24
FEB
Novorizontino leva a campo, contra a Ponte Preta, jogadores experientes

Quem é esse Grêmio Novorizontino, supostamente a primeira 'pedra no sapato' da Ponte Preta no Campeonato Paulista, já no sábado, a partir das 19h.

Léo Condé/site oficial do Novorizontino
Léo Condé/site oficial do Novorizontino

São escassas as informações esportivas atualizadas de Novo Horizonte. Assim, por ora fiquemos apenas na expectativa sobre a equipe a ser anunciada pelo treinador Léo Condé, que realizou trabalho aprovado no Sampaio Corrêa, com o menor orçamento do Campeonato Brasileiro da Série B.

A rigor, time que Condé comanda geralmente incorpora filosofia ofensiva, mostra transição rápida ao ataque e sobra transpiração.

Pelo curto período de treinamentos, provavelmente a equipe ainda não deva colocar em prática aquilo que pretende o seu comandante.

PASSAGENS POR CAMPINAS

Registra-se no elenco do Novorizontino vários jogadores com passagens pelos clubes de Campinas, e a média de idade deles não é baixa.

Meia Murilo Rangel, chegado recentemente ao clube, é um dos ex-bugrinos.

Outros com passagens pelo Estádio Brinco de Ouro são o ex-goleiro Giovanni, lateral-direito Felipe Rodrigues - e o Diadema - e zagueiros como Bruno Aguiar e Édson Silva.

Volante é o rodado Adílson Goiano, que jogou na Ponte Preta.

CLÉO SILVA

Cléo Silva/site oficial do Novorizontino
Cléo Silva/site oficial do Novorizontino

De certo o treinador Fábio Moreno, da Ponte Preta, sabe do cuidado especial que merece o atacante de beirada Cléo Silva, escalado indistintamente pelo lado direito e esquerdo do Novorizontino.

Embora já tenha 31 anos, é jogador rápido e requer extrema vigilância.

Provavelmente seja escalado do lado direito, visto que o Novorizontino contratou o igualmente rápido Roney, atacante que joga pelo lado esquerdo e a última passagem foi pelo Sampaio Corrêa.

Escolha do centroavante pode recair sobre Guilherme Queiroz, jogador mais técnico e facilidade para buscar bola e se movimentar pelos lados; assim como Jenison, o típico nove de referência, mais centralizado, que disputou o último Campeonato Brasileiro da Série B pelo Cuiabá.

Também pela capital mato-grossense passou o lateral-esquerdo Paulinho, porém em 2019. Ele é especialista em cobranças de faltas.

ACESSO À SÉRIE C

Por ter mantido a base que conquistou acesso à Série C do Campeonato Brasileiro, pressupõe-se que foi mantido o aspecto conjunto do Novorizontino, naturalmente com a implementação de jogadores recém-chegados como Murilo Rangel e Roney.

Nesta quarta-feira, jogadores do Novorizontino participaram de treino no período noturno.

Por que motivo, será?

Atletas, em geral, estão habituados a jogos à noite.

FINAL DO BRASILEIRÃO

Claro que por ora todas as atenções convergem para o desfecho do Campeonato Brasileiro da Série A, em que será conhecido o campeão na noite desta quinta-feira.

Dá Flamengo, mesmo enfrentando o São Paulo no Estádio do Morumbi?

Pode ocorrer reviravolta e o Inter levantar o caneco, em Porto Alegre, diante do instável Corinthians?

  • ARIOVALDO ZANELLI (1)
    24/02/2021 23:13

    BOA NOITE OU BOM DIA PARA TODOS PONTEPRETANOS E BUGRINOS. E PARA TODOS QUE FICAM ENCIMA DO MURO. TODOS OS DIAS LEIO O BLOG DO ARI. CADA UM ESCREVE O QUE QUER, POIS ESTAMOS EM DEMOCRACIA. ALGUNS PASSAM DOS LIMITES, OUTROS ATINGEM PESSOAS SEM PROVAS CONCRETAS. AGORA ESTAMOS ESCREVENDO MUITO SOBRE O PASSADO, COM HISTORIAS DE VIDA E COM ALEGRIAS, O QUE FOMOS E COMO VIVÍAMOS...

