05
NOV
Com pobreza de Sport e Coritiba, Ponte desperdiça chance de ouro para acesso

Pois é dona Ponte Preta: que chance perdeste de assumir mais uma vez a divisão principal do futebol brasileiro!

Pontepretano que conferiu o futebolzinho mostrado por Coritiba e Sport Recife, na noite desta segunda-feira, de certo não se conforma com a sua equipe ter ficado fora da briga no G4 desta Série B do Campeonato Brasileiro.

Tá certo que o rendimento da Ponte Preta foi aquém do esperado contra o América Mineiro, sábado passado, mas tivesse enfrentado a bola mostrada por Coritiba e Sport, muito provavelmente seriam três pontos na sacola. Isso implica em chances reais de acesso ao América.

Sabe-se lá quando vai surgir uma moleza como agora para a Ponte Preta, até porque grandes clubes do Brasileirão correm risco de rebaixamento nesta temporada, casos de Fluminense, Botafogo e Cruzeiro.

SÃO BENTO

É obrigação da Ponte Preta já garantir os 45 pontos nesta Série B contra o São Bento, que vem a Campinas na noite desta terça-feira virtualmente rebaixado e sem o treinador Milton Mendes, que já se desligou do clube.

A discussão da Ponte sobre poupar jogador visando o dérbi de sábado nem deveria ser colocada em pauta.

A rigor, Roger nem precisava ter forçado o terceiro cartão amarelo em Belo Horizonte, para entrar com cartões zerados no dérbi.

Dos pendurados, cuidado maior apenas para o zagueiro Renan Fonseca.

GUARANI

O complemento desta 33ª rodada pode determinar o 'sepultamento' de três equipes no bloco de baixo da classificação.

Convencionando-se que praticamente o São Bento foi despachado, o Vila Nova pode lhe fazer companhia na hipótese de ser derrotado pelo Figueirense, em jogo programado para Florianópolis, às 20h30.

No mesmo horário, caso prevaleça o favoritismo do Operário de Ponta Grossa (PR) sobre o Criciúma, difícil acreditar que os catarinenses vão conseguir escapar, permanecendo com 30 pontos.

Na hipótese de o Guarani perder do Bragantino, uma eventual implicação seria a redução da vantagem sobre Londrina - 35 pontos antes do jogo com o Atlético em Goiânia - e convencionando-se subida do Figueirense para 36 pontos.

Portanto, como o bugrino vai ficar de olho na combinação de resultados que lhe favoreça, antes de iniciar a partida contra o Bragantino já vai saber se o Londrina patinou ou não em Goiânia, jogo que começa às 19h15, mesmo horário em que o Oeste - hoje com 39 pontos - recepciona o Botafogo.

Diante das incertezas aqui e acolá, o jeito seria o Guarani, de alguma maneira, se superar novamente em campo e trazer ponto(s) de Bragança Paulista.

  • Barba
    05/11/2019 10:13

    Apesar da mediocridade dos 2 elencos de Campinas, nenhum dos dois cai esse ano. Pobre cidade que já foi o grande celeiro de craques do país.

03
NOV
Desafio de Carpini é montar estratégia que pare o Bragantino

1 - Há 55 anos o saudoso goleiro Galdino Machado foi vítima de histórica goleada do Santos sobre o Botafogo de Ribeirão Preto, na Vila Belmiro: 11 a 0, oito gols de Pelé. Este mesmo Machado, do tricolor interiorano, jogou na Ponte Preta em 1968, e é lembrado na coluna Cadê Você.

2 - Quando alcançou a goleada por 4 a 1 sobre o Corinthians, o Flamengo tirou o pé. Seus boleiros passaram a tocar a bola como estivessem brincando em roda de 'bobinho'. O time está certo de se poupar para evitar mais desgaste.

2A - Estourou no treinador corintiano Fabio Carilli, ontem ovacionado e hoje odiado em decorrência da má fase da equipe. É a cultura do futebol brasileiro.

DÁ PRA PARAR O BRAGA?

