10
AGO
Cruzeiro vai pagar punição apenas pós-pandemia

Entra década, sai década e a mídia esportiva ainda adota o viciado chutômetro pré-jogo, por vezes até destacando favoritismo.

No processo natural de reciclagem - como manda o figurino - evito conjecturar possibilidades de A ou B que vão duelar, por 'ene' razões.

Primeiro porque não se observa disparidade técnica gritante entre adversários nesta Série B do Brasileiro.

Segundo porque o mais fraco apela para rigorosas retrancas, aposta na chamada uma bola, e por vezes obtém êxito.

De repente uma expulsão de jogador desmonta toda sistemática de uma equipe, e assim o conjecturado vai pras cucuias.

Genericamente dá pra dizer que o Guarani anda 'dando mole' na bola aérea defensiva, e o ataque precisa de melhor aproveitamento.

CRUZEIRO

Enderson Moreira
Enderson Moreira

Do Cruzeiro, cabe lembrar que seu treinador é Enderson Moreira, que costumeiramente monta equipes competitivas.

Qualquer avaliação além disso é avançar o sinal.

Por isso, melhor é responder ao parceiro Paulo Sergio, indignado pelo Cruzeiro ter mandado jogo contra o Botafogo de Ribeirão Preto no Estádio Mineirão, pois supunha que o clube não tenha sido penalizado após cenas de vandalismo no dia da queda à Série B do Brasileiro, na derrota para o Palmeiras por 2 a 0, ano passado.

PUNIÇÃO DE CINCO JOGOS

O Cruzeiro foi penalizado sim pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva da CBF, mas o cumprimento terá vigência após o término da pandemia do coronavírus.

Terá que realizar cinco jogos com portões fechados, mesmo que seja o Mineirão, porém sem público.

Por sinal, punição branda, pois havia antecedentes de bagunça em jogos contra Atlético Mineiro e CSA.

Foi punição semelhante àquela aplicada à Ponte Preta pela invasão de gramado de seus torcedores no jogo contra o Vitória (BA), quando a derrota por 3 a 2 determinava rebaixamento no Brasileirão de 2017.

PONTE NO SUL

Quem acompanhou o desempenho do Brasil de Pelotas no Campeonato Gaúcho pra fazer pré-julgamento de que ele pode fazer contra a Ponte?

Como não acompanhei, fica a missão pra você, fiel parceiro do espaço.

Daquilo que foi visto da Ponte na derrota para o América Mineiro, é natural a perspectiva de que o time sofra menos com falta de entrosamento.

Contra o América, o torcedor pontepretano reviu o filme de chutões da defesa ao ataque, inclusive através do estreante quarto-zagueiro Rayan.

É possível em curto espaço a comissão técnica atingir a correção?

Sei lá eu!

  • Léo - Pr
    11/08/2020 01:40

    o Guarani tem que corrigir essas falha da defesa e melhorar finalização,amanhã e vencer,ou vencer,não tem outra saída.

  • Léo - Pr
    11/08/2020 01:39

    Eu acho que até por falta de entrosamento a ponte vai ter muita dificuldade no sul, não será novidade se volta com uma derrota na bagagem.

  • João da Teixeira
    11/08/2020 01:39

    Tidas punições que envolvem grandes, as punições são brandas. É uma vergonha e não adianta espernear, pois sobe sua pressão e não vai mudar nada. A Ponte foi mais de cinco jogos fora de Campinas com certeza. Cruzeiro joga no Mineirão e fica por isso mesmo. Com relação ao jogo contra o Cruzeiro, o Gfc tem todas as chances, até o Foguinho tirou uma "lasquinha", por que não o bugre. Se perder cai complicar a vida dele e a dos interessados nas vagas. Ponte, quer ou não quer subir?

09
AGO
Boleirada descuidada coloca colegas em risco para contágio do covid-19

Está ligado o sinal amarelo no futebol brasileiro com descuido da boleirada quanto a transmissão do covid-19.

Jogo do Goiás contra o São Paulo, programado para este domingo em Goiânia, teve que ser suspenso por conta de liminar conseguida pelo time goiano, expedida pelo STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) da CBF.

Claro que tudo em nome da preservação da saúde, visto que dez jogadores do Goiás apresentaram resultados positivos nos testes para detecção da doença.