  • ARIOVALDO ZANELLI (2)
    24/02/2021 23:11

    ... NOSSO PASSADO, NO BRASIL, REALMENTE TODOS VIVÍAMOS MUITO BEM. HOJE NÃO EXISTE HISTÓRIA PARA CONTAR NO FUTURO. CAMPINAS, CIDADE BONITA, POVO MARAVILHOSO, HUMANO, ESCOLAS IMPORTANTES, VIDA GOSTOSA, HUMANA, BAILES, CINEMAS, VIDA NOTURNAS, QUE SAUDADE DESSA CAMPINAS...

  • ARIOVALDO ZANELLI (3)
    24/02/2021 23:11

    ... O JOVEM TINHA AMIGOS, SABIA VIVER E TRABALHAVA PARA AJUDAR NA RECEITA DA CASA. ÉRAMOS FELIZES. O ISOSO SEMPRE FOI RESPEITADO. HOJE ATÈ EM FILA SOMOS OBRIGADOS A FICAR ATÉ 8 HORAS EM PÉ, PARA TOMAR UMA VACINA. QUE FALTA DE HUMANIDADE E RESPEITO. ABRAÇOS PARA TODOS.

23
FEB
Que desmotivação para a largada do Campeonato Paulista!

O clima está geladíssimo às véspera do Paulistão. Nas ruas raramente são vistas rodinhas de desportistas pelos motivos óbvios da pandemia.

O pouco que se conversa por aí é sobre a empolgante rodada derradeira do Campeonato Brasileiro, finalmente com decisão na última rodada em que, guardadas as devidas proporções, ganhou cara de finalíssima de competição.

Nas redes sociais pouca animação de bugrinos e pontepretanos, e críticas aos dirigentes pelo nível de contratações.

Dinheiro curto para os clubes de Campinas transformou o planejamento para a competição estadual em apostas sobre jogadores que chegaram e expectativa de recuperação àqueles que já estavam.

Lucas Crispim
Lucas Crispim

O bugrino interpreta que houve perda de qualidade da equipe com as saídas de Wálber, Didi, Júnior Todinho, Lucas Crispim e Waguininho.

O pontepretano não viu transformação em relação ao elenco que terminou a última Série B do Brasileiro.

CÂIMBRA NOS DEDOS

Logo, aquela parceirada antiga que 'batia cartão' frequentemente no espaço de comentários passou a ter câimbras nos dedos e já não digita.

Talvez o argumento seria dizer o mesmo do mesmo, o que perde muito do sentido.

Aí a gente conta com criatividade dos parceiro João da Teixeira e Mabília, numa saborosa sessão reminiscências sobre linhas de ônibus da antiga CCTC (Companha Campineira de Transporte Coletivo).

Como vivi aquele tempo, acrescento que o passageiro entrava pela porta de trás e descia pela da frente, nos tempos de cobradores.

Ficamos assim: pra você, pontepretano, que ainda não se ligou do que vem por aí, tem jogo de estreia já no próximo sábado em Novo Horizonte, às 19h, contra o Novorizontino do meia Murilo Rangel.

Já o Guarani começa a mostrar a sua cara na segunda-feira, contra o Ituano.

Quem sabe depois da largada a coisa esquenta.

INFORMACÃO

Coluna Informação, acessada a partir do link Anda Campinas, mostra que até animal tem sensibilidade para abraçar, conforme fotos ilustrativas.

Logo, se o assunto é abraço, nada como pinçar algumas frases de que ele simboliza.

  • Marcos
    24/02/2021 23:20

    Aquela marca que fez a pesquisa fictícia sobre a porcentagem das torcidas , sumiu do mercado, é isso ? Também, só poderia dar nisso né ? Sobre as antigas linhas de ônibus , Guanabara x Vila Industrial e Vila Nova x Vila Teixeira, fui priveligiado em morar próximo ao Liceu : Quando estava no centro, poderia pegar na Moraes Sales aquele que passase 1°, se fosse Guanabara, descia no ponto final, se fosse Vila Nova, descia na Carolina Florence, um pouco abaixo do atual posto Cazzonato.