3 - Pra quem está em início de carreira, até que o treinador Thiago Carpini, do Guarani, estuda em detalhes armas de adversários de maior capacidade, e tem sabido anulá-las. Claro que apenas o tempo lhe dará a devida bagagem nas mexidas das peças quando a bola estiver rolando, assim como se defender de armadilhas de notáveis treinadores adversários.

Tem-se que reconhecer que contra o Atlético Goianiense, em Campinas, ele soube encaixotar o atacante Mike, principal jogador daquela equipe, e isso se repetiu na dura marcação sobre o atacante Guilherme, do Sport Recife, construtor e definidor das principais jogadas dos nordestinos.

Pra quem não tem rodagem à beira do gramado orientando equipes, Carpini pensou em aceitável projeto precedendo ao jogo contra o Sport, enquanto o veterano treinador Guto Ferreira - seu adversário - ficou apenas assistindo.

Guto tem rótulo de quem sabe montar equipes e retrospecto de campanhas aceitáveis por onde passa. Convenhamos, todavia, que estava em noite de raríssima inspiração ao não detectar que Guilherme estava encaixotado na marcação, no lado esquerdo do ataque. O comandante sequer imaginou trocá-lo de lado, até porque na direita o apenas razoável Hyuri conseguia levar alguma vantagem sobre o lateral bugrino Thalyson. Em última análise, Guto poderia posicioná-lo como atacante centralizado, mas deixou tudo do mesmo jeito.

ADERLAN

Pois agora surge novo desafio para Carpini: como não ser surpreendido pelo Bragantino, que valoriza a posse de bola como ninguém nesta Série B do Campeonato Brasileiro?

No caso específico do jogo desta terça-feira, em Bragança Paulista, a suspensão do lateral-direito Aderlan, do mandante, coloca mais uma interrogação para o treinador bugrino: o que fará o comandante adversário Antonio Carlos Zago para substituir o titular?

Com Aderlan em campo, sabe-se que ele se transforma num ponta-direita à moda antiga, e o zagueiro Léo Ortiz usa o corredor do lado direito para saída de bola, e sabe alongá-la à outra extremidade do campo.

Isso será mudado com o substituto de Aderlan?

O Bragantino envolve adversários no toque de bola, em busca do espaço desejado para espetar.

CLAUDINHO

Também tem capacidade de infiltração no toque de bola, e é time condicionado a finalizações de fora da área, contando com o especialista Claudinho neste quesito. Ele sabe pegar bem na bola.

Enfim, o repertório do Bragantino é sobejamente conhecido e difícil de ser barrado.

Diante do exposto, é natural que o Guarani redobre a marcação. E aí, vai também tentar sair pro jogo, ou a opção será o contra-ataque? E se contra-atacar vai contar com jogadores de velocidade?

O Cuiabá utilizou com sabedoria o contra-ataque diante do Bragantino. A estratégia adotada pelo treinador Marcelo Chamusca foi posicionar o lateral-direito Toty como atacante de beirada, exatamente para que fosse explorado na velocidade. E deu certo.

De qualquer forma, alguma coisa novamente precisa ser pensada por Carpini, além da postura de superação.

Seja como for, a cada rodada o jeito é o bugrino fazer contas e torcer para que concorrentes diretos não se aproximem.

A rodada passada não poderia ter sido melhor. Serviu praticamente para rebaixar o São Bento e amarrar Criciúma, Vila Nova e Figueirense.

  • DE ARI PARA PROFETA DA TRIBO
    04/11/2019 19:46

    Profeta, tem que fazer aquilo que tem feito. Se empatar já estará fazendo grande coisa

  • Profeta da Tribo
    04/11/2019 19:42

    Ari, o Bugre tem jogadores titulares pendurados, como Michel Douglas, Davó, Giaretta e os goleiros. Como você acha que o Bugre tem que ser armar para enfrentar o Bragantino?

