17
DEC
Blog atravessa o ano retratando a realidade de Ponte Preta e Guarani

Alberto César, reconhecidamente um nome forte na mídia campineira - rádio, web e televisão -, publicou post no face, sábado passado, citando que ‘torcer pros times de Campinas não é fácil, mas torcer pro Grêmio, hoje, foi terrível. Que time inofensivo’.

Com dezenas de seguidores, Alberto recebeu enxurrada de comentários e foi perceptível o descontentamento de alguns torcedores com postura que julgam de inércia de comunicadores em relação à pobreza do futebol dos clubes campineiros.

Um deles, em alusão à Ponte Preta, citou que o clube terminou o ano com dívida e rebaixado. E completa a indignação citando que muitos da imprensa se fazem de cegos.

Para não se estender, outro acusa a categoria de fazer média com diretorias e exaltando jogadores medíocres.

Claro que não visto tais carapuças. O leitor merece respeito, posição verdadeira.

Recentemente, antigos amigos alertaram-me para ‘pegar mais leve’. Justificaram que os tempos são outros, que o recomendável seria adotar estilo do politicamente correto.

Evidente que a intenção era rasgar elogios a Guarani e Ponte Preta, mas não dá pra cair no ridículo.

O Guarani mereceu reparo neste espaço mesmo quando ocupava as primeiras posições da Série B do Campeonato Brasileiro, quando treinado por Oswaldo Alvarez, o Vadão.

Projetei que bastariam os concorrentes se reforçarem um pouquinho só para que o Guarani saísse do topo.

Errei, sim, ao prognosticar que o Guarani se situaria no meio da tabela, sem risco de rebaixamento.

PONTE PRETA

Na Ponte Preta, qualquer observador mediano de futebol não precisou assistir à mais de que um jogo pra constatar o equívoco da contratação do atacante Claudinho.

Avisei aos homens do futebol que seria uma fria a contratação do lateral-esquerdo João Lucas, porque ainda no Novorizontino já marcava mal.

Também embarquei na primeira impressão sobre o meia Léo Artur, que pareceu favorável. Depois ficou comprovado erro de avaliação de quem teria, por obrigação, buscar mais informações sobre o jogador.

Alerta geral não faltou sobre o equívoco de se admitir a volta do veterano zagueiro Rodrigo, assim como Emerson Sheik, que a princípio surpreendeu positivamente.

O descontentamento com a qualificação do grupo de jogadores da Ponte ficou implícito nas últimas rodadas do Brasileirão.

GERENTE DE FUTEBOL

Analista de futebol também erra, mas convenhamos que pessoas remuneradas para acerto em contratações não podem abusar de erros como ocorreu com o gerente de futebol Gustavo Bueno.

Intrigante é que se transformou em profissional imexível. Continua dando as cartas, provavelmente com freio do treinador Eduardo Baptista. Assim pode ser evitada a multiplicação de erros.

Ainda não existem comentários.

16
DEC
Guerreiro Grêmio valoriza o título mundial do Real Madrid

O Grêmio portoalegrense chegou onde era possível chegar. Convenhamos que não tem time pra ser campeão mundial. Soube valorizar a vitória por 1 a 0 do Real Madrid na decisão do título mundial de clubes, na tarde deste sábado, em território asiático.

O forte do Grêmio é a força do conjunto. Aí o mérito do treinador Renato Gaúcho que soube compactar a sua equipe e torná-la competitiva quer na conquista da Libertadores, quer neste Mundial de Clubes.

LUAN

Esperava-se bem mais do meia-atacante Luan, cuja estrela não brilhou.

Não nos esqueçamos que participam deste time gremista jogadores apenas razoáveis como lateral Cortez e atacante Fernandinho. Inclua ainda o centroavante Jael, um reserva com bola comparativamente a atleta da Série B do Campeonato Brasileiro.

Por isso o Grêmio tem que se orgulhar de disputar o título. O que viesse seria lucro.

  • Eugenio
    16/12/2017 20:36

    Caro Ari, me desculpe mas acho q vc viu outro jogo, o RM treinou hj, o Gremio foi medroso e covarde, nao vi o goleiro do RM, o tal do Luan horrivel, nao fez nada. Mais uma vez vemos pq os Europeus nao dao importancia a esse torneio, o Gremio terminaria em 15o. lugar no Camp. Espanhol, time horrivel tecnico arrogante e prepotente; sera q so qdo tem time argentino é q podemos ver um representante da Am. do Sul mostrar garra ? Time guerreiro ?? Certamente nao o Gremio.

  • Eugenio (2)
    16/12/2017 20:35

    E tem mais, precisamos parar de achar q estamos no mesmo nivel da Europa, os times e campeonatos europeus estao a anos-luz de distancia do futebol brasileiro; nao tem comparacao entre a Champions League e qquer competicao Sul Americana. Fla, Gremio, Lanus e Independiente nao se classificariam nem pra Europa League. Isso sem falar da organizacao, seguranca, comportamento das torcidas, nivel dos estadios, etc ...

Confiram as Postagens Anteriores:

1  2  3  4  5  6  7  8  9  10  11  12  13  14 
 

Jornalista esportivo há 40 anos. Trabalhou, como jornalista, nas emissoras de Rádio Brasil, Educadora, Central, Jequitibá e Capital (São Paulo). Nos jornais: Diário do Povo e Jornal de Domingo, ambos de Campinas, e editor de Economia e Opinião do Jornal Todo Dia, de Americana.

Fale comigo