  • TIO LEI - I
    24/02/2021 23:19

    Qual motivo temos para debater o inicio do Paulistão?Vejo "as contratações" feitas, e não vejo nada de animador. Eu imaginava que quando se contrata um jogador, que esse jogador viria para "assumir a titularidade", mas o que vemos? Jogador chega já acomodado com a reserva, aceitando que o remanescente é o titular. Aí cabe a pergunta: Pra que contratar jogador que está abaixo tecnicamente daqueles que são remanescentes no elenco? Novos contratados não seriam para ...

  • TIO LEI - II
    24/02/2021 23:18

    ... reforçar o time. Não seriam jogadores trazidos para "suprir carências" que ficaram escancaradas na competição passada? A PONTE PRETA contratou 6 ou 7 que deveriam ser chamados de "reforços", mas vemos que ao esboçar a equipe para o Paulistão, apenas 1 ou 2 desses contratados deverão estar entre os titulares.E então? Vamos ficar aqui "batendo teclas", debatendo algo que está mais que previsível? Temos que dar tempo ao tempo, mas, estaria o F. Moreno ...

  • TIO LEI - III
    24/02/2021 23:17

    ... capacitado para levar adiante esse projeto? Já de a muitos anos que ao iniciar-se um novo ano, as contratações são dirigidas por membros da diretoria, pessoas que NÃO TEM AFINIDADE com o mundo da bola, contratam-se por ouvir dizer, ou por amostras de DVD's. Não se contrata mais para posições "pontuais", mas contrata-se pelo "custo" que o jogador ira despender. Incrível como TODO E QUALQUER TORCEDOR sabe onde estão as carências do plantel ...

  • TIO LEI - IV
    24/02/2021 23:16

    ... mas NUNCA SE CONTRATAM jogadores para essas posições onde todos estão "carecas" de saber. Falam em trazer um garoto volante que está "sobrando" pelos lados do S. Paulo, trazer esse garoto pra quê? O que ele poderá acrescentar ao elenco? E ainda por cima, fala-se em vincular a prioridade para compra de um jogador de nossa base? Não é para se desconfiar que "algo muito estranho" se passa na mente desses diretores? Então Ari. Que motivação poderá se encontrar ...

  • TIO LEI - IV
    24/02/2021 23:15

    ... para se debater o inicio da competição, se só nos cabe aguardar para ver no que vai dar. Entrando no "assunto CCTC", meu finado pai aposentou-se nesta empresa, sendo que ele tornou-se "motorista particular" do Sr. Nicola Mariottini, eu, por minha vez, trabalhei no DP durante dois anos, e tínhamos um timaço, que era dirigido pelo meu padrinho de casamento, o ILDEFONSO DE SOUZA, ficamos 52 partidas sem ser derrotados, e fomos perder essa "invencibilidade" ...

  • TIO LEI - IV
    24/02/2021 23:14

    para um "mistão" do gfc, comandado por Adailton Ladeira, esse mistão foi formado pelos "juvenis" A e B e enxertado por profissionais que não estariam a disposição dos profissionais que fariam parte do time enfrentariam o S. Bento na partida principal. Claro, como morador do S. Bernardo, usava com frequência a linha Bernardo X Cambui. CCTC definitivamente fez parte de minha história. Epoca boa, pois jogava para o timão do DIAPOVO pela manhã e a tarde para a CCTC

  • João da Teixeira
    24/02/2021 23:14

    Realmente as coincidências de horários dos colégios com os horários dos ônibus usados para chegar nos mesmos, faziam vc ver o mesmo motorista e usar os mesmos ônibus todos os dias. Aí acabava virando uma família na sua casa e outra no colégio/ônibus. Eram aí que saiam as programações para os finais de semana, as azarações, as gozações e as encrencas. Dá-lhe juventude, que a priori, era querer quebrar paradigmas e negar velhos padrões, para buscar sua própria identidade.

  • Herald
    24/02/2021 19:00

    Também usei muito essa linha Cambuí-S.Bernardo, parceiro João, no fim da década de 60, quando estudei no Vitão. Eh, tempinho bom. Nela havia um motorista que era muito "chapa" da "estudantada". Se não me engano, seu nome era Zezo.