Ora, como explicar tamanho descuido?

Por onde anda essa boleirada pra contrair a doença?

Será que os clubes terão que isolar por completo seus jogadores pra evitar contágio?

Qualquer descuido é fatal.

Se filhos ou familiares do boleiro descuidam, levam pra casa a doença. Aí ocorre a disseminação em parceiros do clube.

CSA TAMBÉM

No CSA oito jogadores testaram positivo, conforme constatação nos resultados de sexta-feira, tanto que o treinador Eduardo Baptista foi obrigado a escalar time alternativo para enfrentar o Guarani, no sábado.

Há informações que a Federação Alagoana de Futebol também se descuidou, ao apenas recomendar, em vez de obrigar, realização de testes nos jogadores quando da reta de chegada da competição regional.

Aí, quando o clube teve que cumprir protocolo exigido pela CBF, foi constatado o elevado número de atletas infectados.

Diante da situação, já passou da hora de a CBF endurecer com clubes que descuidarem da obediência de medidas protocolares em seus elencos.

Dos males, ainda bem que jogador de futebol é resistente ao covid-19, recupera-se em duas semana, mas não nos esqueçamos do risco de transmissão da doença para funcionários do clube ligados diretamente ao futebol.

  • Tito
    11/08/2020 01:40

    Lembram que o Lisca deixou os times de Campinas fora da lista dos favoritos ao acesso, pelo menos no que vimos na primeira rodada ele está certíssimo.

  • João da Teixeira
    10/08/2020 20:12

    Jogos de 3°feira: 19:15 Brasileirão Série B: Brasil de Pelotas x Ponte Preta SPORTV (menos RS); 20:30 Brasileirão Série B: Guarani x Cruzeiro PREMIERE; 21:30 Brasileirão Série B: Figueirense x Vitória SPORTV (menos SC); Vamos ver os acontecimentos. Se quiser almejar algo, tem que ganhar, para compensar as perdas e assim mesmo estamos para trás, teríamos que ter 6 pontos depois do jogo, no mínimo 4 e teremos, se ganhar, 3, sem contar que perdemos para um concorrente a subir.

  • João da Teixeira
    10/08/2020 20:11

    Bugre igualmente, só diferencia da Ponte que jogou fora, inverteu o grau de importância do jogo tbem, digamos que América e Cruzeiro estão no mesmo pé de igualdade, teria que ter 1 ponto pelo menos é digamos que CSA é tbem um concorrente. Vamos ver o que vai dar.

  • Profeta da Tribo
    10/08/2020 17:21

    Sobre o Guarani, o que incomoda não é perder para o misto do CSA. O que incomoda não é ter tomado outro gol de bola parada. O que incomoda, e realmente preocupa, é não ter feito nenhum gol. Olha, Carpini, corrija a bola parada defensiva, mas também corrija o ataque que não faz gols! Deivid muito violento, não condiz com nossa tradição. Crispim é voluntarioso, mas limitado. Falta um centro-avante. Enfim, tem que melhorar muito, Guarani.

  • Profeta da Tribo
    10/08/2020 17:20

    Michel Alves foi questionado sobre a estatura do time e deu resposta arrogante. Fiquei aborrecido. Há sim um erro de conceito e montagem de time: temos um time muito baixo. Nossos zagueiros e volantes são baixos. Nosso centro-avante, Ricardo Costa, é baixo, não faz nem sentido cruzar a bola na área pelo alto. Contra o CSA, tivemos 4532 escanteios a favor e não levamos perigo em nenhum deles. Tá de brincadeira, Michel Alves e Carpini. Assumam o erro e corram atrás de reforços.

  • João da Teixeira 1
    10/08/2020 17:19

    Em tempo de "SAY NO TO RACISM", irão fazer uma homenagem a Ponte, no seu aniversário, como o primeiro time a ter time mesclado de raças, brancos, negros e até ameríndios e suas misturas. Foi o primeiro clube do Brasil a ter a mescla de raças em seu time. Outra coisa, talvez o bugre tenha sido fundado para se criar equipes esportivas e um time de futebol. A Ponte foi diferente, por ser o primeiro time de futebol criado ininterruptamente no Brasil, desde a formação do time e ...

