23
NOV
Chuva, aliada inesperada da Ponte Preta contra o Avaí

Serviço de meteorologia indica chuva no Sul do país neste sábado, por ocasião da rodada derradeira do Campeonato Brasileiro da Série B.

Isso tem tudo a ver com o jogo em que a Ponte Preta enfrenta o Avaí no Estádio da Ressacada, em Florianópolis, capital catarinense.

Campo encharcado tende a favorecer a Ponte Preta, que precisa da vitória para garantir acesso ao Brasileirão de 2019.

Por que?

Porque o estilo característico desse limitado time pontepretano é bola alongada, defensores até abusando de chutões, principalmente na tentativa de ligarem rapidamente um contra-ataque.

Já o Avaí é um time talhado a valorizar mais a posse de bola, sabe se compactar e chega ao ataque de forma organizada.

GENINHO

Seja como for, como o Avaí depende exclusivamente do empate, seu treinador Geninho já deu indício de como será o comportamento de seu time.

“Se o jogo terminar do mesmo jeito que começar, o Avaí estará na Série A. O torcedor precisa entender isso e nos apoiar”.

Se de fato os jogadores do Avaí forem obedientes, provavelmente jogarão atrás da linha da bola enquanto não sofrerem gol, com a opção do contra-ataque.

Neste caso, chegando aos 61 pontos não seria suplantado pela Ponte, que subiria para 60 pontos.

Qual seria a proposta da Ponte Preta?

Não estranhem se fugir de seu estilo nos primeiros dez minutos e se atirar ao ataque em busca do gol, para posteriormente se resguardar e defender o resultado que lhe seja favorável.

Isso já ocorreu em outras ocasiões, e não deve ser descartado.

Outra hipótese seria precaução defensiva durante todo primeiro tempo, na expectativa que o Avaí avance e aí lhe ofereça espaço no contra-ataque.

O certo é que se não tiver em vantagem no placar, a Ponte vai se atirar ao ataque durante o segundo tempo.

Nesse caso, ao se desguarnecer, sabe do risco de ser surpreendida.

MALA PRETA

Cabe esclarecer que a literatura do futebol não enquadra a expressão ‘mala preta’ como suborno ou algo semelhante, como imaginam leitores da coluna.

De uns tempos pra cá resolveram mudar o adjetivo de preta para branca, que no frigir dos ovos é a mesma coisa: terceiro interessado em resultado de um jogo oferece gratificação para determinado clube vencer. Portanto, nada a ver com facilitação de resultado.

Como esse assunto ‘mala preta’ é tratado sigilosamente, não vaza suposta informação de que tanto Ponte Preta como Avaí poderiam oferecer gratificação ao Juventude para vencer ou empatar contra o CSA, em partida que será realizada simultaneamente, a partir das 17h deste sábado.

Resta saber quem seria o interlocutor do Juventude para eventual contato, visto que após o licenciamento do presidente Roberto Tonietto, mais dois desligamentos de dirigentes ocorraram na quinta-feira: Flávio Campos, diretor executivo; e Jones Biglia, vice-presidente de futebol.

CSA garante acesso com vitória, mas o empate lhe beneficia desde que a Ponte perca.

  • João da Teixeira
    24/11/2018 12:28

    Qualquer resultado será normal, nos dois jogos. Espero que a coisa sorria para nós, mas se não for, fizemos um primeiro turno e início do segundo turno ruins e portanto, eu como pontepretano entenderei porque poderá não dar certo. Agora, só depende dos jogadores, já que há 8 jogos sem perder, só falta um. Estou achando que o CSA empata lá em Caxias, palpite, só! Não falo mais nada daqui para frente... "A sorte foi lançada", ou ao pé da letra, o dado foi lançado!

  • Rodrigo U.
    24/11/2018 12:27

    Em caso de chuva não tende a favorecer ninguém, principalmente se o campo ficar em condições ruins. Além do jogo feio, a partida tende a ser definido por lances ao acaso, eliminando bastante da parte técnica e tática

  • João da Teixeira
    24/11/2018 08:50

    Quem quer o empate são eles, portanto a chuva deve ajudar a eles. Só se o CSA estiver empatando tbém. Aí que mal tem chover...

22
NOV
Você sabia que em 101 jogos da Série B os visitantes saíram vencedores?

Animais agem por instinto ou pensam? Vídeo, na coluna Informacão, mostra as peripécias dos bichos para fuga de onde ficam abrigados.

Outrora dizia-se que empate no campo do adversário era vitória.

Havia duas justificativas para sinalizar favoritismo ao mandante: conhecimento de cada palmo do gramado, e a natural pressão que se exercia sobre arbitragem, que comumentemente era ‘caseira’.

Como os gramados já são mais bem cuidados, sem os traiçoeiros morrinhos artilheiros, e obedecem metragem regular exigida pela CBF e federações, rarearam as desculpas nesse sentido para tropeços.

Policiamento destacado para jogos garantem superproteção aos homens da arbitragens, de forma que supostas pressões de torcedores sejam relativizadas.

Aquele grito da torcida do mandante, na tentativa de empurrar a sua equipe, há tempos já não aterrorizam adversários, que absorvem com naturalidade, diferentemente da tremedeira de outrora.

