27
NOV
Sampaio Corrêa pagou o preço pelo 'salto alto'

Jogos desta sexta-feira serviram para dar uma 'clareada' à Ponte Preta, com tropeços de América Mineiro e Sampaio Corrêa.

Resta saber se ela vai fazer a sua parte em Maceió diante do CSA, na tarde deste sábado.

Com 36 pontos nesta Série B do Campeonato Brasileiro, a Ponte tem chances de se reaproximar do pelotão de cima caso traga os três pontos do Nordeste.

SALTO ALTO

Futebol é um esporte marcado por gírias que bem se aplicam ao Sampaio Corrêa para que fosse surpreendido e derrotado em seus domínios para o Brasil de Pelotas, por 1 a 0, na noite desta sexta-feira: time cheio de pernas, salto alto e máscara.

Até ontem a boleirada vivia no anonimato, mas a boa campanha subiu na cabeça de alguns por lá.

Quaisquer das gírias citadas se aplicam ao time maranhense, que ao entrar em campo para enfrentar os gaúchos achou que venceria quando bem entendesse.

Por isso contrariou o seu estilo de verticalidade e profundidade pela lentidão, a espera de uma brecha para penetrar no retrancado Brasil.

O excesso de confiança do Sampaio o traiu quando o zagueiro Joécio quis sair jogando na sua área, mesmo marcado. Aí, ao perder a bola, o custo do erro foi o gol marcado pelo centroavante Dellatorre do Brasil, aos dez minutos do segundo tempo, na única chance da equipe.

Em desvantagem no placar e com o adversário mais fechado, o Sampaio colocou mais intensidade no jogo, mas não encontrou espaços para penetração.

Ficou a dúvida se o time maranhense já sente cansaço pelo desgaste natural da competição e logística complicada de transporte, ou subestimação ao competitivo adversário.

MARCINHO E CAIO DANTAS

Jogador de habilidade como o meia Marcinho andar em campo foge da normalidade.

Bem marcado, o centroavante Caio Dantas não viu a cor da bola.

Léo Condé vitimado pela covid-19
Léo Condé vitimado pela covid-19

Afora isso, a ausência do atacante Robson Duarte foi sentida, além do treinador Léo Condé que, vitimado pela covid-19, está afastado.

Com a derrota, o Sampaio desperdiçou enorme chance de dar salto na classificação, e assim se mantém com os 40 pontos.

ADVERSÁRIO DA PONTE

Pois este Sampaio dirigido nesta derrota por Renato Negrão será o próximo adversário da Ponte Preta, na terça-feira, em Campinas.

Não apenas pela derrota, como também pelo comportamento do time ao perder para o Brasil, de certo a comissão técnica do Sampaio vai dar uma 'sacudida' nos jogadores, para que retomem ao estágio anterior.

AMÉRICA EMPATA

Tão inesperado, igualmente, foi o empate do América Mineiro diante do lanterna Oeste por 1 a 1, mesmo com o jogo realizado em Barueri.

Pelo pelo menos a situação do time mineiro é mais confortável, pois agora situa-se com 44 pontos.

Ainda não existem comentários.

27
NOV
Forte pegada do Guarani tem o seu preço com suspensões

Aí o bugrino lamenta justamente contra a Chapecoense, neste sábado, o seu time desfalcadíssimo.

Calma, gente. Não é por acaso que cinco jogadores foram 'amarelados' contra o Paraná Clube, somaram o terceiro cartão, e agora vão ter que cumprir suspensão automática.

Ora, não foi por acaso que a pegada aos adversários ficou mais forte.

Conceição tem problemas
Conceição tem problemas

Costumo dizer que a boleirada segue recomendação da comissão técnica pra picotar o jogo e travar avanços da boleirada adversária.

TORNOZELO DO ADVERSÁRIO

Assim, quando é possível desarmar a jogada na bola, ótimo.

Quando não, o alvo da boleirada bugrina é meio gomo da bola, meio gomo do tornozelo do adversário, mesmo que o custo disso seja inevitavelmente advertências com cartões.

Jogadores Pablo, Bruno Silva e Waguininho já desfalcaram o Guarani diante do Paraná, por suspensão.

Agora são os zagueiros Wálber e Romércio, lateral Bidu e meio-campistas Lucas Crispim e Rickson.

Esse estilo de forte pegada inegavelmente deixou a equipe mais competitiva e por ora com resultados práticos, pois quando eventualmente um ou outro desfalca a equipe, o substituto não tem comprometido.

Problema é quando vários pendurados não observam o cuidado para evitar que sejam penalizados.

VERMELHO

A rigor, árbitros foram até condescendentes com boleiros bugrinos em partidas anteriores, ao não aplicarem o cartão vermelho em quem já havia recebido o amarelo no transcorrer do mesmo jogo.

Portanto, a aposta feita pela comissão técnica de picotar o jogo na base do custe o que custar, um dia teria o seu preço.

