final pela Luverdense
Guarani cometeu muitos erros e foi castigado no final pela Luverdense

Foi a pior partida do Guarani na competição. Seria uma tremenda injustiça se o time mandante não saísse vencedor, considerando-se as oportunidades claras de marcar e desperdiçadas, além de o goleiro bugrino Leandro Santos ter praticando defesas difíceis.

Leve em conta também que o zagueiro Diego Jussani colocou a mão na bola dentro da área e o juiz Andrey da Silva e Silva não marcou pênalti.

GOLS PERDIDOS

Chances do Luverdense, no primeiro tempo, foram perdidas por Sérgio Moro aos 13, Moacir aos 15 e Erik aos 32 minutos.

No segundo tempo, Sérgio Mota duas vezes, Douglas Baggio, Rafael Silva e Alfredo perderam chances reais, além de defesa no puro reflexo de Leandro Santos em toque sutil de calcanhar de Macena e saída oportuna pra travar outro chute de Douglas Baggio.

Certamente nenhum adversário do Guarani ao longo da competição teve tantas chances claras de gols, o que reflete instabilidade na cabeça da área com atuação apenas razoável do volante Auremir e decréscimo de rendimento do outro volante Evandro.

Acrescente a vulnerabilidade do lateral-esquerdo Gilton na marcação e Lenon se preservando para evitar o terceiro cartão amarelo.

GENÍLSON E JUSSANI

Logo, como esperar que a dupla Genílson e Diego Jussani, na zaga, fosse segurar o samba?

Claro que não, principalmente o lento Jussani, que não saía para cobrir o lado esquerdo defensivo do Guarani no primeiro tempo, bastante explorado pelo adversário com incursões do lateral-direito Aderlan, coadjuvado pelo volante Moacir e meia Sérgio Mota que caíram pelo setor.

Era de se esperar que o Guarani fosse corrigir o defeito de marcação por ali, principalmente com avanços de Gilton que obrigaram Aderlan a se preocupar com a marcação.

O que fez o treinador Júnior Rocha, do Luverdense? Já se precavendo daquela arrumação dos bugrinos, fez seu time jogar mais pelo lado esquerdo, liberando o lateral Paulinho pra atacar.

RAFAEL RATÃO

E o gol da vitória do Luverdense saiu de bola lançada na esquerda para Rafael Ratão, que aplicou dribles consecutivos em Lenon, antes do chute cruzado aos 45 minutos do segundo tempo.

Claro que Ratão seria assediado pelos repórteres e, mesmo incitado para provocar o ex-rival - visto que foi revelado pela Ponte Preta -, soube sair pela tangente ao citar apenas a importância do gol tanto pra ele como para o seu time.

Claro que o Guarani não ficou apenas espiando o adversário jogar. Correu. Lutou, mas errou demais.

Não conseguia articular jogadas ofensivas porque o meia Luiz Fernando, sem confiança pela falta de sequência de jogos, decepcionou.

BRUNO NAZÁRIO

Considere que o meia Bruno Nazário teve atuação bem aquém de suas reais possibilidades, que o atacante Eliandro ainda está fora de fora e Caíque, que substituiu o machucado Gabriel Leite, logo aos nove minutos, também foi absorvido pela marcação. Reconhecimento apenas pelo esforço para recompor o lado esquerdo defensivo do Guarani.

Chances reais de gols do Guarani ficaram limitadas no segundo tempo, quando saiu mais pro jogo. Caíque perdeu gol feito ao finalizar pra fora e Gílton chutou a bola em cima do goleiro Diego Silva.

Com a derrota por 1 a 0, o Guarani saiu do G4 e agora vai tentar a reabilitação diante do Inter, em Campinas, no sábado.

  • Marcio
    03/08/2017 00:34

    Cont. Pára com isso rapaz, que está ficando chato. Naturalmente que a EXPECTATIVA dele em cima da AAPP foi maior, afinal disputaram uma final de paulistão, sendo que o Guarani veio de uma desclassificação da primeira fase na série A2.

  • Marcio
    03/08/2017 00:34

    Perdemos para o Batatais José Roberto. Aliás o Diego Jussani parece que cometeu penalti ontem e o Arbitro dessa vez não deu. Contra o Londrina o site oficial colocou que a bola bateu no ombro do Jussani, mas não é verdade. Vi o lance com a câmera do gramado e claramente a bola pegou entre o cotovelo e o ombro, portanto foi penalti sim. Com esse tipo de atitude e comissão técnica não cobra do jogador e fica encobrindo erros e assim não se corrige os erros. Ari e o tal de Nei Pandolfo ?

  • Marcio
    03/08/2017 00:33

    Cont. Não é o Nei Pandolfo que tem que observar as carências do time ? O Guarani só vai atrás de atacante, vai colocar atacante no lugar do Leandro Santos também ? e a zaga e o meio de campo ? desmontou a zaga para a A2 do paulista e continua persistindo no erro ?