RETRANCAS

Não bastassem esses componentes, habituais estratégias de retrancas adotadas pelo visitante têm surtido efeito, provocando incontáveis resultados inesperados.

A constatação clara de visitantes bem-sucedidos está aí neste próprio Campeonato Brasileiro da Série B.

Talvez você ainda não se deu conta que em 101 jogos os visitantes saíram vencedores nesta competição, em 37 rodadas, considerando-se dez jogos por rodada.

Portanto, teoricamente esses fatos deveriam apontar imprevisibilidade para o jogo da Ponte Preta diante do Avaí, sábado, em Florianópolis.

Problema é que o rendimento da própria Ponte Preta não tem sido convincente, e isso gera incerteza.

No período de reação, o time pontepretano tem contado com elevada dosagem de sorte.

Fica a expectativa que essa sorte não abandone o time da Ponte nesta reta de chegada.

TALVEZ O EMPATE

O empate da Ponte contra o Avaí não estaria descartado considerando-se a hipótese de o Juventude segurar o CSA igualmente no empate.

Pela estatística desta Série B, em 37 rodadas o resultado de empate foi repetido 113 vezes através das equipes visitantes.

A rigor, em todas as rodadas houve registro de empates, considerando-se que apenas na primeira, terceira e 15ª houve registro de somente um empate em cada uma.

Na nona rodada, dos dez jogos, seis terminaram empatados.

  • MARCIAO P/ JOAO DA TEIXEIRA
    24/11/2018 10:09

    Não liga não... O Agostinis ficou nervosinho falando que é ofensa... não ofendi ninguém . So´disse vala falida, e o sujeito ficou furioso. So´ele gosta de tirar sarro dos outros. Entao ta´bom... vou elogiar seu time..... MAIOR REBAIXADO DO SECULO !!!!

  • Agostinis
    24/11/2018 08:51

    Seus aonde, se vender não paga o que devem pro carnielle, outra coisa, se você não é bem informado, o Guarani só sai do brinco a hora que tiver um estádio novinho, e isso que você faz nao é sarro, é ofensa.

  • João da Teixeira
    24/11/2018 08:50

    Chiqueiro fica por conta dos bugrinos, porque para o Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico ou CONDEPHAAT, o campo da Ponte não é chiqueiro com certeza. Um estádio antigo mas de estilo clássico e o principal, construído pela coletividade pontepretana. Só por isso vcs já deveriam "lavar a boca" para falarem do estádio Majestoso. O Brinco, sabemos lá como foi construído, numa era em que a Lix, bom deixa para lá. E pior, não é mais seus...

  • Luisa
    23/11/2018 22:13

    A aapp vai jogar como nunca....e perder como sempre...kkkkkkkkkk....para nossa vergonha Campinas mais uma vez terá o seu nome associado a MAIS UMA PIADA FUTEBOLISTICA do timinho que nunca ganhou nada.

  • Barba
    23/11/2018 22:12

    Aranha não se recuperou 100%, por isso deve jogar Rubinho. E Rodrigão deve assistir ao jogo no mesmo quiosque da praia onde foi visto no último jogo, quando alegou estar com febre.

  • JHON
    23/11/2018 22:12

    Não entendo esses torcedores da associação !!! Querem que o time suba para ser a chacota ano que vem ??? Melhor ficar onde estão mesmo ( o que já é muito para vcs )

  • MARCIAO
    23/11/2018 22:09

    Chiqueiro mas pelo menos e´nosso. E o seu time que não tem nem estádio. E não precisa pedir desculpa pra ninguém. Como você mesmo disse , estamos aqui pra um tirar um sarro do outro ,não e´??? Esqueceu ??

  • Agostinis
    23/11/2018 17:35

    Desculpem aos amigos......timinho da vala é o seu, aquele chiqueiro que você frequemta....

  • João da Teixeira
    23/11/2018 17:33

    Danilo não renovará com o Cúringão! Seria um reforço para a Ponte para disputar a Série B e, quiçá a Série A do ano que vem? Podemos verificar como anda o futebol do guapo, talvez seja uma velha guarda aproveitável ainda, tem 39 anos. Fazer um mixer de velha guarda com uma possível Jovem Guarda a ser contratada, poderia dar certo para 2019. Mas precisamos analisar...

  • João da Teixeira
    23/11/2018 08:56

    O problema é que o Avaí se tornou, nessa reta final, o melhor time do campeonato e a Ponte continuou sendo o time da incerteza, como vc bem disse e a sorte bafejou a mesma por várias vezes. O empate seria uma das hipóteses da tática empregada pela Ponte e jogando por uma bola, mas não sei se isso seria o melhor esquema. Acredito que o empate nos dois jogos será o resultado mais óbvio. Como disse Julio Cesar ao atravessar o rio Rubicão e entrar na Gália, "alea jacta est"...

Confiram as Postagens Anteriores:

1  2  3  4  5  6  7  8  9  10  11  12  13  14 
 

Jornalista esportivo há 40 anos. Trabalhou, como jornalista, nas emissoras de Rádio Brasil, Educadora, Central, Jequitibá e Capital (São Paulo). Nos jornais: Diário do Povo e Jornal de Domingo, ambos de Campinas, e editor de Economia e Opinião do Jornal Todo Dia, de Americana.

Fale comigo