Pois agora chegou a fatura e o Guarani tem que procurar a melhor maneira possível de pagar o preço.

Ao torcedor, cabe esperar que os escolhidos para substituírem os suspensos possam dar conta do recado.

Na atual conjuntura, o empate, mesmo em casa, não seria resultado desprezível ao Guarani. Afinal, não é por acaso que o adversário, Chapecoense, lidera a Série B do Campeonato Brasileiro.

  • Herald
    27/11/2020 20:08

    Que é isso, caro Mabilia ? Desculpe ter citado essa dupla eliminação no mesmo torneio para o Aparecidense. Sei que isso chateia. Esquece, então. Mas aqui é Bugrão, com certeza. Aliás, o São Paulo levou na mão grande do Aragão o nosso bicampeonato brasileiro. Vc. deve se lembrar disso. E talvez até tenha comprado camisa do tricolino pra torcer na frente da TV.

  • João da Teixeira
    27/11/2020 17:40

    Amanhã, jogos dos times de Campinas são do SporTV e Premiere. Ponte às 16h.e Gfc às 21h. Vai dar para ver os incompetentes x CSA e possivelmente um bom jogo entre Gfc x Chape. A Chape não é tudo isso, os 5x0 foi mais pela incompetência do timinho do GB.

  • Carlos Agostinis
    27/11/2020 17:40

    Vendo tanta gente falar do Maradona, vou falar também, ele era craque, mas não mais do que Rivelino, Ademir da guia, Zico, Jorge Mendonça, viveu numa época de grandes craques do futebol, mas o Ronaldo fez mais do que ele, ele não pode ter sido o maior da Argentina, mas do mundo está atrás de todos esses aí que citei. Ninguém ganha nada sozinho no futebol. Se fosse assim que Portugal ja teria 4 copas.

  • Carlos Agostinis
    27/11/2020 17:39

    Todas as copas do Pelé, ele não ganhou sozinho, olhem só os caras que jogavam ele, Didi, Vavá, Garrincha, Nilton Santos, depois Gerson, Rivelino, Carlos Alberto, nem vou citar mais, acho sim que foi protagonista, mas sozinho nunca. Futebol é coletivo, Maradona pra mim só foi mais um. Além de ser um desjustado, drogado e atirou com chumbinho em reporteres...Rei e maior de todos só Pelé, acima disso tudo Deus, nosso senhor..

  • Mabilia
    27/11/2020 17:38

    Herald, afinal vc torce para o SP ou Guarani? Com esse nome com certeza torce para os dois!!! kkkkkk

  • Léo - Pr
    27/11/2020 17:38

    Olha o tamanho dessa vitória contra o Paraná,com a falta de opção pra escalar o time contra chapecoense entendo eu que não dá pra enfrentar a chape de mano vamos ser realista, não que a chapecoense seja um super time mais e muito bem treinado pelo Louser,tem uma defesa que a maioria na série A não tem,mais o América MG é mais time,mais como torcedor a gente espera de Conceição uma carta na manga e surpreende eles,mais pelas circunstâncias derrota tem que ser vista como normal.

  • Léo - Pr
    27/11/2020 10:24

    Ari tbm penso assim empate seria ótimo,recompor defesa com sub 20 contra a chape não estava nos plano,o guarani deve perder esse Jogo, tomara que venda caro pelo menos,meu medo é o fantasma que assombrou a ponte 5 aí seria de doer.

  • Herald
    27/11/2020 10:24

    O S.Paulo não pedirá a anulação do jogo com o Ceará. Não sei se agindo com ética, reconhecendo que seria injusto se valer de um gol em flagrante impedimento pra vencer o jogo, ou com medo ... vai que tem outro jogo e perde. Aí fica mais feio. Lembremos que recentemente um time conhecido deu essa rasteira num coitadinho do interior de Goiás, mesmo tendo sido derrotado justamente no campo de jogo. Quis a validade de um gol feito na banheira. Novo jogo. Vexame. Perdeu de novo.

  • João da Teixeira
    27/11/2020 10:23

    A Chape já tirou o pé. Um time que chegou a ter 10 pontos na frente de seus concorrentes, perdeu a volúpia de "mastigar" o adversário. Até nisso o Conceição deu sorte. Time abriu as pernas contra o Cruzeiro e commuita gordura para queimar. Gfc ganhando, dá um presta atenção na comissão técnica da Ponte. A síndrome do vira-lata vai ficar mais evidente... cambada!

Confiram as Postagens Anteriores:

1  2  3  4  5  6  7  8  9  10  11  12  13  14 
 

Jornalista esportivo há 40 anos. Trabalhou, como jornalista, nas emissoras de Rádio Brasil, Educadora, Central, Jequitibá e Capital (São Paulo). Nos jornais: Diário do Povo e Jornal de Domingo, ambos de Campinas, e editor de Economia e Opinião do Jornal Todo Dia, de Americana.

Fale comigo