  • marcelo
    04/11/2019 16:06

    enfim, ta chegando o derby. cria-se a expectativa de novos confrontos de torcida, .terror na cidade. a minha sujestao e que deveria, todos os anos se fazer 2 amistosos entre as equipes, deixando mais acostumados os torcedores com resultados positivos e negativos. passaria a ser uma partida comum, e logico que em competiçoes oficiais, serao mais disputados. vai aqui uma sujestao.

  • TONY
    04/11/2019 16:05

    Aos chinelinhos da macaca: Perderam tudo esse ano! Salários em dia? então, tratem de ganhar o DERBI. Senão a mala chega no dia seguinte! Elenco imprestável! Ridículo. Voces não representam a nossa torcida... vergonha!

  • Barba
    04/11/2019 16:04

    A torcida da Ponte tem mesmo memória curta, insistem com Jorginho. Basta lembrar que ele PERDEU tudo o que disputou na Ponte (Desde a Sulamericaca e rebaixamento em 2014). Paulista pífio, nem se classificou; depois perdeu Torneio Interior em casa; depois aquelas 2 derrotas acachapantes Copa Brasil; participou da contratação desse elenco horrivel e Série B péssima! Quer mais?

  • ARIOVALDO ZANELLI (1)
    04/11/2019 13:41

    PRECISAMOS SER REALISTA, A ÚNICA SALVAÇÃO NO FUTEBOL DE CAMPINAS É VIRAR EMPRESA. BRAGANTINO A PARTIR 2020 SERÁ A QUINTA POTÊNCIA DO FUTEBOL DO ESTADO DE SÃO PAULO, QUE ESTAVA VAGO. MAIOR INVESTIMENTO NO FUTEBOL SERÁ DO BRAGANTINO. A PONTE PERDEU ESSA CHANCE, RECEBEU OFERTA E RECUSOU E O BRAGANTINO ACEITOU. AGORA NÃO ADIANTA CHORAR...

  • ARIOVALDO ZANELLI (2)
    04/11/2019 13:41

    ... NÃO TEMOS DINHEIRO, FALTA DE CONHECIMENTO NO CAMPO DA BOLA (FUTEBOL). SABIAM QUE A PONTE TEM MAIS TORCIDA NO BRASIL DO QUE EM CAMPINAS. AGORA EM UM BALANCETE DA PONTE PRETA, FOI INFORMADA QUE A PONTE PRETA TERIA A NECESSIDADE DE MUDAR A SUA ESTRUTURA E MODIFICAR PARA UMA EMPRESA QUE TINHA 10 ANOS DE VIDA, CASO NÃO FOSSE FEITA IRIA PARA FALÊNCIA...

  • ARIOVALDO ZANELLI (3)
    04/11/2019 13:40

    ... ESTAMOS CHEGANDO LÁ. ESSA INFORMAÇÃO DE UMA REVISTA DO ESPORTE NO BRASIL. (ANTIGA). PORTANTO A TORCIDA PRECISA FAZER ALGO, AJUDAR E MOBILIZAR PARA UM CRESCIMENTO SEM BRIGAS, SEM OPOSIÇÃO, FAIXAS NO CAMPO, POIS A UNIÃO FAZ A FORÇA. CHEGA DESSA PALHAÇADA, VAMOS FAZER ALGO, VAMOS SER GENTE E CRESCER.

  • Herald
    04/11/2019 13:28

    Ari, se o GFC arrancar um empate já será muito bom. E, para obstruir a rápida transição defesa/ataque do Braga e grudar no Claudinho, tem que reforçar o meio com volantes defensivos, como Deivid (se estiver ok) e Marcelo, que foi bem contra o Sport. Para uma emergência, até a entrada do Luiz Gustavo pode ser, pois além de marcar, tem uma boa saída de bola.

Confiram as Postagens Anteriores:

1  2  3  4  5  6  7  8  9  10  11  12  13  14 
 

Jornalista esportivo há 40 anos. Trabalhou, como jornalista, nas emissoras de Rádio Brasil, Educadora, Central, Jequitibá e Capital (São Paulo). Nos jornais: Diário do Povo e Jornal de Domingo, ambos de Campinas, e editor de Economia e Opinião do Jornal Todo Dia, de Americana.

Fale comigo