  • DE ARI PARA MARCIO
    03/08/2017 00:32

    Pois é, Marcio, um rompimento sem volta. Tal como na música, isso também acontece no futebol. Gersinho manja muito de bola, mas o Vaguinho é um bom coadjuvante

  • Marcio
    03/08/2017 00:30

    Ari gostaria que você comentasse a falta que o Gersinho faz como auxiliar do Vadão. A dupla foi desfeita justamente na série B de 2012 não foi isso ?

  • João da Teixeira 1
    02/08/2017 10:36

    Agora, vamos falar de futebol da Série A. Hoje a Ponte enfrenta "uma galinha morta", mas da mesma forma que o bugre engoliu uma Ema indigesta, a Ponte, se não prestar a atenção, poderá ver essa galinha como peça principal de uma macumba baiana, aterrorizando o nosso time. O jogo será em Salvador, mas não pensa que depenar a galinha será fácil. Precisamos ganhar e para tanto não podemos querer bater em bêbado, vamos jogar bola e levá-los direitinho para o local do descanso eterno

  • João da Teixeira
    02/08/2017 10:35

    Ari, não vi o jogo, não pago de jeito nenhum Premiere, tenho SporTV e olhe lá. mas pelo jeito que vc. descreveu, não dá para entender porque o Luverdense está onde está. Apesar que sabemos que a pontuação da tabela está bem apertada, basta uma vitória para haver um reboliço na tabela. Bom, não foi o Leo Cereja da Ponte, mas foi outro que gosta dos confeitos do "bolo", o Ratão. Além de tirar o Gfc do G4, deu um presentão à torcida do Luquinha. Que papelão em bugre...

  • João da Teixeira
    02/08/2017 10:33

    O Ratão também é cria da Ponte e isso não deixa de ser um deleite para os pontepretanos. Que me perdoe os bugrinos, mas o Lenon tomou várias entortadas, que deve estar procurando até agora a bola. Deve ter lembrado dos tempos de derby dos juniores, melancolicamente. Ari, vc. parecia que sabia que isso iria acontecer e tratou de consolar os bugrinos ontem, alertando que nem tudo poderia estar perdido diante de um resultado negativo. Cabe ao bugre provar domingo que: "It can"...

  • Hiroshi
    02/08/2017 10:31

    Os jogadores perderam o embalo. Deve ser dinheiro. O Alex ex-Inter está sem clube e poderia jogar pelo bugre novamente, bem que o Palmeiras poderia ceder o Felipe Melo pra nós de graça. É hora de motivar o elenco se quiser subir !!!!! Vem Felipe Melo !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • José Roberto
    02/08/2017 09:26

    Ainda da, se, Vadão parar de ser teimoso. Tem que mudar o time.Escalar os melhores,não sua panela. Quem indicou tal de Betinho?? fraquissímo. Serafim, contra ataque para matar o jogo, prendeu a bola até sofrer falta.Falta treinador para explicar ao garoto, que tem que tocar rápido,por isso é contra ataque. Time joga 15 minutos e para. Futebol tem 90 minutos, que saibam dosar a intensidade. Vadao engana, por um tempo, depois entrega.Perdedor.

  • RMaia
    02/08/2017 09:25

    Derrota normal gente.... É natural que haja oscilações dentro da competição, além do mais, o importante lembrar que o foco do trabalho não é o acesso e sim evitar o rebaixamento e para isso o Guarani tem muita gordura pra queimar. Ano passado o mundo também quase desabou quando o Guarani perdeu do Mogi-Mirim, queriam a cabeça da diretoria e do treinador Chamusca, porém a equipe se blindou, tudo se acalmou, o trabalho prosseguiu e o Clube conseguiu o acesso que era o objetivo.

  • José Roberto
    02/08/2017 09:24

    Ontem vi seu Auremir, não se esforçando, ja com a cabeça fora do Guarani.Evandro errou e entregou, contra o Santa Cruz,Ceara(desviou a bola),Londrina furou e ontem entregou diversas bolas na entrada da área. Tem problema sério, e compromete, limitado.Bruno Nazario, displicente, acha que é craque. Defesa não comento mais.Perdemos chances contra times fracos por teimosia do seu Vadão, que perdeu do Barretos e, desclassificou este grupo na A2.

  • Antonio Carlos
    02/08/2017 09:22

    Acho que acabou o dinheiro mesmo. Agora é ladeira abaixo e, se bobear, novo rebaixamento. Fogo de palha, cavalo paraguaio e outras coisitas mas...