  • Jose Ricardo
    24/02/2021 18:59

    Ari, ontem o treinador da Ponte Fábio Moreno deu uma entrevista falando sobre planejamento de 2021. Sua fala me deixou dúvidas, ou ele pensa que treina o Barcelona, que o zagueiro Luizão é Piqué, Camilo é o Messi, etc. e que vai ganhar tudo que disputar, ou então não aprendeu nada nesse tempo todo que frequenta as diversas comissões técnicas da Ponte. Bastará algumas derrotas e o bafo do rebaixamento chegar, como aconteceu com Mazzola e Gilson Kleina, pra que ele voe do cargo.

  • Herald
    24/02/2021 18:58

    Ari, acho que realçamos muito as carências do Bugre, principalmente na criação e conclusão das jogadas ofensivas. Falar mais é chover no molhado. E aconteceu tanta coisa nesse período, que ficamos meio zonzos: Vacina sim, acabou a vacina, enfermeira fingindo vacinar os véinho, Palmeiras e o mundial, Diniz cai, Gabigol x R.Ceni, Abel sobe, Abel cai, Rodinei 1 milhão, Claus e o VAR, Vasco e Luxa caem, Sampaoli sai, gasolina sobe, bolsa cai, Big Brother, Karol Konká kaiu também

  • Herald II
    24/02/2021 18:57

    E os paulistas da Série A ? Seus torcedores vão ter exatos dois dias prá comentar sobre a pré-temporada (talvez seja inter-temporadas): 6ª feira e sábado. Fecham o Brasileirão na quinta e domingão já tem Estadual. Continua a loucura. Quando comecei a ouvir, e depois ver futebol, os clubes faziam muitos jogos amistosos por ano. Não era jogo-treino. Tinha juiz e cobrança de ingressos. O Guarani chegou a fazer excursões de 2 meses tanto pela Europa como pela América do Sul.

  • Herald III
    24/02/2021 18:57

    Cada jogão amistoso. Tem um que, para mim se tornou uma das jornadas mais pitorescas do futebol tupiniquim. Há 50 anos, época de ouro do futebol brasileiro, comecinho de 1972, meio de semana à noite, 35.000 pessoas no Pacaembu para o derby paulistano. No começo do 2° tempo, Leivinha abre o placar para o Palmeiras. De imediato, a ordem de Oswaldo Brandão para seus atletas: "Agora a gente tem que segurar a bola". Três minutos depois, Rivelino empata na cobrança de falta.

  • Herald IV
    24/02/2021 18:56

    Então, um jovem rebelde e cabeludo entra em ação. Retendo a bola nas mãos, impedia o reinício do jogo, contrariando a ordem do árbitro e os apelos dos outros 21 jogadores, alegando orientação do técnico. Fiel torcida irada, ele foi expulso corretamente. Mas não saiu sem antes ficar segurando, por intermináveis 7 minutos, a bola do jogo. E o cara, querido pela torcida pelos seus gols, raça e irreverência ganhou um apelido. Nascia nessa noite um ídolo palmeirense: Cesar "Maluco".

  • Mabilia
    24/02/2021 18:55

    Teixeira, memoria boa é a sua, justamente Guanabara x Vila Industrial. Por outro lado, oq sentimos nesse Blog do Ari, é a falta do jovem torcedor, posso estar enganado, a cultura tem se distanciado cada vez mais dessa garotada. Faço aqui um desafios aos jovens escrevam... não tenha medo dos erros de redação exponha sua opinião seja autentico , fala da Ponte , fala do Guarani um pouquinho só ( brincadeira viu) kk .Lembro aqui eu era jovem para ter um carro, transava com as moças ...

« Anterior : [ 1 ] 2 : Próxima »
Confiram as Postagens Anteriores:

1  2  3  4  5  6  7  8  9  10  11  12  13  14 
 

Jornalista esportivo há 40 anos. Trabalhou, como jornalista, nas emissoras de Rádio Brasil, Educadora, Central, Jequitibá e Capital (São Paulo). Nos jornais: Diário do Povo e Jornal de Domingo, ambos de Campinas, e editor de Economia e Opinião do Jornal Todo Dia, de Americana.

Fale comigo