  • João da Teixeira 2
    10/08/2020 17:18

    desde a formação do time, talvez seja isso que gerou confusão, o time já existia já há alguns anos e depois que ocorreu a fundação, provavelmente com data retroativa. Imaginem uma modalidade nova de esporte (futebol) que ninguém praticava e já nascer como uma agremiação, ou melhor, uma Associação como alguns bugrinos gostam de nos chamar, sem antes se firmar para tal. Pior, nascer em classe social sem dinheiro provavelmente e que isso levou à confusão na data de sua fundação.

  • João da Teixeira 3
    10/08/2020 17:17

    ...o que levou à confusão na data de sua fundação, o que poderia ser ainda mais velha do que 11.08.1900, só não acredito porque essa data é tbem a data de fundação da Cia. Paulista de Estrada de Ferro, uma data muito comemorada na cidade, como iriam esquecer qdo o time começou jogar ao retroagirem a data da fundação. Suposição, tanto quanto o nome "derby" o nosso clássico campineiro, pelos jogos serem disputados em um campo de Hipódromo (Bonfim). Derby é corrida de cavalos.

  • João da Teixeira 4
    10/08/2020 17:17

    A história da Ponte Preta é muito bonita e ocorrida há pelo menos 120 anos atrás, aproveitando as comemorações da fundação da Cia. Paulista, empresa que representava o que tinha de mais moderno no transporte de produtos e passageiros e por ser o último ano do século XIX, com as expectativas do novo século. Isso é história e mais alguma coisa. Parabéns Ponte Preta, a Veterana Campineira, a Nega Véia, a Gloriosa, a nossa Macaca.

  • JHON
    10/08/2020 13:03

    Dar os parabéns ?? Lógico, merece, afinal de contas é o ÚNICO no Brasil com 120 anos sem gritar : É Campeão... essa proeza poucos conseguem kkkkkkkk

  • Jose Ricardo
    10/08/2020 13:02

    E o quê dizer do CRB, que se deslocou de Maceió para Caxias do Sul pra jogar contra o Juventude e depois retornou pra Maceió??? As duas partidas com os times alagoanos deveriam ter sido suspensas.O mínimo que se espera agora é que o time do Guarani e do Juventude sejam colocados em quarentena.

  • Jose Ricardo (II)
    10/08/2020 13:01

    E o que dizer da covardia da diretoria do São Paulo ao não querer peitar a CBF e entrar em campo quando já se sabia o resultado dos exames. Só depois que a partida foi oficialmente cancelada é que a diretoria do São Paulo emitiu uma nota tímida do tipo: "é, realmente foi a melhor decisão", eis um dos motivos de vale a letra do hino do clube "as suas glórias vêm do passado"....

  • Jose Ricardo (II)
    10/08/2020 12:59

    Quanto aos times de Campinas, duas decepções, Guarani parece que desandou a maionese, era factível ao menos um empate dado a hecatombe moral do CSA. Já a Ponte foi um samba desafinado com juiz aloprado.

  • Paulo Sergio
    10/08/2020 10:01

    Por que ninguém insistiu com tanta veemência a volta das aulas?? É que escola não dá lucro pra ninguém, não é?? mas o futebol dá, né?? e ele é tão de contato quanto uma sala de aula, ou não?? por que não usam o tal protocolo nas escolas?? nas academias etc??

  • ARIOVALDO ZANELLI
    10/08/2020 10:01

    BRIGATTI, MEIO DE CAMPO DO MIRASSOL ERA CONSIDERADO O MELHOR ATÉ A PARADA DO PAULISTA. POR QUE NÃO COLOCOU TODOS CONTRA O AMÉRICA? POR QUE? RECLAMOU QUE FALTAVAM PEÇAS, E AGORA ESTÁ PERDIDO. ISSO É APENAS O COMEÇO.

« Anterior : [ 1 ] 2 : Próxima »
Confiram as Postagens Anteriores:

1  2  3  4  5  6  7  8  9  10  11  12  13  14 
 

Jornalista esportivo há 40 anos. Trabalhou, como jornalista, nas emissoras de Rádio Brasil, Educadora, Central, Jequitibá e Capital (São Paulo). Nos jornais: Diário do Povo e Jornal de Domingo, ambos de Campinas, e editor de Economia e Opinião do Jornal Todo Dia, de Americana.

Fale comigo