  • Ric
    02/08/2017 09:22

    E agora, Ari? Ainda vai fazer apologia ao Guarani e sua "excelente" performance? Seguindo o princípio do "o que é, é, o que não é, não é", vc deveria simplesmente dizer que o Guarani é uma equipe medíocre de Série B com parcas chances de avanço à elite. E que sem Fumagalli e seus decanos gols, poucos elementos há, hoje, para mudar essa situação. Ou vc vai continuar a dar a impressão de que o Guarani joga mais do que a Ponte com suas três vitórias consecutivas?

  • DE ARI PARA RICARDO
    02/08/2017 01:50

    Caro Ricardo, pode excluir uma leva de sua escalação. Willian Rocha, Páscoa e Rafael Silva estão lesionados e vetados. Bruno Mendes precisa se recondicionar fisicamente e Richarlyson ainda não aguenta jogar 90 minutos

31
JUL
Luverdense, adversário do Guarani, perdeu apenas um jogo em seus domínios

Todas colunas da semana, anexas ao BLOG, estão no ar. Em Cadê Você o focalizado é o saudoso atacante Paulo Leão. Perivaldo está no áudio Memórias do Futebol. No Anda Campinas, reprodução de texto há um ano em que aposentado de 87 anos frequentava academia ao ar livre de Campinas. No Informacão, a notícia que cachorro pode ter nome registrado em cartório do Paraná. Confiram!

É prudente que o torcedor bugrino não se deixe enganar por um ou outro comentário por aí que destaque a sua equipe como franca favorita na partida contra o Luverdense, na noite desta terça-feira, no campo do adversário.

Não basta dar uma espiadinha na classificação e conferir o Luverdense com 17 pontos, que o colocam na 17ª colocação desse Campeonato Brasileiro da Série B, à frente apenas de Figueirense, ABC e Náutico.

Jogando em seus domínios, em Lucas do Rio Verde - interior mato-grossense -, o Luverdense perdeu apenas para o América Mineiro por 3 a 0. Acumula maior número de empates contra Paraná (1 a 1), Santa Cruz ( 2 a 2), Vila Nova (1 a 1), CRB (1 a 1) e Criciúma (0 a 0).

Portanto, considerando-se o retrospecto, pode-se prevê dificuldades, sem que isso impeça o Guarani de trazer a vitória.

LÉO CEREJA

Pela escalação anunciada do Luverdense não consta o nome do atacante Léo Cereja, emprestado à Ponte Preta àquela agremiação.

Em três partidas que assisti do apenas voluntarioso time mato-grossense, Léo Cereja teve atuação decepcionante. Na última delas, no empate por 1 a 1 com o Paraná, um passe errado dele, pra trás, deixou apavorado o zagueiro Neguete, obrigado a cometer falta por trás, ao perder a jogada na velocidade, que resultou em expulsão aos 27 minutos do primeiro tempo.

Pra recomposição da defesa, Léo Cereja acabou sacado da equipe naquela ocasião.

  • João da Teixeira
    01/08/2017 12:24

    Tem outro detalhe, o bugre ganhando do Luverdense, acredito que não vai melhorar em nada o seu moral ou facilitar sua vida no campeonato. É a tal história inglória, se ganhou, bateu em bêbado, se empatou, nem em bêbado conseguiu bater e se perder então, perdeu de bêbado, vai ganhar de quem? Por isso, é melhor ganhar, certo? Agora, em se falando de Leo Cereja, tinha torcedor pontepretano que queria ele no time titular da Ponte e nem a titularidade conseguiu assumir no Luverdense.

  • João da Teixeira
    01/08/2017 12:20

    Falando ainda em Leo Cereja, talvez sua escalação hoje seria interessante por ser oriundo do time rival do bugre. Pode fazer até o seu nome no jogo e ajudar o Luverdense, se jogar bem. Poderá também afundar de vez, se jogar mal e o Luquinha perder. Uma faca de dois gumes. E aí? Põe o Cereja no "bolo" ou não? O "bolo" poderá ficar ótimo e o Luverdense fazer festa, mas o "bolo" poderá ficar embatumado e aí, o clima em vez de festa, será o de velório.

  • serjao
    01/08/2017 12:18

    Uma coisa tenha certeza, o Luverdense paga salarios em dia. Nao é como o falido GFC, onde até os fisioterapeutas pediram demissão pq nao recebiam salarios. Tem jogador pagando fisioterapia do bolso. Uma vergonha, coisa de serie C!

« Anterior : 1 [ 2 ] : Próxima »
Confiram as Postagens Anteriores:

1  2  3  4  5  6  7  8  9  10  11  12  13  14 
 

Jornalista esportivo há 40 anos. Trabalhou, como jornalista, nas emissoras de Rádio Brasil, Educadora, Central, Jequitibá e Capital (São Paulo). Nos jornais: Diário do Povo e Jornal de Domingo, ambos de Campinas, e editor de Economia e Opinião do Jornal Todo Dia, de Americana.

